Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

22
Out 19

[Ainda longe do Ponto Zero.]

 

Como sempre e nestas

Democracias

não levando a lado nenhum,

continuando tudo na mesma,

meio-vivo, meio-morto”.

E como sempre aguardando.

 

Cumprindo-se o Indicado

(nas consultas direcionadas e obviamente condicionadas)

canada-elections.jpg

Canadá

Como sempre com a população a respeitar o "status quo" a ela imposto,

e as direções à mesma apontadas

– pelas unidirecionais e sucessivas sondagens –

para no final e cumprindo o seu dever

voltarem para casa e às suas naturais obrigações

(com muitos a não entenderem ser este período de decadência, já de mera sobrevivência)

 

Agora sem “Maioria Absoluta (atingida aos 170) restando “esperar para ver” o que fará o “tão contestado e criticado” líder do partido Liberal Justin Trudeau, tendo forçosamente que se aliar faltando saber com quem: mas para um ignorante na política partidária do Canadá e suas respetivas ideologias (não querendo saber de nada do seu passado, para não prejudicar desde já o seu futuro), à 1ª vista só existindo – para além de uma possível coligação nacional Liberal/Conservadora (atingindo uns amplos 278 lugares) – dois candidatos para uma possível coligação ou aliança: o Bloco Québécois (ficando com 189 lugares) ou  o New Democratic (ficando com 181 lugares). Apenas (um simples) cálculo matemático.

 

Eleições Federais do Canadá

2019

(resultados)

 

Partido

Líder

Lugares (2015)

Lugares (2019)

Variação

Liberal

Justin

Trudeau

177

157

-20

Conservative

Andrew

Scheer

95

121

+26

Bloc Québécois

Yves-F. Blanchet

10

32

+22

New Democratic

Jagmeet

Singh

39

24

-15

Green

Elizabeth

May

2

3

+1

People's

Maxime

Bernier

1

0

-1

(Outros)

 

-

(14)

(1)

-13

Total

 

-

338

338

0

(Maioria com 170 Lugares)

 

E como se constata facilmente (em jeito de conclusão, focando os aparentemente derrotados e os aparentemente vitoriosos) com o partido Liberal do Governo de Justin Trudeau a ser o maior derrotado (perdendo 20 lugares) − seguido do New Democratic de Jagmeet Singh (perdendo 15 lugares) – tendo do outro lado e como grandes vitoriosos (vitória relativa pois nem os Conservadores conseguiram igualar ou ultrapassar os Liberais)  os Conservadores de Andrew Scheer (ganhando 26 lugares) e o Bloc Québécois de Yves-François Blanchet (ganhando 22 lugares). Ficando 4 partidos e assistindo-se à estagnação de 2 − um deles e espantosamente (dada toda a campanha a nível Global em torno da Ecologia, da Proteção do Planeta, do Verde) sendo os Verdes: “Algo indo mal no Reino da Dinamarca”.

 

(imagem: CTV News/foreignbrief.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:59

[E Marte.]

 

Olhando para Lanzarote (ilha mais oriental do arquipélago) e lembrando José Saramago (que aí residiu), uma imagem do seu Parque Natural de Vulcões localizado nas Canárias (Espanha) – agora tendo como protagonista o ESPAÇO.

 

PIA23526.jpg

Lanzarote − Ilhas Canárias − Espanha

(PIA 23526)

 

No presente (2019, aqui com imagem de 2014) um território pela sua natureza (sendo um terreno semelhante ao da Lua e de Marte) utilizado pela NASA, para testar os seus ROVERS e treinar astronautas para futuras missões.

 

Num futuro (que se espera próximo) com a exploração de outros corpos celestes (Lua/Marte), tendo-se que obrigatoriamente de contar com a presença de astronautas especialistas, em geologia e geologia-microbiológica.

 

E se no presente e no nosso planeta este grão de planeta se encontra tal e qual como se vê − uma ilha de origem vulcânica, com extensões secas e desérticas, polvilhada de planos e de elevações − podendo tal ter acontecido em Marte.

 

PIA23526 B.jpg

Vulcões de Lanzarote

(ampliação parcial de PIA 23526)

 

E se José Saramago no seu percurso de Vida (antes de saltar para a seguinte, assim o diz a Evolução) já viu esta Terra atual, porque não transformar esta imagem numa outra parecida, mas do passado de Marte.

 

Um planeta tal como todos os do Sistema Solar com cerca de 4,6 biliões de anos (para vermos a nossa brutal pequenez, Saramago só chegou aos 87), há perto de 3,6 biliões de anos (por impacto) apresentando à sua superfície uma entre muitas crateras (aqui a de GALE, uma bacia com mais de 150Km de extensão) e que há uns 3 biliões de anos (ainda nós nem existíamos na Terra, nem nada que se parecesse) poderia ter possuído um grande Lago (tal como José Saramago conheceu na sua terra, a TERRA).

 

(imagem: photojournal.jpl.nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:43

Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9



27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO