Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

31
Jul 19

[Vaga-lume ou Pirilampo são insetos coleópteros notórios por suas emissões de luz bioluminescente. Uma das espécies mais amplamente distribuídas e mais comuns na Europa, é a Lampyris noctiluca, na qual apenas os machos são alados. (wikipedia.org)]

 

O problema não reside na divisão do território entre rural e urbano (onde está a fronteira, já que interligados, um depende do outro), mas de como o Homem se “serve” destes dois tipos de organização: ignorando um deles (desprezando as diferenças e otimizando os lucros) ou tentando simplesmente replicar um no outro. E não ver mais os Pirilampos (quando eles ainda andam por aí) – exceção feita ao artificial e comercial Pirilampo Mágico − sendo uma consequência disso.

 

firefly-lightning-bug.jpg

O VAGA-LUME ou o PIRILAMPO

(da minha terra, da minha juventude)

 

Recordando os bichinhos-voadores e luminosos que com o chegar da noite e já no decorrer das férias grandes de Verão − com as suas características noites quentes convidando a sair de casa − se cruzavam connosco nos campos rodeando a cidade de Espinho, num tempo em que o sector imobiliário e paralelamente ao mar ainda pouco se estendia para além da Avenida 24 (em terrenos que poderíamos considerar agrícolas, estendendo-se meio aleatoriamente até Anta) e em que toda a fauna e flora local então existente ainda se aproximava e interrelacionava connosco: sinalizando a sua presença a partir de certas horas e conjuntamente connosco brincando e iluminando algumas das nossas aventuras − noturnas, de socialização, de exploração e típicas da juventude (algo que não deveria ser típico num momento, mas estender-se a todos as fases evolutivas da nossa vida).

 

Com o desenrolar do percurso destruindo inexoravelmente o campo (incluindo tudo o que ele representava, como por exemplo a Agricultura) e pulverizando-o em nome do progresso e do desenvolvimento (ainda-por-cima dito sustentado) debaixo de toneladas de cimento, de betão, de asfalto e outros produtos químicos, podendo afirmar que passado meio século e já depois de posteriormente ter assistido à destruição de mais esta “típica” vila piscatória de Portugal (como o poderiam dizer “os desterrados” da vila piscatória de Albufeira) – “destruída a memória e a cultura dos nossos antepassados e escrita a sua história por estrangeiros, restando apenas uma adaptação exterior e abusiva da realidade do passado” – ao chegar à minha antiga terra com tristeza e com algumas lágrimas nada sentir (como se nunca lá tivesse tido raízes), não sentindo os edifícios nem a presença das pessoas que anteriormente e em Espinho (mais ou menos afastadas) me tinham acompanhado: não estando eles mortos estando eu!

 

(imagem: Japan’s Fireworks/Shutterstock.com/earthsky.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:55

30
Jul 19

[E o fim anunciado e cantado, tal como o conhecíamos e conhecemos, da Região do Algarve.]

 

Indicando-nos a curto/médio-prazo a substituição do Algarve

(por parte dos camones britânicos)

e o retorno devido pelos insulares

(até por memória, cultura e respeito)

às praias dos seus antepassados

(ponto de partida e chegada de tantas Aventuras & Descobertas)

 

18d813c9-6251-4c38-bed9-f86ad2085ad7-11_AFP_AFP_1J

Britânicos de férias de Verão a quase 40°C

Na praia, junto do mar e protegidos por um guarda-sol

(não na costa do Algarve, mas na costa do UK no lado do Canal da Mancha)

 

Com a meteorologia no Reino Unido apoiando o BREXITEER BORIS e o BREXITEER FARAGE e antecipando-se a muitas das medidas obrigatoriamente a tomar – e assim assumindo o seu estatuto de ILHA – a bater neste Verão recordes de temperatura (nunca alcançados desde 2003) atingindo os 38,7°C: no caso em Cambridge/Inglaterra e acompanhando a onda de calor, varrendo toda a Europa (particularmente central e oeste como Bélgica, Alemanha e Holanda) exceção feita a Portugal (e parte da restante Península Ibérica). Um primeiro passo para que a curto/médio-prazo e abandonada a EU os cidadãos britânicos desistindo de antigos destinos (turísticos como Portugal) e optando por outros − entre eles localizados no seu próprio paíspegando num bocado de areia e num bocado de mar e compondo um cenário semelhante a uma praia, acrescentando um barracão, umas minis e umas sardinhas (importadas de Portugal e já agora e por típico incluindo o homem-da-grelha), podendo facilmente substituir o Algarve: logo ali ao lado (numa praia britânica) e muito mais económico (sem necessidade de túneis, barcos ou aviões). Entregando-o (toda a Região do Algarve) às Plataformas de Exploração Marítima (na busca de gás e de petróleo) e convertendo as unidades hoteleiras (e restantes estruturas associadas e já existentes) em Estaleiros (de material e pessoas) e porque não em Refinarias.

 

Num futuro com os portugueses (ainda não se tendo afundado devido às Alterações Climáticas, devido ao Degelo nos Polos e obviamente devido à existência de “Donald Trump”) a passarem as suas férias de Verão a mais baixas latitudes, talvez na Ilha, preferencialmente na Gronelândia.

 

(imagem: Ben Stansall/AFP/Getty Images/usatoday.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:07

Com o nosso Universo fazendo parte de um conjunto mais vasto o Multiverso

(de Universos relacionados, podem ser entre outros, os Mundos Paralelos)

 

Integrando Tempo, Espaço, Matéria, Energia, Magnetismo e Movimento

(como se o nosso Universo fosse apenas uma pequena parte, de algo muito maior)

 

hq720.jpg

 

[Num Universo comportando cerca de 10 biliões de triliões de planetas sendo naturalmente difícil de aceitar a não existência de Vida para além da existente na Terra, mantendo-se no entanto a conclusão quando num espaço próximo e limitado como o nosso (o Ecossistema Terrestre) somos postos perante múltiplos e diversificados vestígios (alegadamente paranormais e/ou alienígenas) sugerindo o contrário: com os diferentes objetos voadores não identificados sobrevoando a nossa atmosfera a serem convictamente “99% a 101%” de origem terrestre, não detido por qualquer nação mas por um poder marcante o enigmático mas sempre presente o “Estado Profundo” – conforme definição de “Deep State” do Collins English Dictionary (collinsdictionary.com) “a group of senior civil servants and military officials believed by some to exert secret control over its country's government”.]

 

No passado dia 22 e convidando (como se fosse uma manobra publicitária) à participação no Evento do dia 20 (daqui a quase 2 meses), com um novo UFO a manifestar-se (registado infelizmente e mais uma vez com fraca definição) nas proximidades da Área 51.

 

snapshot d.jpg

UFO nas proximidades da Área 51

(alongado/sem cauda/sem asas)

 

Com a estupidez humana atingindo um dos seus picos máximos aquando da passagem da “SILLY SEASON” – ou seja e segundo a Infopédia (infopedia.pt)

 

Expressão inglesa que designa o período do ano de menor intensidade informativa nos media, geralmente o período de verão. Pode ser traduzida por "estação ridícula". Nesta altura, os critérios de seleção jornalísticos tornam-se mais flexíveis, passando a considerar como relevantes assuntos que, geralmente, não constituiriam objeto de notícia.

 

giphy 2.gif

A 20 de Setembro salvando os alienígenas da Área 51

(giphy.com)

 

Talvez sendo uma opção para nos livrarmos desta asfixia intoxicante e meio imbecil de Verão (oficialmente devido às altas temperaturas, pondo-nos “o sangue a ferver”), em vez de olharmos para a superfície (ou seja para os problemas terrenos) olharmos para o que se encontra para além dele ou seja o CÉU.

 

E assim livrando-nos dos momentos repetitivos, monótonos e de miséria a nós proporcionados (não como um trabalho, mas como um emprego) durante quase um ano − dando sempre prioridade aos Objetos (constantemente renovados e produtores de mais-valia) sobre os Sujeitos (considerados de desgaste rápido e com custos de manutenção elevados) – nos poucos dias que nos restam porque não optar pela diferença (mesmo que não muito considerada, marginal, minoritária e até especulativa ou adepta da Conspiração): por exemplo pelos UFO’S.

 

snapshot a.jpg

[UFO deslocando-se da direita]

 

Ainda-por-cima numa altura em que se aproxima um Evento de Massas (nos EUA) com um grupo de terrestres a proporem a invasão da ÁREA 51 (em princípio onde se localizarão instalações secretas de organizações Governamentais norte-americanas, envolvendo UFO’S e EXTRATERRESTRES), eventualmente em mais um movimento (entre muitos outros aparentemente em curso nos EUA) de apoio às minorias, neste caso pretensa e ilegalmente aí presas, os “ALIENS (não do México mas) do ESPAÇO”.

 

Com o objetivo da prevista invasão da ÁREA 51 a ser pois a da libertação dos ALIENÍGENAS (do Espaço), aprisionados e talvez torturados (os primeiros talvez desde ROSWELL, em Julho de 1947) numas instalações secretas subterrâneas (vigiadas 24h/dia), situadas no estado do Nevada a pouco mais de uma centena de quilómetros de Las Vegas: num jogo não de CASINOS mas de busca de ALIENS (ambos envolvendo muito dinheiro – biliões/triliões de dólares − um no campo do Espetáculo outro no campo Militar).

 

snapshot b.jpg

[Passando pelo centro]

 

No próximo dia 20 de Setembro de 2019 (uma sexta-feira e último dia de Verão) e confirmando-se as previsões, com quase de 1  a 2 milhões de “Caçadores de Alienígenas” a tentarem invadir esta base militar e secreta (não se sabendo o que lá se passa) dos EUA, concentrando-se no Vale de Amargosa (Nevada) e ao mesmo tempo divertindo-se e correndo (em direção à base) ao estilo-Naruto (um sprint em princípio mais veloz, fazendo-se com o torso inclinado para a frente e os braços atirados para trás). Com os organizadores achando-se capazes e seguros (na sua ação/invasão), sem medo (das retaliações) dos militares:

 

giphy.gif

Procurando Alienígenas a 20.09 ao estilo Naruto-run

(giphy.com)

 

“We will all meet up at the Area 51 Alien Center tourist attraction and coordinate our entry. If we Naruto-run, we can move faster than their bullets. Let’s see them aliens.” (cosmopolitan.com/facebook.com/Storm Area 51, They Can't Stop All of Us)

 

Num Evento que a confirmar-se poderá ter consequências nada divertidas mas desastrosas, não para os pretensos EXTRATERRESTRES (aí aprisionados) mas para os INVASORES TERRESTRES, com os militares norte-americanos tentando defender a sua base (integrando a sua Força Aérea) a usarem todos os meios necessários e disponíveis para deter este ataque certamente Ilegal e Criminoso: podendo mesmo provocar feridos e mortos (daí os rumores de cancelamento) num cenário para já apresentado como um mero “Espetáculo & Divertimento”, próprio de um fim-da-Estação (de VERÃO) e não de um hipotético (mas real dado estarmos na América) Cenário-de-Guerra.

 

snapshot c.jpg

[Até à esquerda]

 

Mas mesmo com este risco (de Morte) mantendo-se (para já) o divertimento (pelo menos nas redes sociais como o é o Facebook):

 

“The aliens when they realize being freed from area 51 means they have to get a job.”

(Mira Gonzalez/@miragonz)

 

“My alien that I snuck out of area 51 asking for the WiFi password.”

(Whos Chaos/@WhosChaos)

 

Coincidência ou não no dia 22 de Julho de 2019 (segunda-feira anterior) com uma câmara de vídeo a registar a passagem de um objeto voador (alongado e sem cuda nem asas e em princípio não sendo um avião) não identificado (OVNI ou UFO) nas proximidades da região onde se encontra localizada a ÁREA 51, deslocando-se a grande velocidade e erguendo ainda mais alto as suspeitas do que por essas bandas se passará: podendo ser evidentemente uma manifestação Extraterrestre, como até uma cena Terrestre e como até não passando (e apenas) de mais uma ilusão (neste caso ótica podendo ser mental). Ou até existindo (podendo ser) o seu contrário.

 

(imagens: Adalberto Yero/youtube.com − FilmGuy/23.07.2019/youtube.com − giphy.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:47

Imagens da sonda espacial indiana CHANDRAYAAN-2, a ser transportada pelo foguetão GSLVMkIII-M1 e a ser lançada do Centro Espacial de SATISH DHAWAN. No dia 7 de Setembro (não existindo imprevistos) tocando a superfície da Lua.

 

01anotherviewofgslvmkiii-m1vehicleatthesecondlaunc

Sonda Chandrayaan-2 na rampa de lançamento

 

Tendo esta segunda missão à LUA concretizado com sucesso (neste final do mês de julho) mais uma das fases do seu projeto e trajeto (içando ainda mais a sua órbita e lançando a sonda em direção à Lua), tendo como objetivo (citemos três):

 

mission-sequence-e1564426027373.jpg

Trajetória da sonda Chandrayaan-2

 

A chegada ao nosso satélite natural, a sua inserção em órbita e finalmente a alunagem pela 1ª vez (um momento histórico para a Índia assumindo-se depois dos EUA, da Rússia e da China, como a 4ª Potência Espacial) de uma sonda indiana num Mundo Alienígena.

 

(imagens: ISRO/earthsky.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:34

29
Jul 19

[Com o ALGARVE a ser considerada uma marca turística de referência e de qualidade do Turismo de Portugal e no entanto sendo denegrido e despachado pela Autoridade dos Aeroportos de Portugal. Uma Campanha Anti Campanha? E será que também desviam aviões − dependendo de quem paga − do seu destino previsto?]

 

“Foge da confusão algarvia e descansa em França!”

(ANA/Aeroportos de Portugal/Aeroporto de Faro)

 

campanha-marselha-aeroporto-de-faro-848x566.jpg

Patrocinado pelo Aeroporto de Faro e destacando as delícias de Portugal e do Algarve, orientando de imediato os visitantes para outros destinos, muito menos confusos e tranquilos como a França e Marselha

 

Só sendo mesmo possível em países Subdesenvolvidos como o nosso (Portugal), em que numa subcave qualquer (ou qualquer outro tipo de edifício sem condições, sem memória) se pode fabricar um Especialista (posteriormente e respeitando regras podendo chegar a Doutor), incontestável nas suas premonições por devidamente certificadas: e saindo asneira (por pura ausência e/ou incompetência) nunca sendo sancionados (descarregando a culpa num −subordinado):

 

“Campanha de promoção a Marselha, no aeroporto de Faro, sugeria aos passageiros a fuga à confusão algarvia.”

(eco.sapo.pt)

 

Num ano e entrada a época alta (a estação do VERÃO) sentindo-se desde logo uma diminuição do fluxo turístico habitual (confirmado desde a Páscoa), não só devido à diminuição do número de turistas, à diminuição das despesas efetuadas pelos mesmos, como à sua substituição (desses contingentes de turistas) por grupos de jovens com menor poder de compra e à substituição de ingleses por espanhóis e franceses.

 

Faro.jpg

Intégrateur global, VINCI Airports développe, finance, construit et exploite au quotidien

46 aéroports partout dans le monde

(vinci-airports.com)

 

Numa Região Turística do Algarve dirigida praticamente pelos mesmos (familiares, amigos, associados) pelo menos desde há mais de 30 anos,

altura em que aqui cheguei.”

(PA/Produções Anormais)

 

Pelos vistos uma campanha publicitária da responsabilidade da ANA (Autoridade dos Aeroportos de Portugal) denegrindo Portugal (cidade de Faro) e promovendo a França (a cidade de Marselha), à qual e como não poderia deixar de ser o Governo (pelos vistos um dia de manhã e depois de ter lido os jornais) pede agora − por ser contrária aos interesses de Portugal − explicações: com a ANA e de imediato (respondendo ao Governo) a retirar a ligação (publicitária). Numa ação publicitária da responsabilidade dos aeroportos portugueses, concessionada à francesa VINCI AIRPORTS (uma forma de privatizar o nosso Espaço Aéreo) e natural e alegremente paga por empresas com o mesmo endereço (francesas).

 

“Colocando-se obviamente (e por corresponsável) a questão:

onde diabo estava a RTA?”

(PA/Produções Anormais)

 

67289952_2347406032010068_4976138625130430464_o.jp

Numa guerra eleitoral envolvendo mexilhões

tornando-os protagonista mas não lhes resolvendo o problema

Com o PS a aproveitar para atacar PSD/CDS

 

Com o PS a atacar e a culpar o PSD/CDS responsabilizando-os pelo sucedido, como consequência da privatização pelos mesmos (quando anteriormente a Costa, foram com Passos Governo) da Autoridade dos Aeroportos de Portugal ou ANA. No fim e estando nas mãos destes omnipotentes políticos o nosso incerto futuro (tal como passado e presente) – e logo em cima de eleições − com a vítima a ser sempre a mesma o tantas vezes referido “Mexilhão”: não só o português, como o vietnamita e o japonês (já conhecemos as ameijoas) e até o espanhol e o francês (as novas hordas turísticas).

 

(imagens: sulinformacao.pt − vinci-airports.com – PS Algarve/facebook.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:27

28
Jul 19

[Voador, Ovíparo, Cantor e Irracional.]

 

[Birds spend a lot of time and energy singing, but they don’t do it the same way in every season of the year. And some can’t sing at all. What’s the purpose of birdsong?” (David Steadman, Curator of Ornithology, Florida Museum of Natural History, University of Florida)]

 

16550311496_b95942e748_k-e1563823675621.jpg

Pequena Ave

− Olive-backed eufonia −

Fotografada na Costa Rica

 

Ao contrário da imagem deixada pelo filme (de 1963) “Os Pássaros” (baseado num conto de Daphne Du Maurier) do realizador e “Mestre do Suspense(britânico) Alfred Hitchcock (1899/1980), transformando as AVES (gaivotas, pardais, corvos, etc.) no protagonista de uma obra do género de Terror

 

– Face aos ataques sistemáticos e organizados das Aves, colocando a localidade costeira de Bodega Bay em polvorosa, não só pelo perigo representado para a sua população (face ao ataque às pessoas), como até para os restantes animais (levando ao nervosismo das galinhas deixando de comer, e ao silêncio dos pardais domésticos deixando de cantar) –

 

A confirmação de que sendo (as Aves) um elemento “Vivo” pertencendo (em extensão/compreensão) ao mesmo conjunto (ou Ecossistema) – “não fosse um Animal como nós” – muito de comum terá de existir (por exemplo) entre as Aves e o Homem: entre eles e replicando o mesmo processo (utilizando o mesmo Molde), muitos dos seus comportamentos e atitudes como se compartilhássemos (correto) partes do mesmo ADN.

 

Como por exemplo marcando o território (o seu local de liberdade), atraindo o companheiro (necessário para a sua reprodução/não extinção) e até migrando (por necessário e por nomadismo de sobrevivência) – e por vezes (como as Andorinhas) deslocando-se entre grandes distâncias − adaptando-se (à natural evolução da situação) por outros motivos (aparentemente que não os nossos), mas tal como nós escolhendo os melhores locais para passar confortavelmente todo o ano “Meteorologicamente” falando.

 

snapshot.jpg

Cada pássaro com o seu tom de voz particular e identificador

Com uns passando a vida a cantar, outros nem tanto

E outros ainda optando pelo silêncio

 

Um animal-voador

 

– O nosso pássaro OLIVE-BACKED EUFONIA

 

Caracterizado pelos seus dotes musicais, capaz de nos conduzir e embalar (espiritualmente) nas suas melodias harmoniosas e envolventes (naturais),

 

Servindo-se das suas cantorias (atrativas e intrusivas) e gastando toda a sua energia “cantando”, não só marcando o seu território (soberano), como convidando e cativando a sua “cara-metade” (garantindo a reprodução da espécie),

 

Para além de nos deliciar com as suas “operetas”:

 

Definindo-se com a sua interpretação musical, reconhecendo a sua espécie e outras e até por associação (ligando cantorias e cantores) − utilizando a sua memória visual − territórios e locais de passagem. Com todos eles cantando ou tentando, em casa (mesmo ao nosso lado) tal como em viagem (migratória à procura do bom-tempo).

 

(texto: sob artigo EarthSky/earthsky.org − imagens: Andy Morffew/earthsky.org e Cornell Lab of Ornithology/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:28

Dos 5 jogadores presentes integrando o Top 16 do RM,

sendo todos eliminados

e apenas com 1 deles a cruzar-se com um dos finalistas

– o inglês Jack Lisowski eliminado pelo finalista vencido.

 

[Yan Bingtao (CHI) – 5 Mark Joyce (ING) – 3]

 

Iniciada a época de 2019/2020 do “Circuito Mundial e Profissional de SNOOKER” com a disputa do KASPERSKY RIGA MASTERS (Riga/Letónia/26 a 28 julho) – cujo detentor do troféu (conquistado a época passada) é o australiano Neil Robertson (4ºRM) – dos 128 jogadores inscritos e dos 64 apurados da Ronda de Qualificação com dois jogadores nunca tendo ganho uma prova de Ranking Mundial (RM) a estarem na final, podendo um deles (estreando-se) vencer a sua 1ª prova de RM (afastados entre outros Mark Williams/GAL/3ºRM, Mark Selby/ING/6ºRM, Kyren Wilson/ING/8ºRM e Barry Hawkins/ING/9ºRM): o chinês Yan Bingtao (21ºRM) e o inglês Mark Joyce (54ºRM).

 

maxresdefault.jpg

Yan Bingtao

 

2019 RIGA MASTERS

 

Fase

J

N

RM

F

J

N

RM

Fase

Final

Yan

Bingtao

CHI

19º

5-3

Mark

Joyce

ING

47º

Final

Fase

J

N

RM

F

J

N

RM

F

RQ

 

Anthony

McGill

ESC

24º

4-2

Sam

Baird

ING

72º

4-1

1ªR

 

Rod

Lawler

ING

95º

4-2

Scott

Donaldson

ESC

34º

4-2

2ªR

 

Alan

McManus

ESC

52º

4-3

Liam

Highfield

ING

58º

4-0

3ªR

 

Chen

Zifan

CHI

94º

4-0

Jack

Lisowski

ING

11º

4-3

QF

 

Li

Hang

CHI

29º

4-3

Stuart

Carrington

ING

51º

4-1

MF

 

Matthew

Selt

ING

30º

5-3

Kurt

Muflin

NOR

45º

5-4

(J: Jogador N: Nacionalidade RM: Ranking Mundial F: Frames)

RM − Ranking Mundial provisório (incluído o Riga Masters)

 

Com a vitória na final desta 6ª edição do RIGA MASTERS (prova contando para o RM) a sorrir ao jovem (19 anos) chinês YAN BINGTAO (melhor resultado anterior − presença na final do Open da Irlanda do Norte de 2017), batendo na final o inglês Mark Joyce por 5-3 (na sua melhor prestação desde que é profissional). Graças à vitória nesta 1ª prova da época (e logo contando para o RM) com Yan Bingtao a subir provisoriamente a 18ºRM: subindo claramente o seu estatuto e logo no início da época, estando agora incluído no grupo (limitado) de jogadores tendo ganho (no mínimo) 1 Prova de RM (algo pelo qual Mark Joyce ainda terá de lutar  e dada a sua qualidade poderá mesmo alcançar).

 

maxresdefault 2.jpg

Mark Joyce

 

Dentro de uma semana iniciando a 2ª prova da época contando para o RM – o INTERNATIONAL CHAMPIONSHIP (4/11 Agosto) – com (para além da transmissão Eurosport) 64 jogadores provenientes da Ronda de Qualificação a disputarem entre si a posse do troféu, de momento nas mãos (troféu conquistado no ano anterior) do norte-irlandês Mark Allen (7ºRM). Ainda com algumas ausências deveras relevantes como a do 5X Campeão do Mundo e Líder do RM o inglês Ronnie O’Sullivan (The Rocket), mas por outro lado contando já com a participação do atual Campeão do Mundo (e nº 2 do RM) o inglês Judd Trump (The Ace in The Pack).

 

(imagens: SporBest/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:01

27
Jul 19

[Para além de ser improcedente e um desperdício, sem qualquer tipo de dúvida ou desculpa, sendo criminosamente OBSCENO.]

 

'Unprecedented, Wasteful, and Obscene':

House Approves $1.48 Trillion Pentagon Budget

(commondreams.org)

 

pentagon-budget-740x410.jpg

Uma Máquina de Guerra assente na mais pura e intolerante

Ideologia do Dinheiro e das Armas

Para os próximos dois anos

Com o Pentágono a receber 1,48 Triliões de Dólares

E o resto do Governo 1,3 Triliões de Dólares

Num momento em que a dívida dos EUA

Já ultrapassa os 22,5 Triliões de Dólares

 

Demonstrating how thoroughly "broken and captured Washington is by the Pentagon," 219 House Democrats and 65 Republicans on Thursday voted to approve a budget agreement that includes $1.48 trillion in military spending over the next two years.

 

Questionando-nos (enquanto pela Europa condicionando-a, se “preocupam” muito) como um país (EUA) representando cerca de 4% da população terrestre e incomparavelmente com o maior déficit do Mundo − e com Instituições públicas pelas “horas da amargura” (como na área da educação e da saúde) e infraestruturas básicas em crescente decadência (como estradas, pontes, barragens, etc.) – consegue investir na sua Máquina de Guerra mais dinheiro que em todos os outros sectores da sua sociedade …

 

"Under this deal, the Pentagon and its affiliated programs will get $1.48 trillion over the next two years. The entire rest of gov't, including the VA btw, will get $1.30 trillion. That's $178.6 billion more for the Pentagon than the whole rest of gov't," Miles wrote. "So, for the love of god, can we all stop pretending like this is somehow anything other than a continued orgy of unprecedented, wasteful, and obscene spending at the Pentagon."

 

Aprovação do Orçamento do PENTÁGONO

(25 julho 2019)

 

 

Sim

Não

DEMOCRATAS

219

16

REPUBLICANOS

65

132

INDEPENDENTES

0

1

Total

284

149

 

Just 16 Democrats − including Reps. Ilhan Omar (D-Minn.) and Ayanna Pressley (D-Mass.) − voted against the two-year, $2.7 trillion budget agreement.

 

… numa proporção inacreditável e “Indecente” de “40% dos Investimentos Globais” (se não mesmo e efetivamente mais de 50%) e mais de 2X (no mínimo) o Investimento conjunto da Rússia e da China. Residindo a “Alma do Segredo” (dos Excecionais) nas incansáveis rotativas dessas máquinas fabulosas impressoras de DÓLARES, na força (CORRUPTIVA) e grande capacidade intrusiva dessa moeda e claro está (como grande Apoio) no seu poderoso e impressionante arsenal militar.

 

"The proposed figures are higher than spending at the height of the Vietnam and Korean Wars, and substantially more than the high point of the Reagan buildup of the 1980s," Hartung added. "And the Fiscal Year 2020 and Fiscal Year 2021 numbers are only slightly less than spending in 2010, when the United States had 180,000 troops in Iraq and Afghanistan, roughly nine times the number currently deployed."

 

(texto/inglês/excertos: July 26, 2019 by Common Dreams − imagens: themindunleashed.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:56

25
Jul 19

[Do asteroide 2019 OK.]

 

asteroid-2019-ok.jpg

Trajetória do asteroide

No dia 25 do mês de Julho de 2019 (quinta-feira)

com um calhau de 100m deslocando-se a uma v=25Km/s

passando apenas a 70.000Km de distância da Terra

 

E eis que no dia seguinte à passagem de três asteroides nas proximidades da Terra a distâncias variando entre (máximo/mínimo) perto de 5.000.000Km e cerca de 350.000Km (asteroides com diâmetros variando entre 30/70 metros) − este último passando a uma distância inferior à distância Terra/Lua – praticamente sem aviso (mal se tendo notado) um outro asteroide faz uma tangente muito mais próxima ao nosso planeta: hoje com o asteroide 2019 OK de cerca de 80/100 metros de diâmetro a passar a apenas 70.000Km da Terra (e a uma v=24.5Km/s). Um NEO descoberto por uma organização de vigilância do Brasil dias antes (a SONEAR/Southern Observatory for Near Earth Asteroids Research) e talvez devido a algum problema de comunicação ou desvalorização do perigo (eminente) podendo estar ao mesmo associado, só sendo anunciado poucas horas antes da sua passagem (pelo ponto de maior aproximação à Terra), em casos algo semelhantes podendo (nem sequer se tendo tempo para nos prepararmos) ter consequências trágicas (caso a tangente passe a secante). Recuando pouco tempo bastando para tal recordar o mês de Fevereiro de 2013 e o meteoro de Chelyavinsk (com apenas uns 20 metros de diâmetro), a destruição pelo mesmo provocada e os cerca de 1.200 feridos registados – “felizmente” devido apenas à onda de choque, dado o meteoro ter explodido e desintegrado na atmosfera e a grande altitude (não existindo impacto direto/apenas a queda de pequenos fragmentos em zonas sem população). Agora com o decorrer do Verão e com a próxima chegada da Chuva de Estrelas – “e com a passagem recente e rente deste calhau” – sendo conveniente estar um pouco mais atento, não só com o que se passa em terra como também com o que se passa no Céu.

 

“Não tendo ainda batido, mas certamente um dia batendo”.

 

(imagem: SONEAR)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:55

[A Tarambola de Areia]

 

Verificando o nomadismo dos nosso companheiros animais (como o são as Aves) confirmando que só o que está morto está parado e confirmando que tal como connosco (acontece) por vezes alteramos o nosso desígnio (e destino) apontando por vezes aleatoriamente (sem limitações) para outras paragens

 

− Pela necessidade de Descoberta, de Experiência e de Conhecimento

 

fr_20190723_117376_1.jpg

Greater SAND PLOVER in Iceland

(registo: Guðmundur Falk)

 

A confirmação da presença na Islândia de uma TARAMBOLA-DE-AREIA, um pássaro nascido na Turquia, passeando-se pelos territórios desérticos da Ásia Central e inopinadamente aparecendo num cenário aparentemente desenquadrado:

 

Em Hvalsnes (península de Reykjanes) localizada a oeste de Reykjavik capital da Islândia (com tal acontecimento na Europa sendo em princípio um caso raro).

 

Um grande exemplar deste pássaro turco avistado (não pela 1ª vez, mas certamente perto disso) em território islandês, provável e proximamente ligado a uma outra espécie de aves locais (relativamente comuns na Islândia) a TARAMBOLA-RODEADA.

 

Num aparecimento extraordinário de um animal tão pequeno e tão frágil − a Tarambola-de-Areia − viajando entre pontos tão distantes e sob condições meteorológicas tão distintas (um Migrante).

 

Parcialmente e em proporção, tal como com a nossa Andorinha.

 

(imagem/legenda: Guðmundur Hjörtur Falk Jóhannesson, bird photographer/sott.net)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:47

Julho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

15

26



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO