Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

01
Jul 16

EURO 2016 – Meias-Finais

Lyon – Quarta-Feira, 6 de Julho de 2016 – 20:00

Portugal – País de Gales

 

renato-sanches-marca-para-portugal-contra-polonia-

Golo de Renato Sanches contra a Polónia

(durante a 1ªparte)

 

Após a realização de 5 dos 6 jogos necessários para atingir a final do EURO 2016 (a realizar em Paris no próximo dia 10 de Julho), a seleção de Portugal prepara-se agora para o 6º, penúltimo e decisivo jogo, para a concretização do sonho de Fernando Santos: estar na final e ganhar o Europeu. Com uma diferença de golos entre marcados e sofridos (todos por Patrício) de 5-4.

 

Sem nenhuma vitória ou derrota no tempo regulamentar (90 minutos) de cada uma das cinco partidas até agora disputados (cinco empates – 1-1, 0-0, 3-3, 0-0/com Portugal a ser apurado no prolongamento vencendo por 1-0 e 1-1/com Portugal a ser apurado nos penaltis por 5-3) e com os seus seis golos a serem marcados por Ronaldo (2), Nani (2), Quaresma (1) e Renato (1).

 

Numa realidade futebolística em que uma seleção ultimamente enquadrada entre as 10 melhores do mundo e que já no último torneio europeu tinha atingido as meias-finais (perdendo nos penaltis com a Espanha que viria a ser campeã goleando na final a Itália), não tem jogado bem sendo no entanto eficaz: fazendo-nos logo recordar o campeão de 2004 (a Grécia) ou mesmo a grande Itália (defensiva e organizada) de há alguns anos atrás.

 

portugal-bate-polonia.jpg

Defesa decisiva de Patrício contra a Polónia

(no desempate por penalties)

 

Um Europeu de Futebol onde de momento a média de golos por jogo anda nos 2,0golos/partida – com Portugal tendo de média 1,2golos/partida – e no qual a nossa seleção tem como principais atributos/parâmetros (alguns deles inacreditáveis segundo as versões oficiais e comparativas):

 

Ser a 5ªequipa com mais passes completos;

Ser a 1ªequipa no número total de remates;

Ser a 3ªequipa exe quo com mais golos marcados;

Ter 2 jogadores com 2 golos em 4ºlugar exe quo na lista dos melhores marcadores (Ronaldo e Nani);

Ter 2 jogadores entre os 6 mais rematadores da prova (Ronaldo e Nani);

Ter 2 jogadores entre os 10 com mais passes efetuados (Pepe e William).

 

(estes valores poderão vir a ser alterados dado já ter terminado o segundo jogo das meias-finais País de Gales – 3 Bélgica – 1)

 

Numa fase da prova em que se vai entrar nas meias-finais, na qual Portugal já tem a sua presença garantida, num confronto tendo como adversário o País de Gales. E em que os jogadores portugueses em destaque terão sido (até ao 5ºjogo) Pepe, Renato e Nani. Mas nunca esquecendo os dois golos de Ronaldo (decisivos no jogo contra a Hungria), o golo de Quaresma (que eliminou a Croácia) e as grandes defesas de Patrício (como a do penalty defendido que eliminou a Polónia). E já agora (pondo de lado os outros dois guarda-redes) para quando Éder (o outro avançado) mas sobretudo Rafa (o outro avançado)?

 

(imagens: esporte.uol.com.br/paraibaurgente.com.br)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:52

Julho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11

17
18

30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO