Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

27
Dez 19

Na passagem da segunda para a terceira década deste século XXI e três anos passados sobre a morte (real, não virtual) da Princesa (fig. 2) LEIA ORGANA (27 de dezembro de 2016, aos 60 anos de idade)

 

05_StarWars_Ep9_1004BrandPage_Desktop_SLINGSHOT1_M

Fig. 1

BABY YODA

 

Na Saga STAR WARS um dos seus ÍCONES ao lado de LUKE SKYWALKER (irmão gémeo de Leia), HAN SOLO (futuro marido de Leia), DARTH VADER (pai dos gémeos), R2-D2 (droide), YODA (o líder do Bem − THE FORCE − o Mestre JEDI), CHEWBACCA (copiloto da nave MILLENNIUM FALCON), OBI-WAN KENOBI (CAVALEIRO JEDI), C-3PO (androide), DARTH SIDIOUS (o vilão da série, o líder do DARK SIDE), etc.

 

Recordando factos fictícios que intersectando-se − e como tal tendo um ponto comum − por vezes são mais reais do que se pensa − como terá sido o caso da Princesa Leia, apaixonando-se no ecrã por HAN SOLO (com dificuldade, mas acabando por ser correspondida) e na vida real pela sua projeção na mesma HARRISON FORD (temporária, mas não correspondida) – para além de um momento de reflexão para melhor digerir o sucedido (a morte de LEIA e a nova sequela) e o que por aí poderá vir ou advir no futuro (agora que a mesma SAGA se encontra virtualmente moribunda, talvez sendo descontinuada a curto-prazo, restando-lhe o comércio dos Bonecos),

 

GUEST_1a6fd824-ccad-4009-aa63-af02c111d11c.jpg

Fig. 2

PRINCESA LEIA

 

− E com a DISNEY (uma Multinacional norte-americana associando companhias como a PIXAR, a MARVEL, a LUCAS FILM, a FOX, entre outras) produzindo em série e caro (como detentores da patente, defendendo os seus direitos adquiridos), sempre atenta ao Mercado Global e sua penetração ideológica

 

Sendo agora surpreendidos até pela antecipação (só estando tal previsto para maio de 2020) pelo aparecimento de algo de contraditório − com a série num declive acentuado (mortes, descontinuados, substitutos, no fundo e de facto, o Fim da Força no mundo real e vitória entre nós do seu Lado Negro) e prevendo-se o seu fim próximo − o novo boneco da Disney o BABY YODA.

 

Tendo em memória a nave espacial (fig. 3) de Han Solo (a paixão de Leia) e Chewbacca (o copiloto), peça essencial da vitória da Aliança Rebelde (da Princesa Leia/dos Bons) sobre o Império Galáctico (de Darth Vader/dos Maus) – a MILLENNIUM FALCON.

 

GUEST_c7485d76-46a4-468e-ae4f-398c2db43857.jpg

Fig. 3

Millennium Falcon

 

This is (fig. 1) the "Baby Yoda" toy you were looking for

Disney unveils newest 'Baby Yoda' toy:

An 11-inch plush doll, delivered in March 2020

(Mike Snider USA TODAY Dec 26, 2019)

 

Uns anos após os eventos do episódio relatados em O REGRESSO DE JEDI (e já depois do filme A ASCENSÃO DE SKYWALKER, outras space operas e animações) cinco anos após a queda do Império, conforme retratado em O Retorno de Jedi (wikipedia.org) surgindo agora THE MANDALORIAN, “uma série de televisão de ópera espacial americana programada para estrear no Disney+ em 12 de novembro de 2019. Instalada no universo de Star Wars(wikipedia.org): pelos factos não tanto para proteger ou salvar a série STAR WARS (e a sua qualidade), mas certamente para preservar e aumentar algumas receitas futuras (podendo estabelecer um cordão umbilical, para algo mais a surgir) ou seja (deixada a história e ficando o boneco), o Negócio.

 

(imagens: target.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:21

Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10

20
21

22
23
25
26

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO