Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

10
Abr 16

E as Eleições Presidenciais Norte-Americanas de 2016

 

Enquanto mos Meandros VIP do Mundo REP todo o Republicano que se preze não abdica de fazer TIRO-AO-TRUMP dentro e fora das fronteiras dos EUA, nos Meandros VIP do Mundo DEM todo o Democrata que se preze não abdica de ser SUPERDELEGADO, assim matando SANDERS logo à sua nascença. Mas com todos os VIP querendo escolher o seu próprio DARTH VADER.

 

Mundo REP

rep.png

 

Candidato REP Delegados Eleitos % Estados Ganhos
Donald Trump 743 46 21
Ted Cruz 532 33 13
John Kasich 143 9 1
(Desistentes) (187) (12) (3)

Para se ter maioria: 1237

Delegados por atribuir: 867

(10.04 – 14:00)

 

Cada dia que passa sem se realizar uma Primária que seja, existe um candidato que sabe de antemão que enquanto tal continuar a acontecer, a sua grande vantagem sobre o seu único adversário na corrida eleitoral irá continuar rápida e irreversivelmente a diminuir: esse candidato chama-se DONALD TRUMP e o seu único adversário TED CRUZ. Nesse sentido enquanto DONALD TRUMP se preocupa exclusivamente em obter o maior número de delegados possíveis como consequência das suas vitórias em mais de 20 Estados (um erro crasso de principiante nestas obscuras lides politicas), por outro lado o muito mais experiente no mundo exclusivo da política TED CRUZ (que até ao momento ganhou cerca de uma dúzia de Estados) não para durante os intervalos deste processo e aqui e ali vai recolhendo alguns delegados perdidos (e ainda por distribuir) pelos candidatos entretanto desistentes. Um facto bem visível e de fácil constatação quando a 4 de Abril a vantagem DT sobre TC se cifrava em 273 delegados (a favor de DT) enquanto hoje 10 de Abril (6 dias depois e apenas com os resultados parciais do Colorado e mais uns vinte delegados para TC) se cifram apenas em 211: uma diferença instantânea de 41 Delegados (273-211-21=41) resultante desta Sopa Republicana (com múltiplos truques eleitorais à boa moda Democrata – com os seus SUPERDELEGADOS) descaradamente ANTI-TRUMP. Pelo que o maior desejo para DONALD TRUMP será o regresso rápido das Primárias, ainda-por-cima sabendo-se que vem aí Nova Iorque e mais uma grande vitória para o Candidato Disruptivo: um estado elegendo 95 Delegados à Convenção REP, no qual o vencedor leva a esmagadora maioria desses delegados e onde DP leva de momento uma vantagem esmagadora sobre os outros dois candidatos: DT/56% (TC/22% – JK/17%). Seguindo-se a 19 de Março a penúltima SUPER TERÇA-FEIRA com 5 Estados e 172 Delegados em disputa.

 

Mundo DEM

índice.jpg

 

Candidato

DEM

Delegados

Eleitos

%

Estados

Ganhos

Hillary Clinton 1756 62 21
Bernie Sanders 1068 38 16

Para se ter maioria: 2383

Delegados por atribuir: 1940 (1728 D + 212 SD)

(10.04 – 14:00)

 

Do outro lado da barricada institucional e como se estivéssemos a lidar com uma potencial Princesa Encantada de mais um belo conto infantil (mas dadas as circunstâncias demasiado ingénuo e sem consequências positivas e apenas dirigido à esmagadora maioria dos “pobres de espírito” – nós os eleitores, ocupando a base alargada e obliteradora da nova pirâmide social), eis que surge a Democrata HILLARY CLINTON, inocentemente reaparecendo neste cenário replicado (afinal de contas ela já não é uma criança) e como que passeando perdida no seu próprio Jardim das Delícias (anteriormente criado e caraterizado pelo seu companheiro Adão): com todos os seus encantos e virtudes esmagando a serpente BERNIE SANDERS e com a ajuda dos seus Anjos amigos (os SUPERDELEGADOS) abrindo desde já as portas do Paraíso para a vitória em Convenção. Como indicam os resultados das primárias até agora realizadas: com HC contando já com 1756 Delegados contra os 1068 de BS (numa diferença de 688). E com esse contingente VIP integrando figuras Democratas de relevo (como BILL CLINTON), contribuindo fortemente para este verdadeiro Saco Azul DEM: em 500 SUPERDELEGADOS até agora distribuídos 469 para HC e apenas 31 para BS (numa diferença de 438). E porque não um pequeno cálculo: 688 – 438 = 250. O que poderá significar que se não fossem os VIP tudo seria bem diferente (os resultados atuais passariam de 62%/38% para uns estreitos 55%/45% a favor de HC), ainda-por-cima quando BS acaba no Estado do WYOMING por obter a sua Sétima Vitória Consecutiva e quando se aproxima a primária do segundo maior estado em delegados DEM (NOVA IORQUE com 291), onde agora aproveitando o MOMENTO (a nova palavra da moda) e com a evolução natural das sondagens tudo é possível até para BERNIE SANDERS (neste momento ainda apontando para a vitória de HC por 53%/37% – aliás como a generalidade das sondagens realizadas anteriormente). E que nos poderá conduzir a uma Convenção DEM não menos confusa do que a Convenção REP, na qual o candidato mais votado nas primárias e que elegeu mais delegados (naturalmente pela plebe e como tal subvalorizado) poderá ser derrotado por aqueles que nem sequer foram sujeitos a escrutínio, mas que no entanto e como sempre o fizeram se auto intitula a Alma VIP do Partido (a nobreza do partido DEM e como tal sobrevalorizada).

 

(imagem: WEB)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:49

O Super Vulcão

 

“Three super-eruptions at Yellowstone appear to have occurred on a 600,000-700,000 year cycle starting 2.1 million years ago. The most recent took place 640,000 years ago – suggesting Yellowstone is overdue for an eruption.”

(bbc.co.uk)

 

yellowstone-magma-pocket.jpg

A enorme caldeira vulcânica debaixo de Yellowstone

 

Já com tantos desastres a acontecer em terra (naturais e artificiais) e contando ainda com a ameaça proveniente de todos os objetos conhecidos ou desconhecidos em aproximação ao nosso planeta (como o para já teórico NONO PLANETA), só nos faltava mesmo virem-nos agora relembrar de mais um pormenor que diretamente para uns e indiretamente para outros, poderia também pôr em causa o eco ambiente onde habitamos e a nossa sobrevivência: o SUPERVULCÃO norte-americano localizado no estado do Wyoming e conhecido pelo nome da sua enorme caldeira (com uma área de quase 4.000Km²) e pelo parque natural onde está inserido – YELLOWSTONE.

 

Com os especialistas neste tipo de fenómenos a voltarem a falar na forte possibilidade de um dia destes o vulcão entrar de novo em erupção (a sua última grande erupção ter-se-á registado há cerca de 360.000 anos), afetando imediata e diretamente metade do território dos EUA e pondo em causa de, no mínimo no prazo de algumas décadas, algum tipo de vida aí poder sobreviver. Provocando uma imensa destruição, no mínimo 1.000.000 de mortos em toda a região rodeando o vulcão, muitos outros milhões de feridos e desalojados e certamente o colapso dos EUA. Para já não falar das consequências (em todas as áreas) para o resto do mundo.

 

E como assim para ajudar à festa, com a USGS a informar-nos (ou então a avisar-nos) ainda com mais detalhe para as graves consequências caso algum dia destes se concretizasse um EVENTO deste calibre (ao nível de extinção): culturas completamente destruídas, exterminação de muitas espécies, contaminação dos cursos de água, aumento exponencial de doenças respiratórias e ainda o desmoronamento de todas as infraestruturas básicas de apoio à sobrevivência do Homem. Já imaginaram um mundo em que a potência que hoje tudo domina e tudo controla (a seu bel-prazer e sem qualquer tipo de contestação ou necessidade de ajuda), um dia desapareça do mapa sem nos deixar algo ou sequer nos avisar?

 

Yellow-Stone-430277.jpg

Um vulcão em contagem decrescente e muito perto do zero

 

No entanto e apesar de tudo aquilo aqui exposto segundo esses mesmos especialistas poderemos estar descansados: um vulcão deste tipo muito provavelmente não entraria em erupção nos próximos 10.000 anos (segundo a USGS).  O que vindo de autoridades tão credenciais no mundo da sismologia e da vulcanologia nos poderia deixar mais descansados, mas como preposição (supostamente) verdadeira sendo imediatamente neutralizada pelos não menos especialistas da Fundação Europeia da Ciência – destacando estes que uma erupção vulcânica desta dimensão além de poder originar uma tragédia a nível planetário muito mais grave do que a provocada por um impacto de um asteroide com a Terra, poderia lançar simultaneamente o nosso planeta e todas as espécies aí existentes num período de alterações climáticas extremas no mínimo de 1.000 anos.

 

Nunca esquecendo que segundo esses mesmos cientistas o intervalo (previsível) de 10.000 anos para uma nova grande erupção na caldeira do SUPERVULCÃO de YELLOWSTONE poderá ser demasiado extenso, podendo o mesmo Evento ocorrer num tempo muito mais próximo e ainda mesmo este século. Talvez contando ainda com o contributo suplementar do hipotético NONO PLANETA (circulando no interior ou muito próximo do Sistema Solar), que segundo muitos cientistas poderá na realidade existir (foram detetadas algumas variações no comportamento de certos objetos pertencentes ao Cinturão de Kuiper) e que segundo muitos outros curiosos (da ciência) existirá mesmo, estará cada vez mais perto de nós e acabará com a sua presença por perto, por nos afetar e tocar (e ao planeta Terra). Veremos o que acontece atá ao ano 2100.

 

(imagens: WEB)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:02

Abril 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11

19
21

27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO