Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

02
Jun 19

[Falando-se aqui do nosso “Corpo” e da questão do seu “Relógio”.]

 

Circadian clocks:

Body parts respond to day and night independently from brain.

(University of California – Irvine/May 30, 2019/sciencedaily.com)

 

190530141443_1_900x600.jpg

Body Clocks Concept

 

Se não tiveres cuidado com o teu Corpo (o Povo trabalhador) e secundarizando-o, pedires ao teu Cérebro (o Chefe) para esquecer as suas queixas e lamentos, por pouco tempo que seja, não te poderás admirar que num ponto qualquer desse percurso e face ao abandono das Chefias, o Povo (ou partes dele) se revolte e tome a iniciativa (não respeitando a hierarquia, unilateralmente): independentemente das Ordens de Comando (aqui em falta), chamando às suas mãos (do Povo) o controlo do processo. E desse modo não respondendo o Órgão Central − como um Todo − às exigências de Manutenção Geral do Nosso Corpo, com cada uma das partes dele podendo (sem comunicação com outras) entrar repentinamente em ação, se por um lado até podendo (em certos casos, muito poucos) encobrir o problema (adiando-o),  por outro lado agindo unilateralmente, não respeitando as hierarquias e alterando o Ciclo Normal de Procedimentos, tornando-o (o processo normal de implementação) mais suscetível ao aparecimento de problemas (mais graves) como o serão (sem dúvida) as Doenças (sinónimo de mau funcionamento da nossa Máquina).

 

Researchers have suspected that the body's various circadian clocks can operate independently from the central clock in the hypothalamus of the brain.

(sciencedaily.com)

 

Can your liver sense when you're staring at a television screen or cellphone late at night? Apparently so, and when such activity is detected, the organ can throw your circadian rhythms out of whack, leaving you more susceptible to health problems.

(sciencedaily.com)

 

Até nas Máquinas (não biológicas, não inteligentes, não humanas) substituindo-se uma peça (defeituosa) por outra semelhante (mas não idêntica), mesmo que aparentemente tudo funcionando bem (durante uns tempos), mais tarde ou mais cedo e por incompatibilidade (não sendo as originais e com as mesmas características, das peças) com parte ou todo do Sistema a “poder ceder e até colapsar (de vez). E nesse sentido (e mais uma vez) não entendendo (de uma forma no mínimo intrigante ou então “dilacerante”) a conclusão só agora tirada a partir deste estudo oriundo da Universidade da Califórnia − será este o problema da Especialização debruçando-se sobre um fator e ignorando (como se os Processos/Procedimentos “Individuais” não influenciassem, não condicionassem) todos os outros? – quando constantemente e à nossa volta e no cumprimento (obrigatório=doença ou voluntário=saúde) do nosso quotidiano, nos deparamos com situações (reais) apontando para o mesmo molde (original) − mesma base de fundo − utilizando Réplicas (por Naturais, evoluindo na cadeia, sendo fidedignas).Não sendo justificado um Espanto, olhando-nos apenas num Espelho.”

 

[Fonte: University California-Irvine/sciencedaily.com/releases/2019/05]

 

(legenda e imagem: vectorfusionart/Adobe Stock/sciencedaily.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:41

[Da Autoridade Tributária via Direção-Geral de Finanças.]

 

“Fisco lança operação de fiscalização a casamentos em todo o país”

(jornaleconomico.sapo.pt/31.05.2019)

 

finanças no casamento.png

 

“Na mira do fisco estão as empresas de catering e de animação, o aluguer dos espaços do evento, fotógrafos e floristas.” (jornaleconomico.sapo.pt/31.05.2019)

 

Tendo os Noivos como Protagonistas, sendo submetidos a três obrigações (inopinadas e desproporcionadas) da Autoridade Tributária (AT):

 

  1. No caso dos casamentos, os noivos teriam de preencher um questionário;
  2. As ações de fiscalização, por norma, iriam realizar-se cerca de uma hora antes do início do copo de água;
  3. Não cumprindo (todos os requisitos da AT) sujeitando-se a coima.

 

Dando origem ao seguinte quadro:

(podendo dar para “Chorar”, mas sendo tanto o roubo à nossa volta − seja ele Público ou Privado − em caso de desespero e nada havendo mais a fazer, só dando mesmo para “Rir” ou então já “parcialmente paralisado” − tantas as notificações da AT recebidas − dando ainda e apesar de tudo para “Sorrir”)

 

featuredImageId89673.jpg

 

Objeto

Fiscalização

Obrigação

Pena

NOIVOS

Uma hora antes do copo-de-água (entrega de notificação p/ AT)

Entrega de um questionário

(preenchimento após notificação AT)

Coima de 3.750

(n/devolvendo o questionário em 15 dias)

 

Como não poderia deixar de ser – “só depois e analisadas as consequências (negativas) – optando-se pelo caminho mais fácil, não o da “procura de uma Solução”, mas resolvendo-se o problema (como que por “Magia) com “mais uma Demissão” (do Diretor das Finanças do Porto), uma simples e completamente inútil “Substituição”: e assim se tirando perante todos nós (que já não acreditamos em bruxas, apesar de muitos afirmarem existirem) mais “um Coelho-da-Cartola”.

 

Mas alargando-se a possibilidade de ação − não a apenas uma, mas às duas partes envolvidas − talvez amanhã se podendo controlar algo mais − como por exemplo a “Sogra− a pedido de uma só (tributando ou prestando tributo) ou então das várias partes (AT ou potencial tributado, ambos com ligações “familiares” próximas). Seguindo-se talvez a mulher (ou o homem), os filhos e o cão − e aqui no Algarve e a caminho do Verão, as minis, os caracóis e as ricas das nossas sardinhas, pequeninas, gostosas (“pingando-no-pão”), Algarvias.

 

(imagens: casamentoforte.com.br − C. A. Ayres/ familia.com.br)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:34

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13

19
20
21
22

24
25
27
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO