Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

30
Nov 17

[Albufeira/Silves 29 Novembro 2017]

 

Tal como ler, viajar é fazer uma visita simultaneamente ao passado, ao presente e ao futuro ‒ e desse modo ativando a nossa cultura e (sobretudo) a nossa memória, de uma forma bem saudável e suficiente para nos manter bem vivos (física e mentalmente): é que só os mortos não se mexem.

 

Digitalizar0003.jpg

Silves

 

Hoje de manhã na minha viagem até Silves (partindo de Albufeira) podendo-se confirmar a manutenção de céu limpo, sem chuva e com uma ligeira descida das temperaturas (com o período de seca extrema/severa a continuar em Portugal Continental): um dia bem agradável para um passeio ao interior do Algarve ou em alternativa para um longo passeio na praia (por exemplo em Albufeira).

 

Ao entrar em Silves vindo de Alcantarilha e tendo passado pelo Amendoeira Golf Resort (ainda me lembro da antiga estrada rodeada por uma Multidão de Laranjeiras e de outros citrinos) no início da descida para Silves (pela estrada da Colina dos Mouros) agora rodeada por terrenos cultivados, batendo de frente com um belo postal (de Silves) apresentando-nos em baixo a ponte (Romana) e o rio (Arade), logo a seguir toda a cidade (acompanhando o curso do rio e subindo pelo monte acima) e lá bem em cima a Sé Catedral com o Castelo de Silves logo ao lado ‒ como “uma Cereja no topo do Bolo”.

 

laranja.jpg

Laranjeiras de Silves

 

Num dia lindo, com o céu azul e o Sol presente ‒ com o ar claro e limpo e com os raios solares a temperarem o nosso corpo num dia típico deste Algarve Mediterrânico ‒ saindo vazio (de mãos a abanar) do Tribunal de Silves (presente o ofendido não comparecendo os autores do crime) sem saber bem o que fazer, mas já preparado para tal (desenlace) usufruindo ao máximo da viagem (de regresso) observando tudo em volta (sobretudo o campo e o Algoz) e nesse intervalo de tempo recordando o tempo passado (de há uns trinta anos para cá) e comparando-o com o espaço d’agora deslocando-se mesmo ao meu lado (do presente).

 

E pelas catorze horas finalmente prestes a ir almoçar, olhando pela janela o Sol lá fora a brilhar (com uma pequena corrente de ar): com a temperatura do ar a andar pelos 16⁰C apresentando-se o céu limpo com vento norte/moderado (temperatura água do mar = 20⁰C com ondulação de 0,5/1 metros), não se prevendo chuva (0%) e com as temperaturas a variarem entre os 7⁰C (mínima) /16⁰C (máxima).

 

7473.jpg

Albufeira

 

Sismologicamente falando e já depois do pequeno sismo (impercetível) de M0.8 a Sul de Albufeira (dia 29) ‒ nesse mesmo dia umas horas antes tendo-se registado outro sismo a SW de Monchique de M0.7 ‒ tendo ocorrido mais outros quatro sismos mas sempre de baixa intensidade: M1.1 NE de Loulé (dia 29), M1.1 S Lagoa (dia 30), M1.5 SW Faro (dia 30) e M0.9 NE Monchique (dia 30). Como se vê nada de significativo para a normal atividade sísmica registada nesta região do sul de Portugal (no entanto situando-se numa região próxima de importantes falhas tectónicas, sendo suscetível à ocorrência periódica de sismos mais intensos ‒ como por exemplo o de 1755) ‒ e no entanto sendo conveniente estar sempre bem atento (dado o nosso passado geológico).

 

Com as previsões meteorológicas para a cidade de Albufeira a apontarem para os próximos 7 dias (1 a 7 de Dezembro) a continuação do céu limpo (por vezes um pouquinho encoberto), sem chuva (previsão de 0%) e com vento fraco a moderado sobretudo de N; com as temperaturas a manterem-se estáveis prevendo-se mínimas dos 4⁰C/7⁰C e máximas dos 14⁰C/17⁰C. E prevendo-se que quando muito possa chover a 8/9 (14% a 21%) ‒ e sabendo-se que a Norte o cenário ainda é pior ‒ com a seca a continuar (a acelerar) e a passar de EXTREMA a SEGURA (cobrindo quase todo o continente): um caso que dá para pensar depois dos fogos deste ano (com mais de uma centena de mortos) e do contínuo avanço do deserto a caminho da Península Ibérica (saltando sobre o Mediterrâneo).

 

(imagens: jf-silves.pt/cm-silves.pt/algarv-e-ventos.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:09

E se para Comunicar não fosse necessário usar um Código?

(limitado a letras e números)

 

De 29 de Novembro a 3 de Dezembro no Recinto do Mercado (mesmo ao lado do Terminal Rodoviário) desenrola-se a Feira Franca (de Albufeira) com carrosséis e farturas e muito mais a descobrir (e também se podendo sonhar). Este ano com o bom tempo a acompanhar o evento (popular e de natal) convidando a umas castanhas e a uma bebida amiga (quentinha, fresquinha ou então ao natural). Relaxando-se aí um pouco a caminho do Natal.

 

FF3.jpgFF2.jpg

FF1.jpg

As Luzes da Feira Franca muito próximas do Imortal

 

Ou não tivesse tudo origem no vazio sendo tudo uma consequência desse nada.

(nessa junção estando a compreensão de Infinito)

 

Ao anoitecer deste Novembro frio, seco e sem chuva, tendo a seu lado os jovens (futebolistas) do Imortal (em período noturno de treino e antecedendo um feriado), desligados do evento (eventualmente por espaços e por momentos) mas sendo invadidos pelo mesmo: com O Som & As Luzes a invadirem o recinto e sem mesmo se aperceberem a registá-los no tempo ‒ ali e num Salto à Feira. Ou não fosse a Vida um Circo (aproveitado sendo Bom).

 

(imagens: PA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:54

29
Nov 17

As Coisas (sujeitos e objetos) podem ser mais Interessantes do que Imaginamos ‒ e o que interessa é tentar percebê-las e depois (sabiamente) saber ligá-las.

 

Ilustração de um PLANETA (em princípio real por aparentemente observado) localizado para lá do SISTEMA SOLAR (ao qual a Terra pertence) a cerca de 325 anos-luz de distância (1 ano-luz = 9.461.000.000.000Km) ‒ e como tal designado como um EXOPLANETA de nome WASP-18b. Utilizando para a sua elaboração dois telescópios da NASA: SPITZER e HUBBLE.

 

PIA22087.jpg

O exoplaneta WASP-18B orbitando a sua estrela WASP

(constelação PHOENIX)

 

Segundo os seus descobridores sendo um planeta de MASSA 10 X superior à de JÚPITER (por sinal o maior planeta do Sistema Solar) e orbitando a sua ESTRELA em 23 HORAS (menos 1 hora do que a Terra demora para fazer a sua rotação completa): um planeta GIGANTE com a sua estratosfera carregada de CO₂ mas sem vestígios de H₂O.

 

Num Futuro ainda distante (talvez mais de 500.000 anos) e devido à sua aproximação à Estrela (tendo-se formado longe dela e levado em direção à mesma) indo colidir com a mesma (neste momento encontra-se a 3 milhões de Km) acabando por desaparecer (no interior de uma estrela com talvez 1bilhão de anos).

 

Um planeta orbitando a sua estrela a 3 milhões Km de distância (e a diminuir) quando por exemplo Mercúrio orbita o Sol a uma distância média de 58 milhões de Km.

 

Deixando-nos intrigados sobre o que poderá ter despertado o interesse e a curiosidade destes investigadores (certamente astrónomos utilizando potentes telescópios para observarem as profundezas do Cosmos) ao debruçarem-se sobre um planeta como WASP-18b, s/água, s/oxigénio, tão perto da sua estrela (daí chamarem-lhe o Júpiter-quente) e com o seu destino já há muito traçado.

 

(imagem: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:51

Do Grande Líder Norte-Coreano Kim Jong Un

 

“A Coreia do Norte é o "adversário mais antigo" dos Estados Unidos. Os norte-americanos ajudaram a dividir a península coreana no fim da Segunda Guerra Mundial e então travaram uma guerra contra a Coreia do Norte na década de 1950. A Guerra da Coreia começou quando a Coreia do Norte invadiu a Coreia do Sul. As Nações Unidas com os Estados Unidos como sua principal força vieram em ajuda aos sul-coreanos. A China por sua vez interveio em favor do norte com a União Soviética lhes dando apoio logístico e político.” (wikipedia.org)

 

la-1511966810-hp9h55mujx-snap-image.jpgicbm-intercontinental-ballistic-missile-north-kore

Figura 1/2

Reações em Pyongyang após o lançamento bem-sucedido do ICBM (míssil balístico intercontinental) norte-coreano em 29 de Novembro de 2017 (esta 4ª feira)

 

Mais uma vez desafiando os EUA (A Maior Potência Militar do Planeta) e colocando toda a restante Comunidade Internacional a Olhar para o Céu (como sempre sem saber o que fazer enquanto os norte-americanos não disserem algo) ‒ e naturalmente com a Rússia a olhar de longe e a China a olhar de perto (estando do outro lado da fronteira) ‒ a Coreia do Norte acaba de lançar um novo Míssil Balístico Intercontinental (e eventualmente nuclear) segundo os seus dirigentes (com o Grande líder Kim Jong Un à cabeça) capaz de atingir os Estados Unidos da América e de transportar uma Bomba (termonuclear e miniaturizada).

 

Com o míssil balístico a ser lançado de território norte-coreano esta quarta-feira dia 29 de Novembro (de 2017) e no seu trajeto ascendente (descrevendo um arco) atingindo uma altitude demonstrativa da sua capacidade de atingir território dos EUA; apesar de alguns especialistas afirmarem não ser afirmativa a possibilidade desse míssil transportar uma Bomba devido ao peso adicional da arma/ogiva nuclear então transportada (não suportando o peso).

 

No entanto com o mesmo míssil (Hwasong-15) a bater o recorde de velocidade e de altitude, elevando-se (com a sua carga) a mais de 4500Km e acabando por cair no mar do Japão passados pouco mais de 50 minutos e a cerca de 1000Km do seu local de lançamento (na base de Sain Ni na Coreia do Norte).

 

la-1511966969-enc9y15hdb-snap-image.jpgnorth-korea-may-announce-completion-of-nuclear-pro

Figura 3/4

Kim Jong Un autorizando o teste do ICBM norte-coreano (em 28/11/2017) e perante o que poderá ser uma arma termonuclear miniaturizada (a ser colocado no míssil)

 

Havendo sempre a possibilidade de dadas as capacidades demonstradas por este Míssil Balístico Intercontinental (até pelo seu arco de trajetória) o mesmo poder evitar (na sua passagem) o território japonês (passando a grande altitude e evitando o agudizar de conflitos políticos), atravessando todo o oceano (a uma V=27000Km/h) e tendo um alcance perto dos 13000Km (quando a costa oeste norte-americana dista de cerca de 10000Km da costa norte-coreana).

 

E face ao Perigo representado pela possível Arma Nuclear posta à disposição de um dos maiores inimigos da América ‒ o ditador e líder da Coreia do Norte KIM JONG UN ‒ com os EUA a pedirem a convocação de mais uma reunião extraordinária do Conselho de Segurança da UN (uma forma de se manifestar deixando tudo na mesma) mais uma vez apoiado pelos seus Fieis Aliados/Subordinados (a Europa Ocidental) e sob o olhar atento e curioso da Rússia e da China: com a segunda a começar a ser gradualmente (e se nada se fizer exponencialmente) o novo Centro Económico e Financeiro Mundial, dominando o Novo Eixo Global e tendo a Coreia do Norte como fronteira (e aliado).

 

Nestes tempos de Guerra em que o Eixo Económico-Financeiro Mundial se tem vindo a deslocar progressivamente para o Continente Asiático (com a Europa Ocidental a ficar irremediavelmente para trás por delegação de competências nas chefias Aliadas sob comando norte-americano) ‒ substituindo o Eixo Velho/sediado na América (e na Europa Ocidental) pelo Eixo Novo/sediado na Ásia e tendo a sua base na China ‒ não se entendo o aparente processo de estender a Guerra a toda a Ásia, iniciada no Médio Oriente (e provocando os russos na Síria) e estendendo-se até à Península da Coreia (e provocando os chineses na Coreia do Norte): e com a Europa (EU) de permeio com a crise na Ucrânia (independente desde 1991 e entrando em Guerra Civil em 2014) e o seu conflito com a Rússia (de Vladimir Putin).

 

(imagens: 1/3 - latimes.com e 2/4 - businessinsider.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:14

Apesar deste curto período de chuva, com tudo a apontar para que a Feira Franca de Albufeira (a decorrer entre esta quarta-feira e domingo), decorra com temperaturas aceitáveis e sobretudo sem chuva.

 

22770004_1723113777701827_556334175446646036_o.jpg

Feira Franca de Albufeira

(29 Novembro a 3 Dezembro)

 

Na cidade de Albufeira os três dias mais intensos de chuva (previstos para os dias 27/28/29) tiveram o seu clímax a partir da hora do lanche de terça-feira (dia 27), momento a partir do qual assistimos a uma precipitação intensa (durante cerca de um quarto-de-hora), seguida de outros períodos curtos de pluviosidade e terminando já de noite com relâmpagos, trovões e mais um pouco de precipitação.

 

A1.jpgA2.jpg

Mercado Municipal e Jardim Público

 

Hoje dia 29 de Novembro (quarta-feira) com o Sol a ver-se (entre algumas nuvens cinzentas) circulando e brilhando (e confortando-nos também um pouco) nos céus de Albufeira (tal como em todo o país), com a temperatura pelos 18⁰C (pelo meio-dia) e apesar de todas as previsões de chuva (99%) com o tempo parecendo querer-se manter com Sol e sem Chuva. E com as previsões a apontarem para (pelo menos) mais uma semana sem chuva.

 

A3.jpgA4.jpg

Albufeira uma cidade sobre o mar

 

Indicando a Meteorologia para hoje (dia 29) e em Albufeira temperaturas entre 9⁰C (mínima) e 19⁰C (máxima), com períodos de aguaceiros fortes (para já e a partir do nascer do dia ausentes) entrando a partir de amanhã (o concelho e talvez o país) num novo período de “seca” (e talvez acompanhado de frio); e como curiosidade a ser registado um pequeno sismo esta quarta-feira a SE de Albufeira pelas 08:46 e com M0.8 (impercetível).

 

(imagens: viralagenda.com e PA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:54

O vulcão AGUNG localizado na ilha de BALI na INDONÉSIA depois de ter entrado em erupção no passado dia 21 (há uma semana) e lançado material para a atmosfera,

 

B1.jpg

1

(foto: Kriss Sieniawski)

 

Voltou de novo a entrar em erupção no dia 25 (sábado) agora com maior intensidade e com o topo da coluna de cinzas a atingir uma altitude de cerca de 6Km (20000 pés).

 

DPoIQV_V4AEDbr8.jpg small.jpgDPi6t0cWsAEMXSo.jpg small.jpg

2-3

(fotos: Sutopo Purwo Nugroho e Shérine)

 

Horas depois da ocorrência desta 2ª e violenta erupção (ainda no dia 25) com o vulcão a entrar na sua fase magmática começando a expelir lava para o exterior e com a mesma a começar a escorrer pela montanha ‒ figura 7/água contendo cinzas vulcânicas e lama (subindo de imediato o nível de alerta):

 

A nível turístico (a principal fonte de receitas da ilha) com a consequência imediata a ser a suspensão de todos os voos (com o topo da coluna de cinzas a ultrapassar já os 9Km ou 30000 pés);

 

DPoF8EuUEAAb50U.jpg small.jpg

4

(foto: Sutopo Purwo Nugroho)

 

E a nível interno com este fenómeno vulcânico a afetar todo o quotidiano da ilha (num raio de 8/10Km a partir da cratera) e forçando à evacuação milhares de pessoas estimadas em 100000.

 

Numa área localizada em torno do vulcão Agung e tendo estado (vulcanicamente) tranquila desde há 53 anos (com a última erupção a referir-se a 1963/64), com as pessoas resistindo à partida (muitas delas nunca tendo visto uma tal erupção) deixando para trás a sua casa, as suas terras, os eus animais e a sua vida.

 

DPoCAOHX0AAKtT2.jpgDPntKLqXUAIjd_-.jpg

5-6

(foto: Shérine e Dr Janine Krippner)

 

Para já não sendo possível prever o fim deste violento surto vulcânico (no vulcão Agung) apesar de na sua última grande erupção o mesmo ter estado longo tempo em atividade (até acalmar) causando nesse período umas 1600 vítimas mortais.

 

river.jpg

7

(foto: Reuters/straitstimes.com)

 

Num momento dramático para todos os habitantes da ilha de BALI (locais e turistas), num fenómeno geológico por muitos nunca visto (e experienciado ao vivo) há mais de 50 anos e podendo provocar a deslocação de 100000 pessoas e o isolamento parcial deste território da Indonésia ‒ já com o seu aeroporto encerrado. Num destino turístico que só no 1º semestre de 2017 terá recebido a visita de cerca de 4,5 milhões de indivíduos (oriundos de todo o mundo).

 

(fonte e imagens: watchers.news ‒ última imagem: striaststimes.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:01

28
Nov 17

Um asteroide como o 3200 PHAETHON ao embater na Terra provocaria uma explosão com uma energia cinética equivalente a 10 milhões de megatoneladas de TNT, uma cratera podendo atingir 100Km de diâmetro, quedas de material resultante do impacto podendo atingir os 1100Km de distância, um impacto regional ainda muito mais vasto (nuns 5000Km de raio), sismos/furacões/tsunamis a nível global, tudo num cenário generalizado de grande catástrofe complementada pelos efeitos imediatos (e extremamente nocivos) nos céus/na atmosfera/na camada de ozono, podendo provocar um dramático efeito de estufa e levar à extinção de plantas e de animais (e logicamente até do Homem).

 

3200_Phaethon_orbit.jpg

O asteroide 3200 Phaethon cruzando as órbitas de Mercúrio, Vénus, Terra e Marte

 

Mais um asteroide de enormes dimensões (um monstro de mais de 5Km de diâmetro) passará no próximo dia 17 de Dezembro (um Domingo) a cerca de 10 milhões de Km da Terra: um asteroide observado pela 1ª vez há mais de 40 anos (o seu período é de cerca de 40,29 anos) e conhecido como 3200 PHAETHON (1983TV). Um asteroide Apollo cruzando as órbitas de planetas como Mercúrio, Vénus, Terra e Marte.

 

Dadas as suas dimensões (o que significaria um impacto de um calhau deste tamanho com a Terra) e a sua passagem nas proximidades da Terra (depois da Lua o corpo celeste a 17 de Dezembro circulando mais perto do nosso planeta) ‒ e sabendo-se que numa das aproximações que se seguem (lá para 2093) passará a apenas uns 3 milhões de Km da Terra ‒ suscitando alguns receios pela sua presença e passagem (perto de nós).

 

Um asteroide já anteriormente considerado um cometa (com a observação de poeiras acompanhando o corpo celeste), eventualmente emitindo um brilho suficiente para ser visto da Terra utilizando um pequeno telescópio e no seu periélio (ponto de maior aproximação à nossa estrela) localizando-se a quase 21 milhões de Km do Sol (e deslocando-se a uma velocidade média de 20Km/s).

 

46A2E3D100000578-5111941-image-a-19_1511458441845.

Com Zeus a ter que intervir para salvar a Terra do semideus Phaethon

 

Com Sites como o ufosighthingshotspot.blogsopt.pt a associar (entendendo-se a ligação) a passagem do asteroide (anteriormente possível cometa) com o nome ao mesmo atribuído ‒ PHAETHON ‒ um semideus grego que tendo pedido emprestado a Carruagem do Sol ao seu pai o Deus HELIOS, não conseguindo controlar os cavalos (puxando a carruagem) e quase incendiando a Terra (à sua passagem descontrolada), obrigou ZEUS a matá-lo de modo a salvar o planeta.

 

E no entanto com Sites como o spaceweather.com na sua seção de NEAR ERTH ASTEROIDS (associado ao JPL/nasa.gov) ‒ especializados na deteção de objetos circulando nas proximidades da Terra ‒ a não darem nenhum relevo particular à passagem do asteroide 3200 PHAETHON, ignorando-o na tabela (publicada em spaceweather.com) e apenas mencionando (para 17) o objeto 2017 VT14 (de d=105m e passando a menos de 1500 milhões de Km da Terra).

 

(imagens: wikipedia.org e dailymail.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:24

Hoje por volta da hora do lanche vi no Céu de Albufeira Matéria e Antimatéria a aniquilarem-se (com chuva, relâmpagos e trovões).

 

Every Time Lightning Strikes, Matter-Antimatter Annihilation Happens too

 

lightning-700x432.jpg

A Kyoto University-based team has unraveled the mystery of gamma-ray emission cascades caused by lightning strikes

Credit: Kyoto University/Teruaki Enoto

 

“We have this idea that antimatter is something that only exists in science fiction. Who knew that it could be passing right above our heads on a stormy day? ”

(Teruaki Enoto/ Kyoto University)

 

(texto/inglês e imagem: Matt Williams/uiversetody.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:17

27
Nov 17

De como é possível (pelos vistos só fora da Terra) 6 indivíduos de 3 nacionalidades diferentes (e incluindo norte-americanos e russos) conviverem durante dias seguidos (podendo a estadia durar meses) em somente 388m³ (volume habitável da ISS) quando na imensidade da Terra se matam.

 

space.jpg

A 53ª tripulação da ISS

(2017 Thanksgiving dinner)

 

No passado dia 23 de Novembro e comemorando o Dia de Ação de Graças (um feriado religioso celebrado nos EUA) os seis elementos constituindo a 53ª tripulação a bordo da Estação espacial Internacional (ISS) e apesar das suas diferentes origens até de índole política (EUA, Rússia e Itália), reuniram-se ao jantar em torno da respetiva mesa instalada no interior da ISS e devidamente equipados com as suas t-shirts espaciais (como se pode ver na imagem) assinalando o dia com a realização do tradicional jantar de Ação de Graças (no Céu a cerca de 400Km da Terra).

 

Recordando aos mais de 7 biliões de habitantes espalhados por todo o nosso planeta que se não se unirem nos objetivos que lhes são comuns, aqui e na Terra (e vitais para a sua sobrevivência hoje na Terra e amanhã no Espaço Exterior) ‒ tal como se constata no condomínio fechado da ISS integrando norte-americanos e russos (e um italiano) ‒ o nosso Futuro será certamente sombrio resumindo-se ao relato de Guerras, Doenças, Mortes e no final à nossa Extinção. Como certamente pensam Bresnik, Acaba e Hei (3 norte-americanos/NASA), Misurkin e Ryazanskiy (2 russos/ROSCOSMOS) e Nespoli (1 italiano/ESA).

 

(imagem: space.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:30

Disputou-se entre 20/26 de Novembro o Northern Ireland Open, 10ª prova do circuito (época 2017/18) contando para o Ranking Mundial (RM) ‒ de um total de 14 provas já disputadas (4 delas não contando para o RM) e só com dois jogadores a terem ganho 2 provas (Ronnie O’Sullivan e Mark Williams).

 

FINAL

(26.11.2017)

 

maxresdefault.jpg

Mark Williams e Yan Bingtao

(Final do Open da Irlanda do Norte)

 

MARK WILLIAMS (GAL) - 9

YAN BINGTAO (CHI) - 8

 

Evolução do marcador:

 

J

N

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

MARK WILLIAMS

GAL

0

0

1

1

2

2

3

3

3

4

5

6

6

7

7

8

9

YAN BINGTAO

CHI

1

2

2

3

3

4

4

5

6

6

6

6

7

7

8

8

8

(J: Jogador N: Nacionalidade)

 

E num encontro eletrizante entre o galês MARK WILLIAMS e o chinês YAN BINGTAO na negra da Final da prova (num encontro à melhor de 19 Frames), a antiga geração representada pelo galês (2 X Campeão de Mundo e 1 X Vice-Campeão do Mundo) acabou por se sobrepor à nova geração representada pelo chinês (um jovem de 17 anos que tendo vencido o torneio se tornaria o jogador mais novo alguma vez a fazê-lo e suplantando a lenda-viva RONNIE O’SULLIVAN/THE ROCKET) ‒ com a experiência, o conhecimento adquirido e a técnica de MARK WILLIAMS, a vencer (literalmente) por milímetros (em determinadas tacadas) a juventude, a irreverência e a técnica de YAN BINGTAO. Com Mark Williams quase sempre em desvantagem (a dois Frames do final perdendo por 7-8) inverter a evolução da Final, vencendo os 2 últimos Frames e ganhando o Open da Irlanda do Norte por 9-8.

 

RM

J

N

RM (2017/18)

1

Mark Selby

ING

3

2

Judd Trump

ING

4

3

Ding Junhui

CHI

6

4

Ronnie O’Sullivan

ING

1

5

John Higgins

ESC

8

6

Shaun Murphy

ING

10

7

Barry Hawkins

ING

46

8

Mark Allen

NIRL

7

9

Marco Fu

HK

57

10

Mark Williams

GAL

5

(RM: Ranking Mundial J: Jogador N: Nacionalidade)

 

Com as boas prestações registadas no OPEN com o galês MARK WILLIAMS (42 anos) a passar para 10ºRM (5ºRM contando só esta última época) e com o chinês YAN BINGTAO (17 anos) a passar para 27ºRM (13ºRM contando só esta última época); no caso do jogador galês a ser o segundo jogador a conquistar esta época 2 provas do circuito mundial de Snooker (época 2017/18) ‒ uma delas contando para o RM e a outra não contando (por convites) ‒ seguindo THE ROCKET com 2 provas ganhas as duas contando para o RM; já no caso do jovem chinês e indicando a boa forma que o mesmo atravessa, a ter nas 3 últimas provas estado presente numa Meia-Final (1ª) e agora atingindo mesmo a Final (3ª) ‒ com apenas 17 anos, tendo-se tornado profissional o ano passado (ou seja 2016) e podendo-se tornar um Fenómeno (tal como se tornou Ronnie O’Sullivan ao ganhar com 17 anos o 1993 UK CHAMPIONSHIP).

 

Seguindo-se até ao final-do-ano 2 provas contando para o RM e 1 prova de Qualificação (nos meses de Novembro e Dezembro): o UK CHAMPIONSHIP (com o detentor do troféu a ser o inglês MARK SELBY), o SCOTTISH OPEN (com o detentor do troféu a ser o natural de Hong Kong MARCO FU) e finalmente a Qualificação para o GERMAN MASTERS (com o detentor do troféu a ser o inglês ANTHONY HAMILTON). Com MARK SELBY a liderar a tabela do RM e com RONNIE O’SULLIVAN a liderar o RM desta época (2017/18). E já na próxima terça-feira (dia 28) iniciando-se a 11ª prova do circuito contando para o RM.

 

(imagem: Snooker VideoHub/youtube.com/Eurosport)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:46

Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

13
16

20
22

26


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO