Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sintoma Ibérico

Quarta-feira, 08.01.20

“A Solução Anda Algures, Por Aí.”

 

geringonça 1.jpg

Geringonça

(o vírus português)

Sob a direção do líder do PS António Costa

 

Enquanto em PORTUGAL mesmo sendo segundo o PS subverteu o exercício considerado normal por tradicional aliando-se à esquerda e formando Governo (maioritário, mas apenas com 16 votos de diferença) – a denominada e eficaz GERINGONÇA, cumprindo integralmente o mandato  (2015/19) – eis que agora em ESPANHA (2020) e aproveitando a experiência pioneira levado a cabo pelo seu vizinho ocidental, ganhando as eleições mas fazendo-o sem maioria, o PSOE subvertendo igualmente o sistema e os procedimentos respetivos e usuais, acabou aliando-se à esquerda e formando Governo (maioritário, por uns escassos 2 votos de diferença) − com a hipoteticamente denominada CARANGUEJOLA:

 

geringonça.jpg

Caranguejola

(a mutação espanhola)

Sob a direção do líder do PSOE Pedro Sánchez

 

Para aqueles (particularmente portugueses) nunca tendo querido acreditar na experiência portuguesa − na “Geringonça” – e ainda para aqueles muito menos tendo querido acreditar na sua reedição ainda-por-cima no seu território (caso dos espanhóis) − a “Caranguejola” − sendo de destacar que se no caso do PS a eleição seguinte deu origem a um Governo seu aparentemente mais reforçado (dependendo a sua estabilidade dos seus colegas da Ex Geringonça), no caso do PSOE o próximo resultado poderá ser idêntico, até alcançando a maioria absoluta; e ainda que perante tal pioneirismo e resultados iniciais obtidos − tão interessantes, por darem um maior acesso ao poder (o terror de ditos democratas-conservadores, mas sendo liberais-extremistas) – num processo iniciado em Portugal e já se estendendo a toda a Península Ibérica (Portugal e Espanha), podendo-se desde já assumir até pelas consequências visíveis do Perigo de Contaminação e rápida Propagação (podendo ser um vírus).

 

good-virus-thumb.jpg

Vírus Ibérico Vs. Vírus Norte-Americano

(Geringonça e Caranguejola contra Deep State)

Good Virus Vs. Bad Virus

 

Podendo rapidamente atingir toda a Europa (além de Portugal e de Espanha atingindo já, por Andorra a França e por Gibraltar o Reino Unido) e a partir daí alcançar o Mundo (sendo um vírus biológico, suficientemente intrusivo) − os portugueses e os espanhóis (credíveis por eficazes) já tendo sido aí pioneiros − agora que se prevê cada vez com maior certeza (tal o trabalho do Clã DEM/CLINTON, começando a inverter a favor do Clã  REP/TRUMP, as intenções de voto para as Presidenciais EUA 2020) a reeleição (não aparecendo um milionário antissistema DEM) do milionário (REP e eleito à 1ª vez como antissistema) Donald Trump (caso não se deixe entusiasmar com o Irão): possuidor de um vírus terrível por assente na impossibilidade de cura, enquanto a luta pela vida se centrar na utilização exclusiva do duo (em processo irreversível de fossilização) “Dólar & Bala”.

 

(imagens: quartarepublica.blogspot.com − entreasbrumasdamemoria.blogspot.com − nakedsecurity.sophos.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 11:18

Austrália a Arder

Terça-feira, 07.01.20

No passado dia 6 de janeiro de 2020 (ontem) por volta da hora do almoço (12:34), com um piloto da força aérea australiana (numa operação de resgate) a ser surpreendido por uma autêntica visão do Inferno (fiel até na cor apresentada):

 

qOGmaHciXcrDKS9B.jpg

[O Inferno c/ um piloto de avião no meio dele]

Iniciado em setembro de 2019 c/ os Fogos Florestais

a terem provocado já 25 vítimas mortais

e mais de 1500 casas destruídas

P/ além dos quase 500 milhões de animais afetados

− em fuga ou mortos

entre répteis, mamíferos (como o coala e o canguru) e aves

 

Ficando rodeado por nuvens espessas de fumo de cor avermelhada/alaranjada – preenchendo e obscurecendo todo o céu − originadas nos grandes incêndios florestais em curso na maior ilha da Oceânia: o continente-ilha da Austrália.

 

[Com os autointitulados descarbonizados, extremistas do falso ECO-VERDE – na realidade em tudo CALCINADOS e de nível superior aos Carbonizados – ao acusarem as Alterações Climáticas apontando unicamente o Homem (como se alguma vez as Alterações Climáticas provocadas pelo Homem, tivessem algum peso e significado perante a força bruta da Natureza), protegendo e desculpabilizando (consciente e interessadamente) Madeireiros & Incendiários: como se constata no caso da Austrália, com estes últimos bem ativos.]

 

(imagem: Air Commander/@RAFF_ACAUST/twitter.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:59

Mulheres − Helen Sharman − Terra & Alienígenas

Terça-feira, 07.01.20

Com a ex-astronauta inglesa de 56 anos de idade Helen Sharman, declarando-nos a sua convicção – a mesma que todos os como nós e como ela (religiosos como somos, acreditando e tendo fé numa outra entidade superior) de facto nunca os viram (à nossa imagem, os Deuses) − de que os Alienígenas existem e que até poderão estar entre nós.

 

westernhemisphere_geos_2019246_lrg.jpg

A beleza do único objeto celeste

Terra

Reconhecidamente e à nossa imagem contendo Vida

 

Elogiando a beleza da Terra, aquele perdido Pontinho Azul,

destacando-se na escuridão infinita do Espaço (talvez c/ extraterrestres).

 

There’s no greater beauty than looking at the Earth from up high – and I’ll never forget the first time I saw it. After take-off we left the atmosphere and suddenly light streamed in through the window. We were over the Pacific Ocean. The gloriously deep blue seas took my breath away.” (Helen Sharman/theguardian.com/05.01.2020)

 

5120.jpg

Mulher, primeiro e único astronauta e inglesa

Helen Sharman

Lançada numa nave Soyuz e permanecendo uma semana na MIR

 

E dando-nos a entender, sejam diferentes sejam iguais,

não sermos os únicos conhecedores desse (p/ nós terrestres) único Pontinho Azul.

 

Aliens exist, there’s no two ways about it. There are so many billions of stars out there in the universe that there must be all sorts of different forms of life. Will they be like you and me, made up of carbon and nitrogen? Maybe not. It’s possible they’re here right now and we simply can’t see them.” (Helen Sharman/theguardian.com/05.01.2020)

 

800px-Mir_Space_Station_viewed_from_Endeavour_duri

Estação Espacial Soviética

MIR

Lançamento: 1986 − Reentrada: 2001

 

[Helen Sharman (56 anos) − A primeira cidadã inglesa a viajar (perto dos seus 28 anos de idade) até ao Espaço: em 18 de Maio de 1991 numa iniciativa britânico-soviética (Projeto Juno) − tendo da parte britânica como principal objetivo colocar o seu primeiro cosmonauta no Espaço − e após um estágio na Cidade das Estrelas (localizada a nordeste de Moscovo), sendo lançada da Terra em direção à estação espacial MIR (tornando-se na primeira mulher a visitá-la) a bordo de uma nave SOYUZ (ambas de fabrico soviético).]

 

[MIR – A 1ª Estação Espacial (de origem Soviético-Russa) a operar de 1986 a 2001, tornando-se no primeiro e grande satélite artificial e antecedendo a Estação Espacial Internacional (ou ISS): com o seu primeiro módulo a ser lançado em 1998 numa operação inicial e conjunta de 16 países.]

 

(imagens: nasa.gov – Alamy/theguardian.com – wikipedia.org)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:36

Recordando as Consequências

Domingo, 05.01.20

E as maiores vítimas dos adultos,

as crianças.

 

yemen-piece-1457725205.jpg

Depois do Afeganistão, do Iraque, da Líbia, da Síria e do Iémen, sempre com o mesmo protagonista − e por cá só se falando do NORD STREAM 2, ligando a Rússia à Europa − com os holofotes energéticos − projetados pelos EUA − a dirigirem-se agora (e prosseguindo o seu pré-planeado caminho) em direção ao Irão: diplomaticamente tentando evitar uma guerra, matando o segundo na hierarquia adversária. Para já (sem saber o que fazer) sem grande reação europeia e desde já irritando Washington (e já agora não como conspiracionista, mas concordando com Dwight D. Eisenhower, o Complexo Industrial Militar).

 

“Será que ainda vos deixam recordar,

a curta vida do jovem sírio Alan Kurdi?”

 

[Com os culpados (muitas vezes sem dinheiro para fazerem o negócio) a não serem apenas os que compram as armas (os clientes), mas obviamente (sem eles tal nunca ocorreria) os que interessadamente (não estando na mira da bala) as vendem. Sendo Tump e apenas (talvez mais que todos os outros) mais um homem de negócios e sendo norte-americano e excecional de vitórias e de sucessos (chegando mesmo a Presidente). Infelizmente com a Europa de cócaras e de traseiro bem levantado, mais uma vez aguardando (avaliando) o grau de penetração (do vibrador norte-americano produzido na china) e como sempre sendo vítima da sua soberba como o da não defesa do povo líbio, mas na defesa dos bens de Muammar Gaddafi.]

 

Num momento em que a segunda figura na hierarquia do poder no Irão

 

Humanity-washed-ashore.jpg

Uma vítima (no terreno) de Obama, como poderia ser de Clinton ou de Trump

A sand sculpture replicating the harrowing pictures

The shocking image of three-year-old Aylan's body

has now been created on Puri beach in eastern India

(by famous artist Sudarsan Pattnaik)

 

− QASEM SULIMANI, para os Orientais um herói da Guerra Irão/Iraque (na luta contra o ditador iraquiano Saddam Hussein e as suas armas de destruição maciça, então fortemente apoiado pelos EUA) e um dos maiores impulsionadores levando à derrota da Al-Qaeda e do Exército Islâmico (no Iraque como na Síria)

 

Numa visita pré-estabelecida e combinada (por responsáveis dos dois países, Iraque e Irão e conhecimento dos EUA) ao Iraque (vindo da Síria) para conversações com o 1ºMinistro (interino/iraquiano) Adil Abdul-Mahdi, aterra no aeroporto Internacional de Bagdade e no início do seu percurso de carro em direção ao referido encontro é atingido por um drone norte-americano, assassinando-o

 

– Servindo-se os norte-americanos de informações diplomáticas que todos conheciam (da viagem e encontro oficial de Suleimani), na verdade e de uma forma ilegal, criminosa e brutal (e até para servir de exemplo), obliterando-o –

 

E sabendo-se das consequências que isso poderá acarretar não só para o Hemisfério Norte Oriental (por onde andam os mouros) mas para o futuro do Mundo Ocidental (do hemisfério norte o nosso, por onde andam os católico-romanos, os Cruzados)

 

− Com os diplomatas num período (de tempo) mais ou menos alargado podendo (reconvertendo-se/reciclando-se) em vez de dialogarem (sempre com algo contra) começarem a resolver os problemas logo ali, definitivamente, e a tiro (Hoje a Oriente e amanhã banalizado o processo a Ocidente) –

 

Syria-boy.jpg

Uma vítima (na UN) de Obama, como poderia ser de Clinton ou de Trump

 Political Message

Artists and cartoonist

depict Syria boy's body on beach

(used by artists on Twitter to call for action)

 

Sendo necessário até pela nossa crescente falta de cultura e sobretudo de memória, recordar as consequências de atos anteriores e semelhantes e ao que os mesmos (apesar de toda a negação e estratégia de avestruz) conduziram:

 

Bem estampada (no passado exemplar) nos mais de 1 milhão de mortos resultantes da Guerra do Irão contra a poderosa coligação iraquiana Saddam/EUA e mais recentemente (já que o crime, a hipocrisia e a falta de vergonha − face ao dinheiro e poder que se pode ganhar utilizando estes parâmetros − não têm limites) na morte do jovem sírio AYLAN.

 

Hoje como amanhã com um país (julgando-se poderoso, sendo-o ou não) ou com qualquer outro (naturalmente tendo supremacia em armas, sendo melhor), podendo de facto se o desejar e invocando toda a razão para o seu lado (declarando-se sem provas Excecional), eliminar o outro lado fazendo-se passar como salvador e protetor de possíveis vítimas e logo oriundas do assassinado (por prevenção sendo morto)

 

– Para o verdadeiro assassino (tendo a Arma) o mais natural e potencial predador (curiosamente desarmado), desculpada a Bala (e os que lucram com tudo isto, os fabricantes do novo método de diálogo utilizando − à falta de papel − Armas).

 

Ressuscitando o antigo grito de guerra

− Agora em dita Democracia –

Ou te calas ou te fodes”!

 

world-war-3-memes.png

My mom taking my pic before I get deployed for world war 3

E c/ a banalização da Guerra − Doença & Morte – e a aceitação passiva da nossa progressiva descontinuidade (do valor do sujeito, face à sobrevalorização do objeto)

c/ a nossa resposta a limitar-se (divertidamente, esquecendo por largos momentos as vítimas e comportando-se como intelectuais-decadentes) aos memes

 

No assassinato da 2º figura do Irão − Qasem Sulimani − podendo ter evitado como o afirma o seu patrocinador (não promotor) e 1ª figura dos EUA − o presidente dos EUA − mais uma guerra local,

 

Mas pelo meio envolvente − incluindo as duas outras grandes potências globais o Bloco China/Rússia − podendo provocar uma Grande Guerra Mundial, agora entre o Hemisfério Norte Ocidental e o Hemisfério Norte Oriental (sendo o Hemisfério Sul a parte económica e financeiramente fraca, talvez e felizmente sendo posto de lado). E já imaginaram o que sucederia se o conflito entre os EUA (o Grande Império em Queda) e o Irão se declarasse de facto e alastrasse (para além dos “Poços de Petróleo” e com os EUA a lutarem apor isso) para as proximidades das fronteiras da Rússia e da China (o Grande império em Ascensão) − num momento em que a China, a Rússia e o Irão fazem exercícios militares conjuntos (com este assassinato e dados os exercícios em curso sendo para o Bloco Chinês/Russo uma provocação, dado envolver um seu aliado) − interrompendo todas as rotas principais de transporte de petróleo para este Mundo baseado exclusivamente e ainda, nessa matéria-prima?

 

aylankurdicompositejpg.jpg

O jovem sírio Alan Kurdi

(2012/2015)

Alan Kurdi nasceu em Kobanî, cidade curda no norte da Síria, lugar onde se deu a dura Batalha de Kobanî. Após se mudar por várias cidades do país para escapar do Estado Islâmico, sua família estabeleceu-se na Turquia em 2014 (O pai de Alan, Abdullah, vivia na Turquia desde 2012 em busca de trabalho, e visitava sua família na Síria de vez em quando). A família regressou a sua terra natal no começo de 2015, mas voltou para a Turquia em junho do mesmo ano, quando o Estado Islâmico novamente atacou sua cidade (massacre de Kobanî). Após tentativa frustrada de levar a família para a ilha grega de Kos, o pai tomou a decisão de transladar-se para a Europa de maneira ilegal num barco pneumático, mas a viagem terminou com a tragédia do naufrágio da embarcação. (wikipedia.org)

 

(1ª/imagem: vice.com – 2ª/3ª/imagens/legendas: mirror.co.uk − 4ª/imagem: ibtimes.sg – 5ª/imagem: thestar.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:57

Terrorismo Bom e Ocidental Vs. Terrorismo Mau e Oriental

Sábado, 04.01.20

[Entre Estados e com um novo tipo de diálogo.]

 

“Obra da primeira figura do regime democrático dos EUA (segundo os factos e a lei internacional, origem do assassino), apresentando diplomaticamente (como mensagem, ao outro primeiro, ainda vivo) os restos mortais da segunda figura do regime ditatorial do Irão (olhando para as consequências desses factos, o assassinado).”

 

22959770-7847069-image-a-39_1578074158182.jpg

Qassem Soleimani's hand after the strike in the early hours of Friday

Soleimani's body was torn to pieces in the attack

His body could only be identified by the ring he wore on his left hand

(dailymail.co.uk)

 

Institucionalizando definitivamente o Assassinato,

como Arma Política.

(para quem ainda tinha dúvidas e levado a cabo

pela ainda maior potência militar global, os EUA)

 

snapshot1.jpg

The death of Iran's Major General Qassem Soleimani

in a U.S. air strike is reverberating around the world

(Global calls for 'de-escalation' after top Iranian killed/Reuters/yahoo.com)

 

“Alargando-se o Terrorismo Global ao nível do Estado (o Terrorismo Supremo, tal como o afirma e define os EUA, relativamente ao IRÃO), concluindo-se que o Terrorismo BOM será o Norte-Americano (estilo AL-QAEDA ou EXÉRCITO ISLÂMICO) e o Terrorismo MAU o Russo ou Chinês (estilo IRÃO ou COREIA DO NORTE).”

 

Demonstrando como a tecnologia ESPACIAL e a utilização de DRONES

 

− De preferência com um ataque covarde (“podes ir sem problemas”)

e executado pelas costas (“toma lá que já almoçaste”)

 

Pode assim se deseje e se possa conduzir à Execução sumária do Chefe do Estado-Maior do Exército de um estado soberano (a 2ª figura de estado do Irão)

 

– Reconhecido como tal pela UN

 

5e0f6133855cc26dde20d5ba.jpg

Trump was eating meatloaf and ice cream at Mar-a-Lago

as news of Iranian Gen. Qassem Soleimani's assassination broke

(Donald Trump eating an ice-cream bar at an NBA game in 2005/businessinsider.com)

 

Desde que essa entidade assuma o seu estatuto de TERRORISTA (nesse caso, estando-se perante um ato de Terrorismo de Estado) e o seu papel de MERCENÁRIO (como diriam os norte-americanos, utilizando os seus “mercenários privados” ou “contractors”):

 

E assim numa visita de um alto dirigente iraniano à capital do Iraque com conhecimento e autorização iraquiana, tendo informação dessa mesma visita e invocando medidas preventivas, com os EUA sob ordens do seu presidente Donald Trump a lançarem um ataque com drones ao aeroporto de Bagdade e a executarem sumariamente (após o desembarque fazendo explodir o seu meio de transporte) líder militar iraniano Qassem Soleimani.

 

Deixando-se aqui a questão de saber, o que sucederia se tivesse ocorrido algo de inverso:

 

Se por exemplo o Chefe de Estado-Maior do Exército Israelita tivesse sido assinado, por drones e mercenários iranianos.

 

Syria_pipelines.jpg

Recordando a Guerra Iraque/Irão de 1980/88

(provocado mais de 1 milhão de mortos)

com os EUA a apoiarem o Iraque do futuro ditador Saddam Hussein

tudo por causa do petróleo

 

E assim se comprovando a enorme importância do Espaço e dos Drones (da Ciência e da Tecnologia) na Guerra e na Vitória e na manutenção da Supremacia Global

 

Dos EUA (Império em Queda)

sobre o novo bloco em ascensão (China/Rússia)

 

Desvalorizando-se o sujeito (cada vez mais sedentários, estáticos) e sobrevalorizando o objeto (por princípio e evolução, tendo de ser obrigatoriamente dinâmicos).

 

(imagens: The Telagraph/youtube.com − Mark J. Terrill/AP/businessinsider.com − sott.net)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:18

Operação WW3 − “Iraqis Dancing in the Street for Freedom”

Sexta-feira, 03.01.20

“The Pentagon confirmed Thursday night that

the United States killed powerful Iranian military leader,

Major General Qasem Soleimani,

at Baghdad’s international airport in an airstrike.”

(USATODAY/03.01.2020)

 

ENUspLoXsAEHrZm.jpg

 

Real Trump/Real USA

 

28192165163_6ebb197e94.jpg

 

A Mensagem (a bandeira dos EUA) aos cidadãos norte-americanos (através do Twitter) liderados pelos seus líderes supremos autointitulando-se de Excecionais − como e por associação ao Resto do Mundo (satélites, sancionados, ou em qualquer tipo de lista de espera) do seu atual presidente o republicano Donald Trump, após o ataque ordenado pelo mesmo nesta quinta-feira (2 de Janeiro de 2020) tendo como objetivo principal o assassinato de um alto dirigente da hierarquia militar e governamental iraniana (comandante da Força de Elite do Irão), o general Qassem Soleimani. De imediato e como esperado com Benjamin Netanyahu (Israel) a apoiar a decisão de Donald Trump (EUA) e por outro lado e como seria expectável com a China e a Rússia a condenarem o ataque e a eles parecendo querer juntar-se a França (ida a Grã-Bretanha e paralisada a Alemanha, tentando de algum substituir esta última) aparentemente preocupada com as repercussões (face a mais uma atitude unilateral dos EUA) na Europa como no futuro do Mundo (e na sua estabilidade, sem supremacia por coerção de um dos pratos da balança).

 

[Face a este ato de guerra (não apoiado p/ Congresso maioritariamente DEM dos EUA) qual será agora a posição da Europa (decadente e moribunda) – c/ a Ilha de partida, a Alemanha à deriva e a França tentando-se colocar em bicos-de-pés?]

 

“World reacts to US killing of Iran's Qassem Soleimani in Iraq

Leaders across the world warn that

US' targeted killing of Iranian top genera

could ignite conflict in the region.”

(aljazeera.com/03.01.2020)

 

ENUspLoXsAEHrZm.jpg

 

Real Clinton/Real USA

 

28192165163_6ebb197e94.jpg

 

Com o assassinato do alto-quadro iraniano a ser levado a cabo e segundo o Pentágono sob ordens diretas do presidente dos EUA (com o intuito de prevenir futuros e possíveis ataques por parte do Irão a interesses norte-americanos na região) − mais uma vez e pelo menos para já sem espinhas (sem contraditório, sem justificação, com uma única interpretação, só podendo levar ao confronto) − sabendo-se de antemão da visita do general iraniano a realizar a Bagdade (com os iranianos demasiado confiantes no cumprimento das regras mínimas de guerra − pelo seu adversário, em certos cenários e por estratégia aliado − não se preocupando muito com a visita) e bastando para tal missão e objetivo se concretizar (com 100% de eficácia) mandar um drone, ataca-lo e (usando as próprias mãos para praticar a sua justiça e carregando no botão do comando) explodi-lo e desintegrá-lo (não sobrando nada). Certamente que para o poder norte-americano, Republicano ou Democrata, sendo a Favor ou sendo Contra, tratando-se dadas as Entidades envolvidas obviamente de um Ato Divino: na Europa e apesar das sansões ainda existindo muitos crentes.

 

[Sobre o título: a partir de “Iraqis Iraqis dancing in the street for freedom; thankful that General Soleimani is no more.” (Secretary Pompeo/@SecPompeo/twitter.com/03.01.2020)]

 

(imagens: Donald J. Trump/@realDonaldTrump/twitter.com e coinbooks.org)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:28

Paradigma de Passagem

Quinta-feira, 02.01.20

[Com a maior presença registada em Albufeira numa Passagem de Ano (como se pôde ver pelas imagens transmitidas), a ser sem dúvida um ponto positivo para a CMA (e para o seu presidente) e para a sua aposta na mudança de paradigma (pelo espetáculo apresentado, prevendo-se réplicas noutros locais).]

 

79423163_158284015579049_4558451191578624000_n.jpg

 

Ano-Novo

A comemoração ocidental tem origem num decreto do líder romano Júlio César,

que fixou o 1º de janeiro como o "dia do ano-novo" em 46 AC.

Existem muitas superstições em torno dessa data. Por exemplo: usar roupa branca, comer sete sementes de romã, comer lentilhas, pular sete ondas no mar, usar lingerie colorida, não comer aves que ciscam para trás, comer doze uvas, etc.

(wikipedia.org)

 

Passagem de Ano

Albufeira 2019/2020

 

[Paradigma: Padrão ou modelo a ser seguido; arquétipo ou exemplo; protótipo (lexico.pt).]

 

snapshot4.jpg

 

Invocando a Mudança de Paradigma (cansado pela fossilização do duo Música/Pirotecnia), com o presidente da CMA (José Carlos Rolo) a apresentar-nos este ano (31 de dezembro de 2019) uma Passagem de Ano algo diferente, se não na esmagadora maioria da sua apresentação pelo menos no seu cenário aéreo: dando-nos a usufruir pela 1ª vez acompanhando o duo habitual − Música e Pirotecnia – “a vertigem do voo de fogo sobre o mar, sobre a terra, sobre o ar. Desenhada pela luz de aviões, para-motores e embarcações (albufeiracarpenox.com).

 

snapshot1.jpg

 

Airborne Pyrotechnics

[We do stunning day and night airborne displays

that are the highlight at many events around the world

(airbornepyrotechnics.co.uk)]

 

Paradigma de Passagem de Ano

 

Flying Dragons

[Equipa polaca de exibição c/ para-motores voando em formações próximas,

muito bem coordenados, c/ fumo colorido, pirotecnia e luzes LED,

em perfeita harmonia musical

(Albufeira Carpe Nox/facebook.com)]

 

snapshot2.jpg

 

Contando para tal e apresentando-se nos céus noturnos de Albufeira um espetáculo certamente para muitos, inovador (por nunca visto por estes lados), com muita luz circulando e explodindo (sem parar, no céu e em cores) agora acompanhada por movimentos extra (e complementares) dando-lhe um aspeto mais misterioso e extraordinário: com ignição, fogo sobre o mar e ainda acrobacias aéreas (para-motores da Flying Dragons e aviões da Airborne Pyrotechnics), numa aposta dando certo e certamente a ser copiada por outros.

 

snapshot3.jpg

 

Pena a Mudança de Paradigma se resumir (o investimento) à Festa de Passagem de Ano (apenas num curto período, seja de tempo ou de espaço), mas nunca rejeitando a esmola (seja ela grande ou pequena) pensando-se o que se passa nos nossos antípodas (do outro lado da terra na Austrália): mesmo com grandes áreas a arder obrigando as populações a fugirem (destruídas as casas, em fuga pela vida) do interior para o litoral (já com várias mortes registadas), mantendo-se a festa pirotécnica (grandiosa, na capital) como se nada se passasse.

 

(imagens: Albufeira Carpe Nox

@albufeiracarpenox e Carpe Nox/Albufeira/joao dias/youtube.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:39


Pág. 3/3