Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

13
Ago 17

A caminho do planeta Terra

(e prometendo passar no interior da órbita da Lua)

 

Com a NASA a manter os seus 45.000Km (outros nem 7.000Km) como ponto de maior aproximação à Terra ‒ mas chocando com a mesma podendo provocar um Evento muito semelhante ao ocorrido em Chelyabinsk (cerca de 1500 feridos e de 7000 casas danificadas).

 

ann17052a.jpg

Asteroide 2012 TC4

(assinalado a azul ao centro)

 

O asteroide 2012 TC4 previsto para passar nas proximidades do planeta Terra no próximo dia 12 de Outubro pelas 05:41 UT, foi de novo detetado por um grupo de três astrónomos (Hainaut, Koschny e Micheli) tendo como primeiro objetivo a sua definição orbital (utilizando um telescópio ótico VLT):

 

Descoberto a 4 de Outubro de 2012 aquando da sua anterior passagem (mas com definições e características recolhidas insuficientes) o asteroide voltou de novo a ser detetado a 27 de Julho (deste ano) sendo confirmado com mais dois registos um a 31 de Julho e outro a 5 de Agosto.

 

Ficando com a sua órbita definitivamente definida a 8 de Agosto e com o asteroide a apresentar uma dimensão próxima dos 15 metros e um período orbital de 1766 dias (4,84 anos)

 

‒ Segundo os cálculos desses astrónomos (da Universidade de Maryland) no dia 12 de Outubro com o mesmo a passar nas proximidades do nosso planeta a uma distância de 50.000Km (quando já se falara em 45.000Km e até em menos de 7.000Km) no interior da órbita da Lua.

 

No dia 1 de Setembro de 2017 com um monstro de mais de 5 Km (5376 metros)

‒ O asteroide 1981 ET3 ‒

A passar a pouco mais de 9 milhões de Km da Terra.

 

[Com o maior objeto previsto para passar nas proximidades do planeta Terra a continuar a ser o asteroide 2004 MN4 (também conhecido como Apophis), possuindo um período orbital de quase 10 anos e uma dimensão de 350/450 metros: no dia 13 de Abril de 2029 passando no seu ponto de maior aproximação a menos de 40.000Km de distância. Não impedindo no entanto que o mesmo e desde a sua descoberta não tenha nos cálculos da NASA possibilitado um impacto com a Terra (chegando no início a ser de 1 para 37) e que lá para 2069/70 o asteroide Apophis não faça aí e então uma grandessíssima tangente ‒ no mínimo “barba e cabelo” (passando a uns míseros 120Km) se não for mesmo um grande estouro (tantos são os imprevistos a tão curta distância).]

 

(imagem: umd.edu)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:25

Russia Warns US Not to Meddle in Upcoming Elections

Russian FM Notes US Diplomats Involved in 'Illegal Activities'

(antiwar.com)

 

0 1OtWuKBb3-4bYncJ.jpg

Filas à porta de um supermercado (fechado)

Venezuela (2016)

 

Como se pode ver os EUA ainda são a maior potência mundial nem que seja para a brincadeira: para além do FLIPER de Imprimir (dólares) e do FLIPER de Disparar (balas) também nos brindando com o FLIPER de Imitar (palhaçadas) ‒ para além das impressoras (herdadas dos falsificadores) e das pistolas (herdada dos gangsters) tendo também uma componente psíquica (e subliminar) dando emprego ao bobo da corte, usufruto à realeza e certificado de porte aos restantes (antes de arma agora de canudo). Com outros a os seguirem (russos para se rirem) e ainda outros a aproveitarem (chineses para venderem) ‒ e com a Europa como sempre, a banhos neste período, entre o areal e o mar e ainda com alguns fugitivos (migrantes correndo pela vida sem tempo para parar).

 

With Russian regional elections just a month away, Foreign Minister Sergey Lavrov is doing what is seen as virtually obligatory these days, angrily warning other nations not to meddle in the elections. In Lavrov’s case, his warning was aimed squarely at the US.

 (antiwar.com)

 

1060x600-4a8d0d17696ccd2edcf8a00be852f761.jpg

Sergey Lavrov pedindo aos EUA

Para não interferir nas suas próximas eleições (internas)

 

Pelo que nesta Estação Idiota em que todo o Hemisfério Norte está mergulhado no Verão (principalmente uma estreita faixa nas imediações do equador), tudo é mesmo possível nem que seja por reflexão: e se os raios (solares ou cósmicos) ao impactarem a superfície da terra ou da água (cor preta e baça absorvendo, cor clara e brilhante refletindo) poderão ser absorvidos ou refletidos (pelo Mundo Mineral), também o mesmo poderá acontecer com as outras espécies (pertencentes ao Mundo Orgânico), replicando o observado por certeza (eficácia) e distração (prazer). Num tempo quente (temperaturas elevadas) e de asfixia (mental) propício à inconsciência e à inconstância como referência justificativa. Agora com os Russos avisando os Norte-Americanos contra interferências políticas e também eleitorais.

 

(imagens: activistpost.com e washingtonexaminer.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:19

“No dia em que controlarmos a Matéria e a Energia convertendo uma na noutra, teremos atingido o estatuto (de Deuses) estando prontos para tomar conta dele (do Universo).”

 

Alpha,_Beta_and_Proxima_Centauri_(1).jpg

Sistema Alpha Centauri

À esquerda Alpha Centauri A à direita Alpha Centauri B

E mais abaixo (círculo vermelho) Proxima Centauri (e um planeta extrassolar)

Sistema localizado a 41.739.060.000.000Km da Terra

(cerca de 42 biliões de Km)

 

Para quem ainda procura uma solução para a futura viabilidade da espécie Humana, uma das opções mais credíveis e viáveis para resolver o problema com que o Homem se debaterá um dia ‒ resultado de um Evento Apocalíptico que tornará impossível a nossa permanência na Terra ‒ será o de iniciarmos de imediato a nossa deslocação para um outro corpo celeste de preferência próximo e que nos possa proporcionar natural ou artificialmente as condições mínimas e temporárias de sobrevivência: no fundo partindo da Estação Terra e chegando no nosso caminho de Aventura e Descoberta a um Apeadeiro (base intermédia) onde possamos passar com segurança um tempo determinado antes de partirmos a caminho de uma nova Estação. Nesse sentido não se compreendendo a suspensão dos voos tripulados no Espaço já lá vão quase 50 anos, quando todos sabemos que se nunca partirmos da Terra (nós e não as máquinas) aqui morreremos e desapareceremos (sem ninguém ou nada saber da nossa curta existência como espécie por estes lados do Universo): e logo com a Lua ali tão perto (como um Apeadeiro a menos de 400.000Km), já tendo sido visitada anteriormente (visitas iniciadas em Julho de 1969/Apollo 11 e suspensas em Dezembro de 1972/Apollo 17), com a forte possibilidade da existência de água (subterrânea e nas calotes polares) e com o Homem dispondo de tecnologia já bastante avançada capaz de o fazer viajar, colonizar e aí sobreviver. Mas limitando-se atualmente a enviar sondas automáticas e a fazer pequenas excursões entre a Terra e a ISS.

 

Distância (anos luz)

Sistema

Estrela

Classe

Temperatura (⁰K)

Cor

0

 

Sistema Solar

Sol

G2V

5200-6000

Amarela

4,4

Alpha Centauri
(Rigil Kentaurus)

α Centauri A (HD 128620)

G2V

3700-5000

Laranja

4,4

Alpha Centauri
(Rigil Kentaurus)

α Centauri B (HD 128621)

K1V

7500-10000

Branca

10,5

Epsilon Eridani

(BD−09°697)

-

K2V

7500-10000

Branca

 

11,4

Procyon

(α Canis Minoris

Procyon A

F5V-IV

6000-7500

Amarela/Branca

11,4

61 Cygni

 

61 Cygni A (BD+38°4343)

K5.0V

7500-10000

Branca

11,4

61 Cygni

 

61 Cygni B (BD+38°4344)

K7.0V

7500-10000

Branca

11,8

Epsilon Indi
(CPD−57°10015)

Epsilon Indi A

K5Ve

7500-10000

Branca

15,8

Groombridge 1618

(Gliese 380)

-

K7.0V

7500-10000

Branca

Distância a que se encontra do Sol a Nuvem de Oort ‒ 50.000 UA = 0,8 anos-luz

Com esta região a demarcar o limite da influência gravitacional do Sol

Ou seja a última fronteira do Sistema Solar

(1 Ano-Luz = 63.241 x distância Sol/Terra = 1265 x distância Sol/Cinturão de Kuiper)

 

No catálogo anterior apresentando-se os 8 Sistemas ou Estrelas mais próximos da nossa estrela (o Sol) e do nosso sistema planetário (o Sistema Solar), com as mais próximas a serem as estrelas α Centauri A e α Centauri B, a primeira da classe do Sol (G2V com temperaturas inferiores) e a segunda da classe K1V (com temperaturas superiores). Como tal e dada a enormidade das distâncias (face à esperança média de vida do Homem, nem chegando sequer aos cem anos) ‒ e ainda com as galáxias mais próximas a mais de 4 anos-luz ‒ cingindo-nos ao Sistema Alpha Centauri já por si inalcançável (pelo menos para já): numa nave viajando à velocidade de 20Km/s (a maior velocidade registada pela sonda Voyager 1 sendo ligeiramente menor) demorando certamente mais de 70.000 anos (numa média de 1000 vidas). E já agora optando por α Centauri A por ser da mesma classe e possuir temperaturas menores (talvez vindo daí a sua cor alaranjada). Talvez dobrando o Espaço e fazendo-o coincidir, sendo necessário apenas um salto para aí chegar num instante. De qualquer forma com o Sistema Alpha Centauri a estar ao nosso alcance, no dia em que atingirmos com as nossas naves espaciais a velocidade atingida pela luz (300.000Km/s) ‒ acelerando 15.000 X apenas uns 4 a 5 anos. E com o mesmo sistema a ser completado por uma terceira estrela ainda mais próxima (do Sol) ‒ a anã-vermelha Proxima Centauri (a 4,2 anos-luz de distância) ‒ integrando ainda um planeta circulando na sua zona habitável (da estrela) e denominado Proxima Centauri b (o mais próximo planeta extrassolar descoberto até hoje): com formas de vida?

               

(imagem: wikipedia.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:59

Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

17

22
23



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO