Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

20
Fev 20

[Título: Jeanine Santucci/USA TODAY]

 

Bloomberg takes hits from everyone and other debates takeaways.

 

EUA: Um país aparentemente bipartidário onde mesmo nas Presidenciais apenas se ouve falar de Republicanos e de Democratas, como se não existissem outras correntes políticas como o Partido Libertário, os Verdes, o Partido Constitucional, outros partidos menores e os Independentes. Já alguém ouviu falar deles nestas Presidenciais 2020?

 

40ab0554-35bc-481d-b145-83987e8df642-24138.jpg

2020

Bloomberg, Warren, Sanders, Biden, Buttigieg e Klobuchar

This time with the addition of a new player,

billionaire and former New York City Mayor Michael Bloomberg,

whose presence seemed to spark the most heated exchanges.

(Jeanine Santucci/usatoday.com)

 

Num novo debate (o 9º dos 12 debates oficiais programados pelo DNC) entre diversos candidatos à nomeação pelo partido Democrata às Presidenciais Norte-Americanas de 2020 – que se saiba com os dez candidatos ainda ativos Buttigieg (22 delegados já eleitos), Sanders (21 delegados), Warren (8 delegados), Klobuchar (7 delegados), Biden (6 delegados), Steyer, Gabbard, Yang, Bennet, Patrick – tendo já concorrido a duas eleições (Iowa e New Hampshire) e com outras duas já a caminho (Nevada e Carolina do Sul) – eis que já com o campeonato a decorrer o DNC (órgão oficial do partido Democrata e organizador da respetiva Convenção para nomear um candidato DEM a Presidente dos EUA) resolve inesperadamente mudar as regras do jogo e abrir as portas ao Novo Debate DEM via CNN/NBC/ABC/MSMBC/etc. (entre tantos outros média pró-DEM) aos únicos candidatos já com Delegados Eleitos e ao multimilionário Bloomberg: ou não tivesse ele (antes de anunciada a sua entrada na corrida presidencial) financiado a campanha DEM em cerca de 200 milhões de dólares, acrescentando-lhe agora mais umas centenas de milhões para a sua entrada e promoção (pessoal) na mesma − ou seja (e como multimilionário DEM desejando ser o próximo Presidente, confrontando o outro milionário REP, o atual presidente Trump) investindo direta e/ou indiretamente na campanha presidencial DEM mais dinheiro que todos os outros candidatos juntos. E desse modo eliminando 5 dos 10 restantes e juntando-lhe mais 1 (o paraquedista) ficando 6 (para o debate de ontem, 19 de fevereiro): Buttigieg, Sanders, Warren, Biden, Klobuchar e a nova estrela em (tentativa de) ascensão BLOOMBERG. Eventualmente já não acreditando na possibilidade de o candidato oficial vingar e ganhar a Convenção Democrata (para a escolha do candidato DEM às Presidenciais EUA 2020) − JOE BIDEN (e pelos vistos igualmente não aceitando as alternativas Buttigieg e Klobuchar) – face ao percurso para já percorrido por Bernie Sanders (sempre o mais votado) e baseando-se nas perspetivas deste para as próximas primárias (à frente na generalidade das sondagens), não desistindo o candidato não oficial Sanders (não certificado pela elite Democrata, entre eles o ainda influente Clã Clinton) mesmo depois de tal lhe ter sido por muitos sugerido (mesmo que subliminarmente), não tendo o DNC outro remédio senão abrir-se ao Financiador, Promotor e Salvador, já apelidado de (a única forma de derrotar Trump e o seu Twitter, recorrendo à feitiçaria) Feiticeiro de OZ.

 

Everybody came for Mike Bloomberg, and other top moments

from the February Democratic debate in Las Vegas.

 

Dando-se início a 19 de fevereiro e nos seus canais privativos (como a CNN) uma Nova Campanha DEM, para talvez na próxima SUPER TERÇA-FEIRA (3 de março) Michael Bloomberg – tendo finalmente participado no seu 1º debate DEM (como se refere atrás a 19) − ser finalmente lançado nas Primárias, esperando-se logo ali (aí se tirarão as dúvidas da Força do Dinheiro) não ser devorado pelas feras (apesar de todo o dinheiro investido, da publicidade e da sondagens): ou não estivessem (entre eleitos e nomeados) 1.600 delegados em jogo. E 4 anos passados sobre a temporada da série − e thriller policial e misterioso, com toques de fantástico e de suspense − Bernie vs. Hillary, nunca tendo passado sequer pela cabeça dos seus autores (o DNC) a reposição da mesma rigorosamente com um guião de base idêntica (à 1ª), surgindo tal e qual uma réplica virulenta, parasitária e pelos vistos repetitiva, a 2ª temporada de Bernie vs. Hillary, agora travestida para um pretenso confronto Bernie vs. Bloomberg: mas para quem ainda tem os órgãos dos sentidos num estado satisfatório, reconhecendo-se imediatamente até pelos sintomas da doença ter mais uma vez começado, a “caça-ao-homem” sendo esse homem ainda o mesmo: Bernie Sanders. Tal e qual como em 2016, numa contribuição generosa por parte dos DEM para a reeleição do REP Trump, mas agora em 2020 (tal como o indicam as mais recentes sondagens, com o REP Trump a derrotar todos os candidatos DEM).

 

EUA: Um território sendo sede da ainda hoje considerada – económica, financeira, e militarmente − Maior Potência Global, onde a violência impera (sobre o diálogo) graças ao poder (de posse) da nossa própria arma: não sendo por acaso as 6 tentativas de assassinatos e os 4 assassinatos efetivos de Presidentes, repartindo-se entre DEM (3/1) e REP (3/3).

 

574e9fc81200002500894f86.jpeg

2016

Sanders, Obama e Hillary

‘Muslim-Free’ Gun Store Sells Barack Obama, Hillary Clinton

And Bernie Sanders Shooting Targets.

Store claims the targets are an “extreme example” of First Amendment rights.

(Florida Gun Supply/usatoday.com)

 

No debate realizado ontem (19 de fevereiro) contando com a participação de 6 dos candidatos, com as estrelas a serem sem dúvida Sanders & Bloomberg” tenham dito eles o que possam ter dito: num espetáculo não tanto para o público, mas para o entretenimento/convencimento dos Média, não interessando propriamente os projetos de cada um dos 6 candidatos em palco, mas o que resultaria da presença simultânea e pela 1ª vez num debate (televisionado) do Inimigo Nº1 DEM e do Demolidor Nº1 DEM. E que tal como eu, muitos não perderam tempo a vê-lo (bastando observar e comentar). E entre os 5 pontos referidos pelo diário online USATODAY (Jeanine Santucci/20 fevereiro 2020/usatoday.com),

 

Warren vs. Bloomberg, Sanders vs. Bloomberg ... Everybody vs. Bloomberg

Sanders addresses alleged supporter attacks on union members

Will Bloomberg withstand allegations of sexism?

Climate an urgent, moral issue to candidates

− Capitalism or democratic socialism?

 

Destacando-se aqui o mais importante, o último atrás referido, “o dirigido”: ao antes Socialista e agora promovido a comunista, Bernie Sanders. Que aqui se exibe como um das “night's highlights−“Capitalism or democratic socialism?”:

 

Bloomberg at one point essentially likened Sanders’ policies to communism and stood firmly behind capitalism. "We're not going to throw out capitalism. We tried that. Other countries called that, it was called 'communism' and it just didn't work," Bloomberg said, to strong objection from Warren and Sanders. “I’m not a communist, Mr. Bloomberg,” Sanders said, calling his remarks a “cheap shot.” Bloomberg described himself as “lucky" to have become a success and said “a good chunk of it” goes to paying taxes. And as mayor, he said, “I raised taxes.” Sanders said the richest Americans are benefiting from a form of “democratic socialism” that provides million in subsidies, so they can consolidate wealth while the poor are scrapping under a system of “rugged individualism” that shuts them out of economic opportunities. Bloomberg said he worked hard to get what he has achieved but Sanders said he owes some of that success is due to the workers at his company that helped build his fortune. Bloomberg then slammed Sanders as a millionaire who owns three homes.

 

E concluído o debate, ganhando-o Donald Trump.

 

(legendas: as indicadas − imagens: usatoday.com e huffpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:35

[Nevada (Caucus) a 22 e Carolina do Sul (Primárias) a 29.]

 

Com duas primárias cumpridas e outras duas cada vez mais próximas, num total de 192 delegados eleitos (154DE+38DNE).

 

5e46f7602500003400475914.jpeg

Michael Bloomberg

Feiticeiro de OZ por 360 milhões de dólares

O multimilionário nova iorquino e possível Salvador DEM

 

Iowa/New Hampshire (resultados) e Nevada/Carolina do Sul (sondagens)

 

P

C

Iowa e New Hampshire (resultados)

Nevada

(sondagem)

Carolina do Sul

(sondagem)

DE

DNE

%

DE+DNE

%

DE+DNE

Buttigieg

22

17 delegados não eleitos p/ atribuir

12,5

36

+

12

=

48

11,3

54

+

9

=

63

Sanders

21

30

21,3

Warren

8

14,5

9,0

Biden

7

16

24,7

Klobuchar

6

9,5

8,0

Steyer

0

10,5

15,7

-

Gabbard

0

-

2,0

-

Bloomberg

0

-

-

(P: Posição C: Candidato DE: Delegados Eleitos DNE: Delegado Não Eleitos)

 

Na liderança estando Buttigieg e Sanders, mas ainda com Bloomberg ainda a não ter entrado na corrida (nas primárias) à nomeação DEM.

 

(imagem: Rebecca Zisser/HuffPost/Getty)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:41

Com a taxa de mortalidade andando ainda acima dos 2%, tendo como contrapartida (positiva) a taxa de recuperação rondar os 20%.  Num surto epidémico iniciado há cerca de dois meses.

 

Screenshot_2020-02-19 Coronavirus COVID-19 (2019-n

 

Global Cases Johns Hopkins CSSE

(19.02.2020 − 20:30)

 

Dados Globais

Casos

%

Confirmados

75.280

100,0

Vítimas mortais

2.014

2,7

Recuperados

15.090

20,0

 

E segundo as autoridades responsáveis pelo acompanhamento da evolução do vírus (incluindo a WHO), com os indicadores a começarem a manifestar os primeiros sinais de queda na taxa de contágio/infeção originada pelo vírus COVID-19.

 

(imagem: gisanddata.maps.arcgis.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:32

Fevereiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


23


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO