Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

26
Set 16

“Enquanto usufruímos ao pormenor de imagens recorrentes de um Mundo Morto por outro lado e incompreensivelmente muitos de nós ainda cumprem (tranquilamente e como suicidas) o caminho necessário para a concretização desse mesmo cenário: como se o passado e o presente de Marte fosse um Espelho do futuro da Terra.”

 

Correndo a sudeste da planície ELYSIUM (região vulcânica de coordenadas 2⁰N 155⁰E e com cerca de 3000Km de extensão) entre as margens da fossa CERBERUS (fissuras geológicas provocadas pela deslocação de magma na superfície marciana), um rio de tons azulados (devido à presença de areias basálticas) atravessa fissuras abertas e descontínuas na superfície de MARTE, como se estivesse vivo e como que serpenteando para o provar.

 

PIA21063.jpg

Rio Azul

MARTE – CERBERUS FOSSAE

MRO – PIA 21063

 

Um exemplo de como a ação de simples agentes erosivos (ao longo de muito tempo) pode criar simultaneamente um conjunto complementar incluindo realidades e ilusões (construindo a nossa própria tela e projeção) no caso do planeta MARTE com a ação dos VENTOS à sua superfície a ser o elemento responsável pela criação destes cenários extraordinários e marcianos (e por associação fazendo-nos lembrar a TERRA).

 

Criando a MAGNÍFICA e distante ILUSÃO de podermos observar e registar num mundo longínquo e onde o Homem nunca esteve, um RIO AZUL respeitando todos os padrões fundamentais do curso de um rio terrestre (um leito e duas margens dinâmicas) deslocando-se entre planícies de areias e de poeiras e serpenteando-as até ao horizonte. Apesar de na verdade as areias não se deslocarem muito como se estivessem meio-mortas.

 

(imagem: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:22
tags: , ,

“Numa operação militar coordenada pelos EUA e previamente planeada para uma determinada intervenção no terreno (aparentemente num combate aos terroristas presentes na região, cercando a única posição militar apoiando o regime sírio), a força aérea dos EUA atingiu em cheio o centro do alvo arrasando-o (os cercados) – assim abrindo as portas ao controlo total dos terroristas do ISIS (que pacientemente esperavam à volta do alvo escolhido). Mas o que esperavam os EUA face à provocação feira à Rússia? Uma III Guerra Mundial?”

 

obama_johnny02-520x300.jpg

Obama no País das Maravilhas

 

A um dia de mais um triste espetáculo envolvendo duas das maiores potências mundiais (EUA VS. RÚSSIA) – com a CHINA observando de longe, a ALEMANHA sem saber o que fazer e a ONU confirmando mais uma vez a sua não-existência – e a um dia do primeiro grande debate para as presidenciais norte-americanas (CLINTON VS. TRUMP) – em Portugal a iniciar-se por volta das 02:00 de terça-feira dia 27 – o ambiente político internacional em torno da Guerra Civil Síria continua progressivamente a agravar-se, preocupando cada vez mais todo o Mundo face a uma nova e perigosa escalada entre estas duas potências.

 

Num conflito reacendido durante um período de tréguas estabelecidas entre as duas partes (Rússia e EUA) e os seus representantes armados no terreno (Exército Sírio e Grupos Terroristas), com o cessar-fogo a ser repentinamente interrompido por um ataque aéreo levado a cabo pelas Forças da Coligação (apoiando os EUA) e como seria natural obtendo uma resposta imediata por parte dos apoiantes do regime sírio (apoiados pela Rússia): com os norte-americanos a destruírem uma base do Exército Sírio provocando mais de 60 mortos e mais de 100 feridos e com os russos a bombardearem um posto de operação conjunta EUA/Terroristas e a matarem militantes do ISIS, turcos, israelitas, sauditas e mercenários de outras nacionalidades (talvez mesmo norte-americanos).

 

Voltando-se de novo a reviver o para já suspenso conflito na Ucrânia (o grande pretexto norte-americano para o reinicio da Guerra-Fria) e com isso ressuscitando-se PUTIN (o autista) e os seus planos Ultravermelhos (semelhantes aos de Chucky o boneco diabólico): atirando-se para o palco mais uma tragédia civil (quase 300 mortos) provocada por políticos e militares (de ambos os lados) e vergonhosamente jogando-se com os mortos o vencedor do torneio (a supremacia global). Ucrânia, Crimeia, Voo MH 17: com a neocolonização Ocidental e com a anexação Oriental e agora e de novo com a chantagem da verdadeira autoria dos mortos, responsabilizando um dos lados (obviamente PUTIN e a sua Rússia) para apagar a presença do outro (no Ocidente a vantagem da versão dos EUA é realisticamente única e avassaladora).

 

No caso da queda do avião das linhas aéreas da Malásia abatido sobre território Ucraniano (voo MH 17) voltando de novo a apontar o dedo para a Rússia como responsável e autora: com o Ocidente (ou seja os EUA) a afirmarem tratar-se de um míssil russo (descontinuado, já não utilizado pelos militares russos, mas ainda fazendo parte do arsenal ucraniano), claramente lançado de território russo (quando na verdade se trata de uma região controlada pelos rebeldes no leste da Ucrânia) e tendo com alvo um avião civil (autorizado a atravessar o espeço aéreo de um estado em guerra civil, já com outras tentativas semelhantes levadas a cabo pelas duas partes – ambas com acesso a arsenais abandonados). Numa batalha entre dois blocos políticos e ideológicos (se é que as ideias ainda existem e são praticadas) que mesmo não invocando a sua cegueira permanente, deliberada e criminosa, se entretêm como abutres a brincar com os nossos restos – ensanguentados e mutilados.

 

Com este mórbido espetáculo de violações, saques e mortos, esvaziados, mutilados e foragidos, a prosseguir sem destino nem fim (na Síria) pelo menos enquanto não houver Presidente (nos EUA). Continuando-se assim a matar na Síria (impunemente e com o conhecimento da ONU), a mexer-se nos cadáveres e despojos das vítimas do voo MH 17 (levado a cabo por pretensos políticos mas na realidade verdadeiros abutres humanos) e até em esquecer-se de tudo o mais pensando apenas em CLINTON ou TRUMP. Nesse sentido sendo compreensível o estado de espírito da esmagadora maioria dos mais de 7 biliões de habitantes da Terra, que sabendo de antemão deterem menos dinheiro do que a outra CENTENA controlando ou sendo controlados pelas CORPORAÇÕES (o Futuro não por nós mas para nós escolhido), reconheceram por apatia, indiferença e incapacidade a sua Inferioridade (há muito decretada pelos seus líderes), desistindo da Esperança e aceitando como tutor o Dinheiro. Pelo que optar entre dois DEMÓNIOS (presentes nas presidenciais dos EUA) mesmo que não sendo vermelhos, nem sequer é uma opção de simples Sobrevivência.

 

“Com o dia 8 de Novembro cada vez mais próximo os motores das presidenciais norte-americanas começam a aquecer – com os seus efeitos a começarem a espalhar-se e a sentir-se cada vez mais intensamente tanto internamente (os tiroteios e vítimas são agora cada vez mais frequentes) como nos países do Outro Lado (com as guerras a terem de novo tendência a arrastar-se e a alastrar-se – como o é o caso Sírio). E como ninguém no planeta é capaz de dar mais no Leilão do Mundo (Dólares) os EUA continuam a ganhar e a dominar até ver (não se podendo esquecer que se os EUA fabricam os Dólares, é a CHINA que os tem usado e colecionado – e agora tendo tanto, construindo o mercado e investindo como maior potência Económica que já é).”

 

(imagem: nypost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:17

Setembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
15
17

23

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO