Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

06
Mar 20

[WHO: 2020-03-06 23:40:03 UTC]

 

Numa tabela incluindo os 96 países já infetados pelo vírus (COVID-19) e com PORTUGAL em  43º lugar (13 casos confirmados), com os líderes em vítimas mortais a serem a CHINA (com 3.042), a ITÁLIA (com 148) e o IRÃO (com 124) − com a Coreia do Sul (43) e os EUA (14) logo a seguir e a França (9),  perto deste último.

 

Screenshot_2020-03-06 Coronavirus 2019-nCov Statis

 

Casos de Covid-19:

100.776

Casos Ativos:

41.367 (41%)

Casos Fechados:

59.409 (59%)

Condição Média: 35.081 (34,8%)

Condição Grave: 6.286 (6,2%)

Vít. Mortais:

3.412 (3,4%)

Recuperados:

55.997 (55,6%)

Países afetados:

96

Taxa de transmissão

1 individuo infetando 2/3

Período de Incubação

0 a 14 dias (0/27)

Taxa de Mortalidade

3,4%

 

Procurando compreender melhor a evolução ao longo do tempo do surto epidémico associado ao aparecimento do novo coronavírus COVID-19 (entrados no terceiro mês e com os avisos e alertas a serem lançados logo no início deste ano de 2020) − como é o caso da evolução dos parâmetros Infetados/Vítimas Mortais/Recuperados registados até ao momento na China (o centro do surto), comparando-os com os agora registados no Resto do Mundo (a periferia de seguida sendo infetada) – sendo interessante consultar o site [virusncov.com COVID-19 Coronavirus] até para termos uma perceção mais completa da grandeza daquilo com que se está a lidar (dados na tabela acima): mais uma versão do coronavírus nas suas versões anteriores (como o MERS e o SARS) já tendo sido responsável por outros surto epidémicos e muitas e muitas vítimas mortais − para além do que por cá ficou e que nos acompanha até ao presente, desde que apareceu o vírus INFLUENZA (a GRIPE).

 

Screenshot_2020-03-06 Coronavirus 2019-nCov Statis

 

Acompanhados por três gráficos (indicados acima) indicando-nos a evolução (num determinado intervalo de tempo) do número total de casos, de mortes e numa sobreposição, de casos/mortes (com as respetivas curvas). E das tabelas e dos gráficos logo se concluindo a taxa de mortalidade andar ainda pelos 3,4%, mas com as taxas de recuperação a estarem já a caminho dos 60%: mas com a curva (da evolução negativa da doença) continuando a subir, apesar de parecer querer abrandar mas ainda lentamente, esperando-se que ainda este mês (o mais cedo possível) atinja o seu pico máximo (estabilizando, descendo, desaparecendo) − pelo menos na China, esperando para se ver o que sucederá agora, que ele já está (pelos vistos em força) na EUROPA (entre nós).

 

(imagens: virusncov.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:17

No passado dia 22 de fevereiro pelas 23:22 UTC (faz amanhã 15 dias) com uma bola-de-fogo (um meteoro brilhante com diâmetro menor que 1m e com uma magnitude -9) a atravessar o céu de Espanha (fig. 1), sendo visível do centro ao sul do país (ao Mediterrânico): entrando na atmosfera terrestre a uma altitude de 70Km sobre a localidade de Almeria (localizada na Andaluzia) e movimentando-se a uma velocidade de cerca de 43.000Km/h (20Km/s) e acabando por desaparecer (perdendo o seu brilho, desvanecendo) já sobre o mar Mediterrânico a uma altitude próxima dos 29Km − num fenómeno com várias testemunhas e com registo de imagens.

 

spain_fireball_feb2020.jpg

Fig.1

 

Num registo possível de se obter graças à utilização de câmaras automáticas especificamente dirigidas para os céus (o Espaço envolvendo a Terra) e exclusivamente dedicadas ao registo destes meteoros brilhantes: integrando a rede SMART ou a “Spectroscopy of Meteoroids in the Atmosphere with Robotic Technologies” − e tendo como responsável do projeto o Dr. Jose M. Madiedo (PhD in Astrophysics and PhD in Chemistry − Associated Doctor, Astrophysics Institute of Andalusia/IAA-CSIC − Asteroids, comets & meteorites).

 

Segundo o site [syfy.com] com o objeto a ser “a bright, sodium-laced fireball” e segundo análise do principal investigador do projeto SMART [Jose Maria Madiedo/@jmmadiedo/twitter.com] “According to this analysis, a fragment with a mass of around 25 to 200 grams could have survived, falling into the sea as a meteorite. Tal como afirma JMM e caracterizando o fenómeno, tratando-se este meteoro (meteorito entrando na atmosfera terrestre, a grande velocidade) de uma “Slow fireball”, podendo as mesmas velocidades variarem entre pouco mais de 10Km/s e pouco mais de 70Km/h – logo sendo este exemplar uma bola-de-fogo movimentando-se “lentamente (20Km/s).

 

snapshot.jpg

Fig. 2

 

E com o meteoro atravessando a escuridão do Espaço (fig. 2) oriundo (assim aparentando visto da Terra e tendo o Espaço como pano de fundo) dos lados de Sextans (constelação localizada no equador celeste), mais à frente passando (apenas aparentemente) entre as constelações de Crater e de Hydra (com a constelação Leo nas proximidades), para de seguida e na realidade (e estando já muito perto de nós) continuar em direção à Terra, entrar na atmosfera e explodindo, desintegrando-se com alguns fragmentos podendo ter atingido o solo (uma bola-de-fogo “sodium-laced”/syfy.com).

 

(dados e imagens: syfy.com/meteornews.net)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:42

E para lá da China (o centro do surto epidémico) com as piores situações a localizarem-se na Itália (EUROPA) – aqui tão perto de nós e já com quase centena e meia de mortes e no Irão (ainda-por-cima, sujeito às sansões norte-americanas) ultrapassando já a centena de mortos.

 

Os 10 países dos 5 continentes liderando o nº de infetados/vítimas mortais/recuperados (em constante atualização) − com Portugal registando 8 infetados:

 

c5f7803d4d72adf570ca82eaa28c9e039a3af2d2.jpg

Tentando desinfetar as ruas de Teerão

(março 2020 − surto epidémico de Covid-19)

 

Região

I

VM

R

C

P

%

%

Ásia

China

80.552

3.042

3,8

53.716

66,7

Irão

3.513

107

3,0

739

21,0

Europa

Itália

3.858

148

3,8

414

10,7

França

423

7

1,7

12

2,8

América

EUA

233

3

1,3

8

3,4

Canadá

37

-

0,0

5

13,5

África

Argélia

16

-

0,0

-

0,0

Senegal

4

-

0,0

-

0,0

Oceânia

Austrália

58

2

1,3

21

36,2

N. Zelândia

4

-

0,0

-

0,0

Casos Globais do coronavírus Covid-19

Johns Hopkins CSSE

(06.03.2020/02:33:03)

 

Pela madrugada desta quinta-feira 6 de março, registando-se um total de 98.370 infetados, de 3.383 vítimas mortais (3,4%) e de 55.398 recuperados (56,3%).

 

E agora indo-se ver onde fica o Terceiro-Mundo, sabendo-se o que aconteceu na China e conhecendo-se a nossa idade média (da população, de cada continente): na Ásia na ordem dos 30 (anos), na Europa na dos 40 e sabendo-se como o Covid-19, entre todos prefere os (mais) idosos.

 

(imagem: AFP/STR/Yahoo.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 03:59

E entre duas notícias uma boa e outra má envolvendo Albufeira (o concelho), o início amanhã do Europeu de Snooker (nos Salgados) e a indicação de 5 arguidos na operação “Empório” numa investigação do MP apoiado pela PJ (em Albufeira e Ferreiras):

 

Europeu de Snooker

 

euron.jpg

 

No caso do Europeu de Snooker (7/22 março) contando com a presença de 442 atletas oriundos de 41 países − incluindo Portugal – com a nossa estrela presente a ser DIOGO BADALO atual Campeão Nacional.

 

E ainda entre os portugueses, Miguel Ruivo, Guilherme Lemos, Rui Fonte, João Gonçalves, João Roque, Tiago Silva, Ricardo Salgado, Rui Santos, Nuno Miguel Santos, Alexandre Almeida, João Grilo, Fernando Cardoso, João Esteves da Silva e Luís Miguel Alves. (jornaldoalgarve.pt)

 

Incluindo neste Europeu, atletas sub-18 (74 inscritos), atletas sub-21 (98 inscritos), variante 6 vermelhas (122 inscritos) e torneio de absolutos (148 inscritos incluindo Diogo Badalo, na prova rainha) numa organização partilhada EBSA e FPB e contando com o apoio da CMA.

 

Operação Empório

 

Screenshot_2020-03-06 Sul Informação Notícias d

 

Já no caso da constituição de arguidos (podendo os mesmos ser inocentes ou culpados) na “Operação Empório”, tendo sido avançados os nomes de José Carlos Rolo (Presidente da Câmara) e de Paulo Freitas (Presidente da Assembleia Municipal), assim como o de António Colaço (Presidente do F. C. Ferreiras) e mais duas empresas (não identificadas).

 

Entre buscas na Câmara, domiciliárias, num escritório de advogados e em duas sociedades (exteriores ao concelho) e igualmente entre suspeitas (várias) de práticas de corrupção, fraude fiscal e abuso de poder.

 

(imagens: abola.pt − sulinformacao.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:05

“Com os únicos alienígenas presentes nas imediações

(bastando para tal ver como nos tratamos e à Terra,

como se ela não fosse nossa e estivéssemos aqui de visita − será?)

a sermos nós!”

 

Com a ISS movimentando-se a pouco mais de 7,6Km/s e a 420Km de distância da Terra, sobrevoando o seu lado iluminado a nordeste da Austrália.

 

Screenshot_2020-03-05 Live_ISS_Stream.jpg

DIA na ISS

Figura 1

Sobrevoando o Pacífico e deixando o Sol para trás

(a caminho do lado não iluminado da Terra)

 

Cumprindo a sua órbita em volta da Terra em pouco mais de 90 minutos (92/93) e de momento (fig. 1) sobrevoando o Oceano Pacífico, a caminho da ponta sul do continente Americano.

 

Screenshot_2020-03-05 Live_ISS_Stream(1).jpg

NOITE na ISS

Figura 2

Sobrevoando o Atlântico e a caminho de África

(já do lado não iluminado da Terra)

 

E perto das 22:00 (hora de Lisboa) interrompendo-se a transmissão, mas apenas por segundos e s/ nada de estranho à vista (como UFO’S c/ ALIEN’S). Momentos depois (fig. 2) a noite.

 

Screenshot_2020-03-05 Live_ISS_Stream(2).jpg

DIA na ISS

Figura 3

No Índico a caminho do Pacífico e ainda do Sol

(de novo no lado iluminado pelo Sol)

 

Viajando no interior do lado temporariamente não iluminado da Terra ficando tudo escuro (o ecrã do monitor) tendo para a obtenção da próxima imagem de esperar ainda uns momentos   até voltarmos de novo a ver a ISS (fig. 3) passar (sobrevoando-a) ao lado (da Austrália).

 

Por volta das 23:00 (hora de Lisboa) sem que nada de estranho se percecione (UFO/ALIEN) e cumprida mais uma órbita da ISS à Terra: aqui a uma V = 7,6Km/h e a altitude de 420Km (igual à volta anterior).

 

0f5a3cd3-478e-4def-a718-520ebe372956.jpg

Um corte neste Live Feed da NASA

Figura 4

Objeto misterioso nas imediações da ISS

(podendo ser um meteoro e cortado, alimentando conspirações)

 

Ao contrário de tantos e tantos outros já tendo encontrado a presença de objetos (mais ou menos) estranhos, antes vendo-os a partir da Terra agora a partir da ISS (fig. 4): e eu, nada!

 

E já dentro de poucos momentos com a colocação de milhares (ou dezenas de milhares) de satélites em órbita em redor do nosso planeta (SPACEX de ELON MUSK) deixando de estarmos sós, mas acompanhados e vigiados (monitorizados) por uma espécie de sucata agora presente nos céus (não sendo Deus): talvez umas espécies de minas a utilizar contra ET’S.

 

(imagens: ISS/NASA e NASA/Live Feead/youtube/newsmax.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:29

Março 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO