Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

01
Jun 18

Circuito Mundial de Snooker

Época 2018/19

(preparação)

 

kishan-2012.jpgCarty2.jpg

Kishan Hirani (26 anos) e Ashley Carty (22 anos)

Dois dos 12 apurados para o Circuito Profissional (épocas 2018/20)

(como curiosidade c/ ambos participando no Open de Lisboa 2014)

 

Concluída a época de 2017/2018 do Circuito Mundial de Snooker (Individual/Profissional/Masculino) com a vitória do galês MARK WILLIAMS (agora 3X Campeão do Mundo) sobre o escocês JOHN HIGGINS (4X Campeão do Mundo) na Final do Campeonato do Mundo (por 18-16),

 

‒ E com o inglês MARK SELBY (3X Campeão do Mundo) a continuar a liderar o Ranking Mundial da modalidade

 

Começa-se desde já a preparar a época de 2018/19 com a realização das Q SCHOOL:

 

Em 3 eventos distintos (QS-1 14/19 Maio; QS-2 20/25 Maio; QS 3 26/31 Maio), contando em cada um deles com a participação de quase centena e meia de jogadores, sujeitos a 6 eliminatórias e apurando-se no final apenas 4,

 

Constituindo-se uma nova lista de 12 jogadores profissionais a terem acesso ao Circuito nas duas próximas épocas (18/19 e 19/20).

 

Q SCHOOL

(jogadores tendo garantido a entrada no circuito profissional de Snooker)

Abrangendo as épocas 2018/20

 

J/P

Q SCHOOL

1

(N)

J/P

Q SCHOOL 2

(N)

J/P

Q SCHOOL 3

(N)

1

Jack

Jones

GAL

5

James

Brown

IRLN

9

Thor Leong

MAL

2

Sam

Baird

ING

6

Craig

Steadman

ING

10

Kishan

Hirani

GAL

3

Hammad

Miah

ING

7

Lu

Ning

CHI

11

Andy

Lee

HK

4

Sam

Craigie

ING

8

Zhao

Xintong

CHI

12

Ashley

Carty

ING

(J: Jogador P: Prova N: Nacionalidade)

 

E dos 12 jogadores entrando nos próximos dois anos (2018/2019 e 2019/2020) no Circuito (profissional) de Snooker, com dois deles a estrearem-se um inglês (Ashley Carter) e um galês (Kishan Hirani).

 

Dos restantes sendo retornos, substituindo outros perdendo o lugar e podendo recuperá-lo concorrendo para o ano nas Q School (de 2019). Este ano (no Mundial) com um novo contingente integrando,

 

5 Ingleses, 2 Galeses, 2 Chineses, 1 natural de Hong Kong, 1 Norte-Irlandês e 1 Malaio.

 

(imagens: welshsnooker.com e worldsnooker.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:19

Três belos retratos oferecidos pelo instrumento ótico HiRISE instalado na sonda espacial Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), dando-nos a conhecer e a usufruir cenários referentes ao planeta Marte localizados no norte do planeta (1) e na sua calote polar (2/3).

 

PIA22462.jpg

1

Nova Cratera de Impacto

(MRO ‒ HiRISE ‒ PIA 22462)

 

Na imagem (1) apresentando-nos uma cratera de impacto recente e bem visível (aqui colorida) sobre a superfície de Marte, localizada no interior da cratera secundária de Corinto localizada para norte-nordeste: recente por ao contrário de outras próximas ter uma cavidade profunda (menos desgastada menos erodida) se comparada com o seu diâmetro.

 

PIA22463.jpg

2

Manchas de Neve

(MRO ‒ HiRISE ‒ PIA 22463)

 

Já na imagem (2) localizada numa das calotes polares de Marte (norte a latitudes elevadas), com o cenário dunar aí exposto e registado no período ainda inicial do Verão marciano ‒ e apesar das mesmas dunas já terem praticamente (e superficialmente) descongelado ‒ a apresentar algumas bolsas de gelo (dispersas) protegidas por zonas de sombra (dunares).

 

PIA22464.jpg

3

Dunas de Veludo

(MRO ‒ HiRISE ‒ PIA 22464)

 

Finalmente na imagem (3) ‒ igualmente oriunda do orbitador da NASA MRO e na mesma se destacando (de novo e como protagonista) as dunas polares marcianas ‒ com a superfície do misterioso Planeta Vermelho a assemelhar-se a uma tela (de pintura) aqui e ali recoberta por material geológico fazendo lembrar um brilhante e penetrante tecido de veludo (as dunas além de esconderem segredos também transportam segredos próprios com elas), compondo no seu conjunto um quadro (visual) das suas calotes polares, como que avançando na sua direção e alinhando-se de forma a fechar o cerco aos polos do planeta.

 

(imagens: photojournal.jpl.nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:58

Com o Verão a aproximar-se (21 de Junho) ‒ e baseando-se nas taxas de ocupação até agora registadas (na região do Algarve) e na recuperação de mercados turísticos mediterrânicos e concorrentes (Egito, Turquia, Tunísia) ‒ prevendo-se nas melhores das hipóteses um ano turístico (algarvio) muito semelhante ao anterior.

 

IMG_4036.jpg

Fim de Maio em Albufeira

(2018)

 

Numa semana em que o bom tempo chegou assim como um feriado e muitas excursões da terceira-idade ‒ aproveitando um fim-de-semana artificialmente prolongado (com o feriado religioso do Corpo de Deus de 31 de Maio) e podendo ser duplicado (de 2 para 4 dias, fazendo-se ponte) ‒ logo aí se constatou um maior afluxo de turistas no dia inicial (o feriado) enchendo as ruas, as praias e o comércio. Oferecendo-nos mais uma imagem do que poderá vir a ser a Nova Temporada de Verão em Albufeira (a capital turística do Algarve), mesmo que algumas das previsões não sejam de grande crescimento (na ocupação turística e consumo) dado o retorno de destinos concorrentes (e anteriormente suspensos) na área do Mediterrânico (Egito, Turquia, Tunísia) e à crise económica de momento mitigada mas ainda presente. Interessando no entanto informar nacionais e estrangeiros (pelo menos para já e num tom promocional) do tempo que hoje aqui faz já possível de usufruto (para residentes, temporários ou potenciais visitantes), pondo-os aí a pensar sobre esta parte do Mundo situada no Sul (de Portugal) e pronta para receber (nos braços da Natureza seja na terra ou no mar). Uma antiga Vila de Pescadores reconvertida à Indústria Hoteleira (Muralhas de Apartamentos), apresentando como obra muito asfalto e cimento (Imobiliário/Construção Civil) e uma grande Feira Popular (disseminada por ruas e módulos), com a praia e o mar mesmo à mão para encher (e decorar) e os indígenas locais para se ver e se usar. Nos anos oitenta levando a machadada final (com os Fundos Perdidos Europeus distribuídos por Cavaco) ‒ marginalizando os seus por esquecimento (Memória) e subvalorização (Cultura) ‒ e definitivamente entrando (estendendo-se até hoje) na “Modernidade Cavaquista”.

 

201806010200_msg4_msg_ir_piber.jpeg

Imagem por satélite/infravermelhos

(01.06.2018 02:00UTC)

 

Meteorologicamente falando e olhando para o Relógio (uma artefacto real para medir o irreal guilhotinando-nos em partes por ação de lâminas-de-corte ou ponteiros) Turístico ‒ com o calendário ao lado indicando-nos marcos cronológicos (aí assinalados no Tempo) de modo a nos orientarmos (no seu intersector o espaço) segundo instruções prévias subliminarmente em nós inculcadas ‒ fixando-nos no presente (hoje já dia 1 de Junho) e na previsão do tempo para os próximos dias, esperando a mesma ser a desejada e projetando-a para o Futuro (a curto-prazo) com um início de Verão agradável (de ontem a três semanas) e com umas férias integrais (no mínimo cumprindo as tradições). Localizados como estamos no Hemisfério Norte, onde ficam quase 70% das terras emersas, mais de 90% da população mundial e onde encontraremos os países (entre todos os continentes) mais desenvolvidos do Globo Terrestre. Para os próximos nove dias (1 a 9 de Junho) com o IPMA a prever para a cidade de Albufeira céu nublado a pouco nublado (em princípio sem precipitação), vento moderado geralmente de N ou NW e temperaturas oscilando entre os 12⁰C (de mínima) e os 28⁰C (de máxima) ‒ com as mínimas/máximas a subirem em média uns 2⁰C. Confirmando-se a evolução confirmando-se a chegada do Verão: com as altas latitudes do Norte (os ricos do Hemisfério) a invadirem as pequenas (os pobres da mesma metade apenas uns 7 biliões), usufruindo numa quinzena (pagando bem) dum ambiente para nós anual (recebendo mal) ‒ e mesmo assim nos chamando (como criados ou como empregados sempre escravos) os grandes Malandros do Sul (da Europa). E como curiosidade com o sismo mais intenso sentido em Portugal (continental) a registar-se anteontem (dia 30 de Maio) na Abissal Ibérica (onde se situa o Canhão da Nazaré tornado mundialmente conhecido pelo surf) com intensidade (pouco relevante) de M2,6.

 

(dados meteorológicos: IPMA ‒ imagens: Publicações Anormais/PA e EUMESAT/IPMA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 03:53

Junho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
14

17
19
21



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO