Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

03
Ago 16

Veículo motorizado terrestre OPPORTUNITY

(operando em MARTE)

 

Oferecendo-nos uma imagem de Marte que até poderíamos facilmente aceitar como tendo origem no nosso planeta (a Terra), apresentando-nos um material rochoso de cor meio acastanhada/avermelhada tão característica da presença de minerais de argila. Num registo obtido pela câmara panorâmica do Rover Opportunity há cerca de nove meses, durante os seus 4182º/4183º dias da sua estadia em Marte (um dia marciano tem aproximadamente mais 40 minutos que um dia terrestre).

 

PIA20319.jpg

Olhando para os limites do VALE DA MARATONA localizado na cratera de ENDEAVOUR

(a partir do seu interior e na direção do cume KNUDSEN)

PIA 20309

 

Enviando registos de um cenário básico interplanetário

(sem confirmação da existência de Vida)

 

Mais um testemunho visual que mesmo podendo apresentar uma realidade distorcida de um mundo desconhecido, alienígena e em princípio nunca pisado pelo Homem (ao contrário do ocorrido na Lua há quase meio século), desperta na nossa memória e nas suas manifestações culturais (ainda, sempre e misteriosamente prevalecentes) algo há muito perdido no Tempo e ocorrido num Espaço entretanto transformado e alterado: recordações (paralelas ou coincidentes no percurso) de um Mundo há biliões de anos extinto?

 

(imagem: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:46

“Um Boeing a um fio de uma tragédia – mas felizmente foi só chapa!”

(salvaram-se 300)

 

36D55F1600000578-3721366-image-a-100_1470222126245

O estado em que ficou o Boeing 777-300 após a extinção do incêndio

 

Este é o aspeto final do BOEING 777-300 A6-EMW pertencente à companhia dos Emiratos Árabes Unidos EMIRATES, momentos após a sua aterragem no Aeroporto Internacional do DUBAI, na conclusão do seu voo EK-512 proveniente da cidade indiana de TRIVANDRUM (localizada no sudoeste da Índia). Transportando consigo 300 passageiros de vários continentes e nacionalidades mas maioritariamente asiáticos: para além dos 18 elementos da tripulação, com os passageiros a serem oriundos de países tão distantes como os EUA, a Austrália e até a Irlanda.

 

36D50D8400000578-3721366-Emirates_said_the_flight_

Provavelmente um problema num motor e/ou no trem de aterragem

 

Provavelmente como consequência de uma aterragem mal executada (pelos pilotos – diz-se que foi a Torre do aeroporto a relembrar a tripulação que ainda não tinha baixado o trem de aterragem) ou de algum tipo de problema técnico verdadeiramente inesperado (no Boeing 777-300 – testemunhas a bordo do avião afirmam que o comandante teria falado em problemas com o trem de aterragem). Segundo algumas testemunhas colocadas no local do acidente com o avião a poder ter focado a pista não tão suavemente como deveria ter feito, acabando no decorrer do seu percurso por se inclinar para a direita, embatendo com a asa no solo e incendiando um dos motores (que alguns passageiros afirmam já estar a deitar fumo instantes antes da aterragem). Imediatamente pegando fogo à estrutura próxima do avião e com os fumos tóxicos originários do incêndio a estenderem-se rapidamente a todo o seu interior.

 

36D5C79600000578-3721366-Hundreds_of_passengers_mi

Passageiros do avião em chamas fugindo em pânico pelas pistas do aeroporto

 

Um incidente que seja quais forem as suas causas (técnicas ou humanas), só não teve consequências mais graves graças à imediata intervenção do Comandante e restante tripulação do avião da Emirates: face à extensão do incêndio e a uma possível explosão foi dada ordem para se iniciar de imediato todo o processo de evacuação. Numa operação que pelos vistos decorreu com total eficiência não sendo notícia até ao momento a informação sobre algum tipo de vítimas (feridos ou mortos). Num cenário de salvamento total de todas as pessoas presentes no interior do avião (como se pode ver na imagem anterior – um verdadeiro MILAGRE), pois caso contrário e se a explosão se tivesse registado apenas alguns minutos antes, poderia ter certamente originado mais uma grande tragédia da aviação mundial.

 

(dados e imagens: dailymail.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:53

“Quando no século passado a Lua invadiu a Terra

(com a alunagem do módulo da nave Apollo11 no ano de 1969),

Nunca passaria pela cabeça de ninguém que quase meio século depois

(em pleno Futuro)

Estaria de novo a caminho da passada Idade Média.”

 

151123_r27336-1200x630-1447269176.jpg

O Modelo Americano – com o segredo a residir nas suas excecionais impressoras de dólares

Num caso exemplarmente expresso no seu Défice Fabuloso

(com o de 2016 ultrapassando 500 biliões e o acumulado expressando-se em triliões)

 

O que distingue os EUA da Europa é que enquanto na maior potência existente à superfície da Terra o que verdadeiramente interessa é a contínua perpetuação do Modelo, no restante jardim da nossa existência e das delícias prometidas tudo se limita apenas a simples Médias e Modas: na América do Norte com o seu Modelo privilegiando-se os gastos (o Investimento), na Europa com os seus constantes Delírios limitando-se as despesas (o Défice). Sendo fácil de constatar quem imita Portugal convidando os seus nacionais a partir e emigrar.

 

Não sendo pois de admirar que apenas uns insignificantes 60 residentes deste planeta se possam equiparar a quase 4 biliões seus semelhantes: num regresso da nobreza e do clero, da plebe e dos marginais, mas agora numa pirâmide (social) de aplicação impossível – com dois vértices suportando um outro que já deixou de existir, esmagando as esperanças dos residentes da base. Algo tentado no Governo anterior em Portugal mas que por um motivo qualquer nunca se concretizou (talvez à imagem de Putin tendo Sócrates como culpado).

 

Nos EUA com os dois candidatos a serem na sua essência solidários com o seu atual estatuto e relação com o Poder, assente nos Grandes Grupos Privados agora detentores dos Antigos Poderes do Estado. Por concessão (real e intemporal) e como consequência logica da robotização (tornando o Homem excedentário): e concordando plenamente dom o pensamento (não me lembro agora de quem) de que com TRUMP teremos HITLER e com HILLARY nada melhor – HITLARY.

 

“Já toda a gente sabe a quem se destinam os restos!”

 

(imagem: newyorker.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:53

Com um Presidente Negro sempre ausente para os da sua cor (de pele) e num país onde até os estudantes universitários são aconselhados (pelo seu Estado) a andarem armados (até no interior da sua Escola) para se defenderem à força da bala (o argumento final tornado inicial).

 

57a09095c36188176e8b4571.jpg

Korryn Geines

(Shaun King/Facebook)

 

According to journalist Shaun King:

(escritor, jornalista e ativista norte-americano)

“Gaines regularly documented police abuse in the city”

And her Facebook videos

“Right before police killed her have been deleted.”

 

Na já incontável lista de cidadãos abatidos à queima-roupa e a sangue frio pela polícia norte-americana (maioritariamente negros de origem norte-americana), junta-se agora o nome de mais uma jovem de 23 anos assassinada no estado de Maryland: abatida a tiro no interior da sua própria habitação por se opor a um mandado de prisão.

 

Um mandado de prisão originado pela sua anterior ausência numa audiência em Tribunal e resultante de uma queixa da polícia contra a jovem agora morta, por conduta desordeira, resistência à prisão e ainda outros casos como numerosas multas de trânsito (certamente por pagar): o que pelos vistos nos EUA é um motivo válido para disparar atirando mesmo a matar.

 

Mesmo que entre a jovem e a polícia se interpusesse uma criança de apenas 5 anos! Com a polícia a entrar na sua habitação, a vê-la sentada no soalho da casa com uma criança ao colo, a ouvi-la ameaça-los com uma pistola em punho e imediatamente, pelos vistos com cobertura, sem pensar e sem qualquer tipo de hesitação (onde está a formação básica da polícia para casos tão comuns e banais como estes?) a ser ela a disparar e logo com o primeiro tiro.

 

Então o que se seguiu por mais óbvio ou evidente foi a jovem disparar (um tiro) e a polícia ripostar (todos os outros tiros): com a jovem Korryn Geines a ser atingida (mortalmente) assim como o seu filho de 5 anos (ferido e hospitalizado). Uma jovem que por mais defeitos que tivesse e por mais trapalhadas onde pudesse estar envolvida (não sendo essa a imagem transmitida pelos seus amigos), não merecia ser morta nem sequer perseguida.

 

Num crime incompreensível cometido pela polícia (após um período de negociações estranhamente improdutivas), em que mais um negro sofreu pela sua cor (pele escura), em que três agentes mataram e feriram dois jovens (um por desobediência o outro apenas por estar presente) e até (veja-se lá a coincidência) num caso onde a própria página de Facebook da vítima, foi imediatamente apagada logo após a sua morte.

 

Sendo necessário acrescentar que em princípio as forças policiais intervenientes já deviam estar equipadas com câmaras para registo de casos semelhantes (argumentando-se agora que nem todos estariam já equipados, sendo logo este um dos casos exemplares) e que a própria jovem e vítima aparentemente teria registado na sua câmara momentos do incidente, publicados no seu Facebook e entretanto apagados.

 

Em conclusão nunca se podendo acusar exclusivamente a população negra e a polícia (como se vivêssemos numa sociedade fechada) por todos os conflitos existentes, sabendo-se como se sabe que cada um deles tem uma arma (negros e polícia) e curiosamente (ou talvez não) vendidas pelos mesmos: e certificadas e autorizadas (logo sendo tudo legal) pelas respetivas autoridades – nos EUA como no Mundo.

 

(dados e imagem: RT)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:48

Agosto 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
13

16

22
27

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO