Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

15
Mar 18

The Origins Of Fake News Exposed

(February 18, 2018 ‒ Niamh Harris ‒ yournewswire.com)

 

fakenews-678x381.jpg

 

How real is “fake news”?

 

Investigative journalist Sharyl Attkisson, former correspondent and anchor at PBS, CNN and CBS News and a five-time Emmy Award winner and recipient of the Edward R. Murrow award for investigative reporting, has done her research.

 

In her latest TedX Talk, Attkisson exposes the origins of the “fake news” narrative that was aggressively pushed by the liberal media and Democrat politicians during the 2016 election, and how it was later flipped by President Donald Trump.

 

PJ Media reports: Attkisson pointed out that “fake news” in the form of tabloid journalism and false media narratives has always been around under different names.

 

But she noticed that in 2016, there seemed to be a concerted effort by the MSM to focus America’s attention on the idea of “fake news” in conservative media. That looked like a propaganda effort to Attkisson, so she did a little digging and traced the new spin to a little non-profit called “First Draft,” which, she said, “appears to be the about the first to use ‘fake news’ in its modern context.”

 

“On September 13, 2016, First Draft announced a partnership to tackle malicious hoaxes and fake news reports,” Attkisson explained. “The goal was supposedly to separate wheat from chaff, to prevent unproven conspiracy talk from figuring prominently in internet searches. To relegate today’s version of the alien baby story to a special internet oblivion.”

 

She noted that a month later, then-President Obama chimed in.

 

“He insisted in a speech that he too thought somebody needed to step in and curate information of this wild, wild West media environment,” she said, pointing out that “nobody in the public had been clamoring for any such thing.”

 

Yet suddenly the subject of fake news was dominating headlines all over America as if the media had received “its marching orders,” she recounted. “Fake news, they insisted, was an imminent threat to American democracy.”

 

Attkisson, who has studied the manipulative moneyed interests behind the media industry, said that “few themes arise in our environment organically.” She noted that she always found it helpful to “follow the money.”

 

“What if the whole anti-fake news campaign was an effort on somebody’s part to keep us from seeing or believing certain websites and stories by controversializing them or labeling them as fake news?” Attkisson posited.

 

Digging deeper, she discovered that Google was one of the big donors behind First Draft’s “fake news” messaging. Google’s parent company, Alphabet, was (formally) run by Eric Schmidt, who happened to be a huge Hillary Clinton supporter.

 

Schmidt “offered himself up as a campaign adviser and became a top multi-million donor to it. His company funded First Draft around the start of the election cycle,” Attkisson said. “Not surprisingly, Hillary was soon to jump aboard the anti-fake news train and her surrogate David Brock of Media Matters privately told donors he was the one who convinced Facebook to join the effort.”

 

Attkisson declared that “the whole thing smacked of the roll-out of a propaganda campaign.” Attkisson added, “But something happened that nobody expected. The anti-fake news campaign backfired. Each time advocates cried fake news, Donald Trump called them ‘fake news’ until he’d co-opted the term so completely that even those who [were] originally promoting it started running from it — including the Washington Post,” which she noted later backed away from using the term.

 

Attkisson called Trump’s accomplishment a “hostile takeover” of the term and cautioned people to always be aware of “powerful interests might be trying to manipulate” their opinions.

 

She described two warning signs to look out for.

  1. When the media tries to shape or censor facts and opinions rather than report them.
  2. When so many in the media are reporting the same stories, promulgating the same narratives, relying on the same sources — even using the same phrases.

Attkisson pointed out that there’s an infinite number of ways to report stories, so “when everybody’s on the same page, it might the result of an organized campaign.” She warned the audience about the latest effort to quell speech through something called “media literacy,” where liberal elites tell everyone else whom they should trust. She said, “Media literacy advocates are busy trying to get state laws passed to require that their version of media literacy be taught in public schools.”

 

What’s more, they’re developing websites and partnering with universities. She warned that these people have their own agendas and want to tell you what to believe.

 

(The Origins Of Fake News Exposed/Niamh Harris/yournewswire.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 09:26

14
Mar 18

Com alguns especialistas meteorológicos a afirmarem não ser possível ‒ apesar dos tornados verificados nos últimos tempos (em vários locais do Mediterrânico) ‒ que o número de ocorrências deste tipo de fenómenos atmosféricos extremos esteja (efetivamente) a aumentar: apenas a variar (para cima e neste período). Pois!

 

snapshot gibraleon.jpg

Espanha/Huelva/Gibraleon ‒ Tornado de 04.03.2018 ‒ Categoria F0/F1

(imagem: yamkin.wordpress.com)

 

Confirmando-se que os Tornados começam a transformar-se num fenómeno comum a ocorrer nesta região ‒ localizada a norte do Mediterrânico ‒ poderemos verificar que para lá dos tornados ocorridos a oeste de Gibraltar (como por exemplo os 2 recentemente registados em Faro) também mais para o lado de lá esses fenómenos atmosféricos (extremos) podem ocorrer: como sucedido esta passada segunda-feira (12 de Março) na costa ocidental italiana (olhando para a bota ligeiramente abaixo do joelho) com a cidade de Caserta (localizada na província de Campania) a ser atingido por um Tornado acompanhado de queda de granizo.

 

campania-tornado-italy-march-12-2018-daniela-vito. campania-tornado-italy-march-12-2018-roberto-mazza

Itália/Campania/Caserta ‒ Tornado de 12.03.2018 ‒ Categoria F2

(imagens: Daniela Vito e Roberto Mazza/watchers.news)

 

Com o Tornado a passar por volta das 17:45 UTC pela cidade de Caserta provocando bastantes danos materiais (árvores, iluminação, sinalética, carros, habitações) e cerca de 15 feridos. E a ser considerado de Categoria F2 (ventos com rajadas máximas compreendidas entre 181/235Km/h) ‒ com os de Faro de categoria F1 (ventos com rajadas máximas compreendidas entre 117/180Km/h).

 

29133339_181959619195797_7197401620773076992_n.jpg 29178826_181959652529127_2568503838734548992_n.jpg

Caserta/Tornado/Março

(imagens: Nicola Costanzo/watchers.news)

 

No caso dos 2 tornados ocorridos em Faro no início deste mês (Março 2018) e deste último ocorrido em Caserta (dia 12) ‒ ambos em países Mediterrânicos (com um clima característico comum) e apresentando uma diferença de latitudes de apenas 4⁰ ‒ podendo ser considerados fenómenos atmosféricos extremos já previstos no passado (veja-se por exemplo o tornado/tromba de água de Carvoeiro/Lagoa/Silves de 2012) de poderem vir a ocorrer (mais frequentemente no presente e no futuro), como consequência (nesta zona do globo terrestre) do Aquecimento Global e das Alterações Climáticas.

 

[Ainda hoje (quarta-feira, 14) com o efeito de mais um tornado a fazer-se sentir em Portugal (continental) neste caso formando-se no oceano Atlântico ao largo da costa de Esposende (distrito de Braga) ‒ a norte e como consequência da passagem da tempestade Gisele ‒ e posteriormente entrando em terra provocando um ferido (numa estufa) e diversos danos materiais (telhados, árvores, etc.).]

 

(imagens: wordpress.com e watchers.news)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:07

Espetando agulhas num boneco representando o patrão, com os trabalhadores da empresa a melhorarem a produção.

 

“Sticking Pins in Boss Voodoo Dolls Can Improve the Workplace”

(mysteriousuniverse.org)

 

VD1.jpg

As Voodoo Dolls

 

Quando uma notícia para os nossos padrões (Europeus e Ocidentais) Extraordinária (ainda-por-cima de natureza Ordinária) nos atinge os neurónios com os mesmos (no Homem) esmagadoramente inativos (com o Homem possuindo uns 80 milhões ao nascer e menos 30% perto do fim da sua presença material) ‒ e com um dos Mitos Urbanos a apontar para a utilização do Cérebro apenas em 10% da sua capacidade total ‒ é comum que nos sintamos surpreendidos e simultaneamente ultrajados: surpreendidos pela nossa capacidade mental (dita como) desperdiçada ‒ quando para mantermos o nosso cérebro a funcionar normalmente precisamos de 20% do oxigénio total que inspiramos ‒ e ultrajados pelos protagonistas e pelo objetivo do tema em análise (neste caso as relações de trabalho envolvendo patrões e empregados, vistos sob um prisma inovador e alternativo e recorrendo ao Mundo Espiritual e subjetivo da Magia & Feitiçaria) mantendo sempre a rigidez (de interpretação e aplicação) e a fossilização hierárquica (ao contrário do ocorrido no processo Evolutivo, com os dinossauros a eternizarem-se). E talvez dizendo (por vezes e como mera ação/reação inata, essencialmente de proteção) alguns disparates.

 

“Voodoo doll: a doll made to resemble a person in order to cast spells on them or to harm them by harming the doll.”

(mysteriousuniverse.org)

 

VD4.jpg

Espetar o Patrão/Melhorar a Produção

 

Desde muito pequenino (e ao longo de todo o meu percurso obrigatório de desenvolvimento e de formação) sendo submetido a um bombardeamento psicológico intenso (por parte do Estado, da Igreja e da Iniciativa Privada) de modo a assegurar o meu estatuto de normalidade e o respetivo e necessário comprovativo de sobrevivência (o tal Certificado dando no Passado Antigo autorização de Porte de Arma, dando no Passado Moderno autorização de Posse de Canudo e dando já no Passado como o será no Futuro uma autorização de Porte Misto),

Uma das Marcas que mais influenciaram a minha geração (e muitas outras desde o final da II Guerra Mundial, atingindo o seu Apogeu e Explosão Mediática, bem visível e notória nos inesquecíveis anos 60) e que acabaram definitivamente por definir o Mundo ‒

 

Com o mesmo Mundo (agora para melhor implantação e manipulação de ideias e de fatos, em regime estrito de conformismo e de apatia dito Global ‒ veja-se o caso das FAKE NEWS sempre presentes mas só agora nos apercebendo delas) a adotá-lo, envolvendo-se profundamente nele, integrando-se e desaparecendo no seu interior (no fundo e no final com o Sujeito a transformar-se num subproduto do Objeto)

 

‒ Foi a Marca EUA.

 

“We wanted to see, rather than actually retaliating against the abusive boss, whether mistreated employees could benefit from harmless acts of symbolic retaliation.”

(mysteriousuniverse.org)

 

VD5.jpg

Retaliação Virtual como outra forma de Intoxicação Real

 

Com se tudo aquilo que desde o minimamente significativo até ao mais extremamente relevante partilhasse integralmente (neste Ecossistema único e em transformação) e connosco o nosso Destino (desse Mundo/Espaço/Tempo de então e ainda de hoje da Criação e Desenvolvimento Humano), só pudesse ter origem do outro lado do oceano (a muralha do Atlântico), num Mundo Novo (e pronto a ser colonizado adaptando aos mesmos os indígenas/ou eliminando-os), sem limites físicos ou morais no Horizonte (Lei da Sobrevivência do mais forte/ou do protegido), pronto para satisfazer o sonho de qualquer um (bom ou mau pertencendo ao rebanho de Deus), sempre com a presença do Amigo (o Amigo Americano) mas sobretudo (pois o Mundo não é só Dor mas também Prazer), com o seu Espetáculo Circense sempre montado e (mesmo que de uma forma incorreta provocando doença e morte mas tornadas pouco importantes por banalização do ato) em ação contínua (infelizmente causando dor e consequências como numa articulação calcificada), de modo a entreter as massas fazendo-as esquecer a Realidade: algo apesar de tudo muito fácil de entender (interiorizar e replicar) ou não fossem os EUA a Maior Potência BANG-BANG Global (até ao fim do século XX partilhando o farnel com a URSS, depois da queda desta sendo por autonomeação/sugestão o nosso único Tutor e Polícia), encontrando-se os seus produtos (Armas & Dólares) em qualquer canto ou mesmo buraco (fossa mais recônditas) da Terra (de modo a manter o mais possível o seu Império evitando os Romanos) e adicionalmente lançando os foguetes e fazendo a festa (a deles para eles a nossa para nós) e no fundo consagrando a afirmação Todos Diferentes Todos Iguais (faltando dizer-nos quais os Iguais e quais os Diferentes ‒ como se coexistissem em todos os universos e parâmetros ‒ num Mundo de Caos e de Ordem e de circulação entre ambos).

 

“We found a simple and harmless symbolic act of retaliation can make people feel like they’re getting even and restoring their sense of fairness.”

(mysteriousuniverse.org)

 

VD3.jpg

Retaliação de vítimas não tendo acesso aos seus predadores

 

E tudo isto provocado apenas por uma notícia juntando VOODOO, Empregados e Patrões (e levando-nos superiormente e como não poderia deixar de ser ‒ dada a instituição em causa ‒ até às condições de trabalho e relação Patrão/empregado) aparecendo como já é natural e muito comum (mesmo que com este estudo a contribuição para o tema em questão seja nula) num estudo realizado numa Universidade Norte-Americana e envolvendo Magias & Feitiçarias: Sticking Pins in Boss Voodoo Dolls Can Improve the Workplace” (Paul Seaburn/Mysterious Universe). Tendo como conclusão a tirar (inovadora no estilo) de mais este ensaio académico transformado num estudo (Righting a wrong: Retaliation on a voodoo doll symbolizing an abusive supervisor restores justice) e posteriormente editado numa publicação da especialidade (The Leadership Quarterly), que um patrão pretendendo aumentar a produção dos seus trabalhadores de modo a melhorar significativamente os seus lucros, em vez de os submeter desde logo à Realidade brutal do seu (miserável) quotidiano (redução de horário, despedimentos, etc.), poderá em sua substituição e pelo menos temporariamente (o que é temporário hoje poderá vir a ser definitivo amanhã) substituir essa intervenção por uma projeção Virtual para os trabalhadoras mais pacífica e acima-de-tudo reconfortante. E convidando à posterior acomodação e indiferença, numa espécie de resposta, tipo Retaliação (mas Simbólica).

 

(texto: a partir de dados de Paul Seaburn/Mysterious Universe ‒ imagens: mysteriousuniverse.org/telegraph.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:58

“Not since Albert Einstein has a scientist so captured the public imagination and endeared himself to tens of millions of people around the world.”

(Michio Kaku professor of theoretical physics at the City University of New York)

 

Stephen-Hawking-adv-obit-slide-KWD8-blog427.jpg

 

Stephen Hawking, one of the brightest minds of modern physics, has died at the age of 76 at his home in Cambridge, England, The Guardian reported today (March 14).

 

(texto: inicial/nytimes.com e final/livescience.com ‒ imagem: nytimes.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:16

13
Mar 18

Mais fraquinha que Félix e com tempestade a ser mau tempo

 

image1.jpg  image2.jpg

A chegada da tempestade Gisele a Portugal Continental

(prevista para esta quarta-feira 14/previsão para as 12:00 e 15:00)

 

Passada a sexta tempestade (FÉLIX) catalogada desde o fim do ano passado (por iniciativa e por ordem alfabética) por três agências Meteorológicas ‒ IPMA (Portugal), AEMET (Espanha) e MÉTÉOFRANCE (França) ‒ uma nova depressão (associada à passagem de uma superfície frontal fria) aproxima-se rapidamente da ilha da Madeira (indo-se sentir mais intensamente esta quarta-feira dia 14) dirigindo-se de seguida em direção ao Golfo de Biscaia e ao sul da Grã-Bretanha: no seu trajeto originado no arquipélago dos Açores (afetando já esta terça-feira com mau tempo este território) atingindo Portugal Continental sobretudo a região norte.

 

Com esta nova tempestade oriunda do oceano Atlântico e deslocando-se para leste a transportar consigo (tal como a anterior Félix) chuva intensa, rajadas de vento e forte agitação marítima e com os meteorologistas a preverem aquando da sua passagem (amanhã, dia 14) precipitação elevada, queda de granizo e trovoada (principalmente a partir do período da tarde) e ainda vento intenso por vezes com rajadas (sobretudo a partir do início da noite). Naturalmente com estas condições atmosféricas a refletirem o que se irá passar a seguir no continente, com a passagem desta nova tempestade (a sétima) ‒ já denominada como GISELE ‒ dentro de dias e por cá.

 

rain-umbrella-750x347.jpg

Gisele

(chuva, vento e agitação marítima sobretudo a norte)

 

Para já e no que diz respeito exclusivamente a Portugal com o IPMA a manter o Alerta Laranja para o arquipélago dos Açores (em 7 das suas 9 ilhas) ‒ tendo sido o primeiro território a ser atingido (os Açores) devido sobretudo à ação do vento e ao estado bastante agitado do mar ‒ salientando desde logo (e alertando) para a chegada da tempestade Gisele à Madeira e ao Continente e com os primeiros efeitos a fazerem-se sentir (como já referenciado) amanhã. (No fundo) Uma tempestade (Gisele) com um menor impacto que a anterior (Félix), afetando essencialmente o norte e com ondas não tão altas (4/5 metros).

 

E segundo as previsões do IPMA para o Algarve e para Albufeira (até 18 de Março um domingo) com o tempo a apresentar-se com períodos de chuva ou aguaceiros, vento geralmente moderado e temperaturas variando entre os 7⁰C/18⁰C (mínima/máxima) ‒ com uma acentuada descida das temperaturas mínimas de 6⁰C de quarta-feira (14) para sexta-feira (dos 13⁰C previstos para hoje para os 7⁰C de sexta-feira).

 

(imagens: sat24.com/portugalresident.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:58

12
Mar 18

Apenas um indicativo de todo o equipamento e material militar que os mais poderosos países do Mundo têm atualmente no seu arsenal (pondo de lado outras armas não convencionais como por exemplo as integrando o arsenal nuclear), no caso de algum deles (associado ou não a outros) se lançarem com a sua Máquina Militar num novo conflito e desse modo adicionarem mais um cenário (de já tão banal tornando-se aceitável) de doença, destruição e morte. Como poderosos aproveitando o seu Dinheiro e as suas Armas para imporem as suas ordens ‒ manterem o seu Império e defender os seus direitos (para eles como Excecionais excecionalmente adquiridos) ‒ e no entretanto (ordenando e dispondo) usufruindo sem restrições do produtor de Mais-Valia (o Objeto) e do novo escravo moderno reciclado e despromovido à condição de subobjecto (o Sujeito). E de longe com um país impondo a sua Supremacia ‒ Económica, Financeira e Militar ‒ e desejando obviamente mantê-la, destacando-se bem nos quadros e engolindo todos os outros (os que contam): EUA.

 

30619_1.jpg

 

Top 20

Os 20 países do Mundo mais poderosos a nível Militar

 

RM

P

C

I

(biliões dólares)

M

(X1000)

1

USA

AME

588

2364

2

RÚSSIA

EUR

45

3371

3

CHINA

ASI

162

3713

4

ÍNDIA

ASI

51

4207

5

FRANÇA

EUR

35

388

6

UK

EUR

46

233

7

JAPÃO

ASI

44

312

8

TURQUIA

EUR

8

743

9

ALEMANHA

EUR

39

210

10

EGITO

AFR

4

1330

11

ITÁLIA

EUR

34

268

12

COREIA S

ASI

44

5830

13

PAQUISTÃO

ASI

7

919

14

INDONÉSIA

ASI

7

976

15

ISRAEL

EUR

16

718

16

VIETNAM

ASI

3

5489

17

BRASIL

AME

25

1987

18

TAIWAN

ASI

11

1933

19

POLÓNIA

EUR

9

185

20

TAILÂNDIA

ASI

5

627

1

(RM: Ranking Mundial P: País C: Continente I: Investimento M: Militares)

 

“President Donald Trump has reemphasized military strength, reportedly planning to ask for $716 billion in defense spending in 2019 — a 7% increase over the 2018 budget.”

 

“US defense spending is the highest in the world, more than the combined budgets of the next several countries. But US plans to ramp up acquisitions of military hardware will only add to an already booming arms industry.”

 

“Between 2012 and 2016, more weapons were delivered around the world than during any five-year period since 1990.”

(bsinessinsider.com)

 

main-qimg-8932598fc735f42084b4b0894c4f5e24-c.jpg

 

 Top 10

Os 10 países do Mundo mais apetrechados a nível de Equipamento Militar

 

RM

P

C

T

A

PA

S

1

USA

AME

5884

13762

19

70

2

RÚSSIA

EUR

20216

3794

1

63

3

CHINA

ASI

6457

2955

1

68

4

ÍNDIA

ASI

4426

2102

3

15

5

FRANÇA

EUR

406

296

4

10

6

UK

EUR

249

856

2

11

7

JAPÃO

ASI

700

1594

4

17

8

TURQUIA

EUR

2445

1018

0

12

9

ALEMANHA

EUR

543

698

0

6

10

EGITO

AFR

4110

1132

2

5

2

(T: Tanques A: Aviões PA: Porta-Aviões S: Submarinos)

 

Para além das suas Forças Armadas, Equipamentos e Armamento (convencionais) e de todos os outros artefactos similares (por mais diversificados que sejam) que possam contribuir para tal modelo de resolução de conflitos pela força – e para além mesmo da posse de outro tipo de armas (neste caso não convencionais) que possam rápida e repetidamente destruir o planeta – na família nuclear entre ativos e suspeitos incluindo-se os EUA, a Rússia, o UK, a França e a China e ainda a Índia, o Paquistão, a Coreia do Norte e Israel – sendo sempre de relevar os maiores produtores de Armamento e os maiores contribuidores Mundiais para a concretização (como inevitável consequência) destes crimes (contra a Humanidade): EUA (mais de 46 biliões de dólares), Rússia (mais de 35), França (mais de 8) e China (menos de 8) ‒ no período 2011/15. E apenas como curiosidade com o Conselho de Segurança da ONU (organização liderada pelo nosso conterrâneo António Guterres) a ter como seus Membros Permanentes nada mais nada menos que o Quinteto Fantástico formado pelos EUA, Rússia, China, França e Inglaterra – países aparecendo sempre (no topo) nos quadros anteriores (1/2).

 

(dados/tabelas e texto/inglês: businessinsider.com ‒ imagens: ennayadiganta.com/quora.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:12

“A ferrugem é o resultado da oxidação do ferro. Este metal em contato com o oxigênio presente na água e no ar se oxida e desta reação surge a ferrugem que deteriora pouco a pouco o material original.” (wikipedia.org)

 

Passados mais de 5000 dias sobre o seu primeiro contacto com a superfície marciana (25 de Janeiro de 2004) e já com mais de 45Km percorridos, o veículo motorizado da NASA lançado de Cabo Canaveral (em 7 de Julho de 2003) por um foguetão Delta II da Boeing, circula atualmente numa região do Planeta Vermelho (assim descrito pela sua coloração avermelhada, associada à grande presença de óxido de ferro, neste planeta verdadeiramente enferrujado) denominada como o Vale da Perseverança.

 

1P573928012EFFD1BOP2595L7M1.JPG1P573928469ESFD1BOP2597L2M1.JPG

Marte (superfície) ‒ Opportunity Rover

Nas proximidades do equador marciano

(SOL 5021)

 

“Inserida num conjunto com mais de 4,5 biliões de anos (o Sistema Solar) e suportada por um foco central a meio do seu Ciclo de Vida (a sua estrela de referência o Sol), a Terra continua a apresentar o seu extraordinário exclusivo (Vida Inteligente e Organizada surgindo do Caos e da Ordem) nunca visto noutro lado (talvez por falta de acaso e de necessidade, não se sabe é bem de quem).”

 

No decorrer do seu 15º ano terrestre de permanência do Rover Opportunity na superfície do planeta Marte (1 dia marciano = 24h 39’ 35’’ ou seja ligeiramente superior ao dia terrestre) ‒ e de momento já tendo sido ultrapassados os 5022 SOL’s de estadia ‒ com o bem maduro e experimentado veículo tendo aterrado numa região plana do planeta (Meridiani Planum) localizada bem próxima do seu equador, depois de ter saltado (para fora do seu limite) da parte ocidental da cratera de Endeavour, entrando de seguida na região do Cabo York (situado no interior do Vale da Perseverança) e daí prosseguindo a sua exploração.

 

1P573928207ESFD1BOP2596L5M1.JPG1P573929117ESFD1BOP2598R1M1.JPG

Marte (superfície) ‒ Opportunity Rover

Nas proximidades do equador marciano

(SOL 5021)

 

“Com o Futuro de Marte e com o respetivo desenvolvimento do programa de exploração do planeta (um dos irmãos e vizinhos da Terra, árido, desértico e tóxico, mas ainda não completamente calcinado e com locais à superfície talvez ainda propícios e permitindo a sobrevivência/mesmo que subterrânea com tal não acontecendo em Vénus) futuramente entregue a Privados mais interessados no lucro (colonização e mera absorção) do que na Evolução e Expansão (da Humanidade) e respetiva sobrevivência (já que sem Movimento interagindo Matéria/Energia ‒ Eletromagnética ‒ nada existe).”

 

Passados mais de 40 anos (20 de Julho de 1976) sobre a data do primeiro contacto de uma sonda espacial (módulo de aterragem) com a superfície marciana ‒ concretizado com o feito pioneiro da sonda VIKING 1 ‒ não se tendo para já detetado qualquer tipo de vestígios (ou sinais) minimamente credíveis e como tal aceitáveis da existência de Vida (ou seja da presença do Mundo Orgânico) pelo menos tal como a conhecemos na Terra, limitando-se para já a convicção (e a quase certeza) da Existência de Água e da proliferação de Cristais (ou seja da Presença do Mundo Mineral tal como sucede em todo o Sistema Solar). Com os Minerais e a Água Presente (A Coluna Vertebral do Sistema) mas sem a presença orgânica até agora não detetada (conhecida ou divulgada) ‒ de modo a possibilitar a construção de um Edifício como o Terrestre.

 

(imagens: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:42

11
Mar 18

Open de Gibraltar

Final

 

Ryan Day (GAL/17ºRM) ‒ 4

Cao Yupeng (CHI/40ºRM) ‒ 0

 

Ryan+Day+Cao+Yupeng+Betfred+com+World+Snooker+qA9i

Cao Yupeng e Ryan Day

(2ª ronda do Campeonato do Mundo de 2012 ganha por Ray por 13-7)

 

A 3 provas (contando para o Ranking Mundial) do fim da época 2017/18 do Circuito Mundial de Snooker ‒ Campeonato Ladbrokes (a decorrer no País de Gales de 19/25 de Março), Open da China (a decorrer de 2/8 de Abril) e Campeonato do Mundo (a decorrer em Inglaterra de 21 de Abril/7 de Maio) ‒ concluiu-se hoje o Open de Gibraltar (tendo decorrido de 7/11 de Março) com a vitória do jogador galês RYAN DAY. No quadro seguinte indicando-se o trajeto dos 2 Finalistas da prova (17ª contando para o RM):

 

Rondas cumpridas pelos 2 Finalistas do Open de Gibraltar

 

Fase

J

N

RM

F

J

N

RM

Fase

Final

Ryan Day

GAL

17

4-0

Cao Yupeng

CHI

40

Final

Fase

J

N

RM

F

J

N

RM

F

1ªR

Xu

Si

CHI

89

4-2

Yuan

Sijun

CHI

99

4-3

2ªR

Oliver

Brown

ING

s/r

4-1

Matthew

Stevens

GAL

51

4-2

3ªR

Martin

O’Donnell

ING

84

4-1

Sam

Craigie

ING

76

4-2

4ªR

Fang

Xiongman

CHI

88

4-1

Yu

Delu

CHI

45

4-1

QF

Joe

Perry

ING

21

4-1

Stuart

Bingham

ING

13

4-0

MF

Scott

Donaldson

ESC

59

4-3

Lee

walker

GAL

68

4-2

(J: Jogador N: Nacionalidade RM: Ranking Mundial F: Frame R: Ronda QF: Quartos-Final MF: Meia-Final)

 

imgID90604070.jpg.gallery.jpg

Ronnie O’Sullivan e Mark Selby

(final do 2016 UK Championship ganha por Selby por 10-7)

 

Concluído o Open de Gibraltar e tendo em atenção o objetivo dos jogadores (mais cotados) de ao concluírem o Open da China (última prova antes do Mundial) se encontrarem no Top 16 (lista do RM) ‒ sabendo-se faltar 2 provas uma c/prémios de 1ªR-10000/QF-15000/MF-30000/F-50000/VF-125000 e outra c/prémios de 1ªR-5000/2ªR-11000/3ªR-18000/QF-27000/MF-45000/F-90000/VF-225000 ‒ com o jogador a aproveitar melhor (a prova e os pontos p/RM) a ser o galês Ryan Day colocando-se agora à porta desse Top 16 (17ºRM).

 

Top 20 do Ranking Mundial concluído o Open de Gibraltar

 

RM

J

N

£

(X1000)

RM

J

N

£

(X1000)

1

Mark

Selby

ING

1410

11

Allister

Carter

ING

313

2

Ronnie

O’Sullivan

ING

770

12

Luca

Brecel

BEL

306

3

Ding

Junhui

CHI

652

13

Stuart

Bingham

ING

302

4

Judd

Trump

ING

609

14

Neil

Robertson

AUS

301

5

John

Higgins

ESC

588

15

Anthony

McGill

ESC

299

6

Mark

Williams

GAL

434

16

Mark

Allen

NIRL

288

7

Barry

Hawkins

ING

406

17

Ryan

Day

GAL

271

8

Shaun

Murphy

ING

403

18

Stephen

Maguire

ESC

263

9

Marco

Fu

HK

348

19

Liang

Wenbo

CHI

253

10

Kyren

Wilson

ING

314

20

Mark

King

ING

224

(£: Libras)

 

Antes do início da próxima prova de Ranking apenas com 4 jogadores a terem ganho mais do que uma competição, sendo eles o inglês Ronnie O’Sullivan (4X), o escocês John Higgins (2X) e os galeses Mark Williams (2X) e Ryan Day (2X). Podendo-se ainda acrescentar outra prova ganha por Mark Williams (mas não contando para o RM) e o jogador australiano Neil Robertson tendo vencido duas provas mas apenas com uma contando para o RM. Seguindo-se o Masters da Roménia (14/18 Março) não contando para o RM.

 

(imagens: zimbio.com e Mik/yorkpress.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:05

Este domingo dia 11 de Março de 2018 (e com o início da Final a estar marcada para as 20:00) ficando-se a saber ao fim da noite o vencedor do Open de Gibraltar, 17ª prova do Circuito Profissional de Snooker contando para o Ranking Mundial.

 

wilson-1245-1024x622.jpg

Kyren Wilson

ING/23.12.91 (26 anos)

Vencedor em 2015 de uma prova de Ranking (Masters de Xangai)

Vencedor esta época de uma prova por convite (Jogos Mundiais 2017)

 

Concluídas 3 rondas de Qualificação e outras 3 rondas do quadro Final do Open de Gibraltar (17ª prova do Circuito época 2017/18 contando para o Ranking Mundial) inicialmente com 203 jogadores inscritos após estas 6 eliminatórias (a que nem todos os jogadores dispensados da Qualificação se sujeitaram) e depois de concluída a 3ª ronda (antecedendo os Quartos-de-Final) são estes 16 os jogadores sobreviventes e que continuarão (este domingo dia 11 de Março) a disputar o Open:

 

Jogadores apurados para a 4ª Ronda do Open de Gibraltar

 

RM

J

N

RM

J

N

10

Kyren

Wilson

ING

56

Matthew

Selt

ING

13

Stuart Bingham

ING

60

Scott

Donaldson

ESC

15

Anthony

McGill

ESC

68

Alfie

Burden

ING

18

Ryan

Day

GAL

69

Lee

Walker

GAL

21

Joe

Perry

ING

72

Tian

Pengfei

CHI

32

Jack

Lisovski

ING

77

Ken

Doherty

IRL

44

Cao

Yupeng

CHI

88

Fang

Xiongman

CHI

45

Yu

Delu

CHI

93

Zhang

Yong

CHI

(RM: Ranking Mundial J: Jogador N: Nacionalidade)

 

Amanhã e sempre à melhor de 7 frames (ganha o que primeiro ganhar 4) disputando-se a 4ª ronda, os Quartos-de-Final, as Meias-Finais e a Final (atribuindo um prémio de 25000£ ao vencedor, no ano passado ganho pelo inglês Shaun Murphy, mas este ano com o mesmo estando ausente por doença). Entre as não presenças e as não comparências (por exemplo por doença) com o TOP 16 do atual RM a sofrer uma razia e a ficar limitado a apenas 3 jogadores (pouco mais de 18%).

 

Na 4ª ronda do Open de Gibraltar de 2018 com os dois (e únicos nesta fase da prova) contingentes de jogadores a serem oriundos da Europa (11) e da Ásia (5), destacando-se a Inglaterra no seu continente (6/11) ‒ apesar de ser uma ilha ‒ e a China no seu continente (5/5) ‒ aqui a 100%.

 

s1.jpg

Brandon Sargeant

ING/28.06.97 (20 anos)

Um dos 24 jogadores (entre mais de 60 sem Ranking Mundial)

Participando na 1ªRonda de Qualificação (e assim sujeitando-se a mais partidas)

Passando 5 eliminatórias e só sendo eliminado na 6ª (na negra e perdendo por 4-3)

 

Com a maior tacada (de 100 pontos ou mais) a estar de momento na posse de 3 jogadores ‒ Bingham, McGill e Donaldson ‒ com todos a fazerem 140 (pontos) e continuando ainda em prova (apurados para a 4ª ronda) e dos 16 jogadores ainda presentes (no Open de Gibraltar) a poderem repetir esta época a vitória numa prova (incluída no Circuito Mundial), a limitarem-se ao reduzido número de apenas 2: Kyren Wilson (vencendo uma prova não contando para o RM) e Ryan Day (vencendo uma provada contando para o RM).

 

[Amanhã com transmissão no canal Eurosport.]

 

(imagens: worldsnooker.com e Dariusz Goral/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:51

09
Mar 18

[Em Estado de Alerta pela Agitação Marítima]

 

Com as temperaturas em Portugal a variarem entre os - 0,1⁰C (mínima nas Penhas Douradas) e os + 19,3⁰C (máxima em Castro Marim),

 

Com o máximo de precipitação a atingir os 76,3mm (na Madeira/Areeiro)

 

‒ No continente com 14,6mm (no Cabril/Montalegre)

 

E com o vento a registar rajadas máximas de V = 133,49Km/h (na Madeira/Lombo da Terça)

 

‒ No continente com V = 59Km/h (na Fóia)

 

A caraterizarem fortemente o dia de ontem (quinta-feira 8 de Março, vésperas da chegada da tempestade FÉLIX),

 

hs-iberia-2018-03-09T1500.jpghs-iberia-2018-03-10T1500.jpghs-iberia-2018-03-11T0000.jpg

Ondulação ‒ Previsão da altura significativa

Sexta-feira/15h, Sábado/15h e Domingo/00h

(fonte: IPMA)

 

Esta sexta-feira com todo o continente sob um manto cinzento de chuva (nuvens) e de vento moderado e com as temperaturas de momento (14:30) a andarem entre os 6,8⁰C (Penhas Douradas) e os 16,5⁰C (Aveiro e Sagres),

 

Mantêm-se sensivelmente as mesmas condições meteorológicas de ontem (de vento e de chuva) sendo apenas de relevar o agravamento do estado do mar

 

‒ Estando previstas para hoje e para toda a costa portuguesa ondas de 3 a 4,5 metros (no domingo sobretudo na costa ocidental podendo atingir os 7,5 metros).

 

E devido à aproximação e passagem da tempestade Félix com a mesma colocando a Madeira e todo o norte de Portugal continental em Alerta Laranja (exceção feita à sua ponta leste),

 

Para além de se estender ainda (o alerta) por todo o litoral continental (do rio Minho ao rio Guadiana) e como consequência da forte ondulação (marítima) prevista,

 

Com ondas a surgirem que segundo as previsões poderão atingir os 12 metros (de altura).

 

(dados e imagens: ipma.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:21

Março 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10



25
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO