Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

25
Set 17

Olhando para a Terra tal como ela seria se não estivesse (como hoje) recoberta por Atmosfera, Água e Vida (menos redondinha mas completamente careca como Marte), seria esta a sua forma (aqui apresentada) não muito parecida à dos seus semelhantes mais próximos (os Planetas Interiores): para cá da Cintura de Asteroides e excluindo os Planetas Exteriores/Gasosos (Júpiter, Saturno, Úrano e Neptuno) tomando como termo de comparação os vizinhos Mercúrio, Vénus e Marte (e já agora a Lua por apêndice ligada à Terra).

 

geoid2005_champgrace_2362.jpg

 Terra

(imagem: CHAMP, GRACE, GFZ, NASA, DLR)

 

Uma forma no entanto habitual para muitos dos objetos (se não todos) movimentando-se no interior do Sistema Solar, na sua circulação no interior desse Sistema Planetário tendo como centro o Sol, sofrendo os efeitos provocados pela sua deslocação através do mesmo, exercida por nuvens de material de pouca densidade (deslocando-se no Espaço), por partículas extremamente radioativas e penetrantes (como as solares e cósmicas), por campos eletromagnéticos espalhados um pouco por todo o lado (ligando o vazio à matéria como numa ligação elétrica) e até por previsíveis impactos de outros objetos na sua rota intersetando a Terra ‒ como efeito da Erosão (da Matéria), da passagem do Tempo (inevitável para o Homem mas não para a Matéria) e da componente associada (a Energia). Mas talvez que a Alma seja uma forma de Energia (formando o Trio Energia/Massa/Velocidade) podendo ser transformada até mesmo ao Infinito (ou não fosse E = MC²).

 

The-anomaly-in-the-Earths-magnetic-field-which-has

Anomalia Magnética do Atlântico sul

(imagem: ROSAT/SAAD/NASA)

 

Tudo isto e por associação (mental por necessariamente sugerida) por se falar agora com alguma insistência (e estranheza por há muito conhecida) numa Anomalia Magnética localizada no sul do oceano Atlântico, agora de novo elevada a notícia através de novos estudos incidindo sobre amostras de lavas da ilha de Tristão da Cunha (bem no meio da Anomalia do Atlântico Sul, entre a América do Sul e a ponta sul de África) ‒ tendo como investigadora Laura Roberts (do EGU/European Geosciences Union): tal como acontece em toda esta grande área estendendo-se de África (África do Sul) até à América (Brasil) ‒ atravessando todo o oceano Atlântico (sul) e aqui denominada como SAA (Soutn Atlantic Anomaly) ‒ com a baixa intensidade do campo magnético terrestre (e local) a refletir-se nas amostras geológicas, tanto nas de hoje (verificando-se que o fenómeno persiste) como nas do passado (sempre com baixa intensidade magnética).

 

iStock-657653834-1.jpg

 Amazónia

(imagem: ciclovivo.com.br)

 

Persistindo o fenómeno no mínimo há uns 400 anos mas podendo ser um remanescente (parcial ou ainda intacto) de um passado distando de uns 45/90 mil anos. E como todos nós sabemos dados os fenómenos semelhantes que ocorrem nos polos terrestres (Polo Norte/Ártico e Polo Sul/Antártida) com a proteção oferecida pelo campo magnético terrestre a diminuir drasticamente podendo ser mesmo nula: nos polos como extraordinariamente noutras regiões como será atualmente o caso do Brasil (e a Argentina), com o Cinturão de Van Allen a não cumprir a função (de nos proteger das radiações mortais) abrindo um buraco no céu (as portas e as janelas de casa e logo sobre a Amazónia) e expondo-nos ao exterior (e aos seus perigos já conhecidos). Deixando-nos a pensar se na continuação do fenómeno e com a mancha (da anomalia magnética) a alastrar, algo de mais preocupante (ou drástico) se passará, podendo acarretar consequências muito mais graves (para o planeta e) para nós: deixando-nos sem proteção exterior (campo magnético terrestre) e até podendo afetar o dínamo que alimenta a Terra (ameaça interior e entre outros aspetos responsável pelo seus movimentos como rotação e translação) e a (nos) faz mexer.

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:16

Com um Míssil Interplanetário Armado de Ogivas Nucleares

(os Alienígenas que se cuidem)

 

Com alguns Conspiradores e tal como acontece todos os anos (sobretudo depois do Verão considerada a Estação Idiota) a anunciarem mais uma vez o Fim-do-Mundo ‒ agora a 23 de Setembro (e de uma forma ou de outra provocado pelo Planeta X) ‒ não se tendo verificado o mesmo (também mais uma vez) e teimosamente e mais uma vez sem pensar (só reagindo inconscientemente) não será o Planeta X (ou Nibiru) a matar mas o Grande Líder Kim a salvar-nos destruindo o Planeta Invasor (salvando-nos a todos e à Terra).

 

earth-1773943_1920-640x411.jpg

 Planeta X

 

Os teóricos da Conspiração têm como os seus três maiores problemas ‒ que sistematicamente os têm lançado para a marginalidade da sociedade e do conhecimento científico ‒ o seu constante estado de desespero e a sua necessidade em acreditar (perdida a esperança, qualquer coisa que seja), a sua ingenuidade e impreparação política levando-os a dizer coisas que mesmo podendo ser verdades nunca devem ser ditas (na realidade e na prática não interessando a Verdade mas os Direitos Adquiridos) e a sua incapacidade em reconhecer os seus erros (constatados e confirmados) repetindo os mesmos processos (como uma criança fazendo uma birra face a um adulto) irrefletida e indefinidamente ‒ e por tal motivo não lhes sendo dado grande credibilidade (na esmagadora maioria dos casos mas não em todos) mas por vezes ainda nos fazendo (valha-nos isso) sorrir.

 

Kim Jong-Un May Be Planning to Nuke Planet X

(Paul Seaburn/22.09.2017/mysteriousuniverse.org)

 

kim-640x479.jpg

Kim Jong-Un

 

No Evento aqui em exposição envolvendo diretamente o Líder KIM (da Coreia do Norte), o seu Míssil/Bomba (equipado com armas químicas ou nucleares) e o Planeta X (ou Nibiru) ‒ e envolvendo indiretamente o novo subalterno do Complexo Militar o 45º Presidente Norte-Americano ocupando no presente a Casa Branca (por ter aparentemente acesso à Mala de Cartão Atómica, se os Outros o deixarem “brincar” ás guerras) de nome Donald ‒  com uma nova fonte contrariando tudo o que se tem afirmado nos últimos tempos (dias, meses e até anos) podendo-nos deixar na dúvida (existencial) se KIM é mesmo MAU (como o afirmam até à exaustão os Democratas referindo-se ao seu 45ª Presidente) ou se não será pelo contrário mesmo BOM (tudo sendo relativo e desse modo recordando que se Donald é mesmo Mau, Hillary seria certamente Muito Pior).

 

Rocket Man might actually be preparations to execute his grand plan to save, not destroy, the world as we know it … saved from doom by the most unlikely hero … Kim Jong-Un!

(Paul Seaburn/22.09.2017/mysteriousuniverse.org)

 

Nord_korea_missil-640x480.jpg

 Mísseis

 

Segundo um artigo publicado este mês de Setembro por Paul Seaburn no Site Mysterious Universe, com as verdadeiras intenções do líder norte-coreano (Kim Jong-Un) a não serem aquelas propaladas incessantemente pelos EUA um pouco por todo o Mundo (e postas na boca de Donald por um ventríloquo habilitado certamente que não Russo mas norte-americano) ‒ e apenas utilizada retoricamente pelo líder em simples autodefesa ‒ mas apenas mais uma tentativa levada a cabo pelo Grande Líder Kim em nome de toda a Terra (e de todos os seres vivos que a habitam como por exemplo o Homem), tentando-a (nos) salvar de um futuro impacto (ou sabe-se lá se habitado de uma possível Invasão) tendo como protagonista (e abalroador/destruidor) o Planeta X.

 

(alguns dados e imagens retirados de artigo de: Paul Seaburn/mysteriousuniverse.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:02

Final ‒ Yushan ‒ China

24.09.2017

 

Ding_Junhui_Trophy.jpg

 

DING JUNHUI (CHI) ‒ 10

KYREN WILSON (ING) ‒ 3

 

Concluiu-se este domingo (dia 24) a 5ª prova do Circuito Mundial (época 2017/18) contando para o Ranking (RM): com a vitória concludente do chinês Ding Junhui sobre o inglês Kyren Wilson (10-3).

 

À 5ª prova oficial disputada este ano (contando para o RM) e graças à conquista do Yushan World Open (de 2017) com o chinês Ding Junhui a chegar à Vice-Liderança do Ranking, logo atrás do inglês Mark Selby (sempre 1º) e ultrapassando o escocês John Higgins (agora 3º).

 

5 Provas contando para o RM com 5 vencedores diferentes (Ryan Day/GAL, Luca Brecel/BEL, Michael White/GAL, John Higgins/ESC e Ding Junhui/CHI), o mesmo sucedendo com as 3 provas realizadas por convite (não contando para o RM) também com outros 3 vencedores diferentes (Neil Robertson/AUS, Kyren Wilson/GB e Mark Williams/GAL).

 

Fase

Sessão

J

Fr

J

F

Ding

Junhui

1-0; 1-1; 2-1; 3-1; 4-1; 5-1; 6-1; 6-2; 6-3

Kyren

Wilson

F

(CHI)

2ºRM

7-3;

8-3;

9-3;

10-3

 

 

(ING)

15ºRM

(J: Jogador Fr: Frame F: Final)

 

Com o maior destaque até ao momento e já com 8 provas (individuais) disputadas, a ser o desaparecimento momentâneo do inglês Judd Trump (já tendo descido de 2º para 3ºRM) da fase final das provas do circuito (por ausência ou por eliminação precoce), mas sobretudo e pelo impacto (da surpresa) o péssimo trajeto do inglês Mark Selby (1ºRM) desde o início da época: afinal de contas além de líder do Ranking sendo o atual Campeão do Mundo.

 

E no meio disto tudo ainda se podendo salientar o inglês Shaun Murphy (5ºRM), o único jogador a estar presente em 2 finais do circuito contando para o RM (num total de 5 provas e 5 finais). Para já com o belga Luca Brecel (já 12ºRM) a ser de todos (os jogadores) o mais produtivo (2 resultados relevantes) com uma final ganha e a presença noutra Meia-Final.

 

Seguindo-se agora (no decorrer do período compreendido entre os finais de Setembro e o início de Novembro) 1 prova de Qualificação, 2 provas para o RM (Masters Europeu a disputar na Bélgica e Open de Inglaterra) e terminando com 1 outra prova de novo de Qualificação. No Masters Europeu e no Open de Inglaterra com o inglês Judd Trump e o chinês Liang Wenbo (respetivamente) a tentarem defender o troféu (conquistado em 2016/17).

 

(imagem: thesportsman.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:51

Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

16

18



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO