Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

01
Out 19

E depois de utilizado (o canudo) ficando para nós

o que estava enrolado à volta dele (o papel, antes branco agora colorido).

 

c457766fd49ded9d5d867741a43127b4.jpg

 

[Para se compreender a mentalidade de quem “Controla o Mundo (e fazendo parte do rebanho, queiramos ou não, a nossa) estejam atentos à, parecendo um título de um filme não o sendo, “Evolução de Greta (no diagnóstico oficial/inicial antes apenas jovem, agora também doente) − do Passado (desde que se tornou figura pública, introduzindo-se no “Espetáculo”) até ao Futuro, esperando não ser num relance esquecida (Já Tá Indo? Não Sabia!): utilizando todos os órgãos dos sentidos e esperando que por experiência (e sem filtros) aprendam.]

 

Nos seus ataques vergonhosos e impiedosos (de grupos de acesso restrito, detendo a esmagadora maioria do dinheiro, das armas e dos média) retratando imediata e descaradamente na sua presa (aqui o coletivo/o rebanho, esperando que apesar de percecionar/tal como o pastor, por educação e formação/do cão-fiel, acabando por não sentir/a presença do lobo) a imagem fidedigna do seu predador (na generalidade e traduzindo, do nosso representante político, tenha optado pelo público, pelo privado ou pela opção mista e ao qual demos carta-branca),

 

Vendo-se claramente (e já aí)

como o Rei vai nu

 

Tudo serve no presente − neste período de desprezo pelo diálogo (onde proliferam, vindo de todos os lados, os “Opinion Makers” e as “Fake News”)  dando (para já e numa 1º fase) a primazia ao conflito − para abater o nosso adversário (tal como na passado, mas agora de uma forma muito mais exacerbada) mesmo que utilizando contra o que seria moralmente  expetável as reprováveis (degradantes, execráveis, criminosas) armas e estratégias deste: sendo ainda mais preocupante que declarado esse conflito já lá vai mais de dois anos e  meio (tomada de posse do 45º Presidente dos EUA) e sabendo-se estar o centro do mesmo a desenvolver-se (e a Evoluir) atualmente no interior do território da Maior Potencia Global os Estados unidos da América  (com sede no “pântano” de Washington DC) − envergonhando os EUA (externamente) e afetando a sua credibilidade no Mundo (e acelerando a sus decadência como Império) – a caótica (disparando em todas as direções e atingindo sobretudo, estando no meio de DEM’s e de REP’s, os cidadãos inocentes) saga DEMOCRATAS Vs. TRUMP se reabilite substituindo “A Colisão com a Rússia” pela sua sequela “A Colisão com a Ucrânia”.

 

NEASE_(Fake_News)[2]___Super_Portrait.jpg

 

“Retomando-se assim a História Russa (1ª temporada) mas agora com ramificações com a Ucrânia (2ª temporada) − em estilo de sequela e mantendo-se (para além da base de toda a equipa técnica, sem dúvida Democrata e pelo menos por mais um ano e meio) a dupla de Protagonistas (Trump e Putin).”

 

Não aceitando a derrota sofrida em finais de 2016 nas Presidenciais Norte-Americanas − levando à derrota estrondosa (depois de arrumado SANDERS, pela queda) de HILLARY e à vitória surpreendente (nem o próprio acreditando, no momento) de TRUMP − desrespeitando o Presidente dos EUA, todos os cidadãos norte-americanos que legalmente o elegeram (os tais “deploráveis” segundo Hillary) e como tal e no final, a própria “Constituição Norte-Americana” e as “Razões da Fundação do seu país” (que disseram defender, não o fazendo, que “Maior Traição” haverá) – “como diria qualquer norte-americano integrado, patriota, defensor de si como dos seus e estando orgulhoso do seu país” – com os DEM em vez de reconhecerem os seus próprios erros e optarem por uma política até mais condigna com o seu nome (Partido DEMOCRATA) a, em vez de servirem o seu Povo levando até às instituições Superiores e com Poder (tendo aí maioria, como a Câmara dos Representantes, a sua Assembleia da Republica) todos os problemas básicos dos norte-americanos e de organização da sua sociedade, escolhendo consciente e deliberadamente (sabendo das consequências graves que daí podiam advir, arriscando-se à criação de um cenário propício de “Guerra Civil”)  por servir-se deles até ao limite  (da miséria até à morte e daí ao esquecimento) atirando-os como objetos/descartáveis/deploráveis para a rua e incitando-os (como se fossem uma massa bruta e irracional) − e aqui sendo impossível não recordar as estratégias dos terroristas do Exército Islâmico, por coincidência uma criação do longo braço militar da Máquina de Guerra Norte-Americana − à decapitação e à exibição pública da cabeça do Traidor, aqueles em que votaram, o seu Presidente! E aí cortando a sua própria cabeça e oferecendo-a (num prato talvez com talheres, na dúvida podendo ser um ato racista) ao novo Déspota (qual seria a diferença tendo Hillary ou Biden, sabendo-se o que foi Obama), reinando num país de poder único, não se sabendo bipolar, tantas as hipóteses oferecidas (no antes “Sonho Americano”, agora “Pesadelo Climatizado”).

 

“Muito provavelmente com Donald Trump a “ainda-estar-vivo” aquando das Eleições Presidenciais de 2020 nos EUA − sendo naturalmente o candidato REP − e com os Democratas postos no presente perante a sua mais forte aposta o ex-VP de Obama Joe Biden – sendo naturalmente o candidato DEM – “sabendo-se das capacidades de um e da falta de capacidades do outro”, podendo não haver outra solução senão mesmo a adoção de qualquer tipo (que seja, mesmo que extremo) de “IMPEDIMENTO (IMPEACHMENT)”: de modo a remover de vez o perigoso obstáculo.”

 

14baker-superJumbo.jpg

 

Com o despoletar de mais Evento tendo como epicentro o partido Democrata (seja ele o que for hoje, seja qual for a sua orientação e ideologia, tal a abertura dada pelo mesmo,  tentando chamar a si o máximo de cidadãos − mesmo que nele integrando entre outras minorias estratégicas os “deploráveis”− na sua campanha de “Caça-ao-Boneco-Diabólico DT”) e o alvo das sucessivas ondas de choque Donald Trump − e esquecendo tudo o que está para trás e à volta, de modo a melhor conduzir a besta aplicando-lhe palas mediáticas (um processo muito utilizado tanto por DEM como por REP) – a iniciar-se numa conversa eventualmente tida por TRUMP com ZELENSKI (atual presidente da Ucrânia) levantando fortes e antigas suspeitas de corrupção em negócios envolvendo BIDEN e o seu filho (na Ucrânia mas podendo estender-se a outros negócios e territórios como o da CHINA), sendo levada ao conhecimento dos DEM, levando-os de imediato a acusar TRUMP de “traição-à-pátria”, pelos vistos por atacar um antigo VP e um potencial candidato (DEM) a próximo Presidente dos EUA, ou seja, interferindo e entrando em colisão (antes por interferência russa, agora ucraniana) com as Eleições Presidenciais Norte-Americanas: para muitos assistindo a este episódio e apenas observando e daí tirando conclusões sem ligações nem concessões partidárias, algo de extremamente perturbador quando um Presidente para poder revelar a verdade (neste caso já antigo e até baseado em factos poderosos, mas nunca completamente investigados) se tem que transformar no seu próprio país e como seu Comandante num “WHISTLEBLOWER”interessado na informação (única forma de denunciar o crime, de algo ou de alguém) −  com todos os outros rodeando-o (num extremo ou no outro, mas do mesmo lado da barricada), que o deveriam proteger − dado pertencerem à mesma Máquina (à mesma Engrenagem que todos sustenta desde que pertençam ao partido único (DEM/REP) – e colocando-se ao lado do “LEAKER”interessado na contribuição − apenas desejando selvaticamente o seu Escalpe. No fundo o Nosso! Até porque se para alguns a necessidade de fazer desaparecer TRUMP é cada-vez-mais-urgente, ninguém nos podendo garantir que o seu sucessor (previsto por outros como o nosso salvador) não será ainda pior.

 

affiliate_post_AreBillionairesLeadingAmericaToward

 

[O que está neste momento a suceder na estrutura hierárquica do poder controlado pelo tão propalado Estado Profundo (que para já ninguém sabe bem quem é, ou por qualquer circunstância não identifica), é que um grupo de intermediários desde há muito constituindo a pirâmide a nível de privilégios (por direitos pelos mesmos achados e tornados adquiridos) está a ser posto em causa – logo à frente estando os administradores/gestores e os políticos & associados (público-privados e como uma praga com fortes interligações estando em todo o lado) perdendo a delegação de poderes por desistência dos Milionários (reparando finalmente na utilidade prática de ambos) − podendo-se colocar familiares e já como  tal acontece – tanto para os patrões como para os empregados: para já apenas os derrotados (daí a virulência indescritível da sua resposta) os DEM, mas amanhã (e isso podendo virar-se contra Trump, a última réstia de esperança DEM) estendendo-se a todos e aos REP. Temendo-se pela repercussão (desta luta fratricida, em curso no Poder) nos mais de 300 (milhões de norte-americanos) e do eco repetido na cabeça dos mais de 7,5 (biliões de terrestres).]

 

Quando chegará o dia em que concluiremos que o Mundo é controlado por (alguém inicialmente sendo) um “Pobre e Ignorante”, sabendo-se rodear, no entanto (por pura pratica e experiência) por “Ricos e Doutores (os tais tendo, a “Escola Toda”)?

Naturalmente um dia chegaria, em que educados os filhos do “Pobre e Ignorante” − e tal como acontece com toda a gente deste Mundo − os “Ricos e Doutores” tornados então desnecessários (por excedentários) seriam de imediato dispensados.

 

(imagens: pintrest.com – Steve Nease/durhamregion.com – nytimes.com − trofire.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:50

Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9



27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO