Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

24
Jul 19

“E o que será dos ingleses e do turismo Algarvio?”

 

MAY momentos antes de ser (não de uma forma surpreendente) executada pela ala direita do seu partido (Conservador),

 

xplbjoqttbwfddl0iqpm.jpg

Sob as rajadas de BORIS e de FARAGE

Sem piedade e da noite para o dia

Assistindo à exterminação total de MAY e seus apoiantes

 

Até ontem pela mesma liderado como 1º Ministro (mas da falsa ILHA): com os pelotões de fuzilamento de BREXITEER BORIS a despacharem os restantes Ministros (entre eles o seu adversário HUNT) agora que o mesmo (despachada a 1ª Ministra-Zombie) é 1º Ministro (desde hoje da verdadeira ILHA): completando-se assim a “Circulatura do Círculo” e servindo-se da “Fiel Empregada”, concretizando-se a transferência do poder de CAMERON (o amigo do sim, estrategicamente afirmando não) para BORIS (o amigo do sim, sabendo-a toda dizendo sim) −  e para Segurança do Povo (e de todo este processo) ficando tudo entre amigos (de infância), colegas de escola e até classe. E como “Cereja no Topo do Bolo” e “Selo de Garantia” tendo desde já o total apoio do Grande Líder Mundial: o igualmente louro (não se conhecendo outra categoria relevante e comum) DONALD TRUMP.

 

[Nunca esquecendo que desde pequenino um dos principais fatores amplamente divulgado dividindo Conservadores e Trabalhistas, era que os primeiros eram antieuropeus e os segundos pró-europeus. Hoje dada a multiplicação e diversificação de interesses e à falta de transparência e generalização/banalização da corrupção sendo tudo mais confuso.]

 

E assim depois de Assange, neste espetáculo seguindo-se May.

 

(imagem: theonion.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:41

[Tal com temia Obélix.]

 

Enquanto no dia de hoje (quarta-feira 24 de junho) é esperada a passagem de três asteroides (PHA) nas proximidades do nosso planeta

 

5d136a88fc7e931f2a8b4575.jpg

– Dois de cerca de 70 metros de diâmetro e um terceiro “The Grat Pyramid Size Asteroide” com cerca de 30 metros – passando cada um deles a uma distância da Terra de (ordem decrescente) 4.700.000 Km (2015HM 10 a uma v=9,5Km/s), de 1.000.000 Km (2019OE a uma v=9Km/s) e de menos de 350.000 Km (2019OD a uma v=19Km/s) − uma distância menor que a distância Terra/Lua (384.400 Km) –

 

Algo que nos deveria preocupar bastante dado que se por um lado muitos desses objetos podem ser antecipadamente detetados (pela sua dimensão), outros menores, com constituições diferenciadas (mais ou menos densos) e deslocando-se a grandes velocidades, não o são, senão aquando da sua passagem ou mesmo após a concretização da mesma − e aí, existindo um possível Impacto, nada havendo a fazer senão assistir

 

Em Washington centro de todo o poder científico, tecnológico, económico, financeiro e militar terrestre, umas Bolinhas de Fogo continuam a estalar (como pipocas agora até de micro-ondas) tendo ainda como tema a “Interferência Russa nas Eleições de 2016”, agora tentando executar Muller, chegar ainda ao Presidente (desde sempre o objetivo) e assim promover mais uma “Chuva de Estrelas” infelizmente para os norte-americanos (e para o restante Mundo) de “Estrelas Cadentes”.

 

(imagem: Pixabay/rt.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:38

[Uma nave em órbita da Terra demonstrando (como se ainda fosse necessário) as vantagens da utilização da energia (ainda-por-cima não poluente e renovável) fornecida pelo Sol (neste caso para se movimentar no Espaço) utilizando para o efeito uma Vela Solar (composta por quatro painéis triangulares). Para tal utilizando a energia dos fotões (não os capturando, mas servindo-se deles tal como as velas da energia do Vento) oriundas do Sol. Abrindo mais uma porta (com o seu contributo e o dos seus fotões) da Exploração Espacial.]

 

Drama In Low-Earth Orbit As LightSail2 Deploys Its Sails

 

PoshLeftFlicker.jpg

Lightsail 2

Lançada a 25 de junho, colocada em órbita da Terra

e acabadinha de desfraldar ao vento (a 23 de julho)

a sua Vela Solar

 

LightSail 2 has successfully deployed its solar sails. Shortly after 12:00 pm PST The Planetary Society tweeted that the sails were deployed, and that the spacecraft was sailing with sunlight. We can all enjoy their success and start to wonder how solar sails will fit into humanity’s plans for space exploration.

 

This is a dramatic moment for LightSail 2 and for The Planetary Society, the world’s largest non-profit space organization. LightSail 2 is the third spacecraft in their LightSail program. It was launched on June 25th, and has been in orbit since then, preparing for sail deployment and sending us some sweet pictures of Earth.

 

(texto/inglês e imagem: universetoday.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:54

Com o TITANIC (o UK) a afundar-se e como se a loucura (Conservadora) já fosse geral, ainda se lutando por ser o protagonista (Boris Johnson) do cada vez mais que eminente (como diria um político, decisivo) naufrágio (inutilizado o salva-vidas Europeu) – da Ilha.

 

5d37178ddda4c855678b45ad.jpg

UK liderado agora por Boris Johnson

Abandonando a EU

Liderada por Ursula Leyen … quem?

 

E como à 3ª é mesmo de vez, depois do Trump Norte-Americano (Donald Trump, o original) e do Trump Sul-Americano (Jair Bolsonaro, uma réplica) − e com ambos conquistando todo o continente Americano – eis que o continente Europeu se vê agora perante o Trump Britânico (Boris Johnson, outra réplica), entre dois continentes preterindo do seu (a Europa) e preferindo o dos outros (o Americano).

 

boris-and-trump.jpg

Donald Trump e Boris Johnson

Retratados como o Diabo

Mas acabando no púlpito e com acesso privilegiado ao altar

 

Para a Europa sendo um traidor, para o Reino Unido um pesadelo e para Trump mais um vassalo (ou se preferirem o Governador do 51º Estado dos EUA, o Entreposto): com vantagem sobre a 1ª réplica, pela forma, pelo conteúdo e até pelo seu pelo louro cobrindo-lhe a cabecinha (quando o de Bolsonaro – “um Sinal?” − é bem escuro).

 

(imagens: Stefan Rousseau/Getty Images/rt.com e http://scot-buzz.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:49

23
Jul 19

Com a TERRA integrada no Sistema Planetário tendo como referência o SOL (a estrela central) − o SISTEMA SOLAR – por sua vez fazendo parte de um sistema ainda maior ligando entre si (por ação das forças gravitacionais) estrelas e um meio ambiente (estelar) de gás e poeiras, conhecido como galáxia – no nosso caso (os Humanos habitando o planeta Terra) a galáxia VIA LÁCTEA –

 

prensa1595_3883.jpg

 

Sendo interessante para o conhecimento da nossa Evolução conhecer todo o trajeto percorrido pela nossa galáxia desde a sua formação (se possível até hoje), assim como e evidentemente (para uma melhor compreensão e absorção de mais este Fenómeno Extraordinário confirmando LAVOISIER) e antecipando (se possível) o Ano Zero, como e porquê a mesma (VIA LÁCTEA) se terá formado: há 10.000 milhões de anos (atrás) acompanhando uma “grande onda” de formação de estrelas, dando origem a diversos sistemas estelares, muitos deles acabando por fundir-se formando galáxias (num processo iniciado cerca de 3000 milhões de anos antes da formação da Via Láctea), com duas galáxias a encontrarem-se colidindo – uma galáxia menor denominada GAIA-ENCELADUS e outra maior (mais maciço sistema estelar) e considerada a “progenitora da Via Láctea” – dando origem a esse pequeno disco em espiral a galáxia VIA LÁCTEA (talvez há uns 6.000 milhões de anos).

 

Early-Days-of-the-Milky-Way-Revealed.jpg

 

Onde para além da presença do Mundo Mineral (a Espinha Dorsal desta Superestrutura que é o UNIVERSO) se testemunhou pela primeira vez (para nós ÚNICA) a presença do Mundo Orgânico: percorrendo uma das suas etapas evolutivas e dando origem ao aparecimento de Vida organizada e inteligente, neste pequeno “Ponto Azul” deveras relevante (Impressionante) mas perdido na escuridão e profundidade da imensidão (Infinita) do Espaço. Com o Eletromagnetismo a ser a sua e nossa ALMA.

 

Num trabalho da responsabilidade do INSTITUTO de ASTROFÍSICA das CANÁRIAS (IAC) debruçando-se sobre “THE EARLY DAYS OF THE MILKY WAY” e levado a cabo por um grupo de investigadores (espanhóis) tentando colocar em sequência a formação da nossa Galáxia a Via Láctea:

 

190722132446_1_900x600.jpg

 

Recuando 13.000 milhões de anos (momento em que tudo seria muito diferente), passando por há 10.000 milhões de anos atrás (quando as duas galáxias – a maior e Gaia-Enceladus colidiram) e revendo o Universo até cerca de 6000 milhões de anos no passado (do mesmo): quando “o pó começou a assentar” e se começou a visualizar e a definir o pequeno disco em espiral representando a Via Láctea (com o aspeto que tem hoje). Quando a mesma Via Láctea caminha agora para outra colisão entre Galáxias, agora (talvez num futuro de ouras dezenas de milhares de milhões de anos) com a galáxia de Andrómeda: aprendendo para prever e talvez (se ainda existirmos) para prevenir.

 

[Publication: Carme Gallart, Edouard J. Bernard, Chris B. Brook, Tomás Ruiz-Lara, Santi Cassisi, Vanessa Hill and Matteo Monelli. Uncovering the birth of the Milky Way through accurate stellar ages with Gaia. Nature Astronomy (22 July 2019). DOI: 10.1038/s41550-019-0829-5]

 

(imagens: iac.es e sciencedaily.com/stock image)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:33

“Com o estranho calhau Interestelar (OUMUAMUA) há tempos penetrando o Sistema (SOLAR), sendo apenas um objeto lançado (aos CÉUS) por uma outra Grande Civilização (ALIENÍGENA).”

 

hqdefault.jpg

O Objeto interestelar

OUMUAMUA

Um Calhau atirado pelos Deuses para ver se (desta forma)

Provocavam ondas (entre nós)

 

Partindo-se do paradoxo de FERMI assente no conhecimento de que (baseando-se no nosso exemplo, particularmente de sucesso, mas sendo o único conhecido), (1) no Universo existem biliões e biliões de estrelas podendo incluir diferentes Sistemas Planetários nalguns dos seus corpos (integrando-o) podendo albergar Vida e até revelar a existência de Civilizações, logo, já se devendo há muito (de qualquer forma e sob qualquer tipo de envolvência) ter-se encontrado e confirmado a existência de seres Extraterrestres − o que até ao meio do ano de 2019 DC ainda não ocorreu – e (2) simultaneamente (contraditória e obrigatoriamente) tendo-se de constatar (sem qualquer tipo de registo nos nossos órgãos dos sentidos) a realidade ensurdecedora propulsionada pelo “Grande Silêncio”

 

Onde está Toda a Gente, que não se ouve nem se vê,

oferecendo-nos apenas Silêncio?

 

Rápida e facilmente nos deixaremos levar (adictos extremos como somos) − até porque é isso que acontece sucessivamente no nosso quotidiano monótono e repetitivo (de miséria) − pela hipótese (explicativa pela parte científica como justificativa pela parte religiosa) do Zoológico: com os Extraterrestres a observarem-nos como se fossemos os animais de um Zoo (a atração espetacular), mantendo a sua posição e hierarquia, fazendo-o à distância e sem se fazer notar (em Privado) – não se interessando minimamente em entrar (em contacto) em tão conturbado viveiro (como num aviário convivendo com “galinhas”). Num cenário com presenças, mas sem necessidade de contactos (entre o talhante e a carne), que não o visionamento do produto (pronto, preparado, no fundo perfeito) saído da linha de montagem.

 

E não sendo real, então sendo uma projeção.

 

(imagem: youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:13

22
Jul 19

[Face a tanta porcaria hoje aceite por tão banal e não apenas poluindo a terra, o mar e o ar – “esqueceram-se da nossa Cabeça?” − mas muito mais perigosa e insidiosamente intoxicando (manipulando e comandando/por nosso cansaço/demissão/entrega), a nossa tão torturada e cada vez alienada mente.]

 

Há 50 anos com o Homem

− ARMSTRONG, ALDRIN e COLLINS

A conseguir fazer aquilo

Que não consegue imitar hoje.

 

apollo_11_lm_rendezvous_seq_4_jul_21_1969_as11-44-

A Terra, a Lua e o módulo lunar Eagle

(com Armstrong e Aldrin a bordo)

 

Neste registo da autoria de COLLINS

(filmando a aproximação do módulo lunar EAGLE)

Com ARMSTRONG e ALDRIN

(no interior do mesmo módulo)

Acabadinhos de chegar da superfície da LUA:

Aqui na sua aproximação para acoplagem

Com o módulo de comando COLUMBIA.

 

apollo_11_final_earthrise_photos_seq_2_jul_21_1969

A Lua e a Terra

Um dos últimos registos da missão Apollo 11

Apresentando-nos dois Mundos distintos

Mas unidos por complementares

(pelo menos no que aos Humanos diz respeito)

Colocando-nos a questão:

O que seria da Terra e do Homem

Se a Lua não lá estivesse?

 

Nunca mais?

 

Por favor leiam e viagem e deixem para trás

(agora que é a Silly Season,

momento em que tudo se desculpa

e desse modo/e contra-a-corrente

mostrando categoricamente

toda a vossa coragem)

a

Fornicação Global Certificatória”.

 

(imagens: NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 20:52

[Mamíferos e Irracionais – pelos vistos – como nós.]

 

hqdefault.jpg

“After Brexit, Tory leaders are hoping to strike a bilateral trade agreement with the USA that will begin the dismantling of the NHS, starting with a ban on price-controls for pharma and open doors for America's wasteful, cruel, useless health-care insurance mega-corporations.” (boingboing.net)

[Com Boris Johnson pronto a aceitar o Matadouro em que se transformou o não existente Sistema de Saúde Norte-Americano (agora de Donald Trump), substituindo o superior Sistema da Saúde do Reino Unido (o seu próprio país) − algo já tentado em Portugal na Saúde pelo nosso Guru da Contabilidade e das Agências Funerárias, de momento à frente do seu próximo intervencionado a CGD (preparando-a para a fase seguinte a do Coveiro)]

 

Dos cerca de 20 candidatos Democratas às Presidenciais − não aparecendo outros por exemplo um Milionário como DONALD TRUMP (e “refletindo-se no mesmo Espelho”) mas Democrata – com a disputa pela nomeação a resumir-se a uma luta entre 2 homens e 2 mulheres: com o herdeiro legítimo dos CLINTON a ser o favorito indicado (depois de “filtrado”) pelos Média: JOE BIDEN. E, no entanto (e incompreensivelmente ou não tanto) perdendo para DONALD TRUMP, cada dia que passa (e que se aproximam as eleições para PRESIDENTE).

 

Se o dinheiro angariado até agora por cada um dos quase vinte candidatos à nomeação Democrata para as Presidenciais de 2020, fosse um indicativo do

 

Candidato Democrata Mais Presidenciável

 

Candidato

Dólares Angariados (milhões)

Sondagem (%)

Última Economist/YouGov

Sondagem (%)

Média

RCP

PETE

BUTTIGIEG

24,9

6

4,8

JOE

BIDEN

22,0

25

28,4

ELIZABETH WARREN

19,2

16

14,6

BERNIE

SANDERS

18,0

12

15,0

KAMALA

HARRIS

11,8

11

12,6

CORY

BOOKER

4,5

3

1,8

Com DÓLARES, mas sem apoios QUALIFICADOS

(os Donos das Impressoras e os Donos das Armas)

nos EUA e politicamente não se indo a lado nenhum

(a tal história dos lobbies levando efetivamente – não sendo já uma realidade − à criação de um partido único, REP/DEM)

 

Sendo capaz de derrotar o atual presidente e Republicano, DONALD TRUMP (candidatando-se a um segundo mandato)

 

– Com a Guerra Civil instalada no interior do partido Democrata (“entre a fação CLINTON e a Outra”), levando à confrangedora falta de uma (sua/própria) estratégia política (relevante para a vida e quotidiano dos norte-americanos), à sua decadência progressiva como instituição de referência (ideológica e de intervenção) e até ao fortalecimento não desejado do tantas vezes solicitado como devendo (obrigatória e imediatamente) ser sujeito a Impedimento, o Presidente-Milionário dispensador de Intermediários (a Elite política de Washington) DONALD TRUMP (apenas se aproveitando dos despojos Democratas)

 

Então o

 

Candidato Eleito para Representar o Partido Democrata nas Presidenciais de 2020

 

snapshot.jpg

Brexit: The Hidden Danger of Chlorinated Chicken

“Why does the US have far higher rates of foodborne disease than the UK? Is chlorinated chicken safe? And will it be legalised in the UK as part of a US trade deal?” (boingboing.net)

[E depois das galinhas carregadas de antibióticos e provenientes da Índia, chegando a vez das galinhas cloradas norte-americanas (agora sendo comercializadas por Donald Trump), não respeitando as leis sanitárias de comercialização de animais na Europa e no entanto sendo Bem-Vindas (as Galinhas) por Boris Johnson entrando sem problemas para o menu da Ilha]

 

Seria (o desconhecido)

PETE BUTTIGIEG:

com quase 25 Milhões de Dólares angariados.

 

Seguindo-se (com mais de 10 milhões de dólares) JOE BIDEN (quase 22 milhões de dólares), ELIZABETH WARREN (pouco mais de 19 milhões de dólares), BERNIE SANDERS (18 milhões de dólares) e KAMALA HARRIS (a caminho dos 12 milhões de dólares).

 

E com outros nove candidatos (com Cory Booker à frente com os seus 4,5 milhões de dólares) a angariarem entre 2 e 4,5 milhões de dólares. Num total de 14 (de 20) angariando mais de 2 milhões (de dólares).

 

Como se pode ver pelo quadro dos (aqui 6) candidatos Democratas à nomeação Presidencial, com os fundos angariados a não coincidirem com as sondagens até aqui efetuadas sobre as intenções de votos dos eleitores DEM, com o peso de Pete Buttigieg (apoio financeiro) a não corresponder em nada (para tanto dinheiro) às expetativas da percentagem de votos, as de um candidato desde já derrotado.

 

Abrindo-se as portas e para já para 4 candidatos (entretanto podendo surgir um outro candidato, talvez mesmo providencial, estabelecendo uma outra ligação, entre as fações DEM atualmente tão fraturadas) certamente de entre eles saindo o adversário de Donald Trump: BIDEN (o “Filho Pródigo da Dinastia Clinton/Obama”), WARREN, SANDERS ou HARRIS, todos “Filhos do Mesmo Barco”.

 

snapshot 1.jpg

Made in the USA

For the moment only to UK

Em qualquer dos casos com os cidadãos do Reino Unido a não poderem dizer-se surpreendidos (quando concretizado o BREXIT) – por exemplo com o que se avizinha na Saúde a nível de Cuidados e Alimentar  − com a troca bilateral e preferencial proposta pelos USA ao UK:  caso estes se transformem (na prática e deixando a UE) no 51º Estado/Território Norte-Americano (tipo Porto Rico ou Havaí)

 

E dividido entre TRUMPISTAS ou ANTITRUMPISTAS, o Mundo que se cuide.

 

(imagens: Pindex/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:10

21
Jul 19

Não acreditando na iniciativa Privada (nesta área fulcral para a Humanidade, a Exploração do Espaço) apenas e logicamente interessada no lucro e no OBJETO (como a SPACE X e ainda mais a VIRGIN GALATIC), tornando-se difícil de visionar como num tão curto espaço de tempo (até 2024) a NASA conseguirá obter a sua Estação Espacial (Entreposto), o seu foguetão (para Marte Interplanetário), o seu módulo de aterrissagem (lunar/marciano) e até o fato apropriado para cada astronauta (e sua função) – nunca se esquecendo da prioridade desta nova missão o SUJEITO, o Homem (o seu desenvolvimento, evolução e persistência, como contraponto à sua Extinção). Seguindo-se o nosso desígnio (a nossa última esperança) as Viagens intergalácticas.

 

EjuNBz5ApMUrg2h7yNZx5B-650-80.jpg

Buzz Aldrin na Lua

(julho 1969)

 

'Shocking' Apollo 11 Success Stands Alone in Modern History

Astronaut Scott Kelly Says.

Kelly is amazed that NASA pulled off the moonshot

eight years after JFK announced the plan.

(Elisabeth Howell/space.com)

 

“E ainda mais chocante ainda

foi o abandono da Lua pelo Homem.”

(PA/Publicações Anormais)

 

Numa Missão Espacial Extraordinária (iniciada por Verne e declarada por Kennedy) levada a cabo há 50 anos (1969) – ligando o nosso planeta à Lua, localizada a pouco mais de 384.000Km de distância − atingindo o seu clímax quando Neil Armstrong (e a missão Apollo 11) pela 1ª vez e em nosso nome tocou (com a sua bota) a superfície de um outro Mundo que não a Terra (um território alienígena) e terminando abruptamente − sem nenhuma justificação credível (por honesta) apresentada − três anos depois (1972) com a realização da missão Apollo 17: segundo alguns rumores de então e de outros posteriores, com a medida de encerramento definitivo do Programa Apollo (levando ao cancelamento das missões Apollo 18/19/20) deveu-se unicamente ao elevado custo do Programa − quando se sabe que se pegarmos por exemplo em cinquenta anos de Exploração Espacial (apanhando ainda o Programa Apollo e os Vaivéns) e nos respetivos investimentos realizados pela NASA (por injeção financeira Governamental), o dinheiro nesse período gasto com o desenvolvimento do programa (Apollo) seria muitíssimo inferior ao esforço do departamento de Defesa dos EUA (de modo a manter o seu poderio e supremacia Militar Global) despendido num só ano.

 

800px-Apollo_11_Saturn_V_lifting_off_on_July_16,_1

Lançamento da Apollo 11

(16 julho 1969)

 

Por essa altura (anos 70) com o investimento do Governo dos EUA na NASA (e no desenvolvimento da Exploração Espacial) a andar por volta dos 4,5 do seu PIB, quando agora e abertas as portas aos Privados (financiando-os em alternativa à NASA) se quedar por uns míseros 0,45 do PIB (aproximadamente 10X menos) − algo de ridículo (vejam-se as últimas ajudas financeiras da Administração de Donald Trump para a concretização de tais projetos) para quem pretende voltar à Lua e virar-se de seguida para Marte, sem querer alargar os cordões da sua bolsa (disponibilizando muitos biliões de dólares) e sem explicar como o fazer (e a sua razão e benefícios a tirar) claramente e sem subterfúgios (por exemplo eleitorais) aos seus cidadãos.

 

Relembrando que nos anos do Programa Apollo os seus detratores chegaram a afirmar que o investimento de tal projeto andaria certamente muito perto de 20% do PIB norte-americano de então: apesar de ser um argumento completamente falso e absurdo (até pelos biliões e biliões, triliões de dólares gastos em Guerras) tendo mesmo funcionado e suspenso temporariamente (para o tempo médio da vida do Homem uma Eternidade) o nosso obrigatório e cada vez mais urgente Destino − como Nómadas e esgotado o local anterior, partindo à descoberta de Outros Locais (Mundos e Terras) onde se possa no futuro instalar e evoluir.

 

Já que sem Movimento (Massa e Energia) não Existe Vida (Alma e Eletromagnetismo) e um animal parado é-o porque já está morto (extinto).

 

(imagens: NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:38

20
Jul 19

[A Terra vista por Lightsail-2 − uma nave espacial em forma de Vela Solar, utilizando a radiação como propulsão.]

 

Numa iniciativa da Sociedade Planetária

 

“PLANETARY SOCIETY”

(Tendo como um dos seus fundadores CARL SAGAN, segundo a Wikipédia, “um dos divulgadores científicos mais carismáticos e influentes da história”)

 

20170724_ls-2-earth.jpg

Lightsail-2

Uma consequência do trabalho desenvolvido pela Sociedade Planetária

fundada há 39 anos por

Carl Sagan, Bruce Murray e Louis Friedman

 

− Uma organização com sede em Pasadena (Califórnia/Los Angeles/EUA) não governamental, não lucrativa e dedicada a projetos associados à pesquisa e estudo do ESPAÇO

 

Uma imagem (figura 1) do nosso planeta TERRA registada e para cá enviada pela sua nave espacial LIGHTSAIL-2.

 

Mostrando-nos o OCEANO PACÍFICO, a BAIXA CALIFÓRNIA (EUA) e o MÉXICO tal como eram visíveis a partir do Espaço (a cerca de 720Km da Terra) no passado dia 18 de julho (quinta-feira) pelas 21:45 UTC.

 

20190719_ls-2-mexico-2.jpg

1

Pacífico e México

A 18 de julho

(Lightsail-2)

 

“LightSail 2 is a modular CubeSat that measures 10 × 10 × 30 cm.

The solar sails, once deployed, will measure 32 square meters (340 sq ft).

The spacecraft was designed to test a solar sail’s ability

to both raise a satellite’s orbit and lower its orbit.

Right now the spacecraft is being tested and analysed

in advance of deploying its sails.”

(Evan Gough/universetoday.com/19.07.2019)

 

20190716_ls2-earth-picture-processed.jpg

2

Mar das Caraíbas

(Lightsail-2)

 

Um projeto tendo por um lado e como objetivo a observação e estudo (a partir do Espaço exterior) do planeta Terra, feita a partir de uma órbita próxima (de algumas centenas de Km de distância) e levada a cabo por um CUBSAT com a forma/aspeto de uma VELA SOLAR o LIGHTSAIL-2: igualmente testando mais uma hipótese de utilização de um propulsante alternativo e renovável (a utilizar em Viagens Espaciais), proveniente da energia resultante da “captura (e transformação) de radiações solares (dando-lhe aceleração e movimento).

 

20190702_stp-2-launch-nebula.jpg

3

Lançamento de um Falcon

(Lightsail-2)

 

Na figura 2 e na figura 3 com as imagens a serem obtidas respetivamente a 7 de julho (23:32 UTC) e a 25 de junho, no primeiro caso apontando ao Mar das Caraíbas (onde agora reina o caos, com a situação explosiva na Venezuela e o regresso dos “Piratas das Caraíbas”) e no segundo caso registando o lançamento do foguetão FALCON da SPACE X (aquando da separação do seu andar propulsor): na altura transportando entre outras naves/sondas/satélites (24) o LIGHTSAIL-2 lançado do Centro Espacial Kennedy.

 

(imagens: Josh Spradling/The Planetary Society e LightSail 2/Planetary Society)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:59

Julho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

15

26



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO