Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

19
Nov 17

No dia 3 de Dezembro de 2017 (um Domingo) THE VIRTUAL TELESCOPE PROJECT 2.0 irá oferecer-nos uma visualização Online da Maior LUA CHEIA do Ano ‒ à medida que a Lua for aparecendo no horizonte celeste cobrindo a cidade de ROMA.

 

SuperMoon2017_poster 1.jpg

 

Para quem não possuiu um instrumento ótico apropriado (como por exemplo um telescópio) uma boa maneira de observar diretamente o acontecimento, bastando ter um computador e uma ligação à Web (e com início pelas 16:00 em virtualtelescope.eu).

 

(imagem: virtualtelecope.eu)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:34
tags: ,

No presente com as amostras de ar recolhidas seja na Ilha Terceira (Açores/Portugal) como em Mauna Loa (Hawaii/EUA) a apontarem para um aumento significativo do índice atmosférico nos níveis de CO₂ (de 1980 até ao presente com um aumento de em redor dos 20%).

 

Com o país a atravessar um longo período de seca (Portugal Continental) e estando o mês de Novembro já a mais de meio (domingo dia 19) e ainda sem vestígios de precipitação relevante (tendo como termo de comparação os registos normais para a época), a cada dia que passa a preocupação geral (da generalidade dos portugueses face à ausência de chuva) aumenta face ao crescimento da área em seca extrema. Sem a chuva a chegar (a cerca de um mês do Inverno), com as reservas nos mínimos (nas albufeiras de norte a sul) e com os animais (fauna e flora) a sofrer ‒ e com o Homem (e a autoridade) a nada fazer.

 

mpdsi201710.jpg

Carta geográfica

Índice de Seca Meteorológica

(31 Outubro 2017)

 

Climatologist Álvaro Silva of IPMA (institute of sea and atmosphere) has explained that we need two months of “above average” rainfall to redress the effects of the drought that sees almost half the country’s dams running dangerously low.

(portugalresident.com)

 

Segundo dados do IPMA (referidos ao mês de Outubro) com Portugal Continental no mês anterior a apresentar 25% do seu território em SECA SEVERA e os restantes 75% em SECA EXTREMA (conforme carta geográfica): e desta Miséria Ambiental salvando-se (sem distinção) a região do Algarve, a região envolvendo o estuário do Tejo e a região Norte/Litoral de Portugal ‒ um país com os seus níveis hidrográficos a atingirem níveis mínimos históricos, ainda mais agravados pela terrível (e mortal) onda de incêndios (entre Junho e Outubro). E para além dos incêndios e da falta de água contando já com mais de 100 mortos.

 

mrrpe_agro.jpg

Carta geográfica

Percentagem de água no solo

(30 Outubro 2017)

 

Nos últimos 13 meses não houve um único mês em que uma parte de Portugal Continental não estivesse na situação de seca. Em Portugal, a seca é já gravíssima e não sabemos quando irá terminar. Pode chover abundantemente este inverno ou haver apenas chuva fraca.

(Filipe Soares Franco/publico.pt)

 

Dado o cenário para o mês de Novembro e até pela manutenção das condições meteorológicas durante a sua primeira quinzena (até dia 19 com precipitação irrelevante), com todas as previsões a apontarem (continuando este reduzidíssimo nível de precipitação) para extensão de SECA EXTREMA estendendo-se a todo o território nacional (e continental): e conjugada com a humidade do solo também em índices baixíssimos, correndo-se sempre o risco de mesmo no mês de Novembro podermos vir a ser assolados ainda por novos incêndios (no que houver ainda para arder). E se a seca persistir será culpa do Governo?

 

(imagens: ipma.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:25

O que verdadeiramente interessa (para além de se saber se era um dos dois astronautas ou então um extraterrestre quem aparecia refletido) é conhecer-se a razão pela qual o Homem abandonou há 45 anos as suas viagens à Lua ‒ quando um camionista faz essa quilometragem em poucos anos de estrada (ida e volta).

 

Para nos entretermos (neste caso certamente para nos entreterem) porque não fazer como o Site UFO SIGHTINGS HOTSPOTS e recordar uma das fotos publicadas pela NASA sobre a missão APOLLO 17 (a última do projeto e também com alunagem) e tendo como protagonista um dos seus ASTRONAUTAS: passeando sobre a superfície da LUA no seu fato espacial (analisando e filmando o cenário) e através do seu visor ver o que poucos Homens viram a tão curtíssima distância (e refletindo neste espelho o mundo lunar exterior).

 

AS17-141-21608HR.jpg

Para uns mais um caso de Fake News

(o Homem nunca esteve na Lua)

 

Acontecendo que ao analisarmos com um pouco mais de atenção o registo original (AS17-141-21608/OF300) e particularmente o VISOR do capacete do astronauta (como se sabe e sendo uma superfície polida, tendo uma grande com capacidade refletora), funcionando este como uma tela onde um filme é projetado, no mesmo se podendo ver tudo o que de frente vê o nosso astronauta: e aí surgindo uma das primeiras dúvidas, ao juntar-se à rocha (integrada no cenário) uma outra coisa mas estranha.

 

AS17-141-21608HR b.jpg

Para outros apenas o outro astronauta

(ou não fossem 2 os do módulo lunar)

 

Refletido no visor do capacete separando-o do ambiente exterior, uma outra figura (muito semelhante a um astronauta) surgia sobre a superfície lunar, em princípio num tempo e espaço tornando o facto impossível: com os dois astronautas da missão (Cernan e Schmitt) afastados um do outro (em princípio), tornando o reflexo de um deles (para benefício dos mais crentes) algo de muito improvável. Deixando-nos Água na Boca para um simples esclarecimento e para a indicação do motivo para o abandono da Lua (vai fazer 45 anos).

 

Apesar de a Terra ser hoje em dia dominada pela IDEIA de que se o HOMEM é um Ser Limitado no Espaço e (sobretudo para nós) no TEMPO (ainda vemos o Espaço como ele seria há biliões de anos, mas tendo um Tempo extremamente curto para o fazer) ‒ daí a sua necessidade de sucesso no mais curto espaço de tempo, o que nos levaria desde logo (e de novo) até à LUA ‒ a nossa elite científica (agora controlada por sobrevivência e/ou acomodação pelas mais diversas corporações privadas e pelos seus delegados de propaganda, os políticos) apoiada por alguns Milionários/Visionários nas suas Crises (Existenciais) de Crescimento, apontam atualmente para mais longe (como será o caso de ELON MUSK, da sua SPACE X e da colonização de MARTE) deixando para trás a LUA (apenas a 384 400Km da Terra) e apontando para o PLANETA VERMELHO (podendo-se localizar a 55/400 milhões de Km da Terra): nem sequer utilizando a Lua (aí instalando uma Colónia) como um Entreposto Interplanetário.

 

(imagem: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:33

Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

13
16

20
22

26


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO