Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

25
Jan 17

A nova geração de satélites meteorológicos

GOES-16

 

Com o início do funcionamento do novo satélite meteorológico GOES-16 (NASA/NOAA), o mesmo oferece-nos desde já dois novos e belos registos do planeta Terra e do seu satélite natural a Lua – proporcionando-nos imagens de alta-resolução utilizando um instrumento destinado ao estudo dos oceanos, da atmosfera e de todo o restante ecossistema terrestre (o Advanced Baseline Imager/ABI). Na primeira imagem mostrando-nos o Hemisfério Ocidental do planeta Terra e na segunda com a Terra em primeiro plano vendo-se lá ao fundo (a cerca de 384.000Km) a Lua.

 

abi_full_disk_low_res_jan_15_2017.jpg

A Terra – Hemisfério Ocidental

15 Janeiro 2017

 

Segundo os cientistas da NOAA/NASA com o satélite meteorológico GOES-16 (o primeiro da nova geração também designados por GOES-R) construído pela Lockheed Martin a fornecer, o triplo de dados espetrais, com o quádruplo da resolução fotográfica e fazendo-o com o quíntuplo da velocidade – se comparado com a geração anterior (segundo a goes-r.gov). Monitorizando muitos dos fenómenos mais importantes ocorrendo no planeta Terra desde formações de nuvens, variações de temperaturas, movimentações oceânicas, atividade vulcânica e até qualidade do ar e com esses dados entretanto tendo sido recolhidos e armazenados, podendo prever com mais rigor e rapidez o desenvolvimento de tempestades – e assim poder solucionar (e prevenir) as suas possíveis consequências (segundo goes-r.gov).

 

Uma operação conjunta da NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) e da NASA (National Aeronautics and Space Administration), utilizando um satélite meteorológico lançado de Cabo Canaveral no dia 19 de Novembro de 2016 e posteriormente inserido numa órbita equatorial a quase 36.000Km da Terra. Numa missão projetada inicialmente para o Hemisfério Ocidental (terrestre) mas que em Novembro deste ano se estenderá ao outro hemisfério. E com os seus sucessores a serem já projetados (a nova geração GOES-S a ser lançada em 2018).

 

3253.jpg

Sobre a superfície da Terra - Lá mais ao fundo a Lua

15 Janeiro 2017

 

E na Terra o Homem

 

Mais um entre muitas centenas ou mesmo milhares de satélites artificiais conjuntamente com muitas toneladas de lixo espacial orbitando nas proximidades do nosso planeta, neste caso surgindo com um satélite ainda jovem e pronto a entrar imediatamente em ação, supostamente na área da meteorologia e da sua previsão mas que poderá ter (tal como o sucedido com muitos outros satélites artificiais, afirmem-no ou não) outro alcance adicional. Num Mundo de desconfiança crescente e de perda de valores acelerada (e ainda com a Guerra a impor-se à Paz como solução) sendo fácil de acreditar no tema da espionagem.

 

Isto porque para se controlar os escravos (os 7 biliões de indivíduos vivendo à superfície), a primeira coisa a fazer é mostrar-lhes qual é o seu devido lugar (limitando-lhes desde logo, todos os perigosos horizontes imaginados) para sobreviver e procriar – a Terra; nunca interessando em falar no que estará do Lado de Lá (associando o desconhecido à Morte), nem nos dando tempo para olharmos o nosso Céu (seja de dia ou de noite), nem sequer para pensar se o Outro Lado existe o que terá, deixando-os cair numa réplica de monotonia e desespero que nos levará à verdadeira morte e extinção (sem Transformação nunca existirá Evolução).

 

(dados: John Leslie/noaa.gov – imagens: NOAA/NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:37

24
Jan 17

Em 24horas lá conseguiu o JPL definir a órbita de mais um objeto em aproximação à Terra: chega? E quanto deles poderá deixar passar?

 

Rosetta_OSIRIS_NAC_comet_67P_20140803_1.jpg

Cometa 67P/C-G

(o dobro do tamanho de 1991VK)

 

Mais um “calhau” do tamanho de um pequeno autocarro (10m) que irá passar amanhã mais perto da Terra do que a Lua o faz todos os dias (384.000Km): um meteorito denominado 2017 BX, observado pela primeira vez a 19 de Janeiro de 2017, com a sus órbita definida a 23 (ontem) e adicionado hoje à lista dos corpos celestes (meteoros, asteroides, cometas) em rota de aproximação à Terra (e ao Sol). Um dos pequenos “calhaus” que se aproximam de nós, uns sendo previamente detetados outros não.

 

Alcançando o seu periélio no início da terceira semana de Fevereiro e atingindo amanhã o seu ponto de maior aproximação ao nosso planeta – menos de 270.000Km: pelo que não existirá nenhum perigo de impacto com a Terra (probabilidade = 0). No mesmo dia com um monstro (1991 VK) de quase 2Km de dimensão (e ultrapassado o seu periélio) a passar a pouco mais de 9,5 milhões de Km – esse certamente um asteroide passando mais perto de nós do que qualquer outro planeta.

 

[67P/C-G: Um corpo celeste descoberto em 1969, viajando pelo interior do Sistema Solar, descrevendo uma volta em torno do Sol cada 6,5 anos e na superfície do qual (um mundo alienígena) o Homem colocou um artefacto terrestre (a sonda Philae). Numa visita inserida na missão Rosetta.]

 

(imagem: ROSETTA –  esa.int)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:24

23
Jan 17

Masters Dafabet 2017

Final

Ronnie O’Sullivan – 10 Joe Perry – 7

 

p04qd7bj.jpg

Joe Perry vs. Ronnie O’Sullivan/The Rocket

Dafabet Masters 2017 – Final – Londres

 

RONNIE O´SULLIVAN acabou de ganhar este domingo dia 22 o Snooker MASTERS DAFABET 2017 ao bater na final disputada no Alexandra Palace de Londres o seu compatriota Joe Perry por 10-7. Talvez com o único break superior a cem pontos (112) conseguido na final por Ronnie O’Sullivan (na 15ª partida quando assistia a uma recuperação de Joe Perry reduzindo de 8-4 para 8-6) a ser decisivo e a abrir com o 9-6 as portas para a vitória no Masters.

 

Até à 7ª partida com Joe Perry comandando o marcador da final (4-3), chegados ao intervalo entre as duas sessões (a 1ª às 13:00 e a 2ª às 19:00) empatados (4-4) e numa arrancada decisiva no início da 2ª sessão, com Ronnie O´Sullivan a ganhar quatro partidas seguidas (passando a vencer por 8-4) e a partir daí controlando o encontro e acabando por vencer por 10-7 (à melhor de 19).

 

Numa competição onde Ronnie O’Sullivan conseguiu reeditar a vitória do ano anterior e numa boa preparação para as qualificações para o OPEN da CHINA que decorrem a partir de amanhã até 5ª feira (24/27) em Preston (Inglaterra): com mais de uma centena de jogadores de Snooker profissional a procurarem um lugar na fase final do OPEN da CHINA (27 Março/6 Abril). E com a primeira competição de 2017 a contar para o Ranking Mundial a estar já aí – o Masters da Alemanha (1/5 Fevereiro).

 

(imagem: bbc.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:10

22
Jan 17

Ronnie O’Sullivan defenderá nesta final o seu título conquistado no ano passado

(vencendo aí Barry Hawkins por uns esclarecedores 10-1)

 

Snooker Dafabet Masters

Alexandra Palace – Londres

Final – 22.01.2017 13:00

Ronnie O’Sullivan (13ºRM) – Joe Perry (9ºRM)

 

Snooker_break_thumb2.jpg

O retângulo de Jogo

 

Eis que na primeira competição de SNOOKER disputada no ano de 2017, o Penta-Campeão Mundial RONNIE O’SULLIVAN (2001/2004/2008/2012/2013) parece querer voltar de novo aos seus bons velhos tempos – estando neste momento em boa posição para vencer o DAFABET MASTERS (prova que não conta para o Ranking Mundial), sendo o favorito para a final a disputar este domingo (transmitida a partir das 13:00 no canal por cabo Eurosport).

 

O outro e inesperado finalista é o também inglês JOE PERRY, integrando a lista TOP TEN do atual Ranking Mundial de Snooker (9º) e neste momento ainda à frente do seu adversário (apenas 13º). Para atingirem a final os dois jogadores tiveram que eliminar 3 adversários: Ronnie O´Sullivan vencendo Liang Wenbo por 6-5, Neil Robertson por 6-3 e Marco Fu por 6-4 (18/12) e Joe Perry vencendo Stuart Bingham por 6-1, Ding Junhui por 6-1 e Barry Hawkins por 6-5 (18/7).

 

Destacando-se do lado de Ronnie O’Sullivan a sua regularidade e bom aproveitamento (em momentos fundamentais das partidas) dos erros praticados pelos seus adversários (dada a sua grande experiência como profissional vai fazer em 2017 vinte e cinco anos), para de uma forma ou de outra arrancar para vitórias difíceis mas no fundo merecidas (pela sua persistência).

 

Já no caso de Joe Perry iniciando-se como profissional em 1991 (um ano antes de Ronnie O´Sullivan) e sendo quase um ano mais velho do que o seu adversário (de hoje), surpreendendo-nos pela forma como despachou os seus dois primeiros adversários esmagando-os por 6-1 (o nº2 e o nº6 do RM), mas sobretudo deixando-nos perplexos como a perder por 2-5 nas meias-finais (à melhor de 11) e a necessitar de uma falta para ainda poder entrar em jogo, conseguiu-o, iniciou a recuperação, empatou o jogo e venceu-o finalmente na negra (6-5).

 

(imagem: wikipedia.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 03:11

21
Jan 17

“Que depois de esmagar SANDERS também esmagou CLINTON”

(e que se continuar em movimento acabará por esmagar o partido Democrata)

 

58825c7c1700002e00fdfcf7.jpg

Trump’s remarks were eerily similar

To those DC supervillain Bane gave in 2012’s

“The Dark Knight Rises”

Once he had overtaken the city of Gotham

(The Huffington Post/21.01.17/sobre o discurso inaugural de Donald Trump)

 

Utilizando mais uma vez o BULDÔZER responsável pelo cumprimento do trajeto eleitoral da campanha do partido DEMOCRATA para as Presidenciais Norte-Americanas de 2016 (que como se sabe foi o principal instrumento utilizado indireta e inesperadamente por DONALD TRUMP para a sua surpreendente vitória – já que lhe foi colocado nas mãos pelos seus próprios opositores), os condutores ainda instalados na Máquina não reconhecendo o fim da campanha e os resultados já divulgados, continuam como se nada se tivesse passado a cumprir o percurso, ultrapassada já a meta e já empossado o vencedor.

 

DT.jpgHC.jpg

Donald Trump e Hillary Clinton

Cerimónia da tomada de posse do 45º Presidente dos EUA

(Washington – 20.01.17)

 

Nem sequer se preocupando com as consequências devastadoras e obliteradoras provocadas pelo seu BULDÔZER eleitoral, capaz de por um lado colocar o seu piloto com mais 3 milhões de apoiantes (do que o seu adversário), mas no entanto e por outro lado deixando-o inadvertidamente cair, atropelando-o com as suas poderosas lagartas e esmagando o partido representado nele com três grandes derrotas (o máximo de coices possível – Representantes, Senado e Presidência). Algo nunca visto numa campanha eleitoral norte-americana desta dimensão (ou não fosse aí eleito o Presidente da maior potência Global), ainda-por-cima quando tudo aponta (agora) e ao contrário do que antes sempre fora ininterruptamente afirmado, de que pela sua intervenção e pelas suas consequências “PUTIN não tenha sido o manipulador do boneco mas o boneco a ser manipulado”.

 

DT1.jpg

Cartaz do concerto de protesto

(Room Full of Strangers)

Contra a tomada de posse de Donald Trump

Como Presidente dos EUA

 

Com a concretização e com os efeitos que se viram: manipulando o Boneco Putin com as suas próprias mãos, não se protegendo e assumindo o contacto (onde estava o preservativo?), deixando-se entranhar pela sua ideologia e aplicando-a em campanha, assumindo em si a razão e apontando os deploráveis, e no fim olhando-se no espelho e vendo aí o DIABO, não reconhecendo o objeto (refletido) e atribuindo-o a outrem – que naturalmente se aproveitou, na nuvem se dissipou e tal como um não D. Sebastião (um ANTICRISTO) regressou e ganhou.

 

27 Things Wrong With President Donald Trump's Inauguration Speech

'Well that was mercifully short'

(huffingtonpost.com – 21.01.17)

 

DT2.jpg

O Presidente e a 1ª Dama

Num Hino (apenas mais um) à consagração da Sociedade do Espetáculo

Em que se transformaram os Estados Unidos da América

(pensando o Mundo como um brinquedo com carros, bonecas, polícias, ladrões, bombas, barbies, diabos, fadas e agora, com um construtor não sendo Bob mas sendo Trump)

 

E mesmo assim com os copilotos de campanha do Boneco Democrata a continuarem a insistir no seu BULDÔZER eleitoral, equipando-o agora com aparelhos suplementares e mais intrusivos tipo ultra mirone e com visão raios-X: capaz de após uma curta e mera observação superficial (e como tal intencional) dum Elefante mexendo a Tromba (de contente por ser o chefe) descobrir de imediato 27 diferenças (ou seja coisas erradas que o Burro jamais faria) e logo num discurso tão curto (ou não tivesse o Elefante – segundo o burro – um cérebro de amendoim). Deixando aqui algumas preciosidades justificativas (só 4), das tais 27 coisas referenciadas (comentários de leitores) – e apenas 1 (coitado) dando uma hipótese ao Elefante:

 

Contra

 

If Trump's 'movement' so big, why did he lose popular vote by nearly 3 million and attendance swearing in historic low? (Max)

 

Never forget "America First" was motto of the 1930s movement that opposed US involvement in the war against Hitler and fascism. (Tim)

 

I never watched Trumps inauguration, I think he's an insult to humanity. (Michael)

 

When do the Hunger Games start? (Martin)

 

Favor

 

Jesus Christ, I’ve never seen such childish reactions from grown adults in my life!! Hilary and co is a sick bunch of child killing rapists and if she won we would be in WW3 by noon tomorrow!! Grow the fuck up and deal with it, you are starting to look like pedophile supporters. Give the guy a chance ffs. Disgusting behaviour you hoard of fucking cry babies...cringe worthy. (Rosé)

 

DT3.jpg

Na hora da despedida – 20.01.2017

44º Presidente dos EUA Barack Obama

Prémio Nobel da Paz de 2009

Oito Anos depois (de ser eleito e reeleito) entregando o testemunho a Donald Trump

 

[Numa nota final de devida justiça e de imenso mérito e de grande coragem (raro num cargo hierarquicamente tão elevado como o de Presidente da maior potência a nível planetário), lembrar mais uma vez que BARACK OBAMA foi o primeiro Presidente dos Estados Unidos da América proveniente de uma minoria étnica (negra natural dos EUA) a receber votos da maioria (branca) e a ganhar as eleições – transformando a sua eleição num projeto aglutinador (e multirracial) mas falhando na projeção ao deixar-se enredar pelas teias do poder. Como se constatou no seu penoso Calvário iniciado aquando do seu segundo mandato (2012), quando viu o seu principal adversário (de Governo) pelo ele próprio ali colocado como Secretário de Estado dos Estrangeiros no começo da sua Presidência (e como contrapartida para obter o apoio declarado dos Clinton) – logo após o rebentar da grande bronca na Líbia com o assassinato do embaixador norte-americano em Benghazi (da segurança do qual Hillary Clinton era responsável) – abandonar de imediato o barco, limpar bem as suas mãos e ainda-por-cima começar a preparar a sua candidatura (à sua sucessão) solicitando-lhe o seu declarado e condicional apoio (mesmo tendo que atropelar alguém como terá sido o caso de Bernie Sanders). Restando-lhe ser um homem bom (como ainda ontem lhe disse Donald Trump), lançador do Obamacare (as primeiras bases para a criação de um Sistema Nacional de Saúde inexistente nos EUA), apoiante das ideias e até das minorias (reconhecendo as suas origens) e apesar de nada ter feito (porque certamente não o deixaram fazer) ainda acreditar e prometer continuar a falar. Pena fosse a toxicodependência Russa e a fúria criminosa dos Drones.]

 

(texto/inglês/itálico: huffingtonpost.com – imagens: huffingtonpost.com e 24.sapo.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:59

Realçando nesta imagem (para além do fascínio pela mistura de cores) o violento turbilhão atmosférico provocado pela circulação de nuvens a grande velocidade, localizado a sudoeste de uma das oito Pérolas até agora descobertas no longínquo planeta Júpiter. E por se assemelhar muito a muitas das criações ditas artificiais (e inteligentes).

 

A Pérola aqui apresentada faz parte de um conjunto de oito formando o conhecido “Coral de Pérolas” de Júpiter, sendo uma das oito tempestades maciças circulando à latitude aproximada de 40⁰ sul do planeta.

 

PIA21377-1.jpg

Uma das Pérolas de Júpiter

(à esquerda)

 

Enquanto a sonda automática JUNO enviada da Terra em direção a JÚPITER não nos envia mais imagens desse Gigante Gasoso considerado o maior de todos os planetas (conhecidos) integrando o Sistema Solar (lembremo-nos que são oito após a despromoção a planeta-anão de Plutão), lá nos vamos entretendo com uma imagem já com mais de um mês (reportada pela NASA a 11 de Dezembro) agora processada por um cientista amador de nome Eric Jorgensen.

 

Segundo dados da NASA uma imagem registada pelas câmaras da sonda Juno quando a mesma se encontrava a apenas 24.000Km de distância da atmosfera de Júpiter, apresentando-nos com razoável resolução uma das famosas PÉROLAS, assim como o desenvolvimento e deslocação das nuvens cobrindo toda a superfície localizada a sudoeste (desse círculo branco). Uma das Pérolas do Colar de um conjunto mais vasto de oito.

 

Num trabalho desenvolvido a partir da imagem original captada pela sonda Juno (e posteriormente editada pela agência espacial NASA) e que há falta de outras imagens que nos pudessem fazer refletir sobre outros pormenores igualmente interessantes (sobre Júpiter), levaram (meritoriamente) o cidadão-cientista Eric Jorgensen a realçar cores e formas (originais) para dessa forma realçar certos detalhes.

 

Ficando-se aqui à espera que a única presença do Homem nas proximidades de tão longínquo planeta a partir de 15 de Setembro (data em que a sonda CASSINI se suicidará, impactando com o seu vizinho Saturno o outro Gigante Gasoso), nos presenteie rapidamente com mais algumas imagens deste misterioso planeta, talvez primitivo e talvez jovem, mas que certamente um dia (e até como ponto obrigatório de passagem) nos poderá oferecer o Futuro ou então fazer o seu anúncio.

 

Alguém sabe o que se esconde para lá das densas nuvens?

 

(imagem: Uma das Pérolas de Júpiter – PIA 21377)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:33

20
Jan 17

Nesta sexta-feira 20

DONALD TRUMP acaba de tomar posse como 45º Presidente dos EUA

(devendo o cargo aos Democratas pela sua inesperada campanha pró-TRUMP)

 

WINTER COMES

 

58819ff81200003e0aad8a7c.jpeg

 

Trump Gets The Nuclear Codes

Numerous Executive Actions Ready To Go On Day One

National Security Handover ‘Bumpy,’ U.S. Allies ‘Rattled’

 

Washington A ‘Virtual Fortress’ As It Braces For Massive Protests

25,000 Rally In NYC

Riot Police Outside ‘DeploraBall’

(huffingtonpost.com)

 

Numa última e desesperada tentativa de assassinar seja de que modo for a imagem há muito construída e divulgada do SUPER-MONSTRO ZOMBIE DONALD TRUMP, os subsídio-dependentes e subservientes fiéis do antigo regime de atribuição de benefícios e benfeitorias continuam a poucas horas da transição de poder das suas mãos para outras mãos agora vencedoras (e apesar de todos os lados terem respeitado as regras básicas do jogo em curso), a atacar impiedosamente, com total falta de vergonha e de respeito e utilizando todas as armas que vêm ter consigo (sejam verdadeiras ou falsas o que é que isso interessa) – e desrespeitando todas as regras mínimas que segundo eles é devida a um Presidente – aquele que a partir de hoje e durante quatro anos será a imagem do que eles e os outros afirmam representar a maior potência do Mundo e o exemplo a seguir por todos os outros: isto se esses outros quiserem ser como eles. Mas quererão?

 

“Donald Trump has been called a con man and a huckster. An unstable pathological liar. A degenerate. And that’s just by other Republicans. At noon Friday, they and every other American will call him Mr. President. “God has a sense of humor,” said John Weaver, who ran Ohio Gov. John Kasich’s campaign during the GOP primaries.”(huffingtonpost.com)

 

Como se vê pelo título do antigo conjunto de blogues alternativos agora transformado numa máquina trituradora e violenta de propaganda descaradamente pró-Democrata (pondo em causa a sua origem, credibilidade e imparcialidade), nem mesmo no dia da tomada de posse do 45º Presidente dos EUA (eleito segundo as regras previamente aceites por todos) o largando (tal como um bando de cães esfomeados atirando-se a um osso) com os seus opositores não respeitando de novo o símbolo eleito conjuntamente pelos seus 50 Estados, sugerindo mais uma vez questões claramente sem conteúdo e mesmo desonestas (pelo menos extremamente controversas senão mesmo insultuosas) e invocando face à inexperiência do mesmo, à sua imprevisibilidade extrema e já agora até à sua loucura (ou não tivesse sido ele contaminado através de ondas totalitárias transmitidas via Web por Vladimir Putin), a possibilidade do novo Presidente mal tenha tomado posse, virado as costas à América e inopinadamente isolando-se de imediato num canto (como uma criança pronta a experimentar todos os brinquedos postos à sua disposição sem critério nem proteção), possa entre outros dos seus primeiros atos senão loucos, irresponsáveis – mas para ele uma simples brincadeira (que maior insulto existe?) – brincar com a mala e com as suas palavras-chave. Acabando por,

 

Carregar no botão Nuclear!

 

Novamente com os não vencedores querendo acreditar que os protestos maciços de cidadãos norte-americanos (que se produzirão hoje em Washington e um pouco por todo os cinquenta Estados dos EUA), mostrarão mais uma vez e até ao último segundo que nem a fortaleza de segurança protegendo o (para eles ilegítimo) 45º Presidente dos EUA Donald Trump, impedirá toda aquela multidão de chegar a Washington, aproximar-se do Presidente já empossado, protestar, gritar, talvez provocar motins e assim obriga-lo a demitir-se. Loucura? Talvez não – ou não tivesse os EUA uma tradição já antiga de matar ou tentar matar Presidentes.

 

Duma coisa podendo todos estar bem certos (sejam eles norte-americanos ou então alienas como nós): os Estados Unidos da América são no presente ideológica e estruturalmente, o Estado que mais se assemelha àquilo que desde sempre interiorizamos e visualizamos (no sentido social mas sobretudo económico) aos tempos passados do Capitalismo de Estado da extinta URSS. Com a única e fundamental diferença (e que levou ao fim da União Soviética) de os comunistas assentaram desde o início todo o seu poder numa máquina de um único partido (mantendo sempre a mesma clientela e não a obrigando a evoluir), enquanto os capitalistas conhecendo melhor a pirâmide (social) até por a criarem e explorarem (tendo que ser dinâmicos senão sendo ultrapassados), souberam abrir a sociedade ao povo para depois progressiva e sem grandes sobressaltos a irem filtrando (por proteção) e fechando (por segurança): a pouco-e-pouco diminuindo o número de milionários, de empresas e mesmo de corporações, transformando-os numa meia-dúzia de grandes conglomerados estendendo-se por todo o território como um polvo mas revelando finalmente a sua cabeça (e à qual todos devem obediência seja Obama, Clinton ou Trump) – tal como diria Eisenhower o “Military Industrial Complex” e todos a ele infelizmente associados.

 

(imagem: huffingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:23

Com o MASTERS DAFABET a decorrer entre 15/22 Janeiro

(torneio por convite não contando para o RM)

 

3500.jpg

Ronnie O’Sullivan

Vencedor do Masters Dafabet de 2016

(esmagando na final Barry Hawkins por 10-1)

 

Iniciado um novo ano e esperando-se o início de mais um torneio contando para o Ranking Mundial de Snooker, os 125 jogadores integrando a tabela (além de outros convidados) e lutando pelo título final de Campeão do Mundo, vão-se preparando uns mais ativamente do que outros para o primeiro torneio deste ano contando para o RM: o MASTERS da ALEMANHA a realizar-se entre 1 e 5 de Fevereiro na cidade de Berlim e contando com 128 participantes.

Antes tendo ainda que disputar as qualificações para o OPEN da CHINA (entre 24 e 27 de Janeiro) e com os mais sortudos (os mais cotados) podendo ainda participar em torneios por convite: como na já iniciada mas ainda não terminada CHAMPIONSHIP LEAGUE a decorrer na cidade inglesa de Coventry (iniciada a 2 de Janeiro com 25 participantes convidados e momentaneamente interrompida) e no MASTERS DAFABET (a realizar-se entre 15 e 22 de Janeiro em Londres com 16 participantes convidados) a decorrer na cidade de Londres.

 

De momento com o único torneio ativo a ser o MASTERS DAFABET, hoje dia 19 (quinta-feira) com dois jogadores a serem já apurados para as meias-finais a realizarem-se no próximo sábado (e com a final domingo, 22). Com o quadro completo a ser o seguinte:

 

Jogo

Data

Jogador

RM

Jogador

RM

1

19

Ronnie

O’Sullivan

13

Neil

Robertson

7

2

19

Marco

Fu

8

Mark

Allen

10

3

20

Barry

Hawkins

12

Mark

Selby

1

4

20

Joe

Perry

9

Ding

Junhui

6

5

21

Vencedor

Jogo 1

-

Vencedor

Jogo 2

-

6

21

Vencedor

Jogo 4

-

Vencedor

Jogo 3

-

(Quartos-de-final e Meias-finais)

 

Para já com as duas grandes deceções a serem (numa continuidade que já vem de trás), Stuart Bingham número 2 do RM eliminado categoricamente na 1ª eliminatória por Joe Perry por 6-1 e Shaun Murphy número 5 do RM também esmagado na 1ª eliminatória por 6-1 por Barry Hawkins: nem parecendo terem sido ambos os finalistas do Mundial de 2015 (que Bingham venceu por 18-15) após uma dura e prolongada luta travada ao longo de 33 partidas.

 

E terminadas as duas primeiras partidas dos quartos-de-final do Masters Dafabet, com Ronnie O’Sullivan a bater Neil Robertson por 6-3 e com Marco Fu a bater Mark Allen por uns ainda mais expressivos 6-2 – apurando-se ambos para as meias-finais da competição onde se irão defrontar. Hoje com Mark Selby atual líder destacadíssimo do RM e Campeão do Mundo de Snooker a entrar em ação frente a Barry Hawkins (finalista vencido no ano anterior e Vice-Campeão Mundial em 2013 – perdendo estas duas finais face ao mesmo jogador Ronnie O’Sullivan).

 

(imagem: theguardian.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:21

19
Jan 17

Como se já não bastasse a quantidade de sismos que têm atingido a Itália nos últimos tempos (provocando elevadíssimos estragos materiais e dezenas de vítimas mortais) eis que ontem e na sequência de mais quatro sismos aí registados de M> 5 (Itália Central) uma avalanche acabava por provocar mais destruição podendo ter causado cerca de três dezenas de vítimas.

 

800.jpeg

Itália – Farindola – Hotel

Avalanche de 18 de Janeiro de 2017

(provocando trinta desaparecidos)

 

Enquanto no centro de Itália se contam as vítimas provocadas pela avalanche ocorrida ontem na estância de esqui de Farindola (previsivelmente umas trinta, o número de pessoas que ficaram presas aquando da avalanche e da queda do telhado do hotel) – localizada nos montes Apeninos província de Pescara e num evento tendo como origem os quatro sismos de M> 5 registados ontem nessa região – em Portugal Continental e tal como em toda a Europa a vaga de frio continua a fazer-se sentir fortemente, com descidas significativas das temperaturas (máximas e mínimas) e aumento de geadas e de queda de neve (em sítios pouco habituais como o Algarve): em alguns destes casos com piores condições climatéricas do que as normalmente registadas durante este período do ano (Inverno).

 

No caso do acidente ocorrido num hotel de uma estância de esqui italiana, com as pessoas que já aí se encontravam preparadas para a evacuação (pois já se previa uma forte possibilidade da ocorrência de uma avalanche, como consequência dos quatro sismos registados nesse dia) a serem apanhadas de surpresa e a não terem sequer tempo para fugir e se poderem salvar: num instante presas no interior do hotel pela avalanche em curso e no seguinte sendo soterradas não só pelas toneladas de neve acumuladas, como (devido ao peso excessivo suportado) pelo colapso do telhado do mesmo (hotel). Um acontecimento trágico ocorrido certamente como consequência dos 4 fortes sismos (e das dezenas de réplicas que os acompanharam) ocorridos no mesmo dia num intervalo de aproximadamente quatro horas (entre as 09:25 e as 13:33 UTC) e que apanhou algumas pessoas desprevenidas durante o período de evacuação ainda a decorrer, muitas horas depois dos primeiros sinais claros e extremamente preocupantes de alerta terem sido dados (o primeiro sismo ocorreu logo no início da manhã e a avalanche ocorreu horas depois já no período noturno). Levantando desde logo a questão: terão sido os procedimentos de segurança adotados os mais corretos?

 

loule-blog-louletania.jpg

Portugal – Loulé – Mercado

Nevão de 2/3 de Fevereiro de 1954

(atingindo toda a região do Algarve)

 

Em Portugal Continental também se registando neste período um abaixamento acentuado das temperaturas, noticiando-se entre outros acontecimentos de maior relevo (apesar de aceitáveis para a época) o congelamento parcial das águas superficiais de um rio e a queda de neve no Sul de Portugal: na região de Bragança e com as temperaturas mínimas a andarem pelos 6/7⁰C negativos, com o rio que atravessa a localidade de Gilmonde a congelar; no sul de Portugal para o lado do Sotavento Algarvio com alguns flóculos de neve a caírem sobre algumas das localidades da região durante o início da manhã (desde a Serra do Caldeirão até Vila Real de Santo António), brindando alguns dos seus residentes com um espetáculo raríssimo de ocorrer neste sul do território junto ao mar Mediterrâneo. Mesmo não havendo notícias de queda de neve tanto na Serra da Estrela (onde se situa o ponto mais alto de Portugal) como na Serra de Monchique (onde se situa o ponto mais alto da Região do Algarve).

 

De momento e no que diz respeito a Portugal Continental com o aviso meteorológico de alerta Amarelo a ter sido já retirado (passando para Laranja) e desse modo com o IPMA a confirmar uma ligeira melhoria das condições atmosféricas e climatéricas um pouco por todo o país (passagem de uma situação de risco elevado para moderado a elevado). A Sul e no que diz respeito a Albufeira com a temperatura às 17:30 locais a registar 10⁰C (máxima = 10⁰C e mínima = 1⁰C), prevendo-se para os dias seguintes uma ligeira subida das temperaturas (3 a 4 graus), céu limpo e sem precipitação. Já no caso do interior com as condições climatéricas a serem um pouco mais severas (tomemos como exemplo Beja a sul, Castelo Branco ao centro e Bragança a norte): no dia de hoje (quinta-feira, 19) com Beja a ter temperaturas (atual/máxima/mínima em ⁰C) de 10/12/0, com Castelo Branco a ter temperaturas de 7/9/-2 e com Bragança a ter temperaturas de 3/5/-2 – como se vê com as temperaturas a descerem à medida que se vai subindo (em direção ao norte).

 

(imagens: apnews.com e louletania.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:00

Pelos vistos os Alienígenas não abdicam de controlar o nosso Planeta!

(e não são mexicanos)

 

Eventual registo de vídeo obtido recentemente a partir das câmaras instaladas na Estação Espacial Internacional orbitando a Terra a cerca de 400Km de distância, em que é claramente visível o aparecimento de um objeto desconhecido no horizonte visual da ISS – seguido da sua aproximação à mesma e posterior desaparecimento: para uns (os leigos) evidentemente um UFO; para outros (os eruditos) claramente um simples erro de tradução induzido pelos nossos órgãos dos sentidos (como por exemplo a visão).

 

UFO 7.jpg

(ampliação da imagem 2)

 

Habitando num Mundo fechado e cada vez mais apertado em que o nosso quotidiano diário se replica estendendo-se – encurralado como está entre uma repetição constante de rituais dispersos e sem qualquer tipo de significado (prático) e a miséria que rodeia e limita esse ambiente de mera sobrevivência – a única de hipótese de fuga utilizando os nossos órgãos dos sentidos (não tendo de momento disponíveis meios físicos alternativos de transporte) será sempre o de abrir a nossa mente ao que poderá estar do Outro Lado: por mais estranho que nos pareça e por mais que nos ignorem absorvendo sofregamente essas perceções (talvez por residir aí a nossa derradeira esperança), mas sempre acreditando (o primeiro passo para passar do imaginário à realidade) que no fundo Algo de mais existe (além do Homem).

 

ufo1.jpgufo4.jpg

(Imagem 1 e 2)

 

ufo5.jpgufo6.jpg

(Imagem 3 e 4)

 

Na sequência do vídeo gravado a partir de uma das mais recentes transmissões oriundas do Espaço exterior onde orbita a ISS (a 400Km de distância da Terra), sendo possível observar na fronteira de transição entre o azul-claro do céu e a escuridão profunda do Espaço (conforme o desenrolar das imagens – de 1 a 4 – o demonstram), o aparecimento com aumento progressivo de dimensão e de luminosidade de um objeto de origem desconhecida (com o seu aumento de volume a poder dever-se à sua aproximação à ISS) seguindo-se de um processo inverso até ao seu desaparecimento total. Um fenómeno que se poderá traduzir na presença física (e temporária) de um determinado objeto nas proximidades da ISS ou então e muito naturalmente, apenas mais um caso de efeitos especiais (visuais e coloridos muito semelhantes ao arco-íris).

 

UFO8.jpg

(ampliação da imagem 3)

 

Deixando-nos mais uma vez sozinhos com a nossa dúvida existencial preferida: seremos Nós e mais Nada e criados para nascer para morrer? Com persistência continuando a adotar a teoria de que a Terra é o centro do Universo e por correspondência direta atribuindo ao Homem o galardão de ser a sua máxima criação – um ser quase perfeito mas limitado no tempo, por uma mera imperfeição: a sua visão estreita e ainda rudimentar da evolução (ainda somos uma espécie jovem) assente na preocupação da origem e do fim (nascimento/morte) e ignorando o Infinito e a Transformação. Ou não tenhamos nós aprendido na escola que “na natureza nada se cria nada se perde tudo se transforma”. Podendo-se assim aceitar que face ao nosso modelo terrestre (e já agora no seu contrário) poderão ser apenas Luzes como até Extraterrestres.

 

(imagens: Steetcap1/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:29

Janeiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

18




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO