Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

07
Nov 19

Na sua 9ª edição e tendo como detentor do troféu o inglês RONNIE O’SULLIVAN (2ºRM), decorre de 4/10 de novembro a 10ª prova da época 2019/20 − 5ª prova p/ convite (não integrando o Ranking Mundial/RM) – atribuindo ao vencedor um prémio de 150.000£ (ao vencido 75.000£):

 

hqdefault.jpg

1ª MF

Ronnie O’Sullivan Vs. Neil Robertson

(ING/2ºRM e AUS/4ºRM)

 

C/ o recordista em vitórias (3 em 8 edições) a ser Ronnie O’Sullivan. Uma prova servindo de passagem entre duas provas de RM, o WORLD OPEN (vitória de JUDD TRUMP) e o NORTHERN IRELAND OPEN (detentor do troféu JUDD TRUMP) e que pelo nome aparecendo em comum e pelas suas últimas prestações − além de ser o Campeão do Mundo e o Líder do RM – apontam JUDD TRUMP (o Protagonista) como um assumido favorito à vitória (tendo até ao presente apenas sido finalista vencido em 2014 − derrota face a Ronnie O’Sullivan por 10-7). C/ o detentor do troféu a ser o inglês Ronnie O’Sullivan (10-9 sobre Kyren Wilson).

 

2019 Champion of Champions

QF

(realizados)

 

Fase

J

N

F

J

N

QF1

Ronnie

O’Sullivan

ING

6-3

John

Higgins

ESC

QF2

Neil

Robertson

AUS

6-5

Shaun

Murphy

ING

QF3

Mark

Allen

IRLN

6-2

Mark

Selby

ING

QF4

Judd

Trump

ING

6-3

Thepchaiya Un-Nooh

TAI

(J: Jogador N: Nacionalidade F: Frame QF: Quartos-Final)

 

Tendo-se disputado a 1ª ronda da prova inicialmente com 16 jogadores − com 10 jogadores integrando o TOP 16, 5 jogadores entre o 21ºRM (Yan Bingtao/CHI) e o 117ªRM (Jimmy White/ING) e o Campeão do Mundo de Snooker Feminino a inglesa Reanne Evans (1ªRM feminino) – com o mais relevante a estar no difícil apuramento para os QF de Ronnie O’Sullivan (2ºRM) frente a (grande amigo) Jimmy White (117ºRM) e de Shaun Murphy (8ºRM) face a Reanne Evans (o único representante feminino), apenas sendo apurados na negra (4-3).

 

trump-allen1024_2868594.jpg

2ªMF

Judd Trump Vs. Mark Allen

(ING/1ºRM e IRLN/7ºRM)

 

Para além das vitórias claras (por 4-0) do australiano Neil Robertson (4ºRM) e dos ingleses Mark Selby (6ºRM) e (como não poderia deixar de ser) Judd Trump. E das 4 partidas marcadas para os QF tendo todas elas previsões de resultados incertos, sendo uma das curiosidades 1 delas, colocar frente-a-frente os recentes finalistas do 2019 World Open (Trump Vs. Un-Nooh).

 

2019 Champion of Champions

MF

(por realizar)

 

Fase

D/H

J

N

RM

J

N

RM

MF1

8

19:00

Ronnie

O’Sullivan

ING

Neil

Robertson

AUS

MF2

9

19:00

Mark

Allen

IRLN

Judd

Trump

ING

(D: Data H: Hora RM: Ranking Mundial MF: Meias-Finais)

 

Nos QF e das quatro partidas disputadas – com 7 jogadores a integrarem o TOP 8 do RM e o outro jogador a ser 22ºRM (Thepchaiya Un-Nooh/TAI) – não existindo surpresas, apenas se destacando as dificuldades, com que o australiano Neil Robertson/4ºRM afastou o inglês Shaun Murphy/8ºRM (batendo-o na negra por 6-5). E apurando-se para as MF (por ordem crescente de RM), JUDD TRUMP, RONNIE O’SULLIVAN, NEIL ROBERTSON e MARK ALLEN.

 

hqdefault 2.jpg

O eliminando Murphy depois de ter eliminado Evans

Shaun Murphy Vs. Reanne Evans

(ING/8ºRM e ING/1ªRM-Feminino)

 

Com a final – a ser disputada em 2 sessões e à melhor de 19 frames − a estar marcada para 10 de novembro, arrancando de imediato – no dia seguinte (segunda-feira, 11) − a 6ª prova de RM da época o OPEN da IRLANDA do NORTE (11/17 novembro): contando com a participação de 129 jogadores (entre eles o suíço filho de mãe portuguesa Alexander Ursenbacher/101ºRM e o regressado jogador brasileiro Igor Figueiredo/103ºRM) e com a ausência mais notada a ser a do galês Mark Williams (3ºRM) – “todos os outros (da lista ordenada do RM) comparecendo.

 

(imagens:  Snookerholic/youtube.com − skysports.com – Snooker Zodiac/youtube.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:11

[E a mais uma "Doçura & Travessura".]

 

Nos momentos antecedendo a comemoração do HALLOWEEN 2019, um exemplo dos múltiplos, belos e mágicos cenários, dados a usufruir pela NATUREZA: aqui e com a colaboração conjunta dos RAIOS do SOL e da ATMOSFERA TERRESTRE, com o SOL e a TERRA dando-nos a usufruir, uma avermelhada e brilhante imagem de uma AVE: misteriosa, eletromagnética e tocando-nos a ALMA (temporariamente associada ao nosso corpo físico). Numa transição entre o Inferno (da Terra) e o Céu (Lá em Cima).

 

A ÁGUIA DE FOGO

 

73446289_3104121249662143_7458515695131688960_n.jp

Soledad

Rio Grande do Sul − Brasil

(30.10.2019)

 

“E então a majestosa águia de fogo...o céu em Soledade...Deus é bom.”

(Paulo Henrique Pinheiro/30.10.2019/Facebook.com)

 

Uma decoração Natural − tendo como “Companhia” o Ecossistema Terrestre − surgindo nos céus do BRASIL e segundo uma das suas testemunhas (PHP) representando “uma ÁGUIA, majestosa e simbolizando a bondade de DEUS”: projetada para nós (talvez como um sinal) na nossa atmosfera – ao pôr-do-sol. Segundo cientistas e especialistas no fenómeno, mais um caso natural de um fenómeno conhecido e já ocorrido anteriormente (precisamente com o mesmo tom para o cor-de-rosa, mas não como antes, aí definindo algo).

 

(imagem: Paulo Henrique Pinheiro/Facebook)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:17

Preguiça para todos e sem se comerem uns aos outros!

(racionais e irracionais e envolvendo frutas e vegetais)

 

Apenas por considerar o descanso nos seus tempos livres, extremamente importantes para o seu bem-estar e desenvolvimento pessoal (e mesmo assim ainda se acreditando ser este, um animal irracional), sendo ainda hoje diminuído psiquicamente − pelo sentido pejorativo atribuído ao seu nome − tal como pelos vistos já no passado, era perseguido mas fisicamente (para o comer). Até pelo seu contributo para o desenvolvimento do Homem (voluntário e/ou voluntário) merecendo a nossa Homenagem (e Celebração) – sem transpirar, “Fazendo Nada”!

 

Sloth_01.jpg

Há uns 11.000 anos com a Preguiça-Gigante

A ser uma presa de predadores como o Homem

 

Scientists have uncovered evidence of ancient humans engaged in a deadly face-off with a giant sloth, showing for the first time how our ancestors might have tackled such a formidable prey.

 

Standing over 2 meters tall, with forelegs tipped with claws, giant sloths lived until around 11,000 years ago. Most scientists believe over-hunting by humans eventually led to their extinction.

 

Fossilised footprints in the salt flats of White Sands National Monument, in the southwestern U.S. state of New Mexico, reveal humans walking in the exact footsteps of a giant sloth and then confronting it, possibly hurling spears.

 

international-sloth-day.jpg

A Preguiça

Vista como o animal mais lento do mundo

 

"The story that we can read from the tracks is that the humans were stalking; following in the footsteps, precisely in the footsteps of the sloth," said Matthew Bennett, one of a team of scientists behind the discovery.

 

"While it was being distracted and turning, somebody else would come across and try and deliver the killer blow. It's an interesting story and it's all written in the footprints," said Bennett, a professor of environmental and geographical sciences at Bournemouth University in southern England. (continua)

 

[archaeologynewsnetwork.blogspot.com/2018/04/giant-sloth-vs-ancient-man-fossil.html#gASlZitRqQc5lH2i.97]

 

(texto/excerto e imagem: (1º) Reuters/Science Advances e Alex McCelland/Bournemouth University/archaeologynewsnetwork.blogspot.com – (2º) bigstockphoto.com/JanossyGergely/timeanddate.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:46

Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


18
22

28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO