Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

16
Ago 19

July 2019 was hottest month on record for the planet

Polar sea ice melted to record lows

(NOAA)

 

Much of the planet sweltered in unprecedented heat in July, as temperatures soared to new heights in the hottest month ever recorded. The record warmth also shrank Arctic and Antarctic sea ice to historic lows. (noaa.gov)

 

190815130854_1_900x600.jpg

Thermometer showing

high temperature in summer

 

Com as temperaturas médias do ar (referidas a um determinado lugar e respetivas coordenadas) − se comparadas com as anteriores registadas num mesmo período − a serem maiores em Julho, tal como o terão sido em Junho, Maio e Abril − e assim sucessivamente em todos os meses anteriores – repetindo-se numa escala de tempo mais larga o que já se passa há muito mas numa (escala) mais estreita (até porque o Universo se estende do Infinitamente Pequeno ao Infinitamente Grande), podendo-se concluir algo já constatado e registado mas ainda não completamente integrado (na nossa Memória e Cultura): que o ano de 2018 terá sido (em média) mais quente que o de 2017, este mais quente que o de 2016, o de 2016 mais quente que o de 2015 e sucessivamente nos últimos e já longos anos com o mesmo fenómeno (atmosférico/meteorológico) a replicar-se seguindo um mesmo padrão (de aumento geral e parecendo sem recuo das temperaturas).

 

Sea

(Average)

Stats

and Facts

ARCTIC

Average Arctic sea ice set a record low for July, running 19.8% below average -- surpassing the previous historic low of July 2012.

ANTARCTIC

Average Antarctic sea-ice coverage was 4.3% below the 1981-2010 average, making it the smallest for July in the 41-year record.

(fonte: ncdc.noaa.gov/sotc/global/201907/NOAA)

 

Anunciando para quem vê, não estando à espera que a Imagem se imponha (e sob o espetáculo, se subjugue) − quando o que nós queremos não é propriamente a Imagem refletida (podendo ser até de um Objeto) mas o Sujeito (hierarquicamente superior) que lhe deu forma e o criou (ao objeto) – que as Alterações Climáticas não chegaram agora mas já aí estão há muito (ou sempre cá estiveram) sendo o Degelo dos Polos (e “apenas”) uma Evidência. E que a nova Raça Dominante (o HOMEM) atualmente dominando o planeta Terra e sendo espetacularmente suportada (a raça Humana) por um aparente BOOM no nosso (Ilimitado) Conhecimento e Desenvolvimento Científico e Tecnológico − inesperado, repentino, como se algo/alguém tivesse sido impregnado, “Iluminado” – não acompanhando mentalmente toda esta Revolução e em vez de juntar continuando a separar por especialização todos os sectores da nossa Sociedade (sem Exceção)  − “conhecendo profundamente a sua terra mas nem sabendo da existência de outras” – arriscando-se a um dia sem nada que o indicasse ou justificasse, já ter sido ultrapassado, subalternizado, eliminado. Tal como os dominantes anteriores os irracionais DINOSSAUROS, sendo considerados “EXTINTOS”.

 

Num planeta evoluindo por Saltos (Civilizacionais, sendo o nosso um deles) − com diversas entidades Minero-Orgânicas que não apenas a nossa (mesmo podendo repetir-se situações) presentes − e acompanhando os Ciclos (Solares e do próprio planeta) interligando o conjunto (o Sistema Planetário, a Galáxia) e transformando-o num Universo Vivo.

 

Some

Cool Spots

Stats

and Facts

Scandinavia

Temperatures at least 2.7 degrees F below average.

Western and Eastern Russia

(fonte: ncdc.noaa.gov/sotc/global/201907/NOAA)

 

(dados e imagem/legenda: sciencedaily.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:29

[Com a Terra e os Terrestres a entrarem num novo período de 11 anos (duração aproximada de cada Ciclo Solar), na História recente do nosso Planeta (nestes pouco mais de dois séculos e meio) – Homem já incluído no conjunto o 25º Ciclo do nosso Astro-Rei o SOL.]

 

61.jpg

Um Trump de Nova Iorque

(num Tesla de Musk, ao som de Bowie)

 

Indeciso entre duas MENTES BRILHANTES como o são os dois milionários norte-americanos, um no Ramo da Hotelaria/Restauração/Imobiliário DONALD TRUMP (45º Presidente dos EUA) e o outro no Ramo da Indústria Automóvel e Espacial ELON MUSK (Fundador da TESLA e da SPACE X), questionando-me de momento sob um manto opaco e espesso de dúvidas (ou não fosse eu um simples LEIGO, quando muito um autodidata) qual das duas propostas apresentadas por estes dois Prodígios Humanos (ou EXCECIONAIS como se autodenominam) seria a mais Espetacular de PROJETAR e sobretudo, sendo acompanhada (na composição do Holograma) de efeitos Impactantes (Especiais): um deles − TRUMP − propondo a compra da GRONELÂNDIA à DINAMARCA − ou seja, como se os espanhóis se propusessem (por exemplo) comprar o Algarve a Portugal, integrando-o em Espanha – o outro – MUSK – propondo bombardear Marte com Bombas Nucleares − tal como na Terra partindo-se do princípio da eficácia da Refundação (de um Território ocupado) optando pela via da Terra Queimada.

 

“‘Nuke Mars’:

Elon Musk sets Twitter on fire

with interplanetary declaration of war.”

(16.08.2019/RT/rt.com)

 

elon-musk-plans-nuke-mars-.jpg

Bombardear Marte de modo a torná-lo habitável

(uma ideia de Elon Musk já com mais de quatro anos)

 

Em ambos os casos sem escutar e sem respeito pela opinião da outra parte, sejam eles Terrestres (neste caso os dinamarqueses) ou então Extraterrestres (caso existam e sob que forma for, os marcianos): com Donald Trump a ter resposta imediata por parte do Ministro dos Negócios Estrangeiros da Dinamarca Ane Lone Bagge − “We are open for business but we’re not for sale– e desta forma antes da sua visita planeada a Copenhague (a capital) em Setembro, colocando já em fúria a opinião política e pública dinamarquesa. E levando o antigo 1º Ministro da Dinamarca Lars Lokke Rasmussen a afirmar “It has to be an April Fool’s joke. Totally out of season” e a dirigente do DPP Soren Espersen a acrescentar “If he is truly contemplating this, then this is final proof that he has gone mad”.

 

“The thought of Denmark

selling 50,000 citizens to the United States

is completely ridiculous.”

(16.08.2019/RT/rt.com)

 

greenland-ap-ps-190816_hpMain_4x3_992.jpg

Com Trump propondo-se comprar a Gronelândia

(e os seus 50.000 habitantes)

 

Já no caso de Elon Musk talvez devido ao Momento dos seus Negócios (em queda) e à “Silly Season” que o mesmo (tal como nós todos no Hemisfério Norte) provável e dificilmente atravessa – “necessitando ferozmente de uma outra campanha publicitária e de marketing, real ou virtual, que o promova e relance” – ao propor bombardear Marte de modo a de uma forma extremamente violenta terraplaná-lo ou sujeitá-lo a terraformação ou seja (como diz o artigo da RT)Declarando-lhe Guerra”, com o milionário talvez com o “sangue-da-cabeça-a-ferver” típico deste período (extremamente quente) de Verão a colocar o TWITTER A ARDER com o seu último TWITTE APOCALÍPTICO. Surgindo desde logo as respostas nas Redes Sociais (no Twitter) já com alguns memes e outro tipo de presenças e de gozações − pelo menos dos terrestres nada se sabendo de Marte. Provavelmente até apoiando Elan Musk: “Well that escalated quickly. But I support your decision Lord Elon. Nuke it (Twitter.com).

 

(texto/inglês/itálico: RT/rt.com – imagens: Adamis/vetustideces.blogspot.com e fossbytes.com e go.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:15

“A Banana-Killing Fungus Has Reached Latin America.

Does This Spell the End for Bananas?”

(Agosto 2019/livescience.com)

 

bananamadeira.jpg

Bananas da Madeira

Gostosas como as das Canárias

 

A notícia há muito esperada − pelos especialistas da comunidade científica ligada ao estudo do REINO DAS PLANTAS − da chegada de um VÍRUS MORTAL (na realidade um “FUNGO-ASSASSINO”) ao continente SUL-AMERICANO, podendo levar à EXTINÇÃO de uma das suas mais disseminadas e populares ESPÉCIES − por comestível, por deliciosa e por nutritiva – a BANANA:

 

Um fungo-mortal denominado simbolicamente como TR4, já detetado na Colômbia e levando as autoridades do país a declarar de imediato o ESTADO DE EMERGÊNCIA (Agrícola).

 

Por inevitável contágio disseminando-se por territórios vizinhos, afetando para além da COLÔMBIA outros 2 países em conjunto responsáveis por pelo menos metade das exportações Mundiais e partilhando o mesmo continente sul-americano, o EQUADOR e a COSTA RICA.

 

Com as Filipinas chegando aos 2/3 (da exportação total Mundial), pondo de lado a ÍNDIA apesar de maior produtor não sendo o maior exportador.

 

E com a banana a ser atacada um pouco por todo o Mundo, um pouco por todos os territórios tropicais, lutando pela sua sobrevivência a doenças e a invasões sejam naturais (introduzindo espécies aparentemente semelhantes, mas estranhas e intrusivas) ou artificiais (através da utilização de híbridos/da clonagem), talvez com o seu ÚLTIMO REFÚGIO E TERRITÓRIO a ser violado (se não tivesse sido já adulterado, muito tempo antes) e com o seu destino e de toda a RESTANTE MACACADA já traçado.

 

Bananas-300x300-1.jpg

Um Fruto dos mais importantes

Na Luta contra a Fome

 

E a seguir à Extinção das Bananas seguindo-se mais cedo ou mais tarde a Extinção dos Primatas − num processo visto como uma contrapartida negativa da NATUREZA (de todo o Ecossistema) à substituição da banana local e original (Moldada) pela estrangeira e clonada Cavendish (Replicada).

 

Como se o Homem não necessitasse entre outras coisas (conforme o género), de pilinha (da sua “banana”) para se reproduzir.

 

E em vez de se voltar à produção da artesanal “Banana Com Sexo à Antiga” − talvez não tão bonita, mas mais doce (banana-vermelha), ou tipo banana das Canárias ou da Madeira e até a (para pobres, a metade do preço e igualmente gostosa, mesmo que já mutante) inicial banana-amarela − porquê insistir mais uma vez numa reprodução assexuada, sem contacto e emoção (por monotonia organolética) salvando o clone Cavendish?

 

(imagens: madeira-holidays.eu e teakisi.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:35

Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
14

23

26


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO