Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

21
Mar 18

Como consequência do Aquecimento Global e das Alterações Climáticas (registadas um pouco por todo o Mundo) com Portugal a ser uma das suas muitas vítimas ‒ e com o fenómeno a revelar-se mais intensamente a sul (no nosso país), com a progressão imparável da desertificação, ultrapassado que foi (pelas areias do deserto do norte de África) o mar (a muralha virtual do) Mediterrânico.

 

No dia em que se inicia a estação da Primavera (21 de Março) a chuva parece ter abandonado temporariamente o território português, com o céu a apresentar-se geralmente limpo (à exceção dos Açores e da Madeira com céu nublado) mas por outro lado (como acontece nesta época sempre que o nível de precipitação diminui) com as temperaturas mínimas a descerem: com o fim da chuva regressando o frio particularmente no interior e no norte, no caso dos distritos da Guarda e de Bragança (segundo as previsões podendo ser os mais afetados) com as temperaturas atingindo valores negativos (- 3⁰C) e sendo colocados em Alerta (meteorológico) Laranja (com formação de geadas). E pelas 13:50 desta quarta-feira com a temperatura (em Albufeira) nos 15⁰C.

 

tag.gif

O tempo na Europa

 

Com a previsão a apontar para o dia de hoje períodos de chuva disseminados um pouco por toda a Europa ‒ do qual parece querer-se excluir (entre outras regiões) a Península Ibérica ‒ e com as temperaturas mais elevadas a sul (no Mediterrânico com Nicósia/Chipre com 24⁰C) registando-se a norte temperaturas de 0⁰C ou negativas (como os 0⁰C em Kiev/Ucrânia e os - 7⁰C em Arcangel/Rússia). Com os 15⁰C previstos para o Algarve (e logicamente para Albufeira) a serem uma indicação da razão porque muita gente (nacional e internacional) procura cada vez mais esta região (da Europa) na sua época dita Baixa, no tempo de frio no seu país (sobretudo da Europa do Norte e Central) procurando o Sol (o calor dos raios solares) e já agora a praia (e o mar) e a boa comida (na gastronomia algarvia com o peixinho à cabeça).

 

getpicture.jpg

Imagem de satélite/infravermelho

 

Quanto ao problema da água (e do seu aproveitamento) continuando o tema em discussão (como o da hipótese de construção de mais barragens) apesar deste (curto) período agora passado de precipitação, com muitas bacias hidrográficas a continuarem a apresentar valores abaixo dos níveis normais anteriormente registados (neste mês de Março): com a bacia do rio Ave a ser a mais beneficiada (passando de mais de 50% para 100%) e com a bacia do rio Sado a registar também aumentos significativos (aproximando-se dos 50%). Já quanto à situação no Algarve (e já agora Alentejo) ‒ recordando o período de seca extrema/severa que o território de Portugal continental atravessa ‒ e apesar da quantidade de chuva caída (nestes últimos tempos), com as barragens a Sul a continuarem bem abaixo dos seus níveis normais (este mês): no caso do Algarve sendo esse o caso das bacias do rio Arade e do Barlavento Algarvio, com a região envolvendo o rio Guadiana (mesmo aqui ao lado e fazendo fronteira com Espanha) a estender o problema ao vizinho Alentejo.

 

E já agora aproveitando para informar que iniciada a estação da Primavera, a Hora mudará no próximo fim-de-semana na passagem de sábado para domingo (de madrugada), com a hora a adiantar e a passar de 01:00 para 02:00 (menos uma hora para dormir).

 

(imagens: weatheronline.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:37

20
Mar 18

Ponto I

 

Com (1º) Fátima (e os 3 Pastorinhos), (2º) o Fado (e Amália Rodrigues) e (3º) o Futebol (e Eusébio) a serem na realidade (ainda hoje) os principais produtos (mesmo que através da utilização ‒ no presente ‒ de outros derivados igualmente eficazes) de exportação portugueses (confirmando o que os nossos pais já diziam),

 

Num desses campos (1º/2º/3º) como em todos os outros e como concretização do nosso Destino,

 

Com o produto (original) a diversificar-se (obrigatório para a sua Evolução) e felizmente a abrir as portas a outros (produtos): no caso do desporto (e relevando sempre o fenómeno de massas de Fátima e o Fado como Património Imaterial da Humanidade),

 

Com a chegada Revolucionária do Triplo-Salto (no masculino c/ Nelson Évora)

E ainda do Judo (no feminino c/ Telma Monteiro).

 

1454675352_780342_1454675783_album_grande.jpgthumbs.web.sapo.io.jpg

Cristiano Ronaldo

(sem dúvida um dos maiores futebolistas de sempre)

 

Ponto II

 

Dispensada a referência ao futebolista Cristiano Ronaldo (33 anos) tão conhecido é o seu currículo (e logo a nível Global),

 

‒ Supertaça 2002 (Sporting), 4 Ligas dos Campeões (Manchester United/1 e R. Madrid/3), 5 Ligas Nacionais (MU/3 e RM/2), 4 Taças Intercontinentais (MU/1 e RM/3) e o inesquecível Europeu de 2016 (entre outros e para além dos seus incontáveis títulos a nível individual)

 

Convém adicionar a este Embaixador Público-Privado do Desporto Português dois outros nomes (que poderiam ser outros dois, dados os tantos casos existentes, com a enorme maioria deles não passando, de simples seres perdidos e anónimos),

 

Que pelo seu valor (inegável pelas conquistas) e persistência (bem visível mesmo em situações limite como o será o caso das lesões), humildade (grandeza) e acima-de-tudo não exigência (de remuneração merecida e sobretudo compatível), merecem sem dúvidas partilhar o pódio do Atual Momento do Desporto de Portugal:

 

Ponto III

 

O atleta Nelson Évora e a judoca Telma Monteiro.

 

Um pódio ocupado por 3 atletas ainda vivos e no ativo (representando Portugal), periódica e alternadamente colocando o nome do nosso país nos Maiores Cartazes do Mundo (Desportivos e por associação Turísticos e Económicos) e deixando-nos para já com a certeza (renovando a nossa Esperança) de que ainda existimos e de que (mesmo que não o saibamos e nos digam o contrário) todos sem exceção terão sempre o seu valor.

 

Dúvidas? Então vejam as Origens e o Percurso (para assim aprenderem algo) destes Nobres atletas!

 

img_797x448$2016_08_12_20_33_53_181831.jpgNelsonEvoraAP1.jpg

Nelson Évora

 

vip-pt-20928-noticia-telma-monteiro-onde-nao-ha-namw-960.jpg

E Telma Monteiro

(dois atletas felizmente perdidos para o futebol)

 

Ponto IV

 

Com Nelson Évora (33 anos) filho de pai cabo-verdiano e de mãe costa-marfinense (certamente uma família modesta mesmo para os nossos padrões) migrando para Portugal (aos seus 5 anos de vida) e acabando por adotar o país como seu destino final (adquirindo como consequência a nacionalidade portuguesa), tornando-se pela sua técnica, performance, dedicação e muito esforço (sendo acompanhado ao longo da sua carreira pelas sempre presentes e inevitáveis lesões) num atleta de nível internacional, consagrado no ano de 2008 com a conquista da medalha de Ouro ‒ Triplo-Salto ‒ nos Jogos Olímpicos de Pequim (entre muitas outras conquitas, como em 2001 com a sua primeira competição e primeira vitória no salto em comprimento em Múrcia/Espanha, passando em 2009 com a conquista da medalha de Ouro na Universíada de Verão realizada em Belgrado/Sérvia e após uma interrupção mais prolongada/2010/14 regressando em 2015 para o Ouro em Praga com a sua vitória no triplo-salto no Europeu de Pista Coberta).

 

Neste ano de 2018 e ainda na modalidade do triplo-salto, conquistando a medalha de Bronze no Mundial de Pista Coberta. Prestes a atingir os 34 anos (20 de Abril) um fenómeno extraordinário (apesar de todas as lesões que quase o fizeram desistir) de resistência e de longevidade.

 

Ponto V

 

E por outro lado com Telma Monteiro (fazendo com Nelson Évora guarda-de-honra a Cristiano Ronaldo) igualmente andando pelos trinta (32 anos), nascida em Lisboa e inicialmente lançando-se (no desporto) no atletismo e no futebol, entrando finalmente no judo aos 14 anos e projetando-se definitivamente no futuro (da modalidade nacional como posteriormente internacional) com a conquita do 9º lugar no Europeu de Juniores (de -52Kg) ‒ à qual se seguiria a conquista da medalha de Bronze nos Europeus de juniores de Serajevo (com 17 anos) realizados em 2003. E a partir daí explodindo internacionalmente para a modalidade com vários títulos de Campeã da Europa (5), vários títulos de Vice-Campeã do Mundo (4) e 1 medalha de Bronze nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016 (os últimos disputados na categoria de -57Kg) ‒ entre um número incontável de outras participações internacionais e de muitos outros títulos (medalhas de Ouro, Prata ou Bronze). E formando-se em Educação Física (em 2011).

 

Neste ano de 2018 e na modalidade que a consagrou mundialmente ‒ o Judo ‒ com Telma Monteiro a mostrar toda a sua grande técnica e excelente forma física, conquistando a medalha de Ouro (categoria de menos de 57Kg) no Grand Slam de Ekaterinburgo realizado na Rússia.

 

(imagens: as.com/sapo.pt/sabado.pt/vip.pt/abola.pt/sicnoticias.sapo.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:47

19
Mar 18

Uma imagem de mais um objeto voador não identificado (OVNI/UFO) neste caso obtida a partir da Estação Espacial Internacional (ISS) orbitando o nosso planeta (a cerca de 400Km de distância) já lá vão quase 20 anos (lançada em 20 de Novembro de 1998).

 

FW.jpg

Fastwalker

(registo da sua passagem)

 

Alegadamente apresentando-nos um objeto entrando/saindo na atmosfera terrestre a grande velocidade (oriundo do Espaço exterior) por vezes sendo detetado pelos sistemas de acompanhamento de satélites (DSP) e denominados como FASTWALKERS.

 

Segundo os registos com o objeto a deslocar-se a uma velocidade elevada ‒ podendo nestes casos (como sucedido noutros casos similares) ser superior a 35.000Km/h (quase 10Km/s) ‒ ao contrário dos SLOWWALKERS mais lentos e de mais fácil observação. Um tipo de OVNI/UFO de observação/registo para o cidadão (comum) inacessível.

 

8d3844f8e8823e855f5520ab7bd347f1.jpg

Fastwalkers e Slowwalkers

(despertando a atenção do departamento da Defesa dos EUA)

 

Com estes dois tipos de OVNI/UFO uns com velocidades elevadas e outros nem tanto assim (Fastwalkers e Slowwalkers) a terem aparentemente como responsáveis pelo seu batismo e observação o NORAD (Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte) pelos vistos muito interessado no estudo dos mesmos.

 

(informação e imagens: ufosightingshotspot.blogspot.pt/Streetcap1/youtube.com e theblackvault.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:59

Uma região que muito deve à passagem dos Mouros pela Península Ibérica: em Portugal com os vestígios desses povos do norte de África a arrastarem-se por mais de meio milénio da nossa História, tendo o seu grande centro na poderosa e fortificada cidade de Silves servida pelo rio Arade e ligando-a ao oceano (Atlântico). Localizada no interior e (mesmo a cavalo) tão próxima de Albufeira no litoral.

 

3.jpg

Albufeira ‒ Orada

(zona da Marina de Albufeira)

 

Contava cerca de trinta mil habitantes, era opulenta em tesouros e formosa em construções. Davam-lhe a primazia entre as cidades da Espanha árabe. Vestida de palácios coroados pelos terraços de mármore, cortada de ruas com bazares recheados de preciosidades orientais, cercada de pomares viçosos e jardins, Chelb era a pérola de Chenchir (Algarve), onde os pródigos da Mauritânia vinham gozar com as mulheres formosas, de puro-sangue árabe, os seus ócios luxuosos. Era ao mesmo tempo uma praça terrivelmente fortificada.”

(sobre Silves por Oliveira Martins/ensina.rtp.pt)

 

1.jpg

Albufeira ‒ Guia

(zona do Algarve Shopping)

 

Após a passagem da tempestade Félix pelo nosso país,

 

‒ Originando vento forte a moderado, com períodos de chuva mais ou menos intensos e grande agitação marítima ‒

 

A precipitação começa a tornar-se cada vez menos intensa (assim como a agitação marítima com ondas de 2,5/3 metros a norte e de 1/1,5 metros a sul) regressando em sua substituição o tempo frio:

 

Hoje segunda-feira (19 Março) com a chuva a deslocar-se mais para norte (onde a precipitação será maior) e conjuntamente com o regresso da queda de neve (acima dos 800/1000 metros a norte) colocando 8 distritos (segundo o IPMA) em Alerta Amarelo,

 

‒ Iniciando-se por Aveiro/Braga/Porto/Viana do Castelo e seguindo-se Bragança/Braga/Vila Real/Viseu ou seja afetando todo o norte de Portugal.

 

4.jpg

Albufeira ‒ Caliços

(zona do Mercado Municipal)

 

Numa viragem de tempo com temperaturas mais moderadas mas com períodos (mais ou menos intensos) de precipitação, para um outro mais seco e frio e por vezes acompanhado por queda de neve (mais a norte e acima dos 800 metros),

 

‒ Condições meteorológicas talvez influenciadas pela passagem de pequenas franjas (ainda ativas) da Besta de Leste (originada no Ártico/Sibéria).

 

Quanto ao que diz respeito ao Algarve/Albufeira no que concerne às condições do tempo,

 

‒ Neste território da ponta sudoeste da Europa (e por onde já passaram os Mouros) proporcionando um meio ambiente adaptado (por tranquilo e reflexivo), moderado (talvez pela proximidade e influência do norte de África) e agradável (tal como num clima Mediterrânico)

 

2.jpg

Albufeira ‒ Praia do INATEL

(zona do edifício antigo)

 

Tudo se resumindo (um pouco como em todo o país) à diminuição da precipitação e ao regresso do frio (com uma ligeira descida nas temperaturas mínimas também a sul).

 

Com a previsão a apontar para este início de mais uma semana de trabalho (particularmente para quem o tem) como Rei das Temperaturas Mínimas a cidade da Guarda (0⁰C) e como Rei das Temperaturas Máximas a cidade de Faro (17⁰C),

 

‒ E em Albufeira com as temperaturas (previstas para hoje) a variarem entre 7⁰C/18⁰C (de momento/meio da manhã apontando os 15⁰C) para além de previsão de aguaceiros e vento moderado de NW.

 

(imagens: Março 2018/PA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:12

Terminada a 25ª prova do Circuito Mundial e Profissional de Snooker Época 2017/18 (23 Individuais = 17 contando para o RM + 6 não contando para o RM e 2 Coletivas),

 

Com a vitória do galês RYAN DAY (17ºRM)

 

‒ No MASTERS da ROMÉNIA (vencendo o inglês STUART BINGHAM/15ºRM por 10-8)

 

Inicia-se esta segunda-feira (19 Março) o Campeonato Ladbrokes (19/25 Março) penúltima prova da época antes da disputa do Campeonato do Mundo:

 

jtrump.jpg

Judd Trump

Atual Detentor do Troféu

2017 Ladbrokes Players Championship

(batendo na final Marco Fu/HK/9ºRM por 10-8)

 

Na sua lista de participantes estando presentes todos os jogadores integrando o Top 16 da época 2017/18 ‒ liderada pelo inglês RONNIE O’SULLIVAN (2ºRM) e terminando no escocês GRAEME DOTT (22ºRM).

 

E atribuindo ao vencedor da prova (sendo o atual detentor o inglês JUDD TRUMP/4ºRM) um prémio de 125.000£ (transformados em pontos para o RM).

 

Para a conclusão da época (excluindo o Mundial) faltando então a disputa de 2 provas ‒ a conclusão da Liga dos Campeões (por convite e não contando para o RM) e a realização do Open da China (contando para o RM).

 

A nível individual e tendo-se realizado 23 provas (6 n/contando p/RM + 17 contando p/RM) apenas com 14 jogadores (dos mais de 100 ordenados e dos mais de 200 inscritos) tendo ganho pelo menos 1 delas e destacando-se desses 5 (jogadores), por terem ganho 2 ou mais (provas):

 

O inglês RONNIE O’SULLIVAN (4/4+0), os galeses MARK WILLIAMS/6ºRM (3/2+1) e RYAN DAY (3/2+1), o escocês JOHN HIGGINS/5ºRM (2/2+0) e o australiano NEIL ROBERTSON/13ºRM (2/1+1).

 

E com 2 jogadores a poderem ser considerados os mais azarados (entre um total de 23 finalistas), estando presentes em 4 finais (esta época de 2017/18) e não tendo vencido nenhuma:

 

O inglês SHAUN MURPHY/7ºRM (4=3/1) e o seu compatriota KYREN WILSON/10ºRM (4=2/2).

 

Uma prova (contando para o RM) ‒ o Campeonato Ladbrokes ‒ extremamente importante para aqueles jogadores pretendendo integrar o Top 16 do RM (concluído o Open da China), de modo a assim se apurarem diretamente para o Quadro Final evitando as sempre problemáticas rondas de Qualificação.

 

E neste caso se integrando os jogadores abaixo do Top 16, entre os mais próximos e interessados estando o galês RYAN DAY e o escocês STEPHEN MAGUIRE (18ºRM).

 

(imagem: snooker.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 09:21

18
Mar 18

“Os Estados Unidos exercem uma forte influência econômica, política e militar em todo o mundo. O país é um membro permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas e Nova Iorque hospeda a sede das Nações Unidas. Quase todos os países têm embaixadas em Washington D.C. e muitos consulados em todo o país. Da mesma forma, quase todas as nações acolhem missões diplomáticas americanas. No mundo, apenas Butão, Coreia do Norte e Irão não têm relações diplomáticas com os Estados Unidos.” (wikipedia.org)

 

636567309260319335-BRIDGE-COLLAPSE.JPG

Miami

A ponte (em montagem) que colapsou quarta-feira (veja-se o pilar esquerdo)

Estado da Flórida/EUA

 

1

 

Como acontece desde que os EUA decidiram (unilateralmente) assumir como Direito Adquirido (definitivamente e para quem ainda tinha dúvidas) o Controlo Total do Mundo ‒ num processo despoletado e justificado pelos atentados de 11 de Setembro de 2001 nos EUA já lá vão quase 17 anos (na altura sob a presidência Republicana de G. W. Bush) ‒ todos os países desejando a manutenção integral e segura do seu território e soberania (e espalhados por todos os pontos Cardeais), ficaram aí a saber que para terem algum sucesso no alcance desse (agora seu) objetivo, teriam que reconhecer o enorme poder (em dólares e armamento) e a poderosa tecnologia norte-americana (transformando-a na maior Potência Global). Exteriormente (impondo a sua Realidade) inundando o mercado ‒ de dólares (bastando para tal imprimi-los não sendo problema o deficit a caminho dos 21 milhões de milhões) ‒ e repovoando estrategicamente o Mundo ‒ instalando bases (militares) e mísseis (bem fronteiriços) em redor dos seus adversários ‒ e Interiormente (escondendo-nos a sua Realidade) dando-nos uma imagem (bem consolidada na Força e na Publicidade) de uma Terra de Esperança tendo à nossa espera o Amigo Americano: com as suas ruas não cobertas a Ouro (como o sonham muitos Migrantes ao tocarem solo inglês e ao chegarem a Londres) mas certamente oferecendo (pelo menos) aos seus (cidadãos) as melhores condições de Vida e de Segurança do planeta (Terra).

 

“Para lá do ato incompetente e dado o crime ao mesmo associado (colapso do tabuleiro da ponte de Miami sobre uma via rodoviário/tipo autoestrada, nela circulando veículos conduzidos por pessoas) ‒ de irresponsabilidade extrema causando desnecessariamente vítimas mortais ‒ não nos parando de questionar (como qualquer pessoa mentalmente saudável) como terá sido legalmente possível (e permitido pelas autoridades responsáveis) a colocação, conclusão e ensaio de uma estrutura como esta, não num local seguro e protegido (não só para os trabalhadores como igualmente para as populações em redor desconhecendo o que aí se passava), mas sobre o local de passagem provavelmente de muitos milhares de pessoas (e seus respetivos veículos) aí circulando (talvez repetidamente), tal e qual como um rebanho (inocente) caminhando alegremente para a sua morte (antecipadamente marcada) não o sabendo: com um coletivo (neste caso um Objeto) de várias centenas de toneladas (de betão) esmagando uma-a-uma cada singularidade presente (neste caso vários Sujeitos). Sendo apenas mais uma prova da Descida do Homem ao Inferno desvalorizando o Sujeito (face ao Objeto) e transformando-o numa subclasse da Coisa.”

 

bridge-1-1200x894.jpg

Miami

Transporte e colocação do tabuleiro da ponte pedestre

Podendo terem sido as fissuras (por esforço excessivo) originadas no transporte

 

 

Uma nação dita de Excecionais certamente com o melhor sistema de Segurança Social (como se vê com os seus cidadãos e hoje mais notoriamente com os imigrantes), o melhor sistema de Saúde (que se saiba sendo o defunto Obamacare o único indício de tal), o melhor sistema Educativo (e pelos vistos o mais protegido com a introdução de armas no interior das escolas), as melhores condições de Trabalho (para usufruto dos seus empregados e baseado no ordenado mínimo e em trabalhadores temporários não especializados), a maior Solidariedade para com as camadas mais desfavorecidas (como se comprovou com as consequências trágicas e vergonhosas da passagem do furacão Katrina por Nova Orleães), as melhores Rodovias e Ferrovias (como se vê com os constantes acidentes nos dois casos), os melhores Serviços prestados e logo por Privados (desde que graciosamente remunerados, caso contrário e como se verifica com as infraestruturas a deteriorarem-se aceleradamente dada a falta de investimento privado na sua manutenção e desenvolvimento) … no entanto e de facto em muitos sectores básicos de qualquer sociedade organizada e minimamente solidária (como o tem sido com altos e baixos a Europeia Ocidental) fazendo-nos lembrar um país do Terceiro-Mundo.

 

DX77garVAAAUBdw.jpg

Miami

O projeto a seguir pela ponte que colapsou

Sendo visíveis os cabos e o pilar central de suporte

 

2

 

Na passada quinta-feira (16 de Março) com uma ponte pedestre (com cerca de 950 toneladas) servindo a Universidade Internacional da Flórida (EUA) e recentemente colocada (questão de dias) sobre uma das suas mais movimentadas vias rápidas, a colapsar repentinamente esmagando veículos e provocando 6 vítimas mortais (esmagadas pelas toneladas de betão). Uma ponte indo servir uma comunidade deveras relevante (os estudantes), nem sequer estando ainda ao serviço (dos peões) por não estar completamente montada (assim como integralmente testada) e apresentando trânsito (por vezes) bem intenso circulando sob o seu tabuleiro; nem sequer e de acordo com o projeto inicial tendo os cabos colocados (geralmente apoiados num suporte central) e no entanto, provavelmente não sendo expetável no decurso da concretização do projeto (certamente em 100%) a ocorrência de qualquer tipo de incidente (já na fase final da sua instalação) ‒ e apesar do lançamento de alguns alertas baseados em observações no local (aparecimento de fissuras) ‒ aí acabou colocada, em cima do trânsito testada e enquanto se acabava caindo e matando horrivelmente (seres humanos). E que logo à primeira impressão (mesmo para um simples leigo) após o seu colapso (já com a ponte na estrada esmagando pessoas e veículos) deixou no ar o espanto complementado pela imediata questão: onde estão os cabos e o pilar central de suporte?

 

350676.jpg

Miami

Queda da estrutura do tabuleiro da ponte

Abatendo por colapso de apoios e esmagando veículos e pessoas

 

A que os técnicos responderam suportados nas características desta (da ponte) nem sequer sendo necessários (os cabos, daí a ausência do suporte central) sendo apenas decorativos: com esta ponte com um orçamento estimado em mais de 14 milhões de dólares e esperando com este projeto difundi-lo e penetrar no mercado (como já o fazem muitas empresas com projetos e construções semelhantes) ‒ utilizando um novo processo denominado Construção Acelerada de Pontes ‒ a fracassar estrondosamente (de uma forma incrível até pelas consequências) nos seus objetivos. Deixando-nos a pensar como é que nos EUA uma coisa destas é possível ‒ sem respeitar minimamente as pessoas nem certamente a lei. Mesmo que dois dias antes um dos engenheiros da empresa responsável pela instalação da ponte tivesse avisado (pelos vistos por mensagem de voz, ninguém dando importância a tempo e só a visualizando após o colapso) para o aparecimento de rachas na estrutura da mesma (de betão = cimento armado): pelos vistos e apesar de tudo realizando-se uma reunião horas antes do colapso (perto do local e para analisar as fissuras) mas com os técnicos a reafirmarem a segurança da estrutura. Viu-se! Em mais um caso (Evitável) de consequências mortais ‒ ocorrido nos EUA ‒ aqui não com balas mas com cimento-armado.

 

(imagens: USA TODAY/usatoday.com ‒ USA extra NEWS/over25tips.com ‒ FIU News/twitter.com ‒ REUTERS/express.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:59

17
Mar 18

“A meteorologia é a ciência que estuda a atmosfera terrestre. Seus aspetos mais tradicionais e conhecidos são a previsão do tempo e a climatologia.”

(física.ufpr.br)

 

A Origem do Extremo

 

uk-snow-forecast-933161.jpg

Os UK sob os efeitos da Besta de Leste 2.0

Sendo submetidos a forte queda de neve e frio intenso

Transportado pelo vento gelado

(sensação de -20⁰C)

 

Como dizem os líderes Britânicos no poder (os Conservadores) nomeando consecutivamente como autor de “Tudo o que de Mal se passa no Mundo” o líder e Presidente Vladimir Putin (não fosse ele um ex-agente dos serviços secretos da ex-URSS o KGB) ‒ desde o que se passa na Síria (uma Guerra Civil tendo de um lado o regime Sírio, a Rússia e o Irão/e grupos terroristas pró-Irão e do outro lado os EUA, os seus Aliados Ocidentais e a Arábia Saudita/e grupos terroristas pró-sauditas bem cotados como a Al-Qaeda e o Exército Islâmico), passando pela ingerência nas eleições norte-americanas (por replicação provavelmente estratégica/oriunda dos EUA profusamente divulgada pelos Media e estendendo-se curiosamente a todo o Mundo Ocidental) e terminando há poucos dias no envenenamento de um ex-agente russo (da sua filha e de um polícia britânico envenenados por um produto químico tóxico de fabrico pretensamente soviético ‒ o Novichok ‒ que os britânicos afirmam ter origem russa/numa fórmula desenvolvida há 47 anos e estes últimos origem mas no ocidente) Meteorologicamente falando e considerando o forte (e duplo) impacto de tal fenómeno (climático) nas Ilhas Britânicas (levando a ocidente com o mau tempo vindo do oceano Atlântico e a leste com o mau tempo oriundo do ártico/Sibéria), a Primeira-Ministra Teresa May e o seu governo Conservador deparam-se agora com um novo e inopinado ataque à soberania e integridade do seu território (a Ilha), muito provavelmente ordenado por Putin (ou a tempestade não se tivesse formado a leste) e fazendo os britânicos sofrerem intensamente (na pele) perante tal Extremo Meteorológico: a Besta de Leste 2.0 (na sequência da Besta de Leste 1.0). Pondo toda a Grã-Bretanha a tremer não por receio de um ataque russo mas devido ao frio extremo.

 

Os Efeitos do Extremo

 

IMG_3857 b.jpg

Albufeira sob chuva intensa e vento forte

Com as previsões a apontarem para um fim-de-semana com chuva

Interrompida 3ª feira e regressando 6ª feira

(mas com menor intensidade)

 

E assim no campo da Meteorologia (como aliás poderemos comprovar facilmente, bastando para tal ver o mau tempo que nas últimas horas tem varrido o Algarve e Albufeira) com os britânicos depois de levarem com duas tempestades quase que simultâneas (e de serem emparedados pelas mesmas) ‒ Tempestade Félix (vinda do Atlântico) e Besta de Leste 1.0 (vinda do Ártico/Sibéria) ‒ e nem sequer dispondo de um tempo (minimamente) aceitável de modo a recuperarem, a verem-se novamente com uma Onda de Ar Frio, com descida nas temperaturas, vento gelado e queda de neve ‒ como se pode ver hoje (na TV) no jogo disputado em Everton (para a Primeira Liga Inglesa) realizado sob um forte nevão. Mais rigorosamente (e deixando para trás a histeria política britânica) com o Mau Tempo registado por esta altura um pouco por toda a Europa (particularmente a leste e a norte) a ser agora originário da Escandinávia (Dinamarca, Suécia e Noruega) e no seu caminho atingindo mais intensamente a Polónia e as Ilhas Britânicas: na Polónia com descida acentuada das temperaturas, vento gelado (com o vento dando uma sensação de uns 20⁰C negativos) e queda de neve (mais de 25cm em Varsóvia) e na Grã-Bretanha registando-se as mesmas condições, prevendo-se durarem mais uns (3/4) dias. No caso de Portugal com as piores condições do tempo (para além da queda de neve em altitude) a terem-se registado hoje (sábado) no Sul (abaixo do rio Tejo), com períodos de chuva intensa e vento forte (e ondulação de 4/6 metros): mau-tempo esse que se estenderá até ao resto do país até à próxima segunda-feira (dia 19). Já quanto a Albufeira com previsão de chuva até ao dia 19 (segunda-feira mas regressando a 23/sexta-feira) e com as temperaturas a variarem entre 5⁰C/17⁰C (mínima/máxima).

 

(imagens: express.co.uk e PA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:42

“Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma” (Lavoisier) ‒ divagando aleatoriamente (Acaso e Necessidade) entre o Caos e a Ordem.

 

Confirmando que a diferença entre o SIMPLES e o COMPLEXO não existe, sendo apenas um ponto de interrogação colocado pelos HOMEM relativamente à sua Evolução ‒ num Universo não Homocêntrico e conjugando simultaneamente ORDEM e CAOS ‒ três experiências visuais de um mesmo tipo de Fenómeno, mas replicadas a partir do mesmo Modelo (molde) e Projetadas (utilizando o mesmo processo) em três cenários diferentes: na Terra (no oceano, na atmosfera) como fora dela (no Espaço).

 

110308whirlpool.jpg

1

Redemoinho na Terra

(no Oceano)

 

No caso dos Redemoinhos ocorridos na Terra, seja nos oceanos (1) como na atmosfera (2) ‒ no caso dos primeiros mais raros (apenas por menos vistos) e no caso dos segundos mais conhecidos (até pela presença, agora mais habitual entre nós, dos Tornados) ‒ com o processo, mecanismo e forma dos mesmos a ser basicamente o mesmo, sendo interior (1/2) ou exterior (3): com estes redemoinhos (tomando como exemplo o oceânico) a resultarem da sucessiva e ininterrupta descida e subida das marés (mais comum nas zonas tropicais), no seu movimento produzindo correntes circulares (quando as águas quentes e as frias se encontram) e originando uma pressão impulsionando a água para baixo (aí aparecendo o buraco central).

 

furacao.jpg

2

Redemoinho na Terra

(na Atmosfera)

 

Redemoinhos Oceânicos e Atmosféricos inseridos no mesmo meio (o Ecossistema Terrestre) e utilizando os mesmos materiais (matéria-prima terrestre), sendo em tudo ambos idênticos, um passando-se num Estado/Líquido e o outro noutro Estado/Sólido. Já no caso seguinte do Redemoinho Espacial (3) com a única alteração a verificar-se destacando-se das outras (duas) a ser o Meio Ambiente onde o mesmo está inserido: com diferentes coordenadas e passando-se no exterior (no Universo Infinito). Como será o caso das galáxias em forma de Espiral (fazendo lembrar um redemoinho) e ‒ até pelo seu orifício central ‒ dos Buracos Negros.

 

m51whirlpool-galaxy.jpg

3

Redemoinho no Espaço

(galáxia em espiral)

 

Buracos Negros que tais como os redemoinhos se formam num determinado ambiente (no Espaço os Buracos, na Terra e no estado líquido/gasoso os Redemoinhos), levando e como que engolindo tudo o que vê à sua frente: num dos casos sugando tudo (matéria e energia) no outro alterando as correntes (como por exemplo a sua composição e o volume de água morna/água salgada) e influenciando a evolução da Terra no que concerne às (evidentes) Alterações Climáticas ‒ ou seja sugando-lhe a Vida com fim provável a curto-prazo.

 

Num fenómeno (olhando para a dimensão Espaço) tão longinquamente visível como o está o planeta Júpiter (localizado a Km de distância da Terra) como igualmente próximo (olhando para a dimensão Tempo) como o esteve Edgar Allan Poe (escritor norte-americano do séc. XIX na sua obra intitulada Uma Descida ao Maelstorm): imaginando um verdadeiro vórtice oceânico, direcionado e estável na sua estrutura (mesmo que temporária) e projetando-se numa área de espuma sob a forma de um turbilhão.

 

(imagens: watchers.news e hypescience.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:44

Decorrendo de 14 a 18 de Março de 2018 disputam-se hoje (dia 17) as Meias-Finais do 1º Masters da Roménia: uma prova realizada por convites (não contando para o RM), contando com a presença dos jogadores integrando o Top 16 do RM (neste ano devido a 4 ausências ‒ Ronnie O’Sullivan/ING/2ºRM, Dung Junhui/CHI/3ºRM, Shaun Murphy/ING/7ºRM e Marco Fu/HK/9ºRM ‒ o Top 20) e atribuindo ao vencedor um prémio de 44200£.

 

hqdefault.jpg

Stuart Bingham

(já apurado para a Final do Masters)

 

Nos Quartos-de-Final (disputados ontem) e com 8 jogadores ainda em prova tendo-se registado os seguintes resultados (à melhor de 7 frames):

 

Fase

J

N

RM

F

J

N

RM

QF1

Stuart

Bingham

ING

15

4-1

Liang

Wenbo

CHI

19

QF2

Allister

Carter

ING

12

4-3

Stephen

Maguire

ESC

18

QF3

Ryan

Day

GAL

17

4-1

John

Higgins

ESC

5

QF4

Kyren Wilson

ING

10

4-2

Judd

Trump

ING

4

(J: Jogador N: Nacionalidade RM: Ranking Mundial F: Frame QF: Quartos-Final)

 

images.jpgRyan_Day_at_Snooker_German_Masters_(DerHexer)_2015

Kyren Wilson e Ryan Day

(disputando entre si o outro lugar na Final)

 

E com os jogos das Meias-Finais já definidos (com os 4 jogadores oriundos da Grã-Bretanha) de acordo com o quadro seguinte (à melhor de 9 frames):

 

Fase

J

N

RM

F

J

N

RM

H

MF1

Stuart

Bingham

ING

15

5-2

Allister

Carter

ING

12

13:00

MF2

Kyren

Wilson

ING

10

?

Ryan

Day

GAL

 

17

18:00

(H: Horas MF: Meia-Final)

 

Pelas 15:00 deste sábado (dia 17) com uma das meias-finais já disputadas, tendo-se desde já apurado para a final (a disputar Domingo/18, a partir das 13:00, em duas sessões/13:00/18:00 e à melhor de 17 frames) o inglês Stuart Bingham (alcançando a 2ª final esta época/com a 1ª perdendo na final, uma contando para o RM outra não). Com Kyren Wilson à procura da sua 5ª Final (1 Vitória não contando para o RM) e Ryan Day da 3ª Final (2 Vitórias contando para o RM).

 

[Masters da Roménia 2018 sem transmissão televisiva.]

 

(imagens: Snooker Arsenal/youtube.com ‒ @Warrior147fans/twitter.com e Wikipedia.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:05

16
Mar 18

Neste período (com um fato nascido a ferros)

Do extremar da tensão (inicialmente virtual, posteriormente real)

UK/Rússia,

 

maxresdefault.jpg

Teresa May e Vladimir Putin

(China ‒ Hangzhou ‒ Cimeira do G20 ‒ 04.09.2016)

 

Com a Líder da Grã-Bretanha (porventura por viver numa ilha) talvez pensando estar a lidar com Seres Extraterrestres (como o tem feito impunemente com o Resto da Europa), quando afinal são Terrestres, vivendo mesmo ao lado, muito mais poderosos e amigos dos chineses (talvez por pequeninos, amarelos e de olhos em bico igualmente extraterrestres).

 

Porventura com o Reino Unido (assumindo-se como uma Ilha) a aproveitar o suspeito do costume (PUTIN) para confirmar o BREXIT e o abandono da Europa (e do seu principal adversário a Alemanha), encostando-se definitivamente aos EUA (como seu Entreposto) e a um possível apoio a um mais que certo conflito à espreita e a surgir a muito curto-prazo no horizonte de 2018: numa iniciativa norte-americana (fielmente seguida pelo Reino Unido) tendo como alvos de provocação indireta não só a Rússia (podendo intervir na Síria) mas também a China (podendo intervir na Coreia Norte).

 

1

 

Levado pelo verdadeiro TSUNANI (numa vaga gigante e obliteradora) que invadiu e se infiltrou (como um vírus extremamente mortal) no já tão débil Mundo da Comunicação Social Global (para muitos já doente e em decomposição) ‒ apresentando-nos o seu novo protagonista as FAKE NEWS ‒ o REINO UNIDO (abandonada a Europa dos 28 e assumindo o seu futuro de entreposto e 51º estado norte-americano) decidiu assumir anteontem (14 de Março de 2018) uma atitude extrema e em tudo espetacular,

 

Face a este Novo Fenómeno Mediático promovido ultimamente pelas Corporações que controlam 90% dos Media Norte-Americanos e Mundiais (GE, NEWS-CORP, DISNEY, VIACOM, TIME WARNER e CBS).

 

Em apenas 28 anos (1983/2011) com os Media (de modo a tornarem-se economicamente mais lucrativos e a consolidarem a sua mensagem) a passarem de umas 50 companhias para apenas 6 (controlando estações como a NBC, a FOX, a ABC, a CNN), controlando a maioria da distribuição por cabo e toda a informação aí disponibilizada ‒ não só nos EUA como a nível Global com as suas Corporações a infiltrarem-se em todos os Continentes (como é por exemplo do caso da atrás referida NEWS-CORP dona dos principais títulos/jornais em 3 dos principais continentes, América, Europa e Ásia).

 

5aa8ca863be59f1a008b4694-750-375.jpg

UK VS. RUSSIA

(levando agora o conflito até ao nível da utilização de armas químicas proibidas)

 

2

 

A partir de um simples episódio (noturno e neste mundo banal por comum e NATURAL) de tentativa de assassinato (pretensamente com objetivos políticos) levado a cabo por um individuo (ou grupo) num setor certamente bem identificado (pelas autoridades) do Underground (envolvendo o submundo da espionagem, dos tráficos de armas, drogas, órgãos e pessoas e da corrupção e da lavagem de dinheiro) da sociedade Britânica,

 

‒ De momento com as autoridades responsáveis pela investigação a não indicarem ninguém como suspeito ‒

 

Com a 1ª Ministra Teresa May (atualmente atravessando ‒  pela sua inépcia face ao Brexit ‒ um período de descrédito político mesmo entre os seus pares Conservadores),

 

- Antes mesmo de se tirarem as primeiras conclusões (da recentemente iniciada investigação policial),

- De se anunciarem as primeiras suspeitas e indicações (a partir das primeiras provas recolhidas)

- E de serem nomeados os primeiros arguidos (até para lhes dar uma hipótese de se inocentarem assumindo a sua própria defesa),

 

Também por simples associação mas aqui ARTIFICIAL a definir por sua iniciativa (e estratégia) qual o CULPADO (mesmo antes de receber o relatório policial) olhando apenas para a etiqueta (da arma) dizendo (depois de traduzida) Made in Russia.

 

E por aí ficando-se desde já a saber quais os responsáveis pela completa obliteração das estruturas básicas do estado e pelo genocídio atualmente em curso no Iémen (sendo a base de justificação a mesma) com as armas (pesadas e decisivas) aí presentes bem identificadas e dizendo Made in USA ou Made in UK.

 

3

 

Com Teresa May (como Primeiro-Ministro Britânico) a fazer um Ultimato a Vladimir Putin (como Presidente da Confederação Russa) ‒ impondo-lhe uma explicação em 24 horas e com o mesmo reconhecendo-se imediatamente como culpado ‒ posteriormente e reconhecido o erro (de Putin) colocando-se à sua disposição (de May).

 

SNmet.jpg

Bertrand Russell

(filósofo e matemático)

 

14ee25025967369dfaa08cfe92afae2a.jpg

Stephen Hawking

(físico e cosmólogo)

 

4

 

No momento do desaparecimento de mais uma personagem como a do físico britânico Stephen Hawking,

 

‒ Pertencendo a uma sociedade decadente e extremada, dominada por um lado por uma aristocracia ultrapassada e por sociedades bancárias e por outro emparedada entre o esquecimento rural e uma concentração brutal de serviços em torno de umas quantas localidades (com Londres bem no topo acolhendo mão-de-obra barata oriunda de todo o Mundo)

 

E olhando para a paisagem não só física como intelectual apresentada pela Memória e pela Cultura Histórica deste país e da sua população, ficando-se (à primeira impressão, por vezes a mais correta, por não sujeita a intrusão) com a ideia de,

 

- Estarmos perante um território agora reconvertido numa grande área de serviços, numa plataforma de importação/exportação,

 

- Num grande centro de transformação (processamento e embalagem) e num grande entreposto e depósito (de objetos e de sujeitos),

 

- E que adicionando-lhes pessoas (preferencialmente das mais diversas origens) numa quantidade apreciável e de modo a manterem-se as necessárias e fundamentais (boas) contas,

 

Se parece mais com um Circo com os Animais todos lá dentro (uns trabalhando outros usufruindo) e a Diversão em redor (sobretudo álcool e futebol).

 

E recuando apenas um século recordando (de um Lado do espelho) Bertrand Russell (representando a Inglaterra Idealista e Revolucionária de então, intelectualmente progressista-humanista-evolucionista ‒ disposta a discutir tudo como aceitável e possível, senão mesmo de certa e futura concretização)

 

‒ Matemático e Filósofo do séc. XX (1872/1970) prémio Nobel da Literatura em 1950, visto por muitos como um profeta e por outros como uma figura bem controversa (pelos seus temas fraturantes escolhidos) e do qual li obras bem relevantes para mim (para a minha formação) como o foram (entre outras) Crimes de Guerra no Vietname (tendo como tema a intervenção militar norte-americana) e Por Que Não Sou Cristão (colocando em causa a razão para a Sua existência) ‒

 

Refletindo (do Outro Lado do Espelho) Stephen Hawkins:

 

‒ The 76-year-old theoretical physicist, one of science’s most famous luminaries died on March 14, also known as National Pi Day. Suffice it to say that the noteworthy coincidence was not lost on the internet. The date of Hawking’s death — 3/14 — is significant because 3.14 are the first three digits of pi, a bedrock of geometry. Specifically, it’s the ratio of a circle’s circumference to its diameter. Naturally, the fact that science’s big celebration overlapped with the day the life of the party left us is making people geek out about the details (time.com)

 

Hoje com ambos (o Filósofo e o Físico e tal como acontece com todos) do mesmo lado do Espelho (da nossa companheira de infância a Alice) e com os outros (mais de 7,5 biliões não o sabendo mas esmagadoramente já descontinuados e com alguns reservados para colecionadores) aguardando na fila sem fim (e aí apodrecendo) da Linha de Desmontagem.

 

hillary.0.jpg

Fake News

(segundo a CNN a primeira vítima anterior às Presidenciais)

 

photo_verybig_186659.jpg

Fake News

(e utilizando o espelho da CNN o predador e Rei das Fake News)

 

5

 

Tendo em consideração a construção de um possível e futuro (provavelmente a curto-prazo) Cenário de Guerra e tendo em atenção a importância central e fundamental de preparar a audiência Global de modo a garantir antecipadamente o Sucesso da missão (tenha a mesma resultados gerais positivos ou negativos),

 

‒ E confrontando-nos com o enorme e pelos vistos infindável sucesso que a mesma campanha tem tido nos EUA, atacando sistematicamente o seu Presidente eleito e destruindo ainda mais a já pouca credibilidade norte-americana em todo o Mundo ‒

 

Com as FAKE NEWS a oficializarem-se e com o contributo de todos (bloco EUA e bloco Rússia/China, já que os outros são simples adereços) a lançar-nos ainda mais um pouco em direção ao abismo.

 

- Com a bênção dos Milionários (com um deles Presidente da maior potência do Mundo),

 

- O apoio dos nossos políticos (assalariados ocidentais com direitos adquiridos, definitivos ou temporários conforme a hierarquia

 

 - E a subserviência forçada dos outros desqualificados mas preservados em Stock (em troca de um quotidiano monótono, de miséria e de sobrevivência).

 

6

 

Com o dia 14 de Março de 2018 ‒ O Dia em que Teresa May fez um Ultimato a Vladimir Putin (na defesa patriótica do território e da soberania Britânica das inadmissíveis e provocatórias ações de pretensos agentes russos) expulsando de imediato (sem provas nem contraditório como faz um grande líder) 23 diplomatas ‒ a poder ser considerado um dos picos máximos e de intervenção decisiva da líder Conservadora Teresa May (desde que o povo britânico votou a favor do Brexit) em direção ao outro lado do Atlântico (EUA) virando definitivamente as costas à EU (ao continente a que pertence). E assim provocando a Rússia (declarando-se como um Entreposto, tipo Colónia-Modelo, sabendo-se protegida pelos EUA) ‒ curiosa e por coincidência em vésperas de eleições Presidenciais e com Putin como candidato e obviamente como favorito/o que no Ocidente seria declarado como Interferência Externa Inadmissível ‒ deixando o Continente com o problema à sua parte (pela própria Grã-Bretanha criado) e a Alemanha em desespero: tal como fizeram os alemães na II Guerra Mundial traindo sem vergonha nem pudor o próprio Continente ‒ e todos os povos ocupando o seu território (sendo pelos vistos agora a vez dos ingleses o fazerem) ‒  e colocando verdadeiramente a Alemanha (e com ela ‒ a Líder ‒ por associação toda a Europa) sem solução visível e cada vez com menos crédito (no fundo entregue a si própria), entre a Espada (a China fornecedora de moeda enchendo o Banco Central Europeu) e a Parede (a Rússia fornecedora do gás que ainda vai aquecendo a Europa e a Alemanha) ‒ ainda-por-cima forçada a defender (a envolver-se e a dizer Ámen) esta Intriga Internacional. Quando infelizmente a Europa já deixou de ser o centro do Eixo Económico Mundial, hoje em dia localizado na Ásia e centrado na China. Que o digam os norte-americanos.

 

(imagens: RT/youtube.com ‒ gettyimages.com ‒ pinterest.pt e reddit.com ‒ National Enquirer/recode.net e novinite.com/twitter.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:52

Março 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10



25
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO