Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

01
Mai 18

E afinal de contas com a única Medalha atribuída e de relevo (no último ano analisado o de 2016) a ir direitinho para os EUA e não como nos clamavam para a mais que dopada (obviamente por Vladimir Putin) Rússia ‒ entretanto despromovida e substituída por Aliados Ocidentais, sempre prestáveis, sobretudo servis e ainda referidos (pelos seus donos) como sendo extremamente fieis (ao dinheiro) e também de confiança (como italianos e franceses, bem escondidos os ingleses).

 

sddssdsd.png

Itália

Líder segundo a WADA

Do Ranking Mundial do DOPING no Desporto

Período: Ano de 2016

 

No seu último relatório sobre a utilização do DOPING no DESPORTO e incidindo sobre os países com maior número de casos detetados no ano de 2016 (curiosamente publicados 16 meses depois do final desse ano), a WADA (Agência Mundial Anti Doping) vêm agora divulgar a nível GLOBAL quais os países que a nível do Desporto mais utilizam esta estratégia (pelo vistos ilegal apenas se acidentalmente descoberta) para se imporem aos demais ‒ atribuindo-lhes a respetiva Medalha:

 

Ouro ‒ ITÁLIA (147)

Prata ‒ FRANÇA (86)

Bronze ‒ EUA (76)

 

Desde logo deixando-nos surpreendidos pelo não reconhecimento da Rússia (69) com um dos Pilares principais para a Manutenção do Doping como prática comum no Desporto ‒ sendo o único país (que se saiba) totalmente ostracizado por estas práticas ilegais (num comportamento imoral certificado por éticos e moralistas norte-americanos e ingleses) ‒ e deixando-nos logo de pé atrás face às conclusões tiradas por mais esta Instituição (desnecessárias, ultrapassadas e obstrutivas, como o dizem já os norte-americanos referindo-se à ONU):

 

Top 10 do Doping Mundial no Desporto no ano 2016

(casos detetados)

 

1º ITÁLIA (EUR) 147

2º FRANÇA (EUR) 86

3º EUA (AME) 76

4º AUSTRÁLIA (OCE) 75

5º BÉLGICA (EUR) 73

6º ÍNDIA (ASI) 69

6º RÚSSIA (EUR) 69

8º BRASIL (AME) 55

8º IRÃO (ASI) 55

10º ÁFRICA DO SUL (AFR) 50

 

16_doping_1.jpg

Rússia

Líder segundo a Opinião Pública Mundial

Do Ranking Mundial do DOPING no Desporto

Período: Indefinido

 

Não apoiando a narrativa há muito consagrada e colocando a Rússia num obscuro 6º lugar (quando todos sabemos que no passado/presente/futuro só nos lembraremos dos Vencedores) e nem sequer ressalvando ter a Rússia liderado (consecutivamente) o DOPING nos anos anteriores: na Prisão mesmo cumprindo-se a pena (caso da Rússia) não se completando a Reeducação (com os resultados deste ano a serem mais uma pura Ilusão): sendo para tal necessário recorrer-se às FAKE NEWS dada a ineficiência orgânica (de certas Instituições) socorrendo-se só da Verdade ‒ já nem se sabendo bem o que essa COISA será.

 

Um estudo da responsabilidade da WADA (Agência Mundial Antidoping) com sede no Canadá (Montreal) e tendo como seu atual presidente o escocês Craig Reedie (sugerindo mais uma aliança político-desportiva entre USA/UK), analisando os dois anos anteriores (só desde 2014) com a Rússia aí no comando e a Itália vice-líder (com a França, a Índia e a Bélgica fazendo sempre companhia) ‒ e com os EUA de 9º, desaparecendo de seguida e regressando logo em 3º ‒ mas agora em 2016 talvez devido ao castigo (deliberado por cego e exclusivamente aplicado à Rússia) a ter um desfecho surpreendente no seio dos seus executores: com o Campeão dos Campeões a ser sem dúvida a Itália (do partido do Palhaço) muito bem acompanhada pela França (tal como o seu dançarino) e pelos EUA (do tipo que dizem ser louco).

 

E com a Rússia (jamais sendo esquecida) a descer já na tabela e no entanto (ou não estivesse lá Putin) não enganando ninguém.

 

(imagens: financialtribune.com/insidethegames.biz)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:23

Maio 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13
15
16
18

20
22
24



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO