Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

08
Nov 17

Com os mais de 300 milhões de norte-americanos completamente indefesos e impreparados face ao poder político completamente dominado por REPUBLICANOS e DEMOCRATAS ‒ representando não os cidadãos que os elegeram (para a Câmara dos Representantes, senado e Presidência) mas quem verdadeiramente lhes paga (as Corporações) ‒ é cada vez mais evidente de se ver, quem é que manda na AMÉRICA e dessa forma no MUNDO: quem tenha Dinheiro e Armas (o Complexo Militar) e Empresas Associadas. Daí a esperteza de TRUMP (atacado por quase todos) pondo-se ao lado dos Militares (oferecendo-lhes armas e guerras).

 

DELAY, DENY, HOPE YOU DYE

(o que os EUA fazem aos seus proclamados Heróis)

 

_cover_549.jpg-400x0-cf.jpg

The U.S. military tossed waste from bases in Iraq and Afghanistan into giant pits and burned it. Soldiers breathed the toxic fumes and now they are sick or dying

And the government is trying to evade responsibility

(documentário de Gregory Levott/bidslate.com)

 

Como ainda existem muitas pessoas que por obrigação e por sobrevivência se sujeitam a ser tratados como criaturas Bipolares (sendo estes os Integrados) ‒ numa parte do dia obrigados a ser Doutores (mesmo que por Equivalência) e na outra a ser tratados como Pobres de Espírito (só assim sendo remunerados) ‒ não é de estranhar que entre as outras faixas marginais da nossa sociedade atual (excluindo a minoria tendo acesso ao Poder ou de uma forma ou de outra pensando tê-lo) representando no mínimo 90% dos 7,5 biliões de terrestres (com uns 10% de Integrados e neles já incluindo os 1% do Topo) ainda haja quem acredite (pelo currículo certificado oficialmente e como tal, sendo os únicos formadores válidos e credíveis) nos Representantes da Política, da Ciência ou da Religião: sabendo-se que o dinheiro e as armas (tão de agrado dos políticos), a manipulação cientifica (tendo em vista apenas o lucro e a supremacia tecnológica e militar) e a própria religião (sugerindo-nos a aceitação oferecendo a outra face) na Realidade Existem (andam sempre por aí e sempre com resultados) mas apenas para Alguns (os 1%) e sem acesso para Todos (uns 99%) ‒ já que dos 10% no mínimo 9% apenas alcançam o Estatuto (o mais próximo possível do Topo da Pirâmide já deformada), Prostituindo a Mente e Matando a Alma.

 

image_24.jpg

In a nutshell, a healthy young man shipped off to Iraq, was stationed at a U.S. military base where he was exposed to a constant stream of toxic smoke, returned home with horrible respiratory problems, was denied care by the VA, developed brain cancer and died

(Liam O’Donoghue/alternet.org)

 

E no que diz respeito aos EUA um país com cerca de 4% da População Mundial e achando-se no direito de controlar 100% ‒ oferecendo-nos constantemente espetáculos de grande violência (interna), tantas as armas aí circulando (num exemplo para o Mundo) ‒ com os seus soldados a serem enviados para a Guerra (colocados um pouco por todo o lado), oriundos das classes mais desfavorecidas (desempregados, negros, hispânicos), sem saberem bem para onde/nem para o que fazer/nem para o que defender (onde fica o Iraque?), a serem descarregados numa localidade qualquer (perdida num mapa militar) e aí sendo deixados à sua sorte e engenho (pouca dada a inexperiência ou não fossem todos jovens, ingénuos e manipuláveis) e sujeitos a todos os Elementos (mesmo que Ambientais ou não estivessem num cenário de guerra): e no meio da Caos da Guerra (em que pelos vistos tudo é permitido desde que oficialmente negado ou co lateralizado) impondo mas não respeitando e expondo as suas tropas a provas inimagináveis, só por serem criminosas (e mortais) e aplicadas contra os seus (civis agora militares). No caso da Guerra no Iraque/Afeganistão com os seus soldados a serem obrigados a conviver nas suas bases (instaladas em locais desérticos e sem grandes condições) com lixeiras altamente tóxicas colocadas mesmo ao seu lado, respirando esse ar poluído sem alertas nem proteções (obrigatórias) e mais tarde contraindo doenças progressivas, irreversíveis e fatais. E tendo a Poupança como Lema (de Guerra) deixando-os contrair a doença (no estrangeiro misterioso), regressar ao seu país (que juraram defender e ser retribuídos) e então em vez de IGNORAR, agora ADIAR, NEGAR E ESPERAR (que entretanto o SOLDADO MORRA).

 

(imagens: bidslate.com e USA.gov/alternet.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:58

07
Nov 17

“Though too small to earn the distinction of "planet", asteroids and comets loom large in literature and folklore. The reason is clear: one of the chunky rocks or icy mud balls will eventually slam into Earth and change the planet irreversibly. Such an impact 65 million years ago is widely believed to have killed off the dinosaurs.” (nationalgeographic.com)

 

Com a Terra a ser diariamente circundada por pequenos, médios e grandes objetos atravessando o Sistema Solar e fazendo a sua visita cerimonial e periódica ao Sol (ou não fosse a nossa estrela a principal referência deste Sistema Planetário), uma das principais preocupações induzidas pela sua passagem no caso (sempre possível) de interferirem com as condições atuais do nosso Ecossistema (Terrestre), reside no facto de se saber o que fazer quando chegar o dia em que se certificar (com toda a certeza) a concretização de um próximo impacto com o nosso planeta: sabendo nós o que sucedeu com os Dinossauros (a espécie então dominante, na atualidade podendo-se comparar ao Homem) quando um desses objetos colidiu com a Terra (há uns 60 milhões de anos) provocando um Evento Global ao Nível da Extinção ‒ e como tal extinguindo a Espécie Dominante os Dinossauros. E até com um menor impacto (mas servindo de aviso e de alerta para outras circunstâncias e consequências mais gravosas) com o recente caso do Meteoro de Cheliavinsk, um objeto com menos de 20 metros de diâmetro que ao entrar na atmosfera terrestre (sobre a Rússia, numa trajetória baixa e a mais de 100.000Km/h) acabou por explodir (e desintegrar-se a cerca de 30/50Km de altitude) originando uma violenta onda de choque atingindo o solo e provocando 1200 feridos e muitos danos material.

 

2012tc4-graphic.jpg

Asteroide 2012 TC4 passando a cerca de 50.000Km da Terra

(a 12 de Outubro de 2017)

 

E com tantos objetos atravessando o Sistema Solar oriundos do seu Interior, das suas Periferias ou mesmo para lá das últimas e ainda não muito bem definidas Fronteiras (deste Sistema visto como uma Célula, integrando um Organismo Vivo e Eletromagnético), sendo natural a preocupação do Homem com o movimento destes Viajantes (muitos deles conhecidos outros surpreendendo), uns passando bem longe, outros a meio caminho e outros mais curiosos (os mais perigosos) dando a voltinha junto ao Sol e aproveitando para espreitar o Espaço em seu redor: por vezes sendo tal o interesse e a proximidade que o Choque é inevitável (dando-se aí o Impacto). Com as consequências de um tipo de impacto como o atrás referido (Terra/Objeto) a dependerem de diversos fatores, desde a dimensão do mesmo, à sua densidade, velocidade, ângulo de entrada e até local de impacto (no mar ou em terra, numa zona deserta ou habitada). Sendo os mais conhecidos (entre outros) as Estrelas Cadentes (que tantas vezes vemos nos céus limpos e noturnos de Verão), os Meteoros, os Asteroides e os Cometas. Hoje dia 5 de Novembro de 2017 estando prevista a passagem de mais 4 asteroides nas proximidades da Terra (passando entre 1.700.000Km/6.500.000Km do nosso planeta) já depois de um outro ter passado a cerca de 230.000Km (a 30 de Outubro) e de a 25 de Outubro termos sido visitados por um cometa. No dia 17 de Novembro estando ainda prevista a passagem de um maior asteroide (neste mês até essa data) o 444854, tendo mais de 300 metros de diâmetro e passando a 6.000.000Km da Terra.

 

E se quanto aos asteroides não se prevê que nos anos mais próximos nenhum deles venha a colidir com a Terra (pelo menos os de grande ou média dimensão mais facilmente detetáveis), existem algumas exceções que deveremos tomar sempre em consideração: sendo o caso dos objetos de mais pequenas dimensões ou daqueles que nos possam surpreender vindo do lado de lá do Sol (aí temporariamente escondidos) ‒ muitos deles sendo apenas detetados pouco tempo antes da sua passagem (no ponto de maior aproximação ao nosso planeta), ou ainda pior no próprio momento, ou mesmo depois (existindo um impacto só tendo conhecimento no Momento). Algo que tem sucedido cada vez com maior frequência e que inevitavelmente levará os interessados a elaborarem (obrigatoriamente) outras estratégias de intervenção imediata e eficaz (que poderão ser para o Homem de sobrevivência). Quanto ao Cometa aproveitando para falar dele como um dos viajantes/visitantes induzindo ao Homem mais medo e mais receio (desde há muitos séculos no passado) ‒ e tal como os Asteroides sugerindo Apocalipses, Fins-do-Mundo e Extinção. No caso do Asteroide orientando a nossa atenção (do Homem) para os planos da NASA para nos proteger destes objetos (e à Terra) ‒ utilizando o asteroide 2012 TC4 ‒ e no caso do cometa aproveitando uma nova visita do cometa 96P.

 

20171026_1006_c3_512.jpg

O cometa 96P na sua trajetória de aproximação em torno do Sol

(a 25 de Outubro de 2017)

 

No caso do asteroide 2012 TC4 (com um período orbital de 5,05 anos) um pequeno objeto de cerca de 15 metros de dimensão e tendo passado a 12 de Outubro deste ano a pouco mais de 50.000Km da Terra, com a NASA a utilizar o mesmo para testar a hipótese, perigo e possível impacto de um objeto similar (ou maior) com a Terra, de modo a utilizando tecnologia inovadora, diversificada e rapidamente acessível, tentar dar uma resposta imediata e eficaz à ocorrência de um Evento deste tipo, previsível de ocorrer num curto/médio prazo (de um mês, de um ano, de uma década, ou pouco mais). E tal como o mencionado no artigo da RT (Divert, intercept, destroy: 4 ways NASA plans to save us from Earth-bound asteroids/rt.com) procurando todas as soluções possíveis para evitar (decisivamente) a chegada do dia em que sucederemos aos Dinossauros ‒ hoje com o Homem a ter acesso a tecnologia nunca acessível aos nossos Antepassados: como o Raio Trator de Gravidade ou o Raio Laser, ou então com um Impacto Cinético ou então Nuclear.

 

Já no que concerne ao cometa 96P (descoberto há 31 anos pelo astrónomo amador Donald Machholz) sendo nestes últimos dias notícia (nos Meios Científicos Internacionais) dada a sua recente visita ao Sol (periélio a 27 de Outubro) num trajeto observado e registado pelas câmaras da missão SOHO (um observatório solar): no dia 25 de Outubro deste ano entrando no seu campo de observação (das câmaras SOHO), após o cumprimento por parte do cometa 96P de mais um trajeto orbital em torno do Sol, executado num período de tempo de 5,28 anos por um calhau (com núcleo, cabeleira e cauda) com uma dimensão estimada de quase 6,5Km ‒ pela sua composição muito previsível e originalmente oriundo do Espaço Extrassolar (e posteriormente cumprindo um trajeto orbital em torno do Sol, apresentando como periélio um ponto no interior da órbita de Mercúrio e como afélio um ponto exterior à orbita de Júpiter). Depois da última passagem de 96P em 2012, repetindo-se o acontecimento em 2017 e correndo tudo como de costume reaparecendo em 2022 ‒ ou não fosse um dos cometas mais observado até pela sua menor distância (alcançada no seu periélio com uns 18,5 milhões de Km) ao Sol e obviamente à Terra. E entre Asteroides e Cometas e outros Viajantes do Espaço (incluindo neles a Terra) tendo que estar sempre atento (mais vale prevenir do que remediar) até para uma possível Visita (de um Objeto ou de um Sujeito), Invasão ou Redireccionamento (tal como aqui já acontece).

 

(imagens: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:27

06
Nov 17

FINAL

Daqing ‒ China

(05.11.2017)

 

MARK SELBY (ING) ‒ 10

MARK ALLEN (NIRL) ‒ 7

 

2204624-45992790-2560-1440.jpg

Mark Selby

Campeão do Mundo

Líder do RM

 

Realizou-se este Domingo a Final da 8ª prova do circuito (época 2017/18) contando para o Ranking Mundial de Snooker. E à 8ª prova disputada, registando-se o 8º Vencedor diferente: neste caso com o Campeão do Mundo, Líder do RM e atual detentor do troféu (aqui em disputa) a vencer pela 1ª vez este ano (2017/18) cimentando ainda mais a sua destacadíssima liderança do Ranking Mundial (RM).

 

J

MARK SELBY

MARK ALLEN

N

ING

IRLN

RM

1

10

1ª Sessão

0

0

1ºF

1

0

2ºF

1

1 (110)

3ºF

2

1

4ºF

3

1

5ºF

3

2

6ºF

4 (115)

2

7ºF

5

2

8ºF

6

2

9ºF

6

3 (137)

Intervalo

6

3

2ª Sessão

6

3

10ºF

7

3

11ºF

8

3

12ºF

8

4

13ºF

8

5

14ºF

9

5

15ºF

9

6

16ºF

9

7

17ºF

10

7

Final

10

7

(J: Jogador N: Nacionalidade RM: Ranking Mundial F: Frame)

 

hqdefault_live.jpg

À direita Mark Allen

Finalista do International Championship

10ºRM

 

Para além da vitória de MARK SELBY (reconquistando o troféu) e do reforçar da avassaladora liderança do jogador inglês no RM, destacando-se a boa prestação de Mark Allen (NIRL) atingindo pela 1ª vez uma Final (esta época) depois de ter estado numa meia-final e nuns quartos-de-final (num total de 3 provas/boas prestações em 8) ‒ e entrando no Top 10 do RM. E a confirmação de mais um jogador o chinês Yan Bingtao, um jovem de 17 anos e ocupando atualmente o 37ºRM (esta época com a sua 1ª meia-final).

 

RM

Época (2017/18)

J

N

£

(X 1000)

1

2

Mark

Selby

ING

1433

2

3

Ding

Junhui

CHI

641

3

7

Judd

Trump

ING

600

4

8

John

Higgins

ESC

489

5

6

Shaun

Murphy

ING

436

6

9

Ronnie O’Sullivan

ING

394

7

72

Marco

Fu

HK

391

8

57

Barry

Hawkins

ING

388

9

20

Neil

Robertson

AUS

387

10

4

Mark

Allen

NIRL

382

(£: Libra)

 

Na tabela do RM após a disputa do Oppo International Championship (8ª prova contando para o RM) com as principais alterações a serem o reforço da liderança de SELBY e a entrada no Top 10 de ALLEN (como já verificado antes) para além da saída do inglês Stuart Bingham agora 11ºRM (e suspenso por 3 meses devido a problemas com apostas). E olhando para a época 2017/18 sobressaindo desde logo o mau início do inglês Barry Hawkins (57ºRM esta época) e sobretudo do natural de Hong Kong Marco Fu (72ºRM esta época).

 

No cumprimento do calendário sucedendo-se agora uma prova por convites (o Champion of Champions entre 6/12 de Novembro) e de seguida 4 provas contando para o RM (a 9ª/10ª/11ª/12ª prova).

 

(imagem: eurosport.co.uk e cfef.fkwtq.xyz)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:37

04
Nov 17

[Vulcões, Estreito e Mediterrânico]

 

stromboli_g13010m.jpg

Vulcão Stromboli

 

Consultando hoje (sexta-feira dia 3) o Site VOLCANO DISCOVERY (volcanodiscovery.com) verificamos que dos 36 vulcões ativos (em erupção) neste dia 3 de Novembro de 2017, 2 deles estão localizados na Europa mais rigorosamente em Itália: o ETNA (Sicília) e o STROMBOLI (Ilhas Eólias). Para lá destes 2 vulcões (incluídos nos 36) encontrando-se ainda outros 2 (menor atividade/avisos de erupção), um localizado de novo em Itália ‒ CAMPI FLEGREI ‒ e outro em Espanha nas Ilhas Canárias ‒ LA PALMA. E à frente do pelotão sobrecarregada de vulcões (entre continentes e oceanos) toda a região em redor do Anel de Fogo do Pacífico.

 

etna_28724.jpg

Vulcão Etna

 

Naturalmente com os 2 primeiros a preocuparem mais as populações, tanto pela sua atividade (ainda na segunda-feira dia 1 de Novembro registando-se mais uma explosão no Stromboli) como pela sua proximidade a regiões habitadas ‒ até no caso de Portugal situado a pouco mais de 2000Km dos vulcões italianos (e a mais de 1200Km do vulcão espanhol): vulcões situados mesmo em frente da extremidade da Bota (como imaginamos a Itália no mapa) o 2º numa ilha pequena (cerca de 12000 habitantes) mas o 1º numa maior (cerca de 5 milhões) ‒ e mesmo diante da biqueira (da bota).

 

Gibraltar_SRTM_lrg.jpg

Estreito de Gibraltar

 

Num cenário de um cataclismo de enormes proporções, tal o poder de alterar radicalmente toda a paisagem em seu redor ‒ e em que certamente nesta região (Portugal) estariam observadores (fossem eles quem fossem) privilegiados (pela proximidade ao Evento).

 

Sabendo-se nos dias de hoje que há cerca de 6 milhões de anos (bem no passado da região do mar Mediterrânico) toda esta zona (hoje em dia abrangendo toda a faixa entre o sul da Europa e o norte de África) se encontrava isolada do oceano Atlânticocom a Europa unida ao continente Africano através de uma planície (cerca de metro e meio abaixo do nível da água do mar) isolada e protegida do Atlântico por uma cadeia montanhosa formando o Arco de Gibraltar (fechando a porta às águas desse mesmo oceano) ‒ por essa altura e com todo o processo de evolução geológica então em curso, possibilitando múltiplas deslocações e os mais diversos intercâmbios (de todo o tipo de seres vivos) entre dois Continentes no presente sem ligação (Europa e África);

 

E que posteriormente talvez há uns 5,3 milhões de anos (depois de um intervalo de 700.000 anos) ‒ com alguns escritos da História Antiga a falarem durante uma parte desse período de tempo de planícies férteis e verdejantes (talvez por integrarem zonas potencialmente ativas vulcanicamente) ‒ com toda esta faixa envolvendo toda a região do Mediterrânico a ser submetida a um Grande Evento, por muitos historiadores associando-o ao nosso conhecido Dilúvio (pelo menos se não ao nosso a um deles): com as águas do Oceano Atlântico a lançarem-se com extrema violência contra as montanhas separando-o da planície Mediterrânica (nesse período com toda essa região a estar submetida a intensas manifestações vulcânicas e sismológicas, como consequência do choque entre as placas tectónicas euroasiática e africana) e com a contribuição de fortes Tsunamis e da consecutiva erosão infligida sobre terra, acabando por perfurar a barreira e derrubar o Arco de Gibraltar.

 

1024px-Inserciomamifers.jpg

A crise de salinidade do período Messiniano

 

Sendo portanto compreensível como na cidade de Loulé (região do Algarve) na atualidade e a cerca de 15Km (ou menos) do mar, se encontrem as suas famosas (mas infelizmente tão pouco visitadas e exploradas turisticamente) Minas de Sal-Gema: num passado já bastante remoto e com a pressão exercida pelas águas do oceano (e a sua elevação), com as mesmas a invadirem terra e a cobrirem zonas próximas e menos elevadas, posteriormente recuando e deixando para trás vestígios da sua passagem e estadia (prolongada) ‒ como se terá passado em torno de Gibraltar com o poder das águas a furar a pedra e como se fosse um Dilúvio submergindo progressivamente toda a zona e daí surgindo (em sua substituição) o Mar Mediterrânico. Fazendo de imediato as águas do Atlântico baixar (uns dizem uns 9/10 metros) pondo a nu novas terras (como na região sul de Portugal) e fazendo desaparecer outras: desde o Arco de Gibraltar passando a um mero estreito até uma área marítima antes tendo sido terrestre.

 

(imagens: volcanodiscovery.com ‒ nasa.gov ‒ wikipedia.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:07

Oppo Internacional Championship

29 Outubro/5 Novembro

Daqing ‒ China

Meias-Finais e Final

 

mark-selby-and-mark-allen.jpg

Mark Selby e Mark Allen

(Finalistas do Oppo Internacional Championship)

 

Resultados das Meias-Finais:

 

Fase

J

N

F

J

N

MF 1

MARK

SELBY

ING

9-3

MARTIN

GOULD

ING

MF 2

MARK

ALLEN

NIRL

9-2

YAN

BINGTAO

CHI

(J: Jogador N: Nacionalidade F: Frame MF: Meia-Final)

 

Apesar das boas prestações de Martin Gould e de Yan Bingtao nas 5 rondas anteriores (especialmente a do jovem chinês despachando dois ex-Campeões do Mundo Ronnie O’Sullivan e John Higgins), chegados às Meias-Finais com os mais experientes MARK SELBY e MARK ALLEN a deixarem bem expresso nos resultados a sua superioridade.

 

Final (a disputar Domingo dia 5, à melhor de 19 partidas):

 

Final

J

N

RM

-

J

N

RM

Final

-

MARK

SELBY

ING

1

VS

MARK

ALLEN

NIRL

6

-

Fase

J

N

RM

F

J

N

RM

F

Q

Ashley

Hugill

ING

116

6-1

Peter

Lines

ING

104

6-3

1ªR

Cao

Yupeng

CHI

69

6-4

Zhao

Xintong

CHI

73

6-4

2ªR

Tom

Ford

ING

32

6-4

Mark

King

ING

21

6-5

3ªR

Mark

Williams

GAL

17

6-4

Martin

O’Donnell

ING

83

6-5

QF

Robbie

Williams

ING

48

6-2

Judd

Trump

ING

3

6-5

MF

Martin

Gould

ING

19

9-3

Yan

Bingtao

CHI

37

9-2

(RM: Ranking Mundial R: Ronda QF: Quartos-de-Final)

 

Com esta a ser a 11ª Final individual desta época 2017/18 (do Circuito Mundial), com 3 provas não contando para o RM e outras 8 contando (para mesmo RM): em todas as 10 provas já disputadas tendo todas um vencedor diferente, tal como acontecerá de novo nesta 11ª prova estreando-se agora MARK SELBY ou MARK ALLEN. E no caso de ser o primeiro (Selby), atual Campeão do Mundo e Líder do RM, sendo apenas um caso de reerguer o Troféu (já conquistado o ano passado).

 

[Transmissão: EUROSPORT ‒ Domingo, 5 de Novembro de 2017 ‒ 1ª Sessão/07:00 e 2ª Sessão/12:30]

 

(imagem: snookerhq.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:09

03
Nov 17

Mesmo com a Verdade a andar por aí e depois de destruírem o Pinhal de Leiria (morte à Republica e à Monarquia), ainda há aqueles que dizem usar lentes e que mesmo assim não acreditam (certamente porque lhes pagam bem e não só para isso).

 

october-northern-california-wildfires-insured-loss

Consequências dos fogos de Outubro no estado da Califórnia

 

Para quem ainda pensa que só mesmo num país do Terceiro Mundo ou numa Republica das Bananas é que podem ocorrer situações trágicas como as de Pedrógão Grande (a 17 de Junho) e na zona centro de Portugal (a 15 de Outubro) ‒ que como nós todos sabemos provocou pelo menos 110 mortos (65+45), mais de 320 feridos (alguns graves), acima de 100.000ha de área ardida (incluindo 80% do Pinhal de Leiria) e centenas de casas danificadas /destruídas (só no incêndio de Pedrógão andando pelas 500) ‒ basta atravessar o oceano Atlântico sem necessidade de olhar para o lado (à procura do tal país de nível três ou rico em bananeiras) e seguindo bem em frente (sem dúvidas ou recuos), acreditando no olhar (direto) e nunca no que alguns dizem (indireto), encarar a realidade, verificar a verdade seja aqui seja na América (na Rússia, na China ou no Irão): com os incêndios que nos últimos tempos têm vindo a assolar os EUA e o estado da Califórnia (durante o mês de Outubro), de momento (no dia 2 de Novembro) a terem danificado/destruído quase 15.000 casas, provocado mais de 40 mortos e causado um prejuízo estimado em mais de 3 biliões de dólares. Confirmando-se que desde um país considerado como um dos mais atrasados do Mundo (por exemplo Portugal, num outro tempo qualquer que não o de hoje, de forma a não ferir suscetibilidades), até a um outro atribuindo-se-lhe o estatuto do mais Poderoso (Dinheiro/Armas/Tecnologia) e como tal o mais Avançado (como ainda o são hoje os EUA), sendo a sua base a mesma (político-ideológica, de esquerda ou de direita, de estado ou privada) e obedecendo ao mesmo tipo de estrutura (Piramidal, com uns poucos em cima e biliões por baixo ‒ quando a forma Perfeita é a da Esfera), as consequências serão sempre as mesmas e invariavelmente trágicas e mortais. Mostrando-nos até que ponto um Estado abandona completamente à sua sorte a vida dos seus cidadãos, só pensando exclusivamente no lucro (privatizando e ganhando dinheiro com tudo e com todos) e não no bem-estar das pessoas (que diz representar) descurando obrigações e a salvaguarda da Vida (o Bem Essencial do Homem). E a existirem Serviços (mesmo que essenciais) só mesmo sendo Privados (muitos sendo uma miséria) e como tal sendo (bem) pagos e inacessíveis a muitos (queres=pagas): num país como os EUA com o caso dos incêndios a não ser um caso virgem (na ineficácia total no combate, na prevenção e na segurança ‒ e deixando apenas tudo arder), bastando lembrar-nos do Katrina (o furacão), da cidade de Nova Orleães (a mais atingida na população negra), das inundações e dos cadáveres a boiar (que não e apenas de animais irracionais) e com Washington lá ao longe com os olhos de Bush a olhar (como um Presidente sem pestanejar).

 

(imagem: watchers.news)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:41

02
Nov 17

Uma amostra de hematite (uns 6cm) identificada em 17 de Setembro de 2017 durante o 1819º dia de estadia do Rover CURIOSITY em Marte.

 

PIA22067.jpg

Investigando uma rocha

(depois de devidamente escovada e revelada)

Debaixo da poeira marciana

(MSL ‒ Curiosity Rover ‒ PIA 22067)

 

Tendo aterrado no planeta MARTE (na região onde se localiza a cratera GALE) em 6 de Agosto de 2012 e nestes mais de 5 anos utilizado o seu veículo motorizado para se deslocar sobre a superfície marciana (explorando-a e estudando a sua evolução), o ROVER CURIOSITY vem-nos agora apresentar um dos seus trabalhos desenvolvidos no cumprimento da sua missão no 4º Planeta Interior do Sistema Solar (também conhecido como o Planeta Vermelho).

 

Servindo-se dos instrumentos associados ao braço automático acoplado ao Rover e através da sua utilização tentando descobrir o que se poderia encontrar debaixo da poeira marciana cobrindo a superfície rochosa (removendo-a, podendo mais rigorosamente identificar os materiais em presença), com a escova do robot a remover a camada superficial pondo claramente à vista uma presença distinta e característica da HEMATITE.

 

PIA22066.jpg

Ampliação

(Hematite)

Estudo duma rocha marciana

(PIA 22066)

 

Uma amostra posta a nu pelos instrumentos de limpeza do Rover (a ele acoplados), apresentando-nos no cume de VERA RUBIN (onde o Rover se encontra na imagem) uma rocha pela sua apresentação e cor sugerindo tratar-se de hematite, com pequenas fraturas ou sulcos preenchidos por minerais de sulfato de cálcio (linhas claras na rocha). E com a hematite (segundo os cientistas) a poder fornecer-nos preciosas informações sobre o Antigo Ambiente em Marte (sendo um mineral de óxido de ferro).

 

HEMATITA Aprenda Mais sobre Este Mineral

(cristaisdecurvelo.com.br)

 

Hematite do grego haimatites = como sangue (isso porque quando em pó torna-se avermelhada) é um mineral de fórmula química óxido de ferro III (Fe2O3), sendo constituído por 70% de Ferro e 30% de Oxigênio.

 

É um mineral muito comum sendo o principal constituinte do minério de ferro, possui brilho metálico e coloração preta, cinza, marrom, marrom avermelhado ou vermelho.

 

Ocorre em rochas ígneas, metamórficas, sedimentares, como granitos, sienitos, traquitos, andesitos, hematita quartzitos  (em camadas com grande espessura) e ambiente hidrotermal.

 

Hematita é criada quando o ferro se oxida ao entrar em contato coma água. Isso mostra que essa pedra está intimamente ligada à água.

 

(imagens: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:53

Decorrendo de 29 de Outubro a 5 de Novembro realiza-se em Daqing na China a 8ª prova do Circuito Mundial de Snooker contando para o Ranking Mundial (RM): o INTERNACIONAL CHAMPIONSHIP atribuindo ao vencedor um prémio de 150.000£ (150.000 pontos para o RM). Com o detentor do troféu conquistado o ano passado a ser o inglês Mark Selby (batendo na final o chinês Ding Junhui por 10-1) ‒ já apurado para os Quartos-de-Final (ao contrário de Ding Junhui eliminado logo na 1ª ronda). E com os resultados da 3ª ronda a serem os seguintes:

 

868158250-9075815016.jpg

Yan Bingtao

 

3ª Ronda

 

Jogo

J

N

F

J

N

1

Robbie Williams

ING

6-2

Neil Robertson

AUS

2

Shaun Murphy

ING

2-6

Ali Carter

ING

3

Jack Lisowski

ING

4-6

Yan Bingtao

CHI

4

Mark Joyce

ING

1-6

John Higgins

ESC

5

Mark Selby

ING

6-4

Mark Williams

GAL

6

Martin Gould

ING

6-4

Robert Milkins

ING

7

Judd Trump

ING

6-3

Liang Wenbo

CHI

8

Mark Allen

NIRL

6-5

Martin O’Donnell

ING

(J: Jogador N: Nacionalidade F: Frame)

 

Dos 8 jogadores apurados para os QF com 6 integrando o Top 20 ‒ M. Selby, J. Trump, J. Higgins, M. Allen, A. Carter e M. Gould ‒ e outros 2 integrando o Top 50 ‒ Y. Bintao e R. Williams. Com M. Selby (1ºRM), J. Trump (3ºRM) e J. Higgins (4ºRM) pelo seu currículo e pelas suas prestações mais recentes a poderem ser considerados os favoritos, mas devendo-se também prestar atenção especial ao único chinês ainda em prova o jovem Yan Bingtao (40ºRM). Sendo os seguintes os encontros dos Quartos-de-Final (a disputarem-se amanhã/quinta-feira,02):

 

853401648.jpg

Robbie Williams

 

Quartos-de-Final

 

Jogo

 

J

N

RM

J

N

RM

1

Mark

Selby

ING

1

Robbie

Williams

ING

48

2

Allister

Carter

ING

12

Martin

Gould

ING

19

3

Judd

Trump

ING

3

Mark

Allen

NIRL

11

4

Yan

Bingtao

CHI

40

John

Higgins

ESC

4

(RM: Ranking Mundial)

 

Apurados os 4 semifinalistas com as MF e a F a decorrerem respetivamente a 3/4 (sexta-feira/sábado) e 5 de Novembro (domingo), seguindo-se um intervalo (de cerca de uma semana) até à realização da 9ª prova contando para o RM ‒ o MASTERS DE XANGAI; no intervalo realizando-se uma prova por Convite (não contando para o RM) o CHAMPION OF CHAMPIONS (6/12 Novembro) com um prémio de 100.000£ para o Vencedor (50.000£ para o finalista vencido) ‒ entre 16 jogadores vencedores de provas em 2016/17.

 

(imagens: Getty Images)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:52

01
Nov 17

Eden Women’s Masters 2017

Vencedora

NG ON YEE

 

22815412_1654693851271883_1014659572878866600_n.jp

 

Com a presença de 23 jogadoras decorreu em Inglaterra a 3ª prova do Circuito (Feminino) contando para o RM: numa 1ª fase com 21 jogadoras distribuídas por 7 grupos (de 3) apurando-se as duas primeiras (num total de 14), juntando-se na 2ª fase (a eliminar) à detentora do troféu e à Campeã do Mundo (perfazendo 16).

 

Quartos-de-Final ‒ Meia-Final ‒ Final

 

Fase

J

N

F

J

N

QF 1

Reanne Evans

ING

3-1

Suzie Opacic

ING

QF 2

Maria Catalano

ING

3-2

Katrina Wan

HK

QF 3

Rebecca Kenna

ING

3-1

Laura Evans

GAL

QF 4

Ng On

Yee

HK

3-1

Shannon Metcalf

ING

MF 1

Reanne Evans

ING

4-3

Maria Catalano

ING

MF 2

Ng On

Yee

HK

4-1

Rebecca Kenna

ING

Final

Ng On

Yee

HK

4-3

Reanne Evans

ING

(J: Jogador N: Nacionalidade F: Frame QF: Quartos-Final MF: Meia-Final)

 

Com a realização da 3ª prova do Circuito Mundial de Snooker época 2017/18 (e contando para o Ranking Mundial/RM) a jogadora natural de Hong Kong, atual Campeã do Mundo e Vice-Líder do RM NG ON YEE acaba de ganhar a sua 2ª prova da época ao derrotar na final a inglesa e Líder do RM Reanne Evans (a sua adversária nas 3 finais e vencendo uma delas).

 

Resultados das 3 provas já realizadas

 

Posição

 

J

N

RM

V

PF

PMF

PQF

1

 

Ng on

Yee

HK

2

2

1

-

-

2

 

Reanne Evans

ING

1

1

2

-

-

3

Maria

Catalano

ING

3

-

-

2

1

-

Rebecca

Kenna

ING

5

-

-

2

1

5

Katrina

Wan

HK

S/R

-

-

1

2

6

So Man

Yan

HK

12

-

-

1

-

7

 

Laura

Evans

GAL

4

-

-

-

2

-

Suzie

Opacic

ING

7

-

-

-

2

(V: Vitória PF: Presença Final PMF: Presença Meia-Final PQF: Presença Quartos-Final)

 

Nesta 3ª prova realizada em Inglaterra ‒ o EDEN WOMEN’S MASTERS ‒ com a Campeã do Mundo (Ng On Yee) a bater na Final a detentora do Troféu (Reanne Evans) na negra (por 4-3), destacando-se ainda as boas prestações das inglesas Maria Catalano e Rebecca Kenna (presença de ambas nas Meias-Finais) e da natural de HK Katrina Wan.

 

(imagem: WLBS)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:58

Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

13
16

20
22

26


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO