Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

08
Jan 19

[Alguma Vez Explorado Pelo Homem: ULTIMA (a esfera maior) THULE (a esfera menor), numa extensão de mais de 30Km. Dificilmente habitável, talvez para sinalização ou para mineração.]

 

Entrando em nossa casa logo após a Passagem de Ano

 

190102164307_1_900x600.jpg

O KBO

(Kuiper Belt Object)

Ultima Thule

(um sistema binário constituído por duas-esferas-unidas)

 

Passagem no passado dia 1 de Janeiro de 2019 (dia de Ano Novo) da sonda automática NEW HORIZONS (de origem norte-americana) nas proximidades do objeto transnetuniano ULTIMA THULE (localizado no Cinturão de KUIPER), quando a mesma (sonda) se encontrava (meia-hora antes de atingir o ponto de maior aproximação) a cerca de 28.000Km de distância (do KBO). Numa imagem capturada pelo instrumento ótico LORRI instalado na dita sonda. Com a sua forma/aparência (de assinalar) por poucas vezes observada, podendo fornecer informações (adicionais) sobre a formação de planetas (há 4,5 biliões de anos no passado).

 

"This flyby is a historic achievement. Never before has any spacecraft team tracked down such a small body at such high speed so far away in the abyss of space. New Horizons has set a new bar for state-of-the-art spacecraft navigation."

(Alan Stern/New Horizons Principal Investigator of the Southwest Research Institute in Boulder, Colorado/sciencedaily.com)

 

Um KBO (ultrapassado o planeta-anão PLUTÃO) localizado a uma distância de aproximadamente 44,6 UA do Sol (ou seja muito perto dos 6.700 milhões de Km), tomando como referência de velocidade máxima atingida por uma nave espacial – a sonda solar PARKER com os seus 692.000Km/h (mais de 190Km/s) – demorando mais de 400 dias a lá chegar (viagem Terra/Ultima Thule).

 

(imagem: NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:27

Neste Milénio com o Homem já nas luas de Júpiter/Saturno – ou mesmo muito mais além!

(ou então nos arredores como Europa/Ganimedes/Calisto)

 

Apresentando o Mundo mais intenso a nível de Atividade Vulcânica em todo o Sistema Solar (incluindo nele todos os corpos celestes aí se movimentando): uma das 79 luas do maior planeta do nosso Sistema (Júpiter) IO (de dimensão ligeiramente maior que a nossa LUA). Falando um pouco de nós deixando a grande distância (e em termos comparativos) o Anel de Fogo do Pacífico (a região geologicamente mais ativa do nosso planeta a Terra).

 

JunoCam-Juno-Io-volcano-Dec-21-2018.jpg

1

Pluma vulcânica ejetada da superfície da lua de Júpiter IO

(ao centro/câmara da sonda JUNO/21 de Dezembro de 2018)

 

Uma imagem (1) registada pelas câmaras da sonda JUNO numa das suas várias passagens (previstas) em torno do planeta JÚPITER (orbitando-o a maior ou menos distância e aproximando-se/afastando-se de outros corpos celestes próximos, como as luas do planeta), mostrando-se ao centro uma erupção registada na sua lua IO (no ponto de separação entre a parte iluminada e a de sombra provocada pelo gigante-gasoso). Em dimensão a 3ª.

 

Galileo-Io-volcano-Jan-4-2019-800x450.jpg

2

Erupção vulcânica capturada pela sonda Galileu

(na sua passagem por IO no ano de 1997)

 

Como se pode ver com esta erupção vulcânica devido à sua grande intensidade (e brilho) a ser vista a grande distância no Espaço (do objeto observado), podendo-se com a melhor compreensão deste fenómeno (de ejeção de material da superfície da lua) entender todo o mecanismo envolvendo a influência do planeta Júpiter, não só com IO como com outras das suas muitas luas (como por exemplo EUROPA). Tal como já registado pela Galileu (2).

 

Voyager-1-Io-south-pole-1979-793x1024.jpg

3

Planícies vulcânicas na proximidade do polo sul de IO

(registado pela VOYAGER 1 no ano de 1979)

 

Aproveitando para referir que nas missões de exploração entretanto tendo vindo a ser desenvolvidas no Sistema Solar (na procura de outros Mundos/que não a Terra, de preferência com alguma forma de vida orgânica), têm sido cada vez mais fortes as evidências não só da evolução registada em Mundos ainda jovens como por exemplo IO (3) – através de fenómenos geológicos – como simultaneamente tem surpreendido o número de (Mundos) potenciais candidatos à existência de Água: esse bem tão precioso para a existência do Homem, como poderá ocorrer no caso de outra lua (de Júpiter) como por exemplo Europa.

 

Construída a Estação Espacial (ou outra plataforma móvel nas proximidades da Terra) e atingida a Lua e Marte (prevendo-se para a década de vinte), com o Homem a estar pronto (ultrapassado o protótipo) para as Viagens Interplanetárias: aí atingindo as luas de Júpiter e de Saturno e abrindo novos caminhos na Exploração Espacial.

 

(imagens: NASA em earthsky.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:16
tags: , , ,

Janeiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
14
18
19

20
21
22
23
24

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO