Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mark King

Segunda-feira, 21.11.16

“Mark King thrilled after receiving Northern Ireland Open crown from Alex Higgins' daughter.”

(Ross Lawson/belfasttelegraph.co.uk)

 

“E ao fim de 25 anos de competição o 30ºJogador profissional de Snooker do ranking mundial, ganha finalmente o seu 1ºtorneio.”

 

Open da Irlanda do Norte 2016

 

2016-11-21_spo_26499261_I1.JPG

Mark King

(ao centro com a filha mais nova ao colo)

Festejando com a sua família a vitória no 1º Open da Irlanda do Norte

 

- Com BARRY HAWKINS (11ºRM) e MARK KING (30ºRM) a disputarem hoje a final do OPEN da IRLANDA do NORTE de SNOOKER (ao intervalo 5-3 à melhor de 17 FRAMES neste torneio contando para o ranking), depois de despacharem respetivamente (em seis eliminatórias) os seus adversários,

 

Jogador

I

F

Jogador

II

F

Jogador

I

F

Jogador

II

F

Barry Hawkins

4

Martin

O’Donnell

0

Mark

King

4

Igor

Figueiredo

1

Barry Hawkins

4

Michael

Holt

1

Mark

King

4

Liang

Wenbo

2

Barry Hawkins

4

Fraser

Patrick

0

Mark

King

4

Fergal

O’Brien

0

Barry Hawkins

4

Jack

Lisowski

0

Mark

King

4

Kurt

Muflin

2

Barry Hawkins

5

Michael

White

2

Mark

King

5

Hossein

Ayouri

3

Barry Hawkins

6

Anthony

Hamilton

5

Mark

King

6

Kyren

Wilson

2

(dos 128 jogadores iniciais até aos 2 finalistas)

 

- Escapando ao inesperado naufrágio (quase que coletivo) dos grandes tubarões do Snooker como JUDD TRUMP (3ºRM), JOHN HIGGINS (4ºRM), DING JUNHUI (5ºRM), SHAUN MURPHY (6ºRM) e RONNIE O´SULLIVEN (8ºRM) – só para citar alguns – e esperando-se que esta final no mínimo nos surpreenda.

 

Jogador

I

Jogador

II

F

Barry

Hawkins

Mark

King

5-6

(pelas 20:00 portuguesas)

 

De momento com o 30ºJogador do Ranking Mundial de Snooker a liderar surpreendentemente a final, parecendo querer confirmar que se por um lado BARRY HAWKINS já tremera na sua meia-final (não caindo por mero acaso) por outro lado MARK KING fora (mesmo) devastador não dando qualquer hipótese ao seu adversário (na outra meia-final).

 

Recorde-se que para atingirem a final enquanto Hawkins esteve perto de ser eliminado nas meias-finais só não o sendo devido a um erro técnico inadmissível (e decisivo) do seu adversário (Hamilton) – logo no Frame decisivo e quando tinha tudo para vencer – já King esteve esmagador ao atingir um score inicial de 5-0 (contra Wilson).

 

“MARK KING won the Coral Northern Ireland Open in Belfast on Sunday, with a 9-8 win over fellow Londoner Barry Hawkins at the Titanic Exhibition Centre.”

(irishnews.com)

 

hqdefault.jpg

Barry Hawkins e Mark King

(20.11.2016)

Open da Irlanda do Norte

 

Coral Northern Ireland Open 2016

Belfast

Final

 

MARK KING – 9 BARRY HAWKINS – 8

 

No fim do dia de hoje com o inglês de 42 anos de idade e profissional de Snooker há 1/4 de século MARK KING, a ganhar o seu primeiro título (do circuito) ao derrotar na negra o 11º jogador do ranking mundial e Vice-Campeão do Mundo de 2013 Barry Hawkins: favorito à vitória no Open, mas devido à sua irregularidade e nervosismo (demonstrado nalguns momentos cruciais) entregando-a bem e a preceito, à técnica e ao querer do “KING”.

 

[Com a próxima competição a contar para o Ranking Mundial a decorrer entre os dias 22 de Novembro e 4 de Dezembro – Campeonato do Reino Unido – contando com a participação do seu vencedor anterior o australiano Neil Robertson (Campeão do Mundo de 2010)]

 

(imagens: belfasttelegraph.co.uk e  youtube.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:01

Os Dominicanos e os Haitianos

Sexta-feira, 18.11.16

Corrupção, Sismos e Furacões:

Frequente na Ilha, mas mais visíveis (consistentes) a Ocidente.

 

Fazendo fronteira com o martirizado HAITI e sendo o sonho de férias de qualquer português, a Republica DOMINICANA com o seu paraíso turístico de PUNTA CANA, continua devido à época ainda em curso dos FURACÕES, a apresentar-nos as duas faces da mesma moeda: uma mais amena e agradável (a oriente) e outra mais agreste e á imagem do Haiti (a norte).

 

onde-fica-o-haiti2.jpg

América Central & Caraíbas

Haiti e Republica Dominicana

 

Dois países partilhando a mesma ILHA, um localizado a oriente (Dominicana) o outro a ocidente (Haiti):

 

Com os DOMINICANOS, apesar do seu desenvolvimento nas telecomunicações, transportes, serviços e sector do turismo (o destino mais visitado das Caraíbas), a sofrerem com a corrupção, desigualdade e desemprego as consequências deste desgoverno; num território apresentado à Europa pelo genovês Cristóvão COLOMBO (no ano de 1492), ponto de referência económica de toda a região da AMÉRICA Central/CARAÍBAS (2ª maior economia) e turisticamente (com os seus campos de golfe abertos todo o ano e com uma temperatura média de 26⁰C) lembrando-nos as FÉRIAS dançando o merengue; com bom tempo mas também com Furacões (como o furacão MATTHEW);

 

Com os HAITIANOS (o país mais populoso das Caraíbas com cerca de 10 milhões de habitantes – contra os pouco mais de 9 milhões do seu vizinho) no seu canto peculiar da ilha e como que representando o Lado NEGRO da mesma a sofrerem, considerando apenas este século (XXI), o CAOS político total (como em 2004 com a deposição do seu Presidente Jean-Bernard Aristide), fenómenos geológicos catastróficos (como em 2010 com um SISMO de magnitude 7.0 provocando entre 100 e 300 milhares de mortos) e TEMPESTADES das mais violentas (como em 2016 com a passagem do furacão Matthew, com ventos a soprarem a quase 260Km/h e a devastarem cidades, culturas e estradas, provocando mais de 1000 mortos).

 

503F10D0-E580-40CD-B4B1-CC1E000205B6.jpg__209__400

Republica Dominicana

Centenas de plantações destruídas

 

Hoje mais do que nunca unidos na questão METEOROLÓGICA, com o Haiti ainda a recuperar da passagem de um furacão no passado mês de Outubro (e das inundações subsequentes) e com a Republica DOMINIVANA (por seu lado) a ser confrontada com chuvas intensas e inundações catastróficas (chovendo ininterruptamente desde há duas semanas), que terão provocado ESTRAGOS em cerca de 4000 HABITAÇÕES e levado à deslocação forçada de mais de 20000 RESIDENTES: uma situação que se poderá arrastar por mais alguns dias afetando a zona norte da Republica Dominicana, mas deixando em paz e sossego o lado voltado na direção de Porto Rico. Onde fica PUNTA CANA.

 

[Localizada precisamente na costa leste da Republica Dominicana e sendo o mais importante destino turístico da região das Caraíbas (desde há quase 50 anos). Na sua área sendo habitada por cerca de 100.000 pessoas e servida por um aeroporto internacional bastante movimentado (com circulação de vários milhões de passageiros). Hoje em dia com dezenas de Hotéis e Resorts aí instalados e ligados a cadeias internacionais (existindo por exemplo em Albufeira como também em Punta Cana), mas devido ao desemprego, aos baixos salários e às más condições de vida (numa certa perspetival até parecendo o Algarve), levando muito dos seus habitantes a emigrarem maioritariamente tendo como destino os EUA (e com a sua força de trabalho ligada à Hotelaria e à Restauração a ser obrigatoriamente reforçada com os seus vizinhos ainda mais pobres oriundos do Haiti): agora com a vitória de Trump e mantendo-se as suas promessas (quanto aos imigrantes), prevendo-se dias difíceis para estes povos das Caraíbas (e não só para os mexicanos).]

 

(imagens: loucosporpraia.com.br e dominicantoday.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 09:01

O Continente Gelado da Antártida

Quinta-feira, 17.11.16

[O mais Misterioso dos Continentes talvez porque seja um dos próximos Berçários da Terra. Um Continente tendo sido no passado bombardeado (alimentado/fertilizado) por meteoritos transportando consigo Água e Vida Orgânica, com esses Eventos transformando o cenário (local) e criando as condições ambientais do Mundo em que hoje vivemos (global). E até nos sugerindo hipóteses para a solução de certos Mistérios do Universo: como terá sido o caso do conhecido meteorito ALH84001 muito provavelmente oriundo de Marte há uns 3-4 biliões de anos (talvez devido ao impacto de um outro objeto com o planeta) e transportando consigo estruturas muito semelhantes a fósseis de organismos vivos primitivos (marcianos). E como todos sabemos o Gelo tudo Preserva por larguíssimos espaços de Tempo.]

 

antarctica_01-2.jpg

 

Olhando de cima para a Terra a partir do Espaço, como se fossemos Deus a espreitar a partis do Céu, vislumbramos sob os nossos olhos maravilhados e confortados por todos os nossos outros órgãos dos sentidos, um Mundo vivo e colorido mas denotando algo demais: um Espaço por descobrir perdido nas Memórias do passado. Flexível (sob areia) ou mesmo rígido (sob gelo) mas sempre escondendo um Segredo.

 

“From November 10-12, Secretary Kerry will travel to Antarctica, where he will visit McMurdo Station, the largest research station of the U.S. Antarctic Program, as well as surrounding areas on Ross Island, and the U.S. Government’s Amundsen-Scott South Pole Station.  He will be the first Secretary of State and the most senior U.S. government official to ever travel to Antarctica.” (state.gov – Departamento de Estado dos US – Conferência Imprensa – 04.11.2006)

 

Antarctica_05-2.jpg

 

E se vista do Céu a Terra se faz plana e azul, já mais perto da mesma onde a beleza se vislumbra, o círculo a define mas ainda sem a presença; uma Esfera incluindo outras e por sua vez incluída numa macro e que na sua evolução por sobreposição de camadas e replicação sucessiva nas camadas superiores, deixou nessas a função ativa (apesar de invisível a Civilização) e nas mais baixas o arquivo da nossa memória (para no momento certo consultar).

 

“This report discusses the recent State Department announcement that John Kerry will be departing on 11-07-16 for a visit to Antarctica. The visit is officially set for 11-10 through 11-12. Add to this knowledge the fact that Wikileaks recently released 23 photo images of Antarctica, and because of previous events occurring in Antarctica, involving Obama, Patriarch Kirill of Russia and the Ark of Gabriel.” (thephaser.com – The John Kerry Antarctica Visit and the Wikileaks Antarctica Images/youtube.com/MrCati)

 

Antarctica_09-4.jpg

 

Com uma diversidade colorida de desertos cobrindo toda a superfície da Terra, uns impondo à Matéria todo o poder da Energia, movendo seres vivos sobre ela na procura do seu desígnio e deixando no seu trilho o rasto da sua passagem – em movimento e civilizacional; e com outros por vezes quentes por vezes gelados e tal como essas intrigantes Pirâmides, escondendo como um tesouro marcado talvez o futuro do Mundo.

 

“The recent John Kerry 11-7-2016 departure trip to Antarctica by discussing the new agreed upon Nation State Treaty, banning private ships from traveling to Antarctica without advanced authorized permission to do so, for a period of 35 years. Add to this element of information the previous events occurring in Antarctica, when Obama visited Antarctica in March, and he was preceded by Patriarch Kirill of Russia.” (ufosightingshotspot.blogspot.pt)

 

Antarctica_10-2.jpg

 

E debaixo das espessas camadas de gelo envolvendo os dois polos da Terra, dois continentes se escondem desde que o Homem tem memória: a norte ficando o Ártico e a sul a Antártida. Certamente num passado já distante e antes do Último Salto (como numa série com várias temporadas) podendo ter sido um dos Faróis de desenvolvimento da Terra, submergido na transição mas sempre pronto à reutilização: o que não se vê já se viu!

 

“Simultaneous to Obama’s visit to the South Pole, his director of CIA, James Clapper, made a secret trip to Australia, another country with heavy interest in Antarctica. Kirill offered a strange blessing of Antarctica, calling the barren land an “ideal for human kind” because there were no weapons down there or any type of science experiments. We know that is not true at all: there are multiple scientific expeditions that have gone to Antarctica: this was confirmed in an interview with Richard Byrd, who said that the region would become the center of scientific inquiry directly after WW2.” (ufosightingshotspot.blogspot.pt)

 

Antarctica_17.jpg

 

Pelo que a Esperança de que algo nunca visto pelo comum dos Humanos (pelo menos os vivos) no interior do nosso Ecossistema de Sobrevivência (uma esfera interior a outra esfera), possa ainda existir e permanecer bem escondido (e protegido) debaixo de sucessivas camadas geológicas (sendo sobrepostas ao longo do tempo) ou sob toneladas de massas de água (líquidas ou geladas). Dando-nos suplementarmente mais um motivo para acreditarmos.

 

“On a forbidding shoreline at the bottom of the world, the prodigious ice sheets of West Antarctica dead-end in the Amundsen sea. For decades, scientists have been monitoring this interface of rock, ice and ocean, in order to understand how quickly it’ll retreat as the planet warms up. A new study shows that three of the Amundsen sea’s frozen gateways are melting away faster than we realized, raising the specter of an ice sheet collapse that could trigger several feet of global sea level rise.” (gizmodo.com – Maddie Stone)

 

Antarctica_23-2.jpg

 

Que apesar da monotonia decadente dos tempos que correm, um Outo Mundo poderá estar à espera de modo a renovar o presente (hibernando sob o gelo e preparando um novo Salto). Podendo-se mesmo sugerir (até pelas múltiplas evidências que nos vão chegando) que sob os nossos pés se escondam os restos de uma Civilização ou as pistas (e os Sinais) para a nossa Renovação (e para um novo Salto Civilizacional).

 

“When water gets between ice and land, it moves quickly, bringing lots of heat in, and melting the ice above it more rapidly,” said Thomas Wagner, the director of NASA’s polar science program. The Amundsen sea embayment is a place where we know this is happening. Indeed, satellite and radar data show that two of West Antarctica’s largest glaciers, Pine Island and Thwaites, have seen their grounding line retreat many miles since 2000, causing fresh water to pour off the ice and into the ocean. This process is so effective that glaciologists recently declared the total collapse of the Amundsen sea embayment—whose glaciers contain enough water to raise global sea levels by four feet—to be “unstoppable.” (gizmodo.com – Maddie Stone)

 

Antarctica_25-1.jpg

 

[Deixando-nos aqui a pensar sobre tudo o que se passa no Mundo, agora que a América aparentemente mudou de dono (de Obama para Trump), substituindo o nível máximo de alerta Ecológico (tão visível como ineficaz e pelos vistos não só físico como mental) por um nível mais confortável e se possível moderado: com os Democratas a colocarem à frente a intervenção nociva do Homem sobre a Natureza catalogando-a como Artificial (os descendentes de Al Gore derrotados anteriormente por G. W. Bush) e com os Republicanos apoiando-se em Trump (e nos seus amigos adeptos das Teorias da Conspiração) a minorarem esse impacto, no fundo normalizando-o e na sua compreensão de Evolução considerando-a Aceitável e como tal Natural (ao contrário do afirmado pelos descendentes de Barack Obama derrotados há uma semana por Donald Trump). Contrariando todos os estudiosos e especialistas no tema do Aquecimento Global (a nível de todo planeta Terra) e juntamente com os seus amigos e Conspiradores, construindo uma narrativa alternativa e minimamente credível (como assim acreditamos em Deuses e Profetas) assente num cenário alternativo e justificativo das atuais Alterações Climáticas (e se necessário geológicas – atividade sísmica e vulcânica), incluindo necessariamente extraterrestres (alienas que não do México), Entidades Superiores (internas ou externas) e até acontecimentos (recentes e como provas): como poderá ter ocorrido ao secretário de estado norte-americano John Kerry na sua recente passagem pela Nova Zelândia (logo após a sua passagem histórica pela Antártida), ao ser surpreendido enquanto dormia por um violento sismo de magnitude 6.8 (pretensamente em Christchurch), segundo os Teóricos da Conspiração (e construtores deste elaborado cenário) uma resposta bem clara (e agressiva) de uns alegados Guardiões, à intromissão Norte-Americana neste continente protegido e intocável do nosso planeta. Suportando toda esta construção Indiscritível e Inaceitável (por não ser Homocêntrica, por ser completamente desconhecida e por se situar para além da nossa Realidade), numa futura destruição da Antártida tal como já vem sucedendo no Ártico (curiosamente muito mais próximo do Mundo Civilizado): como se alguém se incomodasse com um Mundo aparentemente vazio.]

 

(imagens: wikileaks.org)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:15

Autópsia de um Crime

Terça-feira, 15.11.16

Mad Man vs. Mad Woman

 

“O principal responsável pela vitória de um único candidato milionário chamado TRUMP nas Presidenciais dos EUA, foi o outro candidato também desejando (por sua vez) ser milionário conhecido como CLINTON, ao por ao seu serviço familiar e privado todo um coletivo (de várias dezenas de milhões de pessoas) como o partido Democrata – quando o Chefe de Orquestra (era uma evidência) deveria ter sido outro: SANDERS.”

 

3A3F7D5900000578-3925644-image-a-14_1478819688464.

Bill Clinton, Hillary Clinton e Tim Kaine

 

Enquanto os CLINTON se retiram para o seu necessário período de reflexão após a inesperada derrota de Hillary Clinton (DEM) face ao seu rival político Donald Trump (REP), talvez seja este o momento ideal para o partido Democrata analisar profundamente a sua campanha eleitoral e o candidato escolhido para ser o próximo Presidente dos EUA.

 

Aproveitando o evidente estado de choque em que se encontram todos os apoiantes Democratas nos EUA (e todos os Democratas espalhados por todo o Mundo) para os mesmos compreenderem e interiorizarem as causas dessa derrota (para não se voltarem a repetir) e as consequências de tais atos: previsivelmente trágicos e sentindo-se a nível global.

 

E com as Elites Democratas ainda estonteadas e paralisadas pelo medo do desconhecido (que aí vem) e que agora também os pode apanhar (já que irão sendo substituídos em lugares de chefia pelos Republicanos) – resultado do Status Quo que pretendiam manter optando pelo Sistema – podendo ser agora ultrapassadas relançando-se o partido (Democrata).

 

“Não se compreende o persistente desejo de diabolizar (nos EUA e nos seus países satélites) o candidato Republicano eleito como o 45º Presidente Norte-Americano, quando quem lá o colocou foram aqueles que ferozmente o atacaram, o promoveram e o transformaram num candidato antissistema (ainda por cima falso). Com gente desta a comandar o Mundo (REP ou DEM) vem que teremos de emigrar para Marte.”

 

38b6a_president-elect-donald-j-trump.jpg

Mike Pence e Donald Trump

 

Sendo absolutamente necessário que os CLINTON executem de vez a sua Autópsia Política e constatada pelos próprios a sua Morte de Estado, se retirem definitivamente do palco e permitam que o Sistema mude (como todo o norte-americano e o Mundo desejam). E que toda a estrutura reflita (com as bases que o criaram) sobre o fenómeno SANDERS (o proscrito).

 

Nunca esquecendo como um candidato Democrata foi afastado da vitória nas Primárias (sendo aparente e maioritariamente apoiada pelas suas bases), com a sua mensagem a ser desvalorizada e ignorada pelos MEDIA (esmagadoramente Democratas e apoiantes de Clinton), virando-se para a Ex-Secretária (e elevando-a) dado o outro ser Antissistema.

 

Com um mínimo de raciocínio e de modo a tentar compreender e confirmar o sucedido (observando apenas os resultados por Estado), relacionando a vitória eleitoral de Trump através da conquista da maioria no Colégio Eleitoral (sendo eleito Presidente), com a vitória de Hillary no voto popular mas sem nenhuma consequência (pratica e política): com o primeiro declarando-se Antissistema (utilizando como prova apenas uma etiqueta) e o segundo o seu último defensor (optando por nos continuar matar com o Sistema). E quem ganhou?

 

[como divertimento confirmativo confiram os Estados que nas primárias apoiaram Sanders, com os estados em que Trump ganhou e que claramente fugiram a Hillary (nas Presidenciais) – muitos desses estados apoiantes de Sanders posteriormente abandonados na campanha por Hillary; e como lamento para dores futuras caso a política protecionista de Trump se confirme, a Europa que se cuide ou se torne Independente]

 

(imagens: AFP/Getty Images e Reuters/Mike Segar)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:55

Palpitações

Segunda-feira, 14.11.16

EUA

 

“Quanto ao que nos interessa (à Europa) a política externa norte-americana no fundo é sempre a mesma (com as mesmas intenções e objetivos, talvez diferenciando-se na estratégia) sejam eles (os candidatos) Democratas ou Republicanos: com os segundos mais perigosos (ideologicamente mais à direita) e com os primeiros (ideológica e aparentemente mais de esquerda) parecendo irmãos e retratando-se em Hillary (outro perigo talvez de extrema-direita). E depois do que fizeram a BERNIE SANDERS (talvez fosse hoje o Presidente eleito) também do que estavam à espera (os Democratas)?”

 

Com os Democratas ainda atónitos com a vitória do Republicano DONALD TRUMP nas presidenciais norte-americanas do passado dia 8 de Novembro (quando todas as sondagens apontavam para uma vitória mais ou menos confortável de HILLARY CLINTON),

 

Candidato

Partido

Estados & Territórios

(51)

Colégio Eleitoral (538)

Maioria: 270

Voto Popular

Donald Trump

Republicano

30

306

>60.367.210

(47,3%)

Hillary Clinton

Democrata

21

232

>61.035.065

(47,8%)

Gary Johnson

Libertário

0

0

>4.151.138

(3,3%)

Jill Stein

Verde

0

0

>1.249.970

(1,0%)

(HC com mais 667.855 votos populares comparativamente com DT)

 

Ainda-por-cima simultaneamente derrotados no SENADO e na CÂMARA de REPRESENTANTES onde os REPUBLICANOS ficaram em maioria (passando agora a ter um controlo total Presidência/Senado/Representantes) muito devido a DONALD TRUMP,

 

Partido

Senado (100)

Maioria: 51

Câmara Representantes (435)

Maioria: 218

Republicano

52

241

Democrata

48

194

(Republicanos – Presidência e maioria no Senado e na Câmara)

 

Torna-se preocupante quase uma semana passada sobre o ato eleitoral, a aparente não-aceitação da derrota de HILLARY CLINTON por parte dos DEMOCRATAS (e obviamente do seu canal televisivo a CNN) – incitando as massas ao protesto e até à violência.

 

NOVA ZELÂNDIA

 

“Com a Nova Zelândia ainda a tremer e após quase 20 réplicas de assinalar registadas nas últimas 24 horas (a última das quais de M5.1 pelas 19:17 UTC) – e com toda a região do ANEL de FOGO bastante ativa sismologicamente – torna-se pertinente para todo o Mundo e particularmente para Portugal (localizado perto de uma falha geológica já com tradições históricas e violentas como a que deu origem ao terramoto seguido de TSUNSAMI de 1755) refletir um pouco mais e pensar no que aconteceria ao nosso país se fosse atingido por um sismo de tais dimensões: uma espécie do Haiti (salvo-seja) da Europa?”

 

Localizada a sudeste da Austrália mesmo sobre um dos braços laterais (sudoeste) do ANEL de FOGO do PACÍFICO, a NOVA ZELÂNDIA foi no passado dia 13 de Novembro por volta das 11:02 UTC sujeita a um violento tremor de terra, com epicentro a 53Km de AMBERLEY (profundidade: 23Km) e 7.8 de magnitude.

 

earthquake-m7-8-new-zealand-november-13-2016-f.jpg

Terramoto de magnitude 7.8 na Nova Zelândia

(IIha Sul)

 

Fazendo-nos desde logo recordar o violento terramoto que afetou no ano de 2011 a cidade de CHRISTCHURCH (e toda a região envolvente) também situada na ilha sul da Nova Zelândia, na altura com magnitude 6.3 e epicentro localizado a apenas 10Km de distância (profundidade: 5Km). Aí vitimando 185 pessoas contra as 2 até agora noticiadas.

 

15032878_1169814873110376_7922991451480855670_n.jp

Estragos provocados pelo sismo de 13 de Novembro

(NZ)

 

No entanto com este último sismo (dia 13, M7.8) de epicentro localizado no mar, a originar a formação de um TSUNAMI potencialmente perigoso para toda zona litoral: felizmente atingindo a costa com ondulação moderada. Um sismo curiosamente seguido de outro cerca de 3 horas depois (14:01 UTC) e a 10.000Km de distância: M6.2 em LA RIOJA (Argentina).

 

 (imagens: watchers.news)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:58

Presidentes

Sábado, 12.11.16

Estados Unidos da América

 

“Na Guerra Civil dos Estados Unidos (1861-1865), os fazendeiros escravocratas dos estados do Sul eram filiados ao Partido Democrata e lutaram contra os republicanos do Norte, capitaneados pelo abolicionista Abraham Lincoln. Logo após o conflito, foi fundada a Ku Klux Khan, KKK, no Tenessee. Essa organização racista tinha entre os seus líderes vários políticos democratas, a ponto de ter sido considerada um braço armado do partido. Entre suas vítimas estavam muitos republicanos, brancos e negros.” (Duda Teixeira – veja.abril.com.br)

 

MTIwNjA4NjMzODg2NTc0MDky.jpg

Abraham Lincoln (REP) e a Abolição da Escravatura

16º Presidente dos EUA

(1861 – 1865)

 

1

 

Quando nos confrontamos com os aparentes desejos e com os verdadeiros objetivos de qualquer proposta que nos seja apresentada e os comparamos com a evolução e com os resultados na realidade alcançados (por exemplo aplicando o processo às Eleições Presidenciais Norte-Americanas), temos no mínimo a responsabilidade Histórica de verificarmos se entre as duas Fases de necessária transformação política (antes e depois) algum ponto original/comum se manteve (cultural, económico, financeiro e militar) ou se em alternativa algo de inovador e/ou de revolucionário surgiu (essencialmente a nível ideológico).

 

2

 

No caso das Presidenciais dos EUA com os seus 45 Presidentes até hoje eleitos (e com alguns deles reeleitos para um 2º mandato) – incluindo já nessa lista Donald Trump – a terem comportamentos naturalmente diferenciados, com uns a ficarem-se pelo quase anonimato, outros a serem mais protagonistas do que criadores de Momentos (de referência) e ainda com uma minoria (apesar da sua origem e atitudes não convencionais e duvidosas) capaz de na sua inexperiência e ingenuidade fazer o que os outros com muito mais capacidades e currículo jamais conseguiram (e com alguns deles sendo mesmo vítimas ao tentar).

 

3

 

Numa análise rápida – não sendo necessário recorrer muito á Memória (recuando pouco mais de 50 anos), mas talvez um pouco mais à Cultura (dada a divulgação da nossa verdadeira História que sempre nos foi sendo negada e deliberadamente manipulada) – e tendo como referência o afirmado anteriormente, facilmente se podendo obter alguns exemplos concordantes e de alguma forma (ou feitio) integrando-se nessa minoria: com avaliação positiva ou negativa atribuída, mas assumindo em seu nome e no da sua equipa de conselheiros (pensando estar a atuar em favor dos seus constituintes) a total responsabilidade pela implementação das suas próprias ideias.

 

4

 

Como terão sido os casos do 35º e 39º Presidente dos EUA (Democratas) respetivamente John F. Kennedy e Jimmy Carter (avaliação +), com o primeiro a ser considerado um dos maiores polos de referência e de esperança da Geração de 60 nos EUA, no entanto assassinado e já perdido no tempo (Dallas em 1963 aos 46 anos) e o segundo apesar da sua curta (e discreta) permanência na Casa Branca (apenas um mandato) pelo seu trabalho posterior com a criação co Centro Carter – uma grande instituição tendo como objetivo a Defesa dos Direitos Humanos e o Alívio e a Proteção de todos aqueles que sofrem a nível Global e que lhe valeu o Nobel da Paz em 2002 (hoje já com 92 anos).

 

“Se poderemos falar numa mais que provável viragem à direita na política interna e externa norte-americana (ou não fosse o Vice-Presidente Mike Pence), por outro lado é obrigatório constatar a uniformização dos meios de comunicação social norte-americanos, fazendo-nos recordar cada vez mais (ao vivermos este momento) as bases e a aplicação da psicologia de massas do fascismo.”

 

MTE4MDAzNDEwNzg5ODI4MTEw.jpg

Barack Obama (DEM) o primeiro Presidente Negro

44º Presidente dos EUA

(2009 – 2017)

 

5

 

E até o 40º Presidente dos EUA Ronald Reagan (81/89) que com a redução de certos gastos governamentais (alguns deles no entanto com consequências negativos) e com a descida generalizada de impostos (que no entanto levaria à desregulação) conseguiu diminuir a inflação, aumentando o emprego e fazendo crescer a taxa de crescimento do país (Reganomics): o ator de cinema (antes Democrata e agora Republicano) que um dia desejou ser Presidente e que apesar de toda a campanha inicial e violenta de diminuição das suas capacidades e qualificações (como assim tinha sido considerado no passado um ator medíocre) acabou por se impor e se tornar numa das maiores referências do partido Republicano.

 

6

 

Já no caso do 37º Presidente dos EUA Richard Nixon (69/74) e ao contrário do que sucederia mais tarde com os dois mandatos cumpridos com êxito pelo seu colega Republicano RR (segundo reafirmam ainda hoje com admiração e respeito – quase religioso – os seus inúmeros seguidores Republicanos), com o mesmo a não concluir o seu segundo mandato (sendo nesse ponto o único), demitindo-se como consequência do tão doloroso como célebre caso Watergate (avaliação -): um filho de uma família marcada por algumas dificuldades financeiras (originária da Califórnia) e que no interior desse extremo conservadorismo da época e do ambiente claustrofóbico que o rodeava criou à sua imagem aquele que mais tarde a opinião pública apelidaria de louco, bêbado e de até agredir violentamente a mulher – apesar de o ter elegido e reeleito.

 

7

 

No passado dia 8 de Novembro (terça-feira) com o 45º Presidente dos EUA Donald Trump a ser eleito para o seu primeiro mandato (avaliação em aberto), derrotando o candidato desde sempre consagrado como o inevitável vencedor, mas perdendo no Colégio Eleitoral apesar da maioria de votos populares alcançados: fazendo-nos lembrar em 50% G. W. Bush na sua vitória sobre Al Gore, mas sobretudo a 100% a caminhada vitoriosa de Ronald Reagan se associada (e comparada) com a de Donald Trump. Um milionário nova-iorquino (cidade que por sinal votou Hillary Clinton), nascido em Queens (há 70 anos) e investindo decisivamente no imobiliário (hotéis, casinos e áreas associadas), que apesar de ser considerado um simplório tal como qualquer outro comerciante (apesar de neste caro também ser superiormente certificado) e sem créditos políticos a apresentar, chegou a Presidente mesmo podendo ser medíocre.

 

8

 

Hoje dia 11 de Novembro, 3 dias passados sobre a vitória do republicano Donald Trump sobre a Democrata Hillary Clinton e já com o reconhecimento interno (Hillary e Obama) e externo (CEE e Israel) concedido, com a cadeia televisiva e noticiosa CNN a continuar com a sua campanha vergonhosa da não-aceitação do óbvio incitando com as suas reportagens os norte-americanos ao insulto e à violência: continuando com a mesma narrativa de diabolização do seu não-candidato vencedor e esquecendo todos os estratagemas por si utilizados (em colaboração estreita com a hierarquia Democrata pró-Clinton) para derrotar logo à partida aquele que estaria pronto para ser o próximo Presidente dos EUA: apoiado pelas bases Democratas, assumidamente antissistema (nada tendo a ver com os prós e a favor do sistema Trump) e em todas as sondagens batendo largamente aquele que em Janeiro será o próximo inquilino da Casa Branca. Falamos de Bernie Sanders tragicamente atropelado nas primárias, pelas muitas rodas de Hillary Clinton. Finalizando-se assim esta história (vitória de DT) com os Democratas a oferecerem (nas mãos de HC) a vitória aos Republicanos.

 

[para todos aqueles que pertencendo ao grande rebanho situacionista têm a tendência de afirmar de que ou somos contra ou a favor e que simultaneamente julgam ter a veleidade superior de pensar que lá por serem a maioria, têm por inerência sempre razão enquanto os outros nada são – ou seja se não apoias Hillary então é porque apoias Trump. Simplesmente provocador!]

 

(imagens: biography.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:11

Donald Trump: 45º Presidente dos EUA?!

Quarta-feira, 09.11.16

Colégio Eleitoral:

(Total: 538 – Maioria 270)

DONALD TRUMP = 274

HILLARY CLINTON = 218

(12:10 em Portugal)

 

trump-wins-what-if-main_480_andieiam-twitter.jpg

Efetivamente Donald Trump

 

É estranho estar aqui a referir-me à vitória de um candidato de direita (partido Republicano) nas eleições presidenciais norte-americanas, vencendo um candidato aparentemente de esquerda (partido Republicano) que eventualmente teria mais ligações com o que eu vejo e penso: em princípio sentir-me-ia preocupado mas sabendo como é a política norte-americana e como os dois candidatos são tão iguais (entre outras qualidades um seria pervertido e o outro vigarista), o que nos resta é esperar e ver o que dali sai (daquele grande saco de gatos).

 

Enquanto a média das sondagens (realclearpolitics.com) no próprio dia do ato eleitoral (8 de Novembro) apontavam para uma vitória da candidata Democrata (HC = 46% DT = 42 GJ = 5% JS = 2%) – não só no colégio eleitoral como no voto popular – eis que surpreendentemente DONALD TRUMP não só vence as eleições e é declarado o 45º Presidente dos EUA, como contribui para a manutenção da maioria REPUBLICANA no SENADO e na CÂMARA dos REPRESENTANTES. Uma vitória espetacular do candidato Republicano (em princípio representando a direita mas no entanto descrito como antissistema) sobre o candidato Democrata (em princípio representando a esquerda e no entanto vista como pró-sistema), conseguida contra a esmagadora maioria da campanha de opinião/intoxicação (não de factos concretos e relevantes) promovida pelos MEDIA (não só nacionais como talvez por contágio internacionais,) mas sobretudo (principal virtude responsável pela vitória de DONALD TRUMP) baseada numa campanha inteligente da sua equipa tendo como objetivo chamar ao ato eleitoral todos os norte-americanos fartos do SISTEMA, dando-lhes de novo esperança e levando-os a votar: pelos vistos em TRUMP e muito provavelmente com os votos de muitos daqueles cidadãos que apoiaram nas primárias Democratas SANDERS e que face a terem que optar por CLINTON, votaram no outro candidato aparentemente (quando já nada há mais em que acreditar) antissistema.

 

Sem que ninguém nos EUA ou no Mundo o previsse e apanhando todos de surpresa: o que deixando de ser estranho parece transformar-se agora num sintoma não de uma doença mas de uma realidade que desde há muito tempo já se apoderou do MUNDO (mas que muitos – por interesse ou por incompreensão – ainda têm muito dificuldade em aceitar), como tem vindo a ser demonstrado em atos eleitorais realizados no MUNDO OCIDENTAL e de que o BREXIT e TRUMP são fenómenos bem evidentes e imparáveis. Ou não fosse o caso de dos 7 biliões de seres humanos habitando neste planeta cada vez terem menos, face aos que cada vez sendo menos têm mais. Não querendo significar que TRUMP seja a solução (difícil vinda de um REPUBLICANO) mas certamente o início de um caminho – que pode muito bem ser aberto pelos apoiantes de SANDERS se os mesmos (e os DEMOCRATAS) quiserem renovar o partido, voltar a ter maioria nas duas câmaras e acima-de-tudo ganhar as próximas presidências norte-americanas.

 

Candidato

Partido

Colégio

Eleitoral

Votação

Popular

Donald

Trump

Republicano

274

58,914,866

 

Hillary

Clinton

Democrata

218

59,036,741

Gary

Johnson

Libertário

0

3,994,350

 

Jill

Stein

Verde

0

1,188,503

(os 4 candidatos mais votados – às 12:10 do dia 9 em Portugal)

CE = 538 – maioria p/ser Presidente: 270

Com DT a ser eleito Presidente ao atingir a maioria no Colégio Eleitoral

Apesar de ter de momento menos votos populares que HC

 

Curiosamente um resultado que começava já a ser uma forte possibilidade para alguns canais alternativos de notícias (mesmo estes muito poucos), alguns deles considerados pouco credíveis, associados a um dos lados (mas sendo extremistas) e adeptos das teorias da conspiração (ou de qualquer outra coisa parecida. Como é o caso do SITE superstation95.com.

 

Na véspera das eleições (dia 7):

 

Hillary CANCELS Election Night Fireworks; knows she's going to LOSE . . . badly!

 

 

No dia das eleições (dia 8):

 

Trump Leads in PA, FL, MI, and GA - Landslide / Political Revolution!

 

Midnight Voting Complete in New Hampshire! Trump 56.1% Clinton 43.9%

 

 

No dia segunte (dia 9):

 

!! TRUMP WINS !!

 

Secures 274 Electoral College Votes!

Hillary Clinton HAS called Donald Trump to Concede the Election

Republican Presidential Candidate Donald J. Trump has won the Presidency in a stunning victory; shattering voter turnout records, and defeating rival Hillary Clinton.  Trump's victory is nothing short of a Political Revolt by the American People.

 

Ficando-se agora a aguardar a evolução dos acontecimentos (globais) até ao dia em que DONALD TRUMP tomará posse como Presidente dos EUA (em Janeiro de 2017), não só entre os norte-americanos (que prevejo tal com é tradição e do seu interesse uma transição política interna pacífica) mas sobretudo no resto do Mundo e mais especificamente entre os seus (dos EUA) Aliados Ocidentais: sem estratégia, sem orientação política e sem ideologia, unicamente seguindo as ordens do Chefe (de onde vem o dinheiro, cegamente e por vezes esmagando-nos violentamente contra a parede – mesmo assim safando-se sempre (pelo menos até hoje) ao utilizar-nos (os cidadãos europeus) como simples AIRBAGS. Tornando-se pertinente para a EUROPA que esta mesma compreenda definitivamente o que o MUNDO HOJE JÁ É (e o mais rapidamente possível) sobrepondo-se de novo à ideologia das armas e privilegiando o diálogo, o respeito e o entendimento: com os EUA, com a Rússia e sobretudo com a China.

 

A outra grande conclusão a tirar de mais este grande e significativo ato eleitoral agora realizado nos EUA (antes tivéramos o BREXIT), é de que os cidadãos deste mundo não estão mais dispostos a serem enganados pelos seus pretensos representantes políticos e ainda-por-cima a serem insultados pelos mesmos que os ludibriaram justificando as suas incompetências e prepotências, como sendo culpa das suas vítimas ou seja de nós próprios – no fundo e como diria HILLARY CLINTON (desrespeitosamente) os Deploráveis. Por isso Perdeu!

 

(imagem: WEB)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:17

24 Hours USA

Segunda-feira, 07.11.16

Hillary ou Trump?

 

Terça-feira dia 8 por volta das 14h portuguesas, iniciar-se-á a votação para a escolha do próximo Presidente dos EUA. E se há anos atrás a luta era entre o BRANCO e o PRETO (pelos vistos tentando-se combater o racismo) agora ela transformou-se (por metamorfose feminina) na luta entre o HOMEM e a MULHER (pelos vistos para combater agora o machismo).

 

Com cerca de 130 milhões de norte-americanos a votarem nas eleições presidências de 2016 (219 milhões de possíveis votantes, 146 milhões de votantes registados e 126 milhões de votantes nas eleições anteriores) e provavelmente com pelo menos 1/3 tendo já exercido o seu direito de voto (perto dos 50 milhões utilizando métodos alternativos de voto), ainda não é totalmente claro se será CLINTON a ganhar (OBAMA obteve mais 5 milhões de votos relativamente a MITT ROMNEY – 65/60) ou se TRUMP superará ROMNEY e simultaneamente se aproximará da votação de OBAMA (não necessitando dos seus 332 votos eleitorais alcançados em 2012 mas apenas de 270 – a maioria).

 

il_fullxfull.983184692_pk15.jpg

Enquanto 13% dos Norte-Americanos apostam num asteroide ainda não identificado, os seus Donos já lhes propuseram dois nomes para darem ao Calhau

2016 HC ou 2016 DT

 

A pouco mais de 24 horas do início da votação para a eleição do 45º Presidente dos EUA e com o todo o Mundo Ocidental (político, económico e financeiro) apoiando incondicionalmente a eleição da candidata Democrata HILLARY CLINTON (ou não fossem todos seus Aliados e toxicodependentes do DÓLAR), é com grande expetativa que os norte-americanos (assim como todos os outros cidadãos do Mundo) aguardam os resultados do dia 8 de Novembro (terça-feira), para aí confirmarem (ou não) se um outro candidato deliberadamente ignorado pelo Sistema e constantemente atacado pela esmagadora maioria dos MEDIA (ao serviço exclusivo do outro candidato mais pró-Sistema) pode ou não vencer uma eleição no País mais Democrático do Mundo: é que pela exposição dada aos restantes candidatos à presidência dos EUA (não são apenas HILLARY pelos Democratas e TRUMP pelos Republicanos) a resposta é clara e imediata. No dia 9 de Novembro ficaremos a conhecer qual será o próximo Presidente dos EUA, que por todas as indicações que nos foram constante e estrategicamente sugeridas (acabando por nos penetrar, amedrontar e convencer) será indiscutivelmente HILLARY CLINTON: com DONALD TRUMP a ser esmagado (pelos E-MAIL de CLINTON e pela RÚSSIA de PUTIN) – para já não falar dos outros candidatos concorrendo a menos estados (outros três concorrem apenas a pouco mais de 20 – pelos partidos Libertário, Verde e Constitucionalista) e como tal sem qualquer hipótese de vitória. Pelo menos sendo esse o sentimento que atravessa Portugal e toda a Europa (na qual o nosso país ainda se inclui ao contrário do que desejam a maioria dos cidadãos dos UK) com toda sua Elite e os seus altos e fiéis representantes políticos a apoiarem sem disfarçar e sem qualquer tipo de reserva, a manutenção do seu STATUS QUO através da eleição de mais um CLINTON: e se ao primeiro o tentaram expulsar (como Presidente) não o conseguindo (BILL CLINTON), jamais a segunda (HILLARY CLINTON) permitirá que alguém não lhe permita a entrada (como Presidente), substituindo agora o marido e talvez com o marido substituindo agora a mulher – transformando os EUA num Circo ou num REALITY SHOW, provavelmente mortal para muitos de nós (habitando infelizmente o mesmo Planeta destes traidores à espécie – dita dominante, inteligente e civilizada). Deixando no entanto e desde já um aviso a DONALD TRUMP: os EUA têm já uma antiga tradição de em casos desesperados e não havendo mais nenhum caminho por onde optar (podendo colocar a estrutura em causa e as bases de sobrevivência do Sistema), escolher a violência, as armas e finalmente o assassinato – que o digam os KENNEDY que não o digam os TRUMP.

 

Com a verdadeira Propaganda de Megafone a ser martelada sem vergonha e sem interrupção a partir dos EUA (e posteriormente sendo difundida e replicada por todos os repetidores certificados deste Mundo) até ficamos com medo só de pensarmos diferente: com todo o Mundo a olhar para o mesmo lado é natural o receio de por acidente ou talvez não, apanharmos um torcicolo ficando então completamente dependente deles

 

 

Mas será que a 8 de Novembro HILLARY CLINTON e os DEMOCRATAS farão mesmo a declaração de vitória, colocando de novo os CLINTON na CASA BRANCA? Pelas últimas projeções resultando de sondagens levadas a cabo em todos os Estados & Territórios Eleitorais em votação, o que se constata é uma contínua e sustentada recuperação de DONALD TRUMP face a HILLARY CLINTON, nalgumas desses Estados/Territórios encontrando-se tecnicamente empatados e noutros com DONALD TRUMP já com ligeira vantagem: o que não impede que HC mantenha ainda uma vantagem de 2% sobre DT, significando que mesmo que DT ganhasse a maioria do voto popular arriscava-se a perder no número de representantes eleitos (o vencedor será aquele que obter a maioria no colégio eleitoral – 270 num total de 538). De momento com as sondagens a apontarem para uma média de 2% de avanço de HC sobre DT apesar das mais recentes apontarem para o tal empate técnico (pelo menos no voto eleitoral). Como a seguinte tabelas parece sugerir referida a 6 de Novembro (realclearpolitics.com):

 

Candidato

Partido

Estados

Sondagem

Hillary

Clinton

Democrático

Todos

45%

Donald

Trump

Republicano

Todos

43%

Gary

Johnson

Libertário

20 ou mais

5%

Jill

Stein

Verde

20 ou mais

2%

Darrell

Castle

Constitucionalista

20 ou mais

(sem dados)

Evan

NcMullin

Independente

Menos de 20

(sem dados)

(seis candidatos melhor colocados)

 

Numa batalha sem quartel (sem imaginação, hipócrita e sem vergonho) entre aqueles que se acham (abusivamente) protagonistas da luta pelo controlo do Mundo (assim pensam os norte-americanos neste século, tal como antes já tinham pensado os alemães no século passado), em que um candidato que só pensa em Mulheres & Dinheiro defronta uma candidata só pensando em Dinheiro & Mais Dinheiro: num guião em que os Deploráveis (como descreveu HILLARY os apoiantes REP) nunca terão hipóteses face aos Vigaristas (como descreveu TRUMP os apoiantes Democratas), ainda-por-cima sabendo-se que aos Deploráveis sempre recorreu HILLARY e quanto aos vigaristas muitos deles rodeiam TRUMP. Confuso? Não! Seja qual for o resultado de mais estas eleições que ninguém tenha dúvidas de que continuarão as CORPORAÇÕES a mandar, os POLÍTICOS a obedecer e o POVO a sofrer. Assim até terça-feira para se poder ver qual dos bonecos ganhou: CHUCKY ou TIFFANY.

 

(imagens: williamandjane.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 09:39

Snooker – John Higgins

Sábado, 05.11.16

John Higgins vence China Championship

 

Evergrande China Championship

Guangzhou – 2016

 

_92289851_higgins2_rex.jpg

John Higgins

(6º Ranking Mundial)

 

“John Higgins was back to his brilliant best in winning the China Championship snooker tournament, firing three consecutive century breaks past former world champion Stuart Bingham.” (digitaljournal.com)

 

John Higgins – 10 Stuart Bingham – 7

 

1ªSessão: 1-0, 2-0, 3-0, 3-1, 3-2, 3-3, 4-3, 5-3, 5-4

2ªSessão: 5-5, 5-6, 6-6, 7-6, 7-7, 8-7, 9-7, 10-7

(com os três últimos e decisivos frames da final a terminarem com entradas de mais de 100 pontos)

 

Com o torneio Champion of Champions a iniciar-se já na próxima segunda-feira dia 7 (contando com a participação de apenas 16 jogadores/por convite), certamente que os dois finalistas do China Championship concluído hoje com a vitória do escocês John Higgins, estarão já de malas (mais que aviadas$) dirigindo-se de imediato em direção a Coventry.

 

O torneio que terá a presença de 16 dos melhores jogadores de Snooker da atualidade, decorrerá de 7 a 12 deste mês no Arena Ricoh localizado na cidade inglesa de Coventry e contará com um prémio para o vencedor superior a 110000 Euros. Por curiosidade com Bingham a defrontar Neil Robertson (dia 8) e Higgins a defrontar Shaun Murphy (dia 10).

 

(imagem: bbc.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:32

Lá Fora está a Chover

Sábado, 05.11.16

A nossa vida é de tal forma repetitiva e improdutiva, que qualquer um de nós que pense mais um pouco (mínimo) ou se debruce sobre um abismo (máximo), certamente que se atirará na direção do buraco – num ato de penetração num imaginário evolutivo (para além do suicídio) tendo como primeiro objetivo matar o tempo, vivendo o Espaço: libertando a criatura (o anti monstro do monstro que dizem possuir-nos) que há dentro de nós.

 

tumblr_inline_ofz9o4zZSx1tzhl5u_500.gif

2016 predictions are already warning us to watch the skies in fear

One preacher named Ricardo Salazar is already predicting the end of the world

Via an asteroid impact on Earth

Which will then herald in the Anti-Christ of the Bible four years later in 2020

(Patrick Frye – inquisitr.com – Novembro 2015)

 

Ao olharmos para as tabelas do NEAR EARTH OBJECT PROGRAM da NASA, as únicas referências a aproximações ao nosso planeta associados ao dia 8 de Novembro, são segundo o NEO os objetos designados como 2916 FS13, 2016 TT93 e 2007 CM27 (com o objeto intermédio a ser o de maior dimensão e a apresentar um diâmetro de 100/200 metros, deslocando-se a uma v = 16m/s). Com o primeiro e o terceiro objeto a passarem respetivamente a 75LD e 48LD de distância da Terra e com o objeto 2016 TT93 a ter dos três a maior aproximação passando no entanto a menos de 11 milhões de Km (de nós). Com a Lua localizada a aproximadamente 384000Km de distância da Terra, aparentemente não havendo nenhum risco de virmos a ser afetados pela passagem de algum desses objetos (muito menos de podermos vir a sofrer um impacto direto), apesar de alguns deles não serem previamente anunciados e poderem apanhar-nos de surpresa: como poderá ter sido o caso do objeto 2016 VA com cerca de 15m de dimensão, circulando no passado dia 2 de Novembro muito próximo do nosso planeta a apenas 76800Km de distância. Um objeto (2016 VA) segundo os técnicos da NASA descoberto a 1 de Novembro (na véspera do seu ponto de maior aproximação) e com a sua órbita determinada no próprio dia da passagem: antes, durante ou depois?

 

Algo que nos deverá manter profundamente preocupados até ao fim do dia 8 de Novembro, data em que a maior potência a nível global (segundo informações recolhidas a partir de fontes credíveis oriundas do interior do seu próprio território) sofrerá o Impacto de um grande Objeto: asteroides, meteoritos ou outro tipo qualquer de objetos, denominados CLINTON US16, TRUMP US16 ou outra simbologia qualquer. Um Evento que certamente terá repercussões por todo o planeta e que a curto-prazo mudará a vida de mais de 300 milhões: enquanto noutro prazo (talvez coincidente) se estenderá a 7 biliões. Podendo levar o Mundo à sua final Extinção e à constatação (inevitável mas que não queremos aceitar) de que o Homem morreu (estando a ser progressivamente substituído a nível físico e transformado num zombie a nível psíquico) e de que o futuro está na Máquina. Restando-nos optar por um dos dois caminhos sugeridos pelo Diabo: votando no Adão ou se não for machista na Eva. Mas desconfiando sempre da intrometida serpente: a mando do VERMELHO controlando o BONECO e convidando a pura princesa a morder logo a maçã (conforme instruções em E-mail). Pelo que para a próxima semana e já com o tempo chuvoso, sofreremos o impacto da onda, vibraremos com o obvio e desceremos à monotonia.

 

(imagem: nasa.tumblr.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:20