Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

14
Mar 19

Liga dos Campeões

Final

14.03.2019 − Barnsley – Inglaterra

 

Martin Gould/ING 3 Jack Lisovski/ING 1

 

UXuktkpTURBXy8xMDk1NTQ1OTZkZGY4N2ExODRjOTYzN2Y0ZWF

Martin Gould

(1 prova de RM ganha/Open da Alemanha de 2015)

 

Concluída a Liga dos Campeões a 14 de Março (21ª prova do Circuito Mundial/Época 2018/19 e 5ª prova não contando para o Ranking Mundial/RM) − com a vitória de MARTIN GOULD/ING − e com 3 provas de RM ainda por disputar antes do início do Campeonato do Mundo de 2019 (Qualificações a partir de 10 de Abril) – Open de Gibraltar (vencedor/25.000£), Tour Championship (vencedor/150.000£) e Open da China (vencedor/222.000£) – decorre desde a passada quarta-feira (13/03) o Open de Gibraltar: prova que decidirá qual o jogador sucedendo a RYAN DAY/GAL (detentor do troféu conquistado em 2018) e que simultaneamente decidirá quais os 8 jogadores a participarem no Tour Championship (prova fechada aos 8 melhores de um RM a um ano incluindo o Open de Gibraltar) − de momento com 6 jogadores já apurados (Mark Allen/IRLN, Ronnie O’Sullivan/ING, Judd Trump/ING, Neil Robertson/AUS, Mark Selby/ING e Mark Williams/GAL) e 2 ainda por definir.

 

À entrada da 22ª prova desta época (17ª prova de RM) – o Open de Gibraltar (13/17 Março) com o inglês Martin Gould a juntar o seu nome à lista de 12 jogadores tendo ganho no mínimo 1 prova (em 2018/19) e simultaneamente a obter o seu melhor resultado no mesmo período (de tempo): a referida vitória na Liga dos Campeões de 2019, já pelo inglês conquistada no ano de 2013 (e sendo ainda vice-campeão em 2014).

 

maxresdefault.jpg

Ronnie O’Sullivan

(Vice-Líder do RM e Vice-Líder do Ranking Época 2018/19)

 

Entretanto e iniciado o Open de Gibraltar – e destacando-se aí todo o TOP 7 do RM ausente com o interesse do mesmo (para além de se saber quais os semifinalistas e o vencedor do troféu e das 25.000£) a centrar-se no desempenho daqueles jogadores que ainda poderão ter entrada no TOUR CHAMPIONSHIP (2 lugares ainda vagos): e na corda bamba estando os ingleses Stuart Bingham, Kyren Wilson, David Gilbert e Jack Lisovski − desejando certamente participar neste torneio de RM, fechado e bem apetitoso (prémios de 20.000£/40.000£/60.000£/150.000£). Isto se mais tarde quiserem usufruir do privilégio de integrar o TOP 16 do RM e assim terem direito de acederem diretamente à Fase Final do Mundial (de 2019) sem se sujeitarem às 3 (duras) eliminatórias de Qualificação. Depois apenas lhes restando (antes do Mundial) o milionário OPEN da CHINA.

 

De momento estando concluídas as duas rondas de Qualificação do Open de Gibraltar decorrendo esta sexta-feira e sábado (15/16 Março) a 1ª/2ª/3ª rondas da prova (de onde sairão 16 jogadores para a 4ª ronda).

 

(imagens: sport.onet.pt – Snosoker Match Extra/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:43

Red alert

As extremely dangerous Tropical Cyclone

"Idai"

Closes in on Mozambique

(watchers.news)

 

tc-idai-meteo-france-march-12-2019-op.jpg

Trajeto do Ciclone IDAI em Moçambique

 

Com a chegada a terra do ciclone IDAI (que já terá afetado na sua passagem mais de 150.000 pessoas e causado 38 vítimas mortais – e com rajadas de vento atingindo os 150Km/h) sendo lançado um alerta meteorológico Vermelho (o mais grave) para Moçambique e para as próximas horas (fim do dia 14/início do dia 15).

 

Nas previsões meteorológicas (nos 75% de probabilidade de se confirmarem) com as mesmas a apontarem para a passagem do centro (o Olho) da tempestade IDAI pela costa moçambicana (dias14/15), atingindo-a entre a localidade de CHINDE (a norte) e de CHILOANE (a sul) e intensificando-se (a tempestade) à medida da sua aproximação (a terra).

 

tropical-cyclone-idai-march-12-2019-terra-modis-bg

O Ciclone IDAI a 12 de Março

 

Podendo ser atingidas durante a passagem de IDAI rajadas de vento (máximas) muito próximas dos 200Km/h e o aparecimento de vagas (no mar litoral) na ordem dos 3 metros de altura (na região da Beira sendo um pouco menor): e dada a intensidade de IDAI devendo-se cumprir todos os avisos.

 

(imagens: watchers.news/nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:41

[Um dia a Via Láctea e Andromeda encontrar-se-ão e então terão um filho.]

 

Antes do fim da Terra (do Sol e do nosso Sistema) partiremos para outros destinos (tal como os navegadores, os emigrantes, os astronautas): mas tendo sempre em mente a nossa própria origem (onde todos nós nascemos), mantendo-a sob contínua observação para um possível e desejado retorno (senão à zona de conforto pelo menos à região).

 

potw1909a-2000x1200.jpg

Galáxia NGC 6052

Resultado da fusão de 2 outras galáxias

(NGC 6052A e NGC 6052B)

E um exemplo do que sucederá aquando da fusão

Entre as galáxias Via Látea (a nossa) e Andromeda

 

Em rota de colisão prevista para ocorrer dentro de cerca de 4,6 biliões de anos (aproximadamente a mesma idade que terá o nosso Sistema Solar), as galáxias da VIA LÁCTEA e de ANDROMEDA (mesmo comportando grandes conglomerados de estrelas) acabarão naturalmente por se adaptar uma à outra (fundindo-se) dando origem a uma nova galáxia: tal como o evidencia a galáxia NGC 6052 (descoberta em 1784 pelo astrónomo britânico William Herschell) inicialmente pensando-se ser uma simples galáxia (pelo próprio W.H.), mais tarde catalogada como irregular e no presente sendo definida como resultante de outras duas galáxias, pré-existentes e fundindo-se posteriormente: NGC 6052A e NGC 6052B.

 

“Merging galaxies can be a beautiful site, as the gravitational forces draw long wispy streams of stars into fluid-like shapes. The Mice galaxies, NGC 4676 A and B are in the process of merging and are one of the most striking examples of merging galaxies.”

(Evan Gough/universetoday.com)

 

Um Evento astronómico que poderíamos pensar ir ter um grande impacto no nosso planeta ou não integrasse a Terra o Sistema Solar e este a galáxia Via Láctea (sistema/solar localizado na extremidade de um dos braços da galáxia/via láctea) – podendo-se correr o risco de assistirmos a colisões de estrelas, de planetas e de outros corpos celestes (nesta vastíssima região do Espaço) e sofrermos as consequências desses acontecimentos (para o Homem e restantes seres vivos) verdadeiramente Apocalípticos e ao nível (definitivo) da Extinção – mas que na realidade já em nada nos afetará (nesse Futuro a decorrer dentro de 4,6 milhões de anos) com o Sol JÁ transformado numa Gigante Vermelha e com a Terra sem a presença do Homem ou de qualquer sinal de Vida.

 

“The meeting will take hundreds of millions of years to conclude, if not billions. It’s unlikely that any civilization going through a galaxy merger and surviving it can really come to grips with it. And in 4.5 billion years, our own Sun will be a red giant, and there will likely be no humans or anything else left alive on Earth. But, if there are some future, distant relatives of ours alive at that time, somewhere in the Milky Way, this is what they might experience, according to NASA.”

(Evan Gough/universetoday.com)

 

E com a estabilização do processo de fusão das 2 galáxias com o resultado (dessa Evolução) a estabilizar-se surgindo uma nova galáxia: como a galáxia NGC 6052 registada na imagem (inicial) com a ajuda preciosa do telescópio Hubble. E (ainda) por conclusão presente advindo da experiência e aplicando-se no futuro (e à nossa situação como terrestres, solares e lácteos que hoje somos) com a NASA até a expor-nos as diferentes fases (cinco) do processo (mesmo que já cá não estejamos na altura) não certamente para quem por cá ficar, mas obviamente para quem um dia partir.

 

(consulta e imagem: universetoday.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:38

Março 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

16


29
30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO