Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

26
Jan 19

[Com o Deutsche Bank (umas das maiores instituições financeiras mundiais) já falido e com o Baralho a Desfazer-se (veja-se o Brexit).]

 

A China à Conquista da Europa e do Mundo

 

beltroad_cina.jpg

Na concretização de um projeto do seu Presidente Xi-Jinping

(num caminho iniciado em 2013)

Repondo a Rota da Seda e pré-declarando a chegada do Novo Império

(substituindo o anterior)

 

Sendo certo que neste ano de 2019 (talvez com um apêndice em 2020, antes das Presidenciais Norte-Americanas) algo terá que suceder (de verdadeiramente relevante) de modo aos EUA surpreenderem (todo o Mundo) – confirmando-se como Imperio Reinante – mantendo por mais um pouco (pelo menos umas temporadas) o suspense Global sobre o Líder: vendo-se aí e então (face aos dois blocos em presença) qual a Força das Armas (neste início do ano já com o dólar sob ataque) – se as do Bem ou do Mal.

 

Sob a batuta virtual de Xi-Jinping (China) – e do seu país a caminho dos 1.400 milhões de habitantes/sendo o 3º em área – e de Vladimir Putin (Rússia) – e do seu país a caminho dos 147 milhões de habitantes/sendo o 1º em área, muito bem acompanhados por territórios estratégica e igualmente extensos (e ricos) como a Índia – a caminho dos 1.280 milhões de habitantes /7º em área – a Turquia – a caminho dos 77 milhões de habitantes/36º em área – e o Irão – a caminho dos 79 milhões de habitantes/17º em área – ou seja e considerando apenas estes 5 países cerca de 40% da população Mundial, o último Eixo do Mundo tendo como centro do mesmo o Atlântico e as suas margens a América e a Europa – assim decretado desde meados do século XIX, oficializado com a criação da NATO, já lá indo mais de 70 anos – mostra claramente que a deslocação desse Eixo (do poder Económico/Financeiro Global) se dirigiu ainda mais (talvez já irreversivelmente) para leste (tendo a Europa/o nosso continente como referência) tendo o Índico-Pacífico como ponto central e a América e a Ásia como fronteiras: deslocando-se (longitudinalmente) de Washington e centrando-se em Pequim e colocando nas mãos da China (e dos seus aliados como a Rússia) o Futuro do nosso Mundo (Sociedade/Civilização), antes (por nós) centrado na Europa, de seguida na América (do norte) e agora no Império da Ásia. E confirmando-se tal facto pela desagregação da Europa (com a economia a abrandar e nova Bolha a caminho) e pelo seu isolamento crescente (desta Europa bipolar, agora e depois do Brexit, nas mãos da dupla Merkel/Macron) face aos aparentemente desinteressados EUA (com Trump isolado internamente, a ter que optar até 2020 por algo espetacular a nível externo): com os EUA deixando cair (lentamente) a Europa, com a Rússia de costas voltadas para ela (virada para a sua parte asiática) e com as multidões de migrantes (entre elas africanas) a espalharem-se por todo o lado.

 

(imagem: agenziacomunica.net)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:09

25
Jan 19

[Em Marte como poderia ser na Terra.]

 

Uma imagem do resultado do impacto de um objeto com a superfície do planeta Marte, ocorrido entre Julho e Setembro do ano de 2018 (há cerca de meio ano) e registado pelo instrumento HiRise colocado a bordo da sonda MRO.

 

This image it's notable because it occurred in the seasonal southern ice cap, and has apparently punched through it, creating a two-toned blast pattern.

(nasa.gov)

 

PIA23019.jpg

Sinais de impacto

Nas proximidades do Polo Sul de Marte

(PIA 23019/Photojournal/NASA)

 

Um impacto ocorrido entre um meteorito e a superfície marciana, sendo bem visível e bem contrastada, devido a ter ocorrido no Polo Sul (gelado) do Planeta Vermelho: num retrato de Marte como o poderia ser da Terra.

 

The impact hit on the ice layer, and the tones of the blast pattern tell us the sequence. When an impactor hits the ground, there is a tremendous amount of force like an explosion. The larger, lighter-colored blast pattern could be the result of scouring by winds from the impact shockwave. The darker-colored inner blast pattern is because the impactor penetrated the thin ice layer, excavated the dark sand underneath, and threw it out in all directions on top of the layer.

(nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:40

Final do Masters 2019

20 Janeiro – Londres

 

Judd Trump (5ºRM) – 10

Ronnie O’Sullivan (3ºRM) – 4

 

Pela 1ª vez Finalista e Vencedor do MASTERS

 

p06yn0yb.jpg

JUDD TRUMP

Judd Trump hammered seven-time champion Ronnie O'Sullivan 10-4 with a brilliant performance to win his first Masters title

(imagem/legenda: bbc.com)

 

Na 45ª edição do MASTERS (evento integrando a TRIPLE CROWN) disputado este ano no Palácio Alexandre em Londres – tendo como maior vencedor o inglês Ronnie O’Sullivan (por 7X) e como atual detentor do troféu o norte-irlandês Mark Allen (conquistado em 2018) – o inglês JUDD TRUMP – juntamente com o o seu compatriota Kyren Wilson uma das maiores esperanças do futuro na modalidade – estreou-se como finalista desta edição conquistando-a pela 1ª vez: batendo na final o ainda ativo mas já Lenda THE ROCKET por uns expressivos 10-4.

 

J

N

RM

J

N

RM

Judd

Trump

ING

Ronnie O’Sullivan

ING

J

N/RM

F

J

N/RM

F

Kyren

Wilson

ING/9º

6-2

Stuart

Bingham

ING/12º

6-2

Mark

Selby

ING/1º

6-2

Ryan

Day

GAL/13º

6-3

Neil

Robertson

AUS/10º

6-4

Ding

Junhui

CHI/8º

6-3

(J: Jogador N: Nacionalidade RM: Ranking Mundial F: Frames)

 

Uma prova confirmando a subida de forma do inglês Judd Trump, talvez sendo de momento e conjuntamente com Ronnie O’Sullivan um dos melhores jogadores na prática desta modalidade do bilhar: juntando-se ao grupo de 4 jogadores tendo ganho esta época (de 2018/19) duas ou mais provas do Circuito Mundial (c/p/RM + nc/p/RM) – Mark Allen/IRLN (2+0), Ronnie O’Sullivan/ING (1+2), Judd Trump/ING (1+1) e Kyren Wilson/ING (1+1) conquistando 9 em 14 do total (64%). Mantendo ainda Mark Selby/ING como Líder do RM e Mark Allen/IRLN como líder RM desta época.

 

Iniciando-se no final deste mês de Janeiro o MASTERS da ALEMANHA (30 Janeiro/3 Fevereiro) a primeira prova de RM a realizar-se neste ano de 2019 (detentor do troféu Mark Williams/GAL)

 

– Com as ausências notadas (do TOP 16 do RM) de Ronnie O’Sullivan/ING e Mark Allen/IRLN e a eliminação de Luca Brecel/BEL (na ronda de Qualificação) –

 

O mais forte opositor ao Vencedor do Masters

 

neilro.jpg

NEIL ROBERTSON

Robertson pulveriza Hawkins (6-3) e joga 'meias' do Masters com Trump

(imagem/legenda: abola.pt)

 

E atribuindo ao finalista vencedor um prémio de 80.000£ (ou pontos p/RM). E disputando-se pelo meio (do Masters/Masters da Alemanha) os grupos 5 e 6 da Liga dos Campeões (prova p/convite n/contando p/RM: juntando-se aos outros 4 finalistas (os ingleses Stuart Bingham, Judd Trump e Jack Lisovski e o australiano Neil Robertson) os ingleses Mark Selby (grupo 5) e Martin Gould (grupo 6); ficando a faltar (antes da realização da Final) o grupo 7.

 

Estando ainda previsto (por confirmar) para este mesmo período (fim de Janeiro/início de Fevereiro) – como prova por convite e por equipas – mais um confronto (a realizar-se em território chinês) Reino Unido/China (marcado para 1 de Fevereiro).

 

(imagens/legendas: as indicadas)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:00

17
Jan 19

[A Bela NGC 6744 e o Monstro HUBBLE]

Da Bela p/ usufruir da visão

 

A bela galáxia em espiral NGC 6744, maior (mais do dobro da extensão) mas muito parecida com a (nossa) galáxia (e também em forma de espiral) VIA LÁCTEA – na qual a TERRA se encontra inserida (tal como o Sistema Solar) – numa imagem por nós usufruída (os humanos) graças à utilização do telescópio espacial HUBBLE (uma obra-prima da nossa tecnologia).

 

potw1830a.jpg

A Bela

Entenda-se o que se entender por Arte Natural

O usufruto visual de uma galáxia em espiral

NGC 6744

A Irmã-Maior da Via Láctea

 

Uma galáxia em espiral localizada a 30 milhões de Km (talvez uma das galáxias do género, situada mais perto de nós), descoberta em 1826 pelo astrónomo (escocês) James Dunlop e que terá como sua companhia, uma outra (galáxia) a NGC 6744A. E tal como na Via Láctea com uma região central, cheia de velhas estrelas-amarelas (da classe G como o Sol).

 

s125e012033_1_0.jpg

O Monstro

Telescópio Hubble

Reparada a avaria na câmara de campo-largo

Com o mesmo a voltar ao serviço

Já nos próximos dias

 

Olhando para o céu estando localizada a sul da constelação Pavo (a 30 milhões de anos-luz da mesma), em espiral e com a sua parte central (bem amarelada) bem iluminada e carregadinha de estrelas (velhas e frias) – e nas extremidades dos seus braços conjuntos (clusters) de estrelas novas e de outras estrelas em formação (dando-lhe aquele tom rosa).

 

(imagens: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:01

16
Jan 19

“Depois da derrota de ontem e da vitória (mais que certa) de hoje (de May), mantendo-se a total indefinição sobre o que virá a seguir. E quanto tempo aguentará a Grã-Bretanha e o Resto da Europa?”

 

Derrota expresiva de May

432 contra 202

 

methode_sundaytimes_prod_web_bin_084be150-c421-11e

Dois dos rostos (terríveis) deste Brexit

(que poderá afundar os UK)

Certamente ficando na História

(negativa e retrograda da Europa)

 

E eis que depois da Mente Iluminada (David Cameron) ter convocado o referendo sobre o BREXIT – saindo-lhe inesperadamente o SIM (ou seja a Fava) – e de seguida a Mente Brilhante (Theresa May) ter convocado ELEIÇÕES GERAIS antecipadas – PERDENDO A MAIORIA que detinha no Parlamento (ou seja dando um tiro no pé) – o REINO UNIDO se encontra hoje num clima de CAOS POLÍTICO instalado (ao qual a continuar se seguirá o caos económico-social), entalado entre o desejo de sair da Europa ou o de pelo contrário continuar a pertencer-lhe: precisamente o que nunca fizera antes, no passado (antes da decisão do Brexit) pertencendo-lhe e não lhe pertencendo ao mesmo tempo. Deixando-nos desde logo a questão por não se compreender a opção (da convocação do Brexit e para piorar da convocação de eleições antecipadas): se antes estavam bem (os Conservadores no Governo) porque provocar tal convulsão?

 

Partido

Lugares

Partido

Lugares

Conservador

317

Sinn Féin

7

Trabalhista

262

Do País de Gales

4

Nacional Escocês

35

Verdes

1

Liberal-Democrata

12

Independente

1

Unionista da Irlanda Norte

10

(Presidente do Parlamento)

1

Eleições Gerais (antecipadas) de 2017

Total de 650 lugares/Maioria a 326

 

Ontem dia 15 de Janeiro de 2019 e a poucas semanas (pouco mais de dez) do Reino Unido deixar a União Europeia (seguindo-se a negociações que já duram há quase dois anos), com o Governo de Theresa May a sofrer uma pesadíssima derrota ao ver o seu plano adotado para o cumprimento da decisão do Brexit, a ser chumbado no Parlamento Britânico por 432 votos contra 202 (uma diferença de 230 votos entre os 634 votantes, num total de 650 representantes): com a maioria dos Parlamentares a optarem pelo chumbo do plano de May e entre eles contando-se com mais de 100 representantes do seu partido (Conservador) assumindo o voto contra ao desejo do seu Líder. Na derrota mais estrondosa já alguma vez sofrida no Parlamento Britânico e levando o líder da oposição o Trabalhista Jeremy Corbin a colocar hoje sobre a mesa uma Moção de Confiança ao Governo de Theresa May (a sr votada esta quarta-feira pelas 19:00): no entanto e apesar da pressão esperando-se que o Governo não caia pelo menos para já (sob o peso do momento, assim como desta moção) com os Conservadores a votarem em peso contra a dita moção (Trabalhista) aí sendo acompanhados pelos seus aliados (os Unionistas) – e assim sendo maioria (na votação de hoje).

 

Num Evento que certamente terá repercussões em Portugal – ou não fosse o Reino Unido um dos nossos tradicionais aliados (até já nos tendo feito no passado um nada gracioso ultimato).

 

(imagem: thetimes.co.uk)

 

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:20

 

Depois de iniciarem o seu próprio projeto de construção de uma Estação Espacial (agora que a ISS caminha rapidamente para o seu fim de atividade), lançando-se agora em direção ao nosso único satélite (natural) com a intenção de lá colocar a primeira base lunar (terrestre).

 

Colocados sobre a superfície do nosso satélite natural dois módulos terrestres

 

– Um módulo de alunagem e um ROVER –

 

6780078.jpg

O Outro Lado da Lua

Visitado pela China

(e com o ROVER já circulando)

 

Tendo como remetente a CHINA e a sua agência espacial CNSA,

 

Protagonizando neste episódio como um dos fatores relevantes desta missão

 

– E relevando todo o poderio científico e tecnológico chinês na área da EXPLORAÇÃO ESPACIAL, juntando-se aos EUA e à RÚSSIA –

 

A chegada pela 1ª vez de um artefacto de origem terrestre ao OUTRO LADO DA LUA

 

– A sonda automática CHANG’E-4:

 

O lado que observado pelo HOMEM a partir da TERRA nunca está visível, já que a Lua nos apresenta sempre a mesma face virada para nós.

 

Sendo assim os chineses os pioneiros nesta exploração lunar

 

– Tocando

The Dark Side of The Moon

(lado escuro para nós, apenas porque não o vemos) –

 

Num dos lados da Lua só anteriormente explorados por módulos orbitais.

 

iStock-153687718-1024x383.jpg

Base Lunar em perspetiva

Com os chineses querendo tomar a dianteira

(e com a Chang’e-4 a abrir o caminho)

 

[Uma boa hipótese para muitos dos teóricos da Conspiração (aqui com a colaboração dos Chineses) tentarem resolver alguns dos (seus) Mistérios da Lua, como a de que a mesma seria um elemento estranho (tendo cá chegado mais tarde), seria eventualmente oca (não maciça como a Terra), podendo ainda albergar alienígenas (razão pela qual os norte-americanos lá não voltaram) – não gostando estes da nossa presença por lá.]

 

(imagens: cnsa.gov.cn e gaia.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:58

15.01.2019/12:00

 

Na 1ª ronda do Masters com o belga Luca Brecel a eliminar com alguma surpresa o norte-irlandês Mark Allen – atual detentor do Troféu (conquistado em 2018) e líder do Ranking Mundial da Época (2018/19).

 

2.40599221.jpg

Mark Allen X Luca Brecel

Masters 2019/1ª Ronda

(um encontro definido na negra a favor de Brecel)

 

Depois do início da LIGA dos CAMPEÕES a 1 de Janeiro de 2019 – tendo-se já concluído 4 dos seus 7 grupos que apurarão os 7 vencedores para o Grupo Final a realizar a 13/14 Março (já apurados Neil Robertson/AUS, Jack Lisovski/ING, Judd Trump/ING e Stuart Bingham/ING) – desenrola-se desde 13 de Janeiro o Masters 2019 (em Londres): decorrendo até 20 de Janeiro (dia da Final), tendo como jogadores convidados o Top 16 do RM (após a realização UK Championship) e como detentor do troféu Mark Allen/IRLN (eliminado logo na 1ª ronda).

 

E dos 4 encontros da 1ª ronda já realizados (concluindo-se quarta-feira, dia 16) tendo-se registado os seguintes resultados:

 

1ª Ronda

J

N

RM

F

J

N

RM

1

Luca

Brecel

BEL

14º

6-5

Mark

Allen

IRLN

2

Ding

Junhui

CHI

6-1

Jack

Lisovski

ING

16º

3

Ryan

Day

GAL

13º

6-5

John

Higgins

ESC

4

Ronnie

O’Sullivan

ING

6-2

Stuart

Bingham

ING

12º

(J: Jogador N: Nacionalidade RM: Ranking Mundial F: Frames)

 

Uma prova por convites não contando para o RM, uma das mais antigas da modalidade integrando a TRIPLE CROWN (juntamente com o UK Championship e o Campeonato do Mundo) e atribuindo ao vencedor um prémio de 200.000£. Com o jogador ainda no ativo mais vezes tendo ganho o MASTERS a ser THE ROCKET (Ronnie O’Sullivan) com 7 Vitórias (5 outras vezes Finalista vencido), seguido de Mark Selby com 3vitórias (2 outras vezes como finalista vencido).

 

Quinta-feira e sexta-feira decorrendo os Quartos-de-Final, com as Meias-Finais e a Final marcadas para sábado e domingo e com transmissão Eurosport.

 

Para no final do mês de Janeiro se iniciar (neste ano de 2019) a 1ª prova contando para o Ranking Mundial: o MASTERS da ALEMANHA (30 Janeiro/3 Fevereiro em Berlim).

 

16.01.2019/00:00

 

Neil_Robertson_Ding_Junhui_China_Open_Final_Snooke

Neil Robertson e Ding Junhui

Masters 2019/2ª Ronda

(os dois únicos não europeus presentes nos QF)

 

Quartos-de-Final

 

QF

Dia/Hora

J

N

J

N

17/08:00

Luca

Brecel

BEL

Ding

Junhui

CHI

17/14:00

Ryan

Day

GAL

Ronnie

O’Sullivan

ING

18/08:00

(M. Selby)

(S. Maguire)

(ING)

(ESC)

(J. Trump)

(K. Wilson)

(ING)

(ING)

18/14:00

Barry

Hawkins

ING

Neil

Robertson

(AUS)

 

E concluídos os dois encontros previstos para terça-feira (dia 15) com as vitórias de Neil Robertson/AUS/10ºRM (sobre Mark Williams/GAL/2ºRM por 6-3) e de Barry Hawkins/ING/7ºRM (sobre Shaun Murphy/ING/11ºRM por 6-2), estando praticamente definncluídos os dois encontros previstos para terça-feira (dia 15) com as vitórias de Neil Robertson/AUS/10ºRM (sobre Mark Williams/GAL/2ºRM por 6-3) e de Barry Hawkins/ING/7ºRM (sobre Shaun Murphy/ING/11ºRM por 6-2), estando praticamente definidos os Quartos-de-Final do MASTERS – a disputar quaridos os Quartos-de-Final do MASTERS – a disputar quarta-feira e quinta-feira – conforme o quadro indicado anteriormente.

 

(imagens: irishexaminer.com e maximumsnooker.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:29

15
Jan 19

 

Com o Sol não só a assistir, como sobretudo (e umbilicalmente) a colaborar.

E em momentos de fraqueza (todos os seres tendo ciclos) com outros a aproveitar

– E em vez dos solares tendo aí os raios cósmicos.

 

helioportal_webbanner-2015.jpg

Na previsão das condições do Tempo no Espaço/Spaceweather

Tendo que estar sempre presente a ligação Sol/Terra

(imagem: nasa.gov)

 

Quando já muitos (de nós) e há demasiado tempo (há muitos anos) nos chamavam a atenção (observação e reflexão) para a progressiva e perigosa inclinação (longitudinal) que o Eixo Económico da Terra (aqui mais real do que virtual) nos ia apresentando e (como consequência bem visível) proporcionando – com esse Eixo deslocando-se do Império de Washington (EUA) para o Império de Pequim (China) nunca os mesmos poderiam deixar para trás (ninguém deixa para trás a Terra dos Sonhos) a possível relação que tal Evento (Civilizacional) poderia ter com um outro Evento (Geológico): com este último associado à deslocação do Eixo (Virtual) da Terra, ao geomagnetismo e até à atividade solar.

 

north-pole-arctic.jpg

Earth's magnetic north pole has been rapidly shifting

From Canada to Siberia in recent decades

(imagem: Getty/iStock/independent.co.uk)

 

E se a nível Económico-Financeiro (e olhando para tudo isto como um Europeu) se torna cada vez mais evidente essa movimentação ainda mais para Oriente dos focos principais de decisão e de poder Mundial (não só de dinheiro, como de mercadorias e de seres humanos) com os centros de maior interesse Global a deslocarem-se do continente Europeu para o continente Asiático e com a China a assumir a liderança da Ásia detendo imensas reservas de ouro (contrapondo o seu/ouro valor real, ao valor/papel simbólico do dólar) e criando o seu Banco Mundial (paralelo ao World Bank) – ter-se-á sempre que tratar como fator principal na luta pela nossa sobrevivência (da nossa e restantes espécies) conhecer-se o melhor possível (e antecipadamente) a qualidade do ambiente (ecossistema terrestre) onde estamos instalados (incluindo influências exteriores como as oriundas do Sol).

 

Figure1.png

Com o Sol – diminuído o nº de manchas visíveis – a caminho de mais um mínimo

Mais cedo do que se pensava neste 24º ciclo solar

(gráfico: stce.be)

 

“By about 2030-2040, the Sun will experience a new grand solar minimum. During the previous grand solar minima – i.e. the Spörer Minimum (ca 1440-1460), the Maunder Minimum (ca 1687-1703) and the Dalton Minimum (ca 1809-1821) – the climatic conditions deteriorated into Little Ice Age periods.”

(Nils-Axel Morner em Natural Science/researchgate.net)

 

Tendo-se para tal de falar de Geomagnetismo (tentando compreender a evolução das movimentações no núcleo da Terra – de grandes massas de ferro – influenciando caraterísticas do campo magnético terrestre como intensidade/deslocação) e (por existir intercâmbio) da influência Solar (ou em alternativa Cósmica). Num momento do Ciclo Solar em que a estrela de referência (o Sol) se encontra a atravessar um mínimo de atividade (à sua superfície), com poucas (por vezes nenhumas) manchas (solares) visíveis na sua coroa solar – e em que tendo que se relevar a relação estreita e bidirecional existente entre o Sol e a Terra (Umbilical) – muitos dos eventos que no presente decorrem (e se sucedem) e nos deixam extremamente atentos (por desconhecimento por vezes alarmados) relativamente à sua evolução (pelas repercussões que daí sairão) e influência direta no nosso Lar (a Terra) poderão ter como contribuinte o Sol e como objeto de aplicação a Terra, originando (entre outros fenómenos por todos observado e como tal aceites como o Aquecimento Global e as Alterações Climáticas) o movimento do Campo Magnético da Terra e a deslocação do Eixo da Terra, alterando não só o modelo magnético do nosso planeta como de orientação todos os sistemas (com o Polo Norte magnético a deslocar-se do Canadá em direção à Sibéria), utilizados pelas mais diversas aplicações (como por exemplo e para o cidadão comum nos smartphones).

 

d41586-019-00007-1_16383826.jpg

Trajeto da deslocação do Polo-Norte magnético

Na sua viagem do Canadá para a Sibéria

(imagem: World Data Center for Geomagnetism/Kyoto University/nature.com)

 

Segundo os geólogos (não entendendo ainda muito bem o mecanismo do fenómeno em curso) com o Campo Magnético da Terra a movimentar-se do Canadá em direção à Sibéria (russa), segundo entendimento dos mesmos com tal (fenómeno geológico) a ser motivado por um intenso fluxo de ferro líquido sendo fortemente impulsionado e circulando no interior do núcleo do nosso planeta. Afetando naturalmente as caraterísticas do Campo Magnético da Terra, anteriormente enfraquecido (pela fraca atividade solar a caminho de um mínimo) e agora deslocado (da sua posição anterior por forças interiores terrestres) e assim talvez contribuindo para o seu atual enfraquecimento e para a nossa maior exposição a tudo o que de nocivo e mortal possa vir do Espaço exterior rodeando o nosso planeta – sabendo-se o papel protetor do Campo Magnético, para a preservação da Vida existente à superfície deste Mundo (o do Homem). No terceiro planeta mais distante do Sol – o único conhecido com Vida Inteligente – onde um dos seus polos e há muito tempo, permanece irrequieto. E ainda com a rotação da Terra a diminuir e os sismos e outros fenómenos geológicos (como as erupções e tsunamis) a aumentarem.

 

(imagens: as indicadas)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:21

11
Jan 19

Com Seres Vivos Pelo Meio

 

DEM Obama e REP Trump:

Na prática unidos na mesma luta (contra a invasão alienígena)

Mesmo que tal não o pareça (tal a esquizofrenia reinante).

20160730_woc906.jpg

O Muro do Presidente Trump

Começado a ser construído no ano de 1994

Com Bill Clinton então Presidente

Faz este ano um quarto-de-século

Neste contexto Muro/Alienígenas sendo conveniente recordar a coincidência do primeiro mandato como 44º Presidente dos EUA do DEM Barack Obama (2009/2013), com o período correspondente ao maior número de deportações em toda a História da América e de todos os Presidentes dos EUA (2008/2013); começando a descer (o nº de deportados) por volta de 2013 e estabilizando esse número em 2015 – ainda assim acima dos valores do 43º Presidente e REP George W. Bush assim como do 45º Presidente e igualmente REP Donald Trump. E não tendo este Presidente para já construído nada do muro, ficando-se ainda por saber a quem verdadeiramente (o muro) interessa. Enquanto na fronteira nos mostram Droga, Dinheiro e Armas (pelas mãos de DT representante REP e contando com a colaboração da FOX e o boicote generalizado/insultuoso ao atual Presidente de estações DEM lideradas pela CNN) e por outro lado os DEM se refugiam na sua única (e esquizofrénica) função de Incinerar Trump (mesmo recorrendo a manipulações como pôr guardas fronteiriços aparentemente sobre ordens de trump a destruírem garrafões de água de auxílio aos emigrantes, quando essas imagens se referiam a um período anterior com Obama Presidente) em vez da procura de uma verdadeira alternativa (sem os Clinton & Associados) no interior do seu partido e mais próxima das suas tão diversificadas (e ricas) bases de apoio: por parte dos brancos, das mulheres e das minorias – como a população negra e indígena – assim como das crescentes e cada vez mais importantes comunidades latino-americanas (como as oriundas do México e da América Central). Só assim se eliminando (de vez) as associações Trump & Cinton, adotando o desejo de grupo e não a ambição de um indivíduo.

 

Trump, Muro, Shutdown e Emergência Nacional

(contra a Invasão Aliena oriunda lá do Sul)

 

xip1d486mv4x.jpg

Procurando-se com afinco a diferença

Entre um Trump e um Clinton

Na sua grande semelhança

Seeming the same shit

 

Para além de tudo o que se possa passar na realidade socioecónomica (para já não falar na financeira) registada no interior do território dos EUA

 

– Limitado a norte pelo Canadá (podendo ser considerado o 51º estado norte-americano, mas com um estatuto de maior autonomia), a sul pelo México (origem dos alienígenas sobretudo mexicanos) e nas laterais pelo oceano (Atlântico e Pacífico) –

 

O que passa cá para fora depois de extremamente filtrado (por estações como a CNN por um lado/DEM e a FOX pelo outro/REP) e neste início de fim-de-semana (de 11 de Janeiro do Ano Novo de 2019),

 

Refere-se mais uma vez ao sempre presente (uma das promessas eleitorais de Donald Trump) MURO de TRUMP e às consequências de mais uma embrulhada (em tudo muito semelhante a outra ocorrida antes com Obama) envolvendo DEM’S e REP’S (as duas faces da mesma moeda o Dólar):

 

Com cerca de 800.000 funcionários (públicos) ao serviço do Governo dos EUA a verem temporariamente (por tempo indeterminado, podendo ser semanas ou meses) os seus ordenados suspensos – tendo e tal como todos os meses compromissos a cumprir – ficando a aguardar em casa que os chamem de novo ao trabalho

 

gettyimages-182994128.jpg

Devido ao encerramento das agências governamentais

Com os Parques Nacionais fechados

Exceção feita confirmando a regra

À Presidência, ao Senado e ao Congresso

 

E simultaneamente com o Presidente dos EUA face à irredutibilidade dos DEM em relação à construção do Muro e ao seu financiamento,

 

A declarar o Estado Nacional de Emergência (uma prerrogativa do Presidente ultrapassando o Congresso) forçando assim a sua pretensão (de prosseguir com o Muro) e ao mesmo tempo e como consequência terminando com o encerramento (Shutdown) dos Serviços Governamentais (para descanso dos funcionários).

 

Numa ação semelhante (de Trump), dirigindo-se ainda aos mesmos (funcionários e emigrantes), mas com patente detida (pelo menos anteriormente) pelo seu antecessor (Obama).

 

E numa estratégia Democrata para derrotar Donald Trump – e o partido Republicano – nas Presidenciais de 2020, que pelos resultados (para já) obtidos não parece favorecer em nada as pretensões dos Democratas em lá colocar Hillary:

 

Agora que até Bernie Sanders (último adversário de Hillary Clinton/HC) está na lista (reservada) do movimento Me Too e sabendo todo o Mundo (e o Povo) que à 3ª (de HC) é que é de vez!

 

(imagens: economista.com – reddit.com – businessinsider.in)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:51

De acordo com um estudo recente

As Plantas não só Pensam como também Comunicam.

 

230315_Bees_1.jpg

Com o Mundo Vegetal (Plantas)

E o Mundo Animal (Abelhas)

Comunicando entre Si

 

Habituados a uma abelha-animada que fala (na BD e nos Desenhos Animados) e informados de que para além de nós (animais racionais e porque não irracionais) as plantas também pensam, investigadores (da Universidade de Telavive) colocam agora a possibilidade (em dois estudos seus agora publicados) das plantas para além de pensarem também comunicarem

 

– Através de ondas de ultrassons emitidas pelas mesmas.

 

E segundo esses mesmos investigadores trabalhando em Israel, com os sons emitidos pelas plantas a poderem ser escutados a alguns metros de distância, não só por outras plantas como até por animais:

 

Segundo as suas investigações e experiências levadas a cabo com Abelhas (aproveitando a conhecida relação Abelhas/Flores conferida pela polinização) (1) com as plantas (a serem polinizadas) a reconhecerem a aproximação das abelhas (os polinizadores) através dos sons pelas mesmas emitidas começando a produzir o seu néctar em poucos minutos

 

E para além disso (2) com as mesmas plantas (noutras ocasiões) a chegarem a comunicar (para o exterior) igualmente pela transmissão de sons com outras plantas (e até com animais).

 

No caso desta investigação e cingindo-nos às plantas com os cientistas a utilizarem (nas suas experiências) o Tomate e o Tabaco, recolhendo e relacionando a reação das mesmas com as alterações das condições de saúde, de humidade e de outros fatores (importantes) ambientais

 

– Notando-se uma variação nos ultrassons pelas mesmas plantas emitidas, correspondente à alteração dos valores dos parâmetros pelo meio ambiente oferecido.

 

Ultrassons na ordem dos 55Khz não audíveis por nós, mas sendo-o por outros animais (que ouvindo-os e como reação, sempre poderão responder).

 

Mas para estar mais bem informado sobre mais estas revelações envolvendo o Mundo Vegetal nada melhor do que consultar os dois artigos agora publicados:

 

Flowers respond to pollinator sound within minutes by increasing nectar sugar concentration” e “Plants emit remotely detectable ultrasounds that can reveal plant stress”.

(biorxiv.org)

 

(imagem: Getty Images)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:45

Janeiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
14
18
19

20
21
22
23
24

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO