Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

08
Dez 16

Que nos lembra a Terra

 

Uma imagem (fig. 1) que pelas sensações que nos provocam poderia ter como proveniência o planeta onde vivemos, tal o colorido apresentado (mais ou menos fiel) e a diversidade de estruturas (sugerindo alguma forma de vida e porque não mineral). Imaginando-se com tais sedimentos (calhaus, areias, poeiras) uma típica praia terrestre, desnudada ciclicamente ao mundo no período da baixa-mar. Só faltando para ser verdade um animal e humidade.

 

PIA21142.jpg

Figura 1

Marte – Opportunity Rover

PIA 21142 – 29.05.2016

 

Registado num cenário localizado a dezenas de milhões de Km do planeta Terra, num mundo sem água e sem vida, sem atmosfera para o proteger, árido e calcinado e para os humanos, considerado inacessível por inóspito e mortal – e no entanto programado para ser a primeira colónia terrestre nas próximas duas décadas de toda a vida humana: Marte.

 

Num cenário belo na Terra e belo em Marte

 

Neste caso apresentando-nos no seu 4389º dia de trabalho à superfície do planeta Marte um pequeno alvo localizado no solo (Vale da Maratona/Cratera Endeavour) e denominado por Private Joseph Field: pelo colorido denunciando a presença de elementos como magnésio e sulfatos ferrosos (talvez o seixo branco a meio) talvez produzido pela interação entre fluidos ácidos e as pedras aí presentes.

 

Com uma aridez irrespirável talvez com Água-Marinha

 

Aqui (fig. 2) com o planeta Marte apresentando-nos um outro cenário á primeira vista ligeiramente diferente do anteriormente apresentado, antes (fig. 1) uma superfície arenosa, juncada de pedras e em muitas zonas com camadas de materiais aglomerados e sobrepondo-se (como numa sandwich), depois (fig. 2) surgindo-nos com uma paisagem também desértica, aparentemente árida e sem movimento (vida), atravessada aqui e ali (na extensa planície aqui exposta) por pequenas e entrecortadas depressões (no terreno), para no fim sem que ninguém o esperasse poder conter água (sob a forma de gelo).

 

PIA21136.jpg

Figura 2

Marte – Opportunity Rover

PIA 21136 – 25.12.2015 e 2.02.2016

 

Uma região localizada na planície de Utopia onde os cientistas acreditam poder encontrar água em depósitos situados no seu subsolo: para tal utilizando radares de superfície de modo a assim perscrutarem o que se esconde debaixo da mesma – confirmando se existe mesmo água e em que quantidade (pelos vistos com resposta afirmativa e com um volume previsto semelhante ao do Lago Superior). Segundo os cientistas com estas depressões a serem muito semelhantes às encontradas no Ártico (canadiano) indicativo da presença de gelo no terreno (sobre ou sob o mesmo).

 

Contendo água sólida para uma já programada colonização

 

Com o planeta Marte apesar de não mostrar vestígios de água no seu estado líquido e à superfície, poder conter água sob a forma de gelo misturada com areias e outras rochas, mas no seu subsolo e provavelmente escondida em algumas das crateras marcianas: como poderá ser o caso da planície de Utopia – “a maior bacia de impacto reconhecida em Marte com um diâmetro aproximado em 3300 km” (wikiperdia.org) – onde terá sido descoberto um grande reservatório de gelo com 80 a 170 metros de espessura e contendo entre 50/80% de água.

 

(dados e imagens: NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:26
tags: , ,

Dezembro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14

23



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO