Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

05
Mai 16

“Se por acaso (ou por nossa necessidade de dirigir ou ser dirigido) existirem Outros Mundos além daquele que é o nosso (muito mais distantes de nós e muitos deles contemporâneos do BIG BANG), certamente que as suas sociedades serão comparativa e incomensuravelmente mais desenvolvidas a nível científico e tecnológico (provavelmente colocando a nossa civilização num estado de desenvolvimento ainda primitivo, por desvalorização da preservação da própria espécie pretensamente autodenominando-se a dominante). Logo se um dia algo ou alguém nos visitar, certamente que não será para connosco confraternizar – até nós matamos (do nada até um pouco de tudo) nem sequer hesitando perante a nossa própria espécie. Logo se eles vierem (vindos de Outros Mundos) será apenas para nos comerem. Usando a sua receita.”

 

48xcy3zowy98f727061305092095-3460823-astronomers_e

Provável localização do Nono Planeta

(ou Planeta X – antes da despromoção de Plutão)

 

Enquanto os astrónomos ainda se debatem sobre a possibilidade da existência de um NONO PLANETA no SISTEMA SOLAR (já que os planetas principais são agora oito, desde a despromoção de PLUTÃO a planeta-anão), outros astrónomos acompanhados por um grande contingente de curiosos continuam a afirmar que o mesmo existe, seja o nono ou o décimo planeta (o tão falado PLANETA X). Apoiando a teoria da existência desse Planeta Solar (que será o responsável por algumas anomalias detetadas nas características orbitais de corpos celestes localizados na região do CINTURÃO de KUIPER) e superando todas as expectativas, designando-o como o tantas vezes mencionado Planeta X (um planeta com uma orbita muito mais alongada, muito superior às dimensões de Júpiter, localizado a mais de 100 anos-luz do Sol e com um período orbital de alguns milhares de anos). A ser o caso (tão falado por historiadores alternativos e muitos teóricos da conspiração) tratando-se de um corpo celeste que nos visitaria com um intervalo talvez de 10.000/20.000 anos e que passando nas proximidades do nosso planeta, estaria associado ao aparecimento de grandes convulsões atmosféricas, geológicas e oceânicas na TERRA: provocadas por erupções, sismos e até impacto de meteoritos.

 

11.jpg  22.jpg

Planeta X ou Nono Planeta – Imaginação ou Realidade

(qual a diferença?)

 

Segundo alguns teóricos (principalmente os mais tradicionalistas e os teóricos da conspiração) podendo este planeta não se encontrar isolado, mas pertencendo a um Sistema Planetário mais vasto e de que o mesmo faria parte (NIBIRU). Que para nossa infelicidade estaria em aproximação ao SOL (a caminho do seu periélio) e que devido às suas grandes dimensões e proximidade à Terra (provocando uma grande interação eletromagnética entre o mesmo e o nosso sistema planetário, sendo ele pela sua intrusão e dimensão a parte forte do conflito e a Terra a parte fraca e mais exposta até por ter VIDA) causaria por cá periodicamente grandes catástrofes e a extinção de muitas espécies – uma delas até podendo ser o próprio HOMEM. Numa receita para os mais extremistas a ser aplicada ainda este ano – tal como todos os outros que perdida a esperança (e na Terra já são muitos biliões), parecem desejar apenas que surja rapidamente o FIM-DO-MUNDO. Mas para já e que se saiba nada há ainda a temer: mesmo que se venha a confirmar a existência do Nono Planeta bem lá longe do (ou no) nosso Sistema, especialistas como os da NASA e de todas as outras agências espaciais ainda não o confirmaram, duvidam da sua existência e muito mais da sua enorme influência (sobre a Terra e sobre nós) – e logicamente das catástrofes naturais pelo mesmo provocado. Categoricamente afirmando nunca o terem observado e reafirmando mais uma vez que todas as suas pretensas imagens não passariam de erros induzidos pelos nossos órgãos dos sentidos (no caso a visão associada a alguns instrumentos óticos). Enquanto os outros ainda o associam com algumas datas importantes na Evolução do nosso planeta (como o da extinção dos dinossauros há mais de 60 milhões de anos, atribuída ao impacto de um asteroide).

 

(imagens: CNRS/AFP e El Chero/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:52

Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11

20
21

24
28

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO