Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

14
Mar 18

Com alguns especialistas meteorológicos a afirmarem não ser possível ‒ apesar dos tornados verificados nos últimos tempos (em vários locais do Mediterrânico) ‒ que o número de ocorrências deste tipo de fenómenos atmosféricos extremos esteja (efetivamente) a aumentar: apenas a variar (para cima e neste período). Pois!

 

snapshot gibraleon.jpg

Espanha/Huelva/Gibraleon ‒ Tornado de 04.03.2018 ‒ Categoria F0/F1

(imagem: yamkin.wordpress.com)

 

Confirmando-se que os Tornados começam a transformar-se num fenómeno comum a ocorrer nesta região ‒ localizada a norte do Mediterrânico ‒ poderemos verificar que para lá dos tornados ocorridos a oeste de Gibraltar (como por exemplo os 2 recentemente registados em Faro) também mais para o lado de lá esses fenómenos atmosféricos (extremos) podem ocorrer: como sucedido esta passada segunda-feira (12 de Março) na costa ocidental italiana (olhando para a bota ligeiramente abaixo do joelho) com a cidade de Caserta (localizada na província de Campania) a ser atingido por um Tornado acompanhado de queda de granizo.

 

campania-tornado-italy-march-12-2018-daniela-vito. campania-tornado-italy-march-12-2018-roberto-mazza

Itália/Campania/Caserta ‒ Tornado de 12.03.2018 ‒ Categoria F2

(imagens: Daniela Vito e Roberto Mazza/watchers.news)

 

Com o Tornado a passar por volta das 17:45 UTC pela cidade de Caserta provocando bastantes danos materiais (árvores, iluminação, sinalética, carros, habitações) e cerca de 15 feridos. E a ser considerado de Categoria F2 (ventos com rajadas máximas compreendidas entre 181/235Km/h) ‒ com os de Faro de categoria F1 (ventos com rajadas máximas compreendidas entre 117/180Km/h).

 

29133339_181959619195797_7197401620773076992_n.jpg 29178826_181959652529127_2568503838734548992_n.jpg

Caserta/Tornado/Março

(imagens: Nicola Costanzo/watchers.news)

 

No caso dos 2 tornados ocorridos em Faro no início deste mês (Março 2018) e deste último ocorrido em Caserta (dia 12) ‒ ambos em países Mediterrânicos (com um clima característico comum) e apresentando uma diferença de latitudes de apenas 4⁰ ‒ podendo ser considerados fenómenos atmosféricos extremos já previstos no passado (veja-se por exemplo o tornado/tromba de água de Carvoeiro/Lagoa/Silves de 2012) de poderem vir a ocorrer (mais frequentemente no presente e no futuro), como consequência (nesta zona do globo terrestre) do Aquecimento Global e das Alterações Climáticas.

 

[Ainda hoje (quarta-feira, 14) com o efeito de mais um tornado a fazer-se sentir em Portugal (continental) neste caso formando-se no oceano Atlântico ao largo da costa de Esposende (distrito de Braga) ‒ a norte e como consequência da passagem da tempestade Gisele ‒ e posteriormente entrando em terra provocando um ferido (numa estufa) e diversos danos materiais (telhados, árvores, etc.).]

 

(imagens: wordpress.com e watchers.news)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:07

Espetando agulhas num boneco representando o patrão, com os trabalhadores da empresa a melhorarem a produção.

 

“Sticking Pins in Boss Voodoo Dolls Can Improve the Workplace”

(mysteriousuniverse.org)

 

VD1.jpg

As Voodoo Dolls

 

Quando uma notícia para os nossos padrões (Europeus e Ocidentais) Extraordinária (ainda-por-cima de natureza Ordinária) nos atinge os neurónios com os mesmos (no Homem) esmagadoramente inativos (com o Homem possuindo uns 80 milhões ao nascer e menos 30% perto do fim da sua presença material) ‒ e com um dos Mitos Urbanos a apontar para a utilização do Cérebro apenas em 10% da sua capacidade total ‒ é comum que nos sintamos surpreendidos e simultaneamente ultrajados: surpreendidos pela nossa capacidade mental (dita como) desperdiçada ‒ quando para mantermos o nosso cérebro a funcionar normalmente precisamos de 20% do oxigénio total que inspiramos ‒ e ultrajados pelos protagonistas e pelo objetivo do tema em análise (neste caso as relações de trabalho envolvendo patrões e empregados, vistos sob um prisma inovador e alternativo e recorrendo ao Mundo Espiritual e subjetivo da Magia & Feitiçaria) mantendo sempre a rigidez (de interpretação e aplicação) e a fossilização hierárquica (ao contrário do ocorrido no processo Evolutivo, com os dinossauros a eternizarem-se). E talvez dizendo (por vezes e como mera ação/reação inata, essencialmente de proteção) alguns disparates.

 

“Voodoo doll: a doll made to resemble a person in order to cast spells on them or to harm them by harming the doll.”

(mysteriousuniverse.org)

 

VD4.jpg

Espetar o Patrão/Melhorar a Produção

 

Desde muito pequenino (e ao longo de todo o meu percurso obrigatório de desenvolvimento e de formação) sendo submetido a um bombardeamento psicológico intenso (por parte do Estado, da Igreja e da Iniciativa Privada) de modo a assegurar o meu estatuto de normalidade e o respetivo e necessário comprovativo de sobrevivência (o tal Certificado dando no Passado Antigo autorização de Porte de Arma, dando no Passado Moderno autorização de Posse de Canudo e dando já no Passado como o será no Futuro uma autorização de Porte Misto),

Uma das Marcas que mais influenciaram a minha geração (e muitas outras desde o final da II Guerra Mundial, atingindo o seu Apogeu e Explosão Mediática, bem visível e notória nos inesquecíveis anos 60) e que acabaram definitivamente por definir o Mundo ‒

 

Com o mesmo Mundo (agora para melhor implantação e manipulação de ideias e de fatos, em regime estrito de conformismo e de apatia dito Global ‒ veja-se o caso das FAKE NEWS sempre presentes mas só agora nos apercebendo delas) a adotá-lo, envolvendo-se profundamente nele, integrando-se e desaparecendo no seu interior (no fundo e no final com o Sujeito a transformar-se num subproduto do Objeto)

 

‒ Foi a Marca EUA.

 

“We wanted to see, rather than actually retaliating against the abusive boss, whether mistreated employees could benefit from harmless acts of symbolic retaliation.”

(mysteriousuniverse.org)

 

VD5.jpg

Retaliação Virtual como outra forma de Intoxicação Real

 

Com se tudo aquilo que desde o minimamente significativo até ao mais extremamente relevante partilhasse integralmente (neste Ecossistema único e em transformação) e connosco o nosso Destino (desse Mundo/Espaço/Tempo de então e ainda de hoje da Criação e Desenvolvimento Humano), só pudesse ter origem do outro lado do oceano (a muralha do Atlântico), num Mundo Novo (e pronto a ser colonizado adaptando aos mesmos os indígenas/ou eliminando-os), sem limites físicos ou morais no Horizonte (Lei da Sobrevivência do mais forte/ou do protegido), pronto para satisfazer o sonho de qualquer um (bom ou mau pertencendo ao rebanho de Deus), sempre com a presença do Amigo (o Amigo Americano) mas sobretudo (pois o Mundo não é só Dor mas também Prazer), com o seu Espetáculo Circense sempre montado e (mesmo que de uma forma incorreta provocando doença e morte mas tornadas pouco importantes por banalização do ato) em ação contínua (infelizmente causando dor e consequências como numa articulação calcificada), de modo a entreter as massas fazendo-as esquecer a Realidade: algo apesar de tudo muito fácil de entender (interiorizar e replicar) ou não fossem os EUA a Maior Potência BANG-BANG Global (até ao fim do século XX partilhando o farnel com a URSS, depois da queda desta sendo por autonomeação/sugestão o nosso único Tutor e Polícia), encontrando-se os seus produtos (Armas & Dólares) em qualquer canto ou mesmo buraco (fossa mais recônditas) da Terra (de modo a manter o mais possível o seu Império evitando os Romanos) e adicionalmente lançando os foguetes e fazendo a festa (a deles para eles a nossa para nós) e no fundo consagrando a afirmação Todos Diferentes Todos Iguais (faltando dizer-nos quais os Iguais e quais os Diferentes ‒ como se coexistissem em todos os universos e parâmetros ‒ num Mundo de Caos e de Ordem e de circulação entre ambos).

 

“We found a simple and harmless symbolic act of retaliation can make people feel like they’re getting even and restoring their sense of fairness.”

(mysteriousuniverse.org)

 

VD3.jpg

Retaliação de vítimas não tendo acesso aos seus predadores

 

E tudo isto provocado apenas por uma notícia juntando VOODOO, Empregados e Patrões (e levando-nos superiormente e como não poderia deixar de ser ‒ dada a instituição em causa ‒ até às condições de trabalho e relação Patrão/empregado) aparecendo como já é natural e muito comum (mesmo que com este estudo a contribuição para o tema em questão seja nula) num estudo realizado numa Universidade Norte-Americana e envolvendo Magias & Feitiçarias: Sticking Pins in Boss Voodoo Dolls Can Improve the Workplace” (Paul Seaburn/Mysterious Universe). Tendo como conclusão a tirar (inovadora no estilo) de mais este ensaio académico transformado num estudo (Righting a wrong: Retaliation on a voodoo doll symbolizing an abusive supervisor restores justice) e posteriormente editado numa publicação da especialidade (The Leadership Quarterly), que um patrão pretendendo aumentar a produção dos seus trabalhadores de modo a melhorar significativamente os seus lucros, em vez de os submeter desde logo à Realidade brutal do seu (miserável) quotidiano (redução de horário, despedimentos, etc.), poderá em sua substituição e pelo menos temporariamente (o que é temporário hoje poderá vir a ser definitivo amanhã) substituir essa intervenção por uma projeção Virtual para os trabalhadoras mais pacífica e acima-de-tudo reconfortante. E convidando à posterior acomodação e indiferença, numa espécie de resposta, tipo Retaliação (mas Simbólica).

 

(texto: a partir de dados de Paul Seaburn/Mysterious Universe ‒ imagens: mysteriousuniverse.org/telegraph.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:58

“Not since Albert Einstein has a scientist so captured the public imagination and endeared himself to tens of millions of people around the world.”

(Michio Kaku professor of theoretical physics at the City University of New York)

 

Stephen-Hawking-adv-obit-slide-KWD8-blog427.jpg

 

Stephen Hawking, one of the brightest minds of modern physics, has died at the age of 76 at his home in Cambridge, England, The Guardian reported today (March 14).

 

(texto: inicial/nytimes.com e final/livescience.com ‒ imagem: nytimes.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:16

Março 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10



25
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO