Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

23
Jul 18

O racismo está associado a manifestações de ódio como a xenofobia (a hostilidade para com os estrangeiros) ‒ e à grande hipocrisia política, com o cidadão (nacional como estrangeiro) umas vezes sendo Branco e outras vezes sendo Preto (e sendo tratado em conformidade com esta análise a preto-e branco).

 

Com tretas como “Todos Diferentes, Todos Iguais” ou “Não Sou Racista até tenho um Amigo Preto”, complementado pela mentira do século “Ler Jornais é Saber Mais” e pela falsa surpresa pela existência de “FAKE NEWS (num ato de pura hipocrisia do predador para com a sua presa), não é de admirar que estas situações se propaguem (talvez mesmo exponencialmente): depois de lhes abrir a porta (destruindo antes os seus países), sugando-lhes então a alma (com Merkel e maternalmente) e deitando-os (então vazios de esperança) fora.

 

43781033_403.jpg

Sinais de Racismo na Alemanha

Tendo como alvo Özil

(Mundial de Futebol 2018)

1 Camisola e 1 Presidente, razão para a expulsão da seleção alemã?

 

A opinião do alemão ULI HOENESS (ex-jogador de futebol, tendo suspenso temporariamente o seu cargo de presidente do BM, ao ser condenado a 3,5 anos de prisão por fraude fiscal) ‒ presidente da equipa alemã BAYERN de MUNIQUE (igualmente empresário, ligado ao poder político e nascido em ULM na Alemanha) ‒ sobre o jogador da seleção da ALEMANHA ‒ o também alemão MESUT ÖZIL (no presente jogador de futebol e integrando o plantel do ARSENAL ‒ mas por acaso nunca tendo passado pelo BM ‒ e por outro lado e como contraponto a outros sendo conhecidas as suas doações avultadas a crianças necessitadas) ‒ no momento em que o mesmo decidiu renunciar à seleção do seu país (natal) por RACISMO e DESRESPEITO (ou não fosse ele apesar de Alemão e nascido em GELSENKIRCHEN, um Turco-Alemão, descendente de turcos e além do mais Muçulmano e recitando o Alcorão). E eis então o que é que diz o Presidente do clube da Chanceler Alemã Angela Merkel (clube do qual é simpatizante):

 

“Ele foi uma MERDA durante anos.”

(Uli Hoeness ‒ Presidente do BM)

 

Tudo se agravando graças a um pretexto político (pelos vistos abraçado com entusiasmo pelo conhecido político da CDU e Presidente da Federação Alemã de Futebol) aproveitado de imediato por Reinhard Grindel (o tal presidente da FAF) para tentar (numa última tentativa) afastar de vez o jogador Mesut Özil (como representante) da seleção da Alemanha e desse modo do Mundial da Rússia: nas vésperas do Mundial com o jogador encontrando-se com o presidente turco Recep Erdogan (acompanhado de outro internacional também de origem turca e jogando no Manchester City ‒ Ilkay Gündoğan ‒ mas com este nada acontecendo) ‒ enquanto por exemplo Lothar Matthaus (capitão-honorário da seleção da Alemanha) se encontrava com Vladimir Putin ‒ e logo com o Presidente GRINDEL a tentar afastá-lo fazendo-o desaparecer de vez (confirmando o que já muitos diziam ‒ negativamente ‒ sobre o Presidente, quando expondo as suas ideias entre outras sobre MULTICULTURALIDADE E IMIGRAÇÃO, para sermos mais claros e objetivos sobre RACISMO).

 

“Pessoas com um histórico de discriminação racial não deviam ser autorizadas a trabalhar na maior federação de futebol do mundo, que tem tantos com jogadores com dupla herança familiar.”

(Mesut Özil/iol.pt)

 

960.jpg

Sinais de Racismo em França

Tendo como alvo Portugal

(Europeu de Futebol 2016)

Porque será que a Torre se manteve acesa, mas com as cortes de França?

 

“Aos olhos de Grindel e dos seus apoiantes sou alemão quando ganho e imigrante quando sou derrotad.”

(Mesut Özil/iol.pt)

 

Felizmente impedido de o fazer pelos responsáveis no local, o diretor Oliver Bierhoff e o selecionador Joachim Law (já agora e face aos resultados que se cuidem ‒ mesmo sendo puros alemães ‒ assim como todos os outros matriculados como MIGRANTES). Mas sendo um exemplo e um aviso de que episódios como o do ex-Presidente do Sporting são mais comuns do que se pensa (infelizmente em todo o Mundo e em todas as áreas da nossa Sociedade) ‒ podendo-se transformar numa dramática Longa-Metragem ‒ e ainda com muitos deles (para nós um absurdo para eles a realidade) a serem elogiados e premiados (e Imitados/Replicados sem fim) e mesmo salvos da Prisão com um tipo de Condecoração (por exemplo um emprego ‒ não um trabalho ‒ seguido de promoção).

 

Numa altura em que a Alemanha e como tal toda a EUROPA (incluindo os embaraçantes e ridículos políticos do Reino Unido, querendo assumir o papel de Entreposto/Não de Estado dos EUA) se encontram numa encruzilhada de Luta pela sua Sobrevivência: entre o poder de um Império em decadência inexorável (não se apresentando no seu interior alternativas válidas para uma muito pouco provável replicação) mas sendo capaz de a destruir ‒ os EUA ‒ e um novo poder em ascensão que só os Cegos Não Podem (Querem) Ver ‒ a outra parte do Hemisfério (Norte onde tudo se concentra) contendo a Rússia e a China (e da qual a Alemanha num cenário de Duplo Impacto irrefutavelmente já depende).

 

(imagens: dw.com ‒ iol.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:10

Inicia-se no próximo fim-de-semana o Calendário da próxima época do Mundial de Snooker Individual/Profissional (masculino) com a realização entre 27/29 de Julho do MASTERS de RIGA (na Letónia): 1ª prova a contar para o RANKING MUNDIAL (RM) ‒ realizada a Qualificação (2/5 de Julho) ‒ e contando com a presença de 68 jogadores: entre eles o detentor do troféu o galês RYAN DAY (batendo na final de 2017 o escocês Stephen Maguire por 5-2).

 

bo97_mwilliams2.jpg

Mark J Williams (há 21 anos)

(Hoje) Campeão Mundial de Snooker

(Aqui na sua conquista do 1997 British Open

Vencendo na final o mítico e 7X Campeão do Mundo Stephen Hendry por 9-2)

 

Do TOP 16 do RM notando-se a ausência nesta 1ª prova dos ingleses Mark Selby (1ºRM), Ronnie O’Sullivan (2ºRM) e Judd Trump (5ºRM), do escocês John Higgins (4ºRM e Vice-Campeão Mundial) e do chinês Ding Junhui (5ºRM) ‒ para além do também inglês Stuart Bingham (13ºRM) eliminado na Qualificação (esmagado por uns esclarecedores 4-0) pelo chinês Niu Zhuang (82ºRM). Mas lá estando presente (picando-o-ponto) o atual Campeão do Mundo de Snooker o galês MARK WILLIAMS. E no início da época com a tabela do Ranking Mundial a estar assim estabelecida:

 

RM

J

N

£

(X 1000)

RM

J

N

£

(X 1000)

1

Mark

Selby

ING

1 315

9

Kyren Wilson

ING

416

2

Ronnie O'Sullivan

ING

905

10

Neil Robertson

AUS

356

3

Mark J Williams

GAL

878

11

Allister Carter

ING

333

4

John Higgins

ESC

751

12

Mark

Allen

IRLN

332

5

Judd Trump

ING

660

13

Stuart Bingham

ING

324

6

Ding

Junhui

CHI

590

14

Anthony McGill

ESC

320

7

Barry Hawkins

ING

543

15

Luca

Brecel

BEL

310

8

Shaun Murphy

ING

453

16

Ryan

Day

GAL

303

(RM: Ranking Mundial J: Jogador N: Nacionalidade £: Libras)

 

Com os jogadores presentes a terem que ultrapassar 5 eliminatórias atá atingirem a FINAL (1ª/2ª/3ª Eliminatória e Quartos-de-Final à melhor de 7 frames e Meia-Final e Final à melhor de 9 frames) e com o Vencedor do Troféu a arrecadar um prémio de 50.000£ (o finalista vencido 25.000£). Incluindo esta 1ª eliminatória 32 jogos (antecedidos de outros 4 em atraso) sendo que um deles já está decidido ‒ apurando o inglês Anthony Hamilton por falta de comparência do chinês Yan Bingtao ‒ e destacando-se (pela posição no RM dos jogadores envolvidos) outros três (jogos): Allistair Carter Vs. Ryan Day (se eliminar Jamie Cope), Michael White Vs. David Gilbert e Xiao Guodong Vs. Marco Fu.

 

Mark+Selby+Betfair+World+Championship+Media+t0uoAz

Mark Selby (há 5 anos)

(Hoje) Líder do RM de Snooker

(No lançamento do Campeonato do Mundo de 2013

Onde foi eliminado por Barry Hawkins que se sagraria Vice-Campeão Mundial)

 

Simultaneamente a 28/29 de Julho decorrendo a 3ª etapa do CHALLENGE TOUR (igualmente em Riga na Letónia) contando com uma esmagadora presença de jogadores do Reino Unido (Inglaterra, Gales, Escócia e Irlanda do Norte) e entre estes com os Ingleses a serem largamente maioritários: das duas provas realizadas (com os ingleses) preenchendo todos os lugares das Meias-Finais (5 jogadores para 8 lugares) e com Brandon Sargeant e David Grace a ganharem a 1ª e a 2ª (prova) respetivamente.

 

E durante o mês de Agosto para além de 3 Qualificações e da realização do Challenge Tour 3, disputando-se mais duas provas de Ranking o OPEN MUNDIAL (detentor do troféu Ding Junhui) e o CLÁSSICO PAUL HUNTER (detentor do troféu Michael White).

 

(imagens: snooker.org ‒zimbio.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:52

Julho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13

15


29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO