Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

05
Abr 19

Ou seja:

 

“Tal como acontece com o peixe,

devemos ter cuidado com aquilo que comemos,

pois poderemos em vez de comer,

estar a engolir o anzol que nos lançaram.”

 

Num artigo científico publicado (3 Abril 2019) em THE LANCET (thelancet.com) e espelhado em SCIENCE DAILY (sciencedaily.com), a constatação de que 1 em cada 5 mortes registadas no Mundo se devem a problemas de má nutrição (ou seja 20%) − e de como seria fácil resolver este problema tirando a vida (a nível global) a cerca de 11 milhões de pessoas:

 

“People in almost every region of the world could benefit from rebalancing their diets to eat optimal amounts of various foods and nutrients, according to the Global Burden of Disease study tracking trends in consumption of 15 dietary factors from 1990 to 2017 in 195 countries.”

(The Lancet/ScienceDaily)

 

190403193702_1_900x600.jpg

Comida-de-Plástico

(ou Junk Food)

 

Propondo algo daquilo que todos nós já há muito interiorizamos como sendo o basicamente necessário (e fundamental para a sobrevivência do Homem e das mais de 7,5 biliões de almas, compartilhando o espaço disponível com outras das 25% das espécies, ainda no decorrer desta 6ª grande Extinção Maciça não desaparecidas) − uma melhor distribuição e equidade a nível alimentar e da saúde, dessa forma equilibrando a balança da “densidade demográfica/disponibilidade tecnológica” presente, no tempo em que hoje vivemos inexplicavelmente (e em sentido contrário) proposta (imposta por um) e aceite (inconscientemente por muitos) tendo “de um lado 1 pessoa/99 frangos e do outro 100 pessoa/o frango restante– enquanto quem controla o Mundo (e o funcionamento natural e em pleno do nosso Ecossistema − a Economia e as Finanças, o Mercado) recusa essa mesma inversão (de mentalidades, científica, evolutiva), mantendo a maioria (estrategicamente) isolada (sem ninguém por perto a quem recorrer) e simultaneamente controlada por asfixia (do dinheiro, das armas, da corrupção). Mantendo-se assim o grande desequilíbrio (entre hemisférios, entre continentes), o crescimento incontrolável das vítimas mortais (por fome, guerras, doenças) e a incapacidade brutal de distribuir, a grande abundância existente (nos países ricos) pelos homens entretanto esquecidos (nos países pobres). De nada parecendo valer a força das palavras chocadas com as realidades deste Mundo.

 

"Globally, one in five deaths are associated with poor diet"

 

The study estimates that one in five deaths globally  equivalent to 11 million deaths are associated with poor diet, and diet contributes to a range of chronic diseases in people around the world. In 2017, more deaths were caused by diets with too low amounts of foods such as whole grains, fruit, nuts and seeds than by diets with high levels of foods like trans fats, sugary drinks, and high levels of red and processed meats.

 

gr2.jpg

Taxa de mortalidade por 100.000 pessoas

(da mais baixa a azul/<105, passando verde/amarelo/laranja, à mais alta a vermelho>396)

 

The authors say that their findings highlight the urgent need for coordinated global efforts to improve diet, through collaboration with various sections of the food system and policies that drive balanced diets.

 

"This study affirms what many have thought for several years that poor diet is responsible for more deaths than any other risk factor in the world," says study author Dr Christopher Murray, Director of the Institute for Health Metrics and Evaluation, University of Washington, USA. "While sodium, sugar, and fat have been the focus of policy debates over the past two decades, our assessment suggests the leading dietary risk factors are high intake of sodium, or low intake of healthy foods, such as whole grains, fruit, nuts and seeds, and vegetables. The paper also highlights the need for comprehensive interventions to promote the production, distribution, and consumption of healthy foods across all nations." (continua em sciencedaily.com/releases/2019/04/190403193702.htm)

 

No final com o estudo dadas as circunstâncias (nem todos tendo acesso aos produtos alimentares) e como possível solução (diferente sendo na América/gastos de apenas 2% dos rendimentos em frutas/legumes ou sendo em África/52%) a apresentar talvez como proposta ou então como adicional o estabelecimento de um (certo tipo de) Menu:  A Menu of integrated policy interventions across whole food systems, internationally and within countries, is essential to support the radical shift in diets needed to optimise human, and protect planetary health." (siemcedaily.com)

 

Apesar de tudo continuando a acreditar no Homem (na Ciência, na Cultura, na Memória, enfim na Evolução), mas por outro lado tendo de reconhecer a força tremenda do Sistema e da Estrutura que o suporta (como Sobrevivente apologista do status quo), no seu conjunto uma Entidade Profunda (e desconhecida/como o denominado Deep State) não nos abrindo ao Mundo e informando (soltando-nos a Imaginação como crianças que somos ou Sujeitos), mas Superiormente (e com um desígnio, certamente não o nosso mas o seu) dirigindo e controlando (prendendo-nos numa Realidade Virtual como se fossemos adultos ou meros objetos).

 

“Nunca pensaram em qual será a verdadeira utilidade de um Espelho,

para além de nele vermos refletida a imagem de um objeto,

mas que o poderá ser objetiva ou subjetivamente?”

 

(imagens: vaaseenaa/Fotolia/sciencedaily.com – thelancet.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:49

[E a nossa Crise Existencial]

 

“Aliens from Earth & Aliens from Space”

(reconhecendo a diferença)

 

Olhando para dois registos de uma sequência de vídeo (contínua e 24h/dia) obtida pelas WEBCAMS DE MEXICO no passado dia 27 de Março − tendo o vulcão POPOCATEPETL (atualmente em atividade ininterrupta) como protagonista – observando-se deslocando-se da esquerda para a direita um Objeto Voador Não Identificado (na gravação passando por trás da cratera do vulcão) faltando-se saber se um objeto, mais Matéria ou mais Energia e circulando a que velocidade (E=MC²) − podendo sugerir pela estranheza do evento (o aparecimento de tal bizarro objeto) e pela coincidência verificada ( o Popocatepetl estar em erupção), a presença dos tão falados (e maltratados) ALIENS, neste caso não os mexicanos mas os (será mesmo verdade?) SPACE ALIENS (pelos vistos pouco interessados no que se passa na fronteira México/EUA com os seus colegas do Muro os WALL ALIENS).

 

snapshot2.jpg

 

Com o objeto voador não identificado (no fundo um OVNI) a ser observado a passar a baixa altitude (topo do vulcão 5426 metros acima do nível médio da água do mar) nas proximidades do vulcão mexicano Popocateptl (localizado nem a 100Km da Cidade do México capital do país), brilhando sobre o tom escuro do céu noturno e apresentando a forma nada comum (para um veículo deslocando-se na nossa atmosfera) de um charuto-voador: e face ao que se diz sobre estes objetos (OVNI/UFO) tendo-se necessariamente que concordar tratar-se de um caso semelhante (este de 27 de Março no Popocatepetl) a muitos outros avistamentos, esmagadoramente associados a alta-tecnologia (por nós não produzida) e à presença (se não formos nós ou outra forma de nós) de extraterrestres (entre nós e/ou de visita). Pela velocidade (e sendo um ET) só mesmo em visita (de estudo) ou então em turismo – e estando de passagem pelo Golfo da Califórnia e dando um salto a Yellowstone.

 

E do seu brilho e da sua forma ficando-nos na memória (e cultura) este episódio fugaz desta série misteriosa e fantástica (aparentemente de ficção, mas já com muitas temporadas), real e para nossa fruição destinado à nossa reflexão e ao estender (ilimitado/sem fronteiras) da nossa Imaginação: podendo-se estar perante um simples avião (pilotado por terrestres) atravessando o espaço aéreo rodeando o vulcão (de origem terrestre), como estar-se em presença de algo de detetável/visível (pelos nossos órgãos dos sentidos) mas estranho ao nosso Mundo, capaz de se corporizar em forma de Matéria ou então de Energia (de origem extraterrestre).

 

snapshot3.jpg

 

Na questão (agora e aqui implantada) subadjacente a mais esta especulação/conspiração (típica de sectores marginais, muitas vezes inovadores, muitas vezes revolucionários) e envolvendo o nosso Universo (no qual se insere como detalhe menor o nosso Sistema e a nossa Galáxia), se o nosso (universo) não for apenas um entre muitos integrando um infinito e em contínua expansão Multiverso, isso dever-se-á a uma nossa conceção errada de Espaço e de Tempo baseado na nossa própria experiência única e limitada (respeitando as proporções, podendo ser equiparado na sua forma e no conteúdo ao de uma mosca) e subordinada à necessidade da existência de limites palpáveis (como o nosso nascimento e a nossa morte) como alicerces fundamentais do nosso curto percurso em Vida, não interiorizando que o que nós somos e o que o nosso Corpo Vivo representa, não é senão uma parte de um Universo Vivo que se estende do infinitamente grande ao infinitamente pequeno: e olhando-nos ao espelho vendo-nos replicados sem princípio nem fim.

 

E como diria Stephen Hawking (físico britânico/1942-2018) referindo-se aos seus maiores receios (para o futuro da Humanidade), não falando dos ET como ameaça para o Homem (contactando-o ou contactando-nos), mas do que a manipulação genética poderá brevemente provocar (com o aparecimento do Super-Homem terrestre): "Once such superhumans appear, there will be significant political problems with unimproved humans, who won't be able to compete. Presumably, they will die out, or become unimportant." (Stephen Hawking)

 

(imagens: webcamsdemexico.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:27

Abril 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10

15
16

21
25



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO