Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

14
Jan 18

“Green Bank Telescope observations of a dwarf galaxy three billion light years away reveal 15 bursts of radio emission. This is the first time bursts from this source have been seen at these frequencies.”

(Breakthrough Listen: The initiative to find signs of intelligent life in the universe/breakthroughinitiatives.org/29.08.2017)

 

Alien-UFO-Invasion-Fleet-Will-Reach-Earth-In-Septe

Talvez com uma fota de Naves Espaciais

Alienígenas

Já a caminho da Terra

 

Atravessando um fim-de-semana em que a PEGADA ALIENÍGENA NORTE-AMERICANA nos chega através da FOX (um dos seus agentes mais poderosos e sendo extremamente intrusivo) – utilizando tecnologia de Lasers (e uma tela Gigante), numa intervenção simultânea (e global), decorrendo durante 4 dias (10/14 de Janeiro), levada a cabo em Lisboa (entre muitas cidades do Mundo) e concretizada num Convite (dirigido aos Alienígenas) – eis que ainda meio entretidos (pelo cenário de luzes), tal como numa brincadeira de infância (jogando ás escondidas), na senda de Peter Pan (como poderia ser outro ET), somos inopinadamente surpreendidos ao sermos inesperadamente confrontados com vários LANÇAMENTOS PARA O ESPAÇO (pretensamente colocando em órbita um elevado número de satélites, com várias utilizações possíveis, como comunicações, meteorologia ou espionagem): num total com 5 assinantes (países) e todos com os seus foguetões (e respetivas agências) – EUA, China, Rússia, Índia e Japão.

 

“War, terror and alien invasion: what Britons are expecting this year.”

(Ben Page/thetimes.co.uk/08.01.2018)

 

E se no 1º caso (convidando os alienígenas) ainda Brincamos aos Polícias, já no 2º caso (lançamentos para o Espaço) poderemos estar a brincar aos Ladrões: num caso enviando uma mensagem com um convite (amigável) em anexo – HI ALIENS – no outro um tiro de aviso (ainda de pólvora-seca) tentando manter as distâncias (como se aí viesse mesmo alguém) entre Uns (que já cá estão) e uns Outros (que aí chegarão). Sendo certamente indolor as consequências do Evento (a nível físico) – do interessante e divertido Círculo de Mensagens em Laser – mas não acontecendo o mesmo com a nossa própria imagem (a nível de capacidade mental): no caso de Portugal e numa possível aproximação ao aeroporto (de Lisboa) com “um estranho numa terra estranha” por mais estranho que fosse, a certamente estranhar ver tanta luz a piscar – até o podendo confundir (na escolha da pista), levando-o a despenhar (contra o edifício/painel gigante) e uns quantos terrestres levar (num Encontro categorizado como do 1º Grau).

 

45c116d8e2087369780f368892eb53df.jpg

Para além de Mulder e Scully

Outros protagonistas da série da Fox

X-Files

 

Já no caso dos foguetões partindo para o Espaço e posteriormente orbitando a Terra, sendo sem dúvida uma grande coincidência os lançamentos consecutivos (e fazendo eventualmente parte de um plano, provavelmente mais vasto e talvez mesmo concertado) realizados nos últimos tempos (Janeiro de 2018), pretensamente colocando no espaço diversos satélites (de cinco nacionalidades diferentes) com objetivos diferenciados: com (país/1) o lançamento nos EUA de ZUMA (em 7 de Janeiro numa iniciativa da agência espacial privada norte-americana SPACE X), segundo tudo indica com (país/2) o lançamento de um satélite RUSSO no mesmo dia (uma explicação credível para o incidente registado sobre os Urais, repentinamente ‒ e como num Flash/luminoso ‒ com a noite a tornar-se dia, ouvindo-se um grande estrondo e sentindo-se tudo a tremer/podendo significar o lançamento de um foguetão numa área com bases/capacidades para tal) e ainda (por menos publicitados) não esquecendo os foguetões (países/3-4-5) no mesmo espaço de tempo também lançados pelo trio China/Índia/Japão. Certamente em concorrência (ou sabe-se lá em cooperação) na mesma área de intervenção.

 

“Space X's Zuma satellite launch mission has everyone confounded; no clear idea if it was successful.”

(firstpost.com/09.01.23018)

 

E se soubermos complementarmente de novos e próximos lançamentos (já programados para serem concretizados a curto/médio prazo e tendo o mesmo objetivo de colocar ainda mais satélites em órbita), mais dúvidas teremos sobre o que aí realmente se passa (em órbita do nosso planeta), com toda a região em redor da Terra (já tão sobrecarregada de Artefactos & Lixo) agora a ser inundada por mais uma mão cheia de satélites, aumentando aí o caos, não se conhecendo a razão e levantando a Questão: o que se passará em redor do nosso planeta (ou nas suas proximidades, talvez com algo a caminho, de origem exterior/interior) para esta Vaga incomum de Satélites, sabendo-se de antemão que outros vêm a caminho. Já ontem (se não tendo sido adiado) com o lançamento do NROL-47 (EUA), seguindo-se novos lançamentos por parte da China e da Índia. No mínimo sendo Estranho (pelo menos para os leigos e alguns eruditos mais céticos).

 

39585575631_9a7ad776bc_k-1-800x533.jpg

Lançamento do satélite ZUMA

Pela empresa espacial privada norte-americana SPACE-X

Não se sabendo ao certo se com ou sem sucesso

 

Mais uma vez com todo este secretismo (exercido pelos que podem) ‒ em muitos aspetos desnecessário (e contraproducente) mas agora e pelos vistos tornado um hábito ‒ a abrir mais uma vez (senão a escancarar, talvez deliberadamente e para esconder outra coisa) as portas da especulação, deixando-se infiltrar (a parte inútil da Coisa) e posteriormente interpretar (essa inutilidade): apenas para nos distrair, enganar e afastar. Como já o fazem muitos Sites funcionando como Espelho de zonas alternativas existentes ‒ mas por diversos motivos ainda mais ou menos submersas pelo opaco e espesso manto oficial cobrindo a maioria do território terrestre ‒ abrindo sem remorsos nem receios (de um modo saudável, necessário e desintoxicado) as portas do Edifício (Mental) aos Conspiradores e às suas criações (Teorias). Bastando para tal (e como aspeto exemplar) ver o Logo (palavras e símbolos) de uma das missões (NROL-47) de origem norte-americana: nas palavras Mali Nunquam Praevalebuntou traduzindoO Mal Jamais Vencerá, nos símbolos com um Templário (O Bem) usando a sua Espada para lutar contra um Dragão (O Mal).

 

(imagens: reflectionofmind.org/pinterest.pt/spacex.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:16

Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

17
18

21
25
27



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO