Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

18
Set 16

“Traindo um acordo (EUA) e ainda-por-cima catalogando o outro lado de hipócritas (RÚSSIA).”

 

ccc.jpg

Samantha Powers – ao lado do BEM

(embaixadora dos EUA na UN)

 

Para quem ainda tinha dúvidas sobre o papel atual da UN na resolução dos grandes conflitos GLOBAIS (como é o caso da Guerra Civil na Síria envolvendo um Estado soberano e uma multidão de grupos constituídos pela nata do terrorismo internacional), basta observar o que aconteceu neste fim-de-semana na região do aeroporto militar da cidade síria de DEIR EZ-ZOR e quais foram as consequências de tais atos (na atual situação político-militar síria agora que se vive um período de cessar-fogo imposto pelos EUA e pela RÚSSIA – e a dois dias de um primeiro balanço conjunto destas tréguas onde era suposto reforçar-se esta iniciativa conjunta):

 

1 – Quatro aviões de combate norte-americanos entrando em território da Síria pela fronteira aérea do Iraque e dirigindo-se para uma zona controlada pelos terroristas do Estado Islâmico, atacaram a última posição de defesa do aeroporto militar de Deir Ez-Zor (controlado pelo Exército da Síria) destruindo as suas defesas e provocando mais de 80 mortos e de 100 feridos: numa operação tendo aparentemente como alvo os diversos grupos terroristas presentes no terreno (talvez uma centena cercando a cidade síria), mas que acabou por acertar nas forças do Exército Sírio suportando o regime de Damasco (os cercados pelo ISIS e centro do alvo dos EUA). Num cenário de cinismo e de hipocrisia em que os EUA se desculpabilizam apresentando o acontecimento como um mero erro de guerra (se no terreno os conflitos entre as várias agências norte-americanas de segurança é mais do que evidente com a CIA a apoiar uns grupos, o Pentágono a apoiar outros grupos e o Governo intrometendo-se a falar do que não sabe), como se os seus satélites de espionagem não funcionassem ou estivessem desligados ao mesmo tempo que do lado russo estes iam transmitindo em direto o cumprimento do acordo do lado deles;

 

2 – Numa operação 100% bem-sucedida levada a cabo pelos EUA a pedido de grupos terroristas seus aliados e presentes na área de Deir Ez-Zor e que destruiu cirurgicamente o último ponto de resistência governamental ao avanço dos terroristas combatendo ao lado do Estado Islâmico: destruindo as forças do Exército Sírio e abrindo completamente as portas da cidade aos terroristas do ISIS e a todos os seus atos ilegais e criminosos (afinal de contas a maioria destes combatentes são mercenários estrangeiros). Repito: num período de cessar-fogo imposto em conjunto pelos EUA/RÚSSIA em que é logo uma dessas partes que viola grosseiramente o acordo intervindo diretamente e destruindo o outro lado – por engano dizem eles!

 

eee.jpg

Vitaly Churkin – ao lado do MAL

(embaixador da Rússia na UN)

 

3 – Levando como seria de todo lógico e obrigatório a Rússia a convocar de Emergência o Conselho de Segurança da UN, de modo a ser completamente esclarecido este ataque dos EUA/ISIS às forças RÚSSIA/SÍRIA em mais uma tentativa deliberada de destruir todas as possibilidades de diálogo e de Paz tanto na Síria como no Iraque. Como seria de esperar não levando a nada (ou não tivesse os EUA direito de veto – tal como a Rússia) e proporcionando-nos mais um espetáculo deplorável por parte da representante dos EUA nesse Conselho de Segurança tentando esconder/desvalorizar o incidente mortífero (que os EUA ainda afirmam ter sido levado a cabo para defender a posição do Exército Sírio cercado pelo ISIS) afirmando que os russos e os sírios ainda eram piores: se eles cometiam vários crimes qual seria o problema se os EUA cometessem um ou outro!

 

4 – No guião norte-americano aqui e grosseiramente mais uma vez exposto por uma responsável/irresponsável que mais parece um porta-voz dizendo tudo o que lhe vai à cabeça mas respeitando a voz do dono (que na realidade nem se sabe bem quem é, nem mesmo eles próprios – CIA, PENTÁGONO, GOVERNO), que na realidade com a sua presença e desvio ainda aumentou mais o clima de suspeição em torno deste incidente provavelmente deliberado e provocatório (como já o tinha sido o abate do jato russo por um jato turco, contando com a cumplicidade-ausente dos inocentes EUA – dado a entender posteriormente pelo próprio presidente turco ERDOGAN); voltando-se de novo com a embaixadora dos EUA na UN Samantha Power à retórica simplista da luta entre o BEM e o MAL de modo a desviarem-se as atenções e não se falar mais no verdadeiro problema (na realidade o TERRORISMO GLOBAL e nunca um ESTADO CERCADO).

 

Ficando o Mundo a aguardar os novos folhetins desta novela trágica e interminável que em genocídios sucessivos já destruiu pelo menos quatro Estados soberanos – Iraque, Síria, Iémen e Líbia – e que inevitavelmente já se estendeu a outros continentes e até à própria EUROPA: colaborando no massacre e levando com as populações desesperadas e em fuga EM CIMA. Com eles vindo as vítimas mas também os seus verdugos – daí os atentados e todos os mortos causados. Sendo no entanto a HIPOCRISIA, o CINISMO e a INDIGNIDADE o que mais nos mete nojo – levando muitos de nós a tomarmos um partido (logicamente o do BEM) e conjuntamente com eles a darmos um tiro na cabeça (APOIANDO O MAL). Em mais um episódio irreversível de caminho para o ABISMO (seja americano, russo ou chinês).

 

E por mais que gritemos e gesticulemos (se entretanto não levarmos um tiro por engano) o sentimento de nojo que se entranha e nos asfixia parece jamais querer abandonar o nosso corpo: pelos vistos já fomos possuídos pelo Demónio e já não há nada a fazer.

 

[A cidade síria de Deir Ez-Zor está localizada a nordeste da Síria, a cerca de 150Km da sua extensa fronteira com o Iraque (a outra grande fronteira faz-se com a Turquia): distando cerca de 450Km da capital do país Damasco e sendo conhecida como integrando uma região rica em petróleo – muito importante no passado para o regime sírio no poder; entretanto e beneficiando do 100% eficaz ataque dos EUA às forças militares ao serviço do regime sírio, o Estado Islâmico aproveitou a sua supremacia no terreno (agora alargada) para abater mais um avião da Força Aérea Síria]

 

(imagens: WEB)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:43

US Bombs Syrian Army Base in Ceir Ezzor, Killing 83 Troops

ISIS Overruns Area, Threatens Key Airport After US Blunder

(Jason Ditz, September 17, 2016)

 

antiwar_logo.gif

 

In what could prove to be the single biggest blunder of the entire US war in Syria, US warplanes today attacked a Syrian army base in the Jebel Tharda area on Deir Ezzor Province, in the ISIS-dominated eastern portion of the country, killing at least 83 Syrian soldiers and wounding 120 others.

 

Pentagon officials claimed they thought the site was “an ISIS tank position,” and admitted to not giving Russia a precise location before the attacks. Russian officials slammed the US over that, saying it underscored the Pentagon’s “stubborn refusal” to coordinate actions properly.

 

US warplanes killing 83 Syrian troops during a ceasefire may not be the worst of the story, incredibly enough. Those troops had been defending the area from ISIS, who quickly overran what was left of the base’s defenses, and are now even closer to the Deir Ezzor airport.

 

The airport has been one of the last major government holdouts in the Deir Ezzor capital, and at times the Syrian warplanes flying out of the airport were the only thing keeping ISIS from overrunning the entire eastern half of the country. The US airstrikes seriously softened up the defenses in the area, and might finally do what years of ISIS offensives couldn’t, put ISIS in control of the airport.

 

US officials expressed “regret” over the killing of the Syrian troops, but condemned Russia for requesting an emergency UN Security Council meeting, saying that the Russians “had blood on their hands” from the war themselves and wasn’t in a position to criticize the US botches.

 

According to Centcom, the Syrian troops were all “out in the open” at the base, and they also destroyed six military APCs and one tank. They reported they were “watching” the Syrian Army base for days before the attacks, figuring everyone there was ISIS.

 

(texto e imagem: antiwar.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:27
tags: , ,

Na Guerra Civil Síria

 

0,,19549079_403,00.jpg

John Kerry (EUA) e Sergey Lavrov (RÚSSIA)

 

As a delicate ceasefire appeared to be holding, the Syrian military said an airstrike Saturday by the US-led coalition hit a regime military position in eastern Syria. The US military said the coalition thought it was hitting ISIS militants, but hours later said the airstrike may have struck Syrian soldiers. (cnn.com)

 

Em pleno período de cessar-fogo aparentemente imposto na SÍRIA por duas das maiores potências militares mundiais – a Rússia apoiando o regime sírio e os EUA apoiando o Estado Islâmico – eis que uma das partes (EUA) e para espanto de todas as outras partes (não só da Rússia mas de todo o resto do mundo) resolve ignorar o acordo apoiando a sua parte.

 

Enviando a partir do interior do espaço aéreo do Iraque 2 F-16 e 2 A-10 (aviões de combate), tendo como missão bombardear uma posição do Exército (governamental) Sírio defendendo o aeroporto militar de DIEZ AZ ZOR (leste da Síria): a única posição de defesa do aeroporto ainda na posse do Exército Sírio num setor dominado pelo Exército Islâmico.

 

The U.S. military said Saturday it had halted a series of airstrikes in eastern Syria after Russia warned the United States that it mistakenly struck and killed Syrian military forces. The Russian Defense Ministry said 62 Syrians were killed in the strike, and the Syrian government said the coalition airstrike allowed the Islamic State to advance around Deir el-Zour province where the airstrike took place. (usatoday.com)

 

Numa região onde o PENTÁGONO reconhece a forte presença dos mais variados grupos terroristas (desde os terroristas do ISIS aos ditos moderados) – mas nunca reconhecendo o seu apoio aos mesmos – e onde por acaso os bombardeados acabaram por ser aqueles bem identificados apenas por estarem em desvantagem e cercados (como se fossem o centro bem visível de um alvo numa carreira de tiro).

 

No final com os EUA (acompanhado por todas as suas agências atualmente ativas em território sírio) ainda ficando a gozar com as consequências de mais este incidente da sua própria iniciativa, invocando estar a atacar os terroristas do Estado Islâmico e nem sequer se dando ao trabalho de nos informar de quem partiu a responsabilidade para o mesmo (ataque) e qual o motivo para tal. Para já causando mais de 60 mortos e mais de 100 feridos (num cessar-fogo também imposto pelos EUA).

 

Russia's military says rebel groups have increased attacks in Syria despite a ceasefire and has urged the US to act or be responsible for its collapse. Russian generals said attacks by rebels, some US-backed, had increased sharply over the past 24 hours. Gen Viktor Poznikhir said the rebel groups had "not met a single obligation" of the truce. Later Syrian state media said US-led coalition forces had struck government positions, killing dozens of troops. They quoted a statement by Syrian army general command as saying coalition jets had bombed a Syrian army position near Deir al-Zour in eastern Syria, and that this was allowing so-called Islamic State (IS) to advance. (bbc.com)

 

Engano dos norte-americanos? Deixem-me rir! Tréguas? Deixem-me chorar!

 

(imagem: AP Photo/K. Lamarque)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:08

“As câmaras do ROVER OPPORTUNITY acabam de apanhar no planeta MARTE a presença de um ser BIOMECÂNICO.”

 

1F527238006EFFCS1HP1211R0M1.JPG

Sombra projetada por um Cyborg detetado em Marte certamente trabalhando para uma grande Corporação Intergaláctica

(SOL 4495)

 

A NASA acaba de divulgar a primeira imagem de um ANDROIDE alienígena (na realidade a sua sombra), num registo captado recentemente pela sonda norte-americana OPPORTUNITY. Sendo fácil de constatar estarmos em presença de um ser bípede, de corpo ereto e na aparência (forma e constituição) muito semelhante a um ser humano: sendo constituído por um tronco (robusto), duas pernas, dois braços e uma cabeça (com dois olhos bem visíveis). Potencialmente um ROBÔ HUMANOIDE – disponível para interagir com outros seres – mas podendo estar-se mesmo em presença de um verdadeiro CYBORG (um organismo cibernético). No caso dos Cyborg com a sua presença sentindo-se cada vez mais próxima de nós (para já limitando-se aos écrans de cinema como plataforma de lançamento e manipulação): motivo pelo qual a sua pré-existência noutras Civilizações exteriores, mais antigas e avançadas (e por sua vez controladas por grandes CORPORAÇÕES), se tornar tão clara como óbvia, ainda-por-cima neste cenário aparentemente desértico, calcinado e (repetidamente afirmado pelos cientistas) sem vida.

 

1N527239980EFFCS1HP1933R0M1.JPG

Uma sombra representando um ser humanoide garantindo-nos desde já a presença de outras civilizações neste Universo partilhado

(SOL 4495)

 

Com a sombra do CYBORG a aparecer num outro registo das câmaras da sonda norte-americana Opportunity (agora colocada numa outra posição), projetando-a sobre a superfície do planeta Marte iluminado pelo Sol (a nossa estrela comum) e localizado a mais de 200 milhões de quilómetros. Surgindo nesta imagem inopinada como se estivesse a acenar-nos (a saudar-nos) e com a sua cabeça bem assente no cimo de um pescoço bastante alongado e com dois olhos contrastantes (claro/escuro). Numa altura em que o ROVER OPPORTUNITY abandona o Vale da Maratona após mais de um ano de exploração sobre a superfície marciana (introduzindo-se na brecha de LEWIS e CLARK), dirigindo-se de imediato para um outro ponto de partida de mais uma das etapas da sua missão no planeta MARTE (localizado a este). Tendo até hoje percorrido mais de 43Km nos seus 4496 dias (marcianos) de estadia na superfície do Planeta Vermelho (meados de Setembro) – nesta época do ano estando sujeito à ação das TEMPESTADES de POEIRAS ocorrendo à superfície, por vezes prejudicando a visibilidade geral (qualidade da imagem) e assim afetando a produção de energia através da utilização dos seus painéis solares (necessários para o funcionamento do Rover). Levando a poupanças energéticas mas nunca ameaçando a missão Opportunity (iniciada na superfície de Marte em 25 de Janeiro de 2004).

 

(imagens – nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:09

Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
15
17

23

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO