Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

25
Mar 20

Com todos a ansiarem que o Pico Máximo, esteja quase aí a chegar.

E esperando que a Itália e a Espanha (até como um sinal),

sejam exemplos imediatos disso.

 

Screenshot_2020-03-25 Covid-19 43 mortos, 2 995 in

 

Esta quarta-feira (25:03.2020) com a wordometers.info a indicar para Portugal 2.995 infetados (+633), 43 vítimas mortais (+10) e 22 doentes recuperados; para além de entre os 2.930 casos ainda ativos, 48 estarem em estado grave ou crítico. Segundo os dados do min-saude.pt sendo este o ponto da situação em Portugal (estando os dados conhecidos corretos):

 

Portugal

População/Casos Suspeitos

 

%

Observações

População

10.134.663

100,0

População: dados countrymeters.info

Casos Suspeitos

21.155

0,2

Covid-19/25.03.2020

 

%

Região/Nº

Algarve

Casos Confirmados

2.995

100,0

Norte

1.517

Portimão 11

Silves 3

Albufeira 16

Faro 17

Lagoa 4

Loulé 7

Tavira 1

V.R.S. António 3

 

Centro

365

Lisboa e Vale do Tejo

992

Alentejo

12

Algarve

62

Madeira

16

Açores

17

Estrangeiro

14

Vítimas Mortais

43

1,45

Vítimas Mortais:

 

Albufeira 1

Recuperados

22

0,75

Doentes Ativos

2.930

97,8

 

E entrados numa fase de mitigação − não passando mais do que uma tentativa de suavizar (o processo) e acalmar (o povo), à medida que se caminha cada vez com maior velocidade e com um maior nº de vítimas mortais em direção ao Topo da Curva, ou seja, o Pico Máximo de Atividade do Vírus na qual a única e principal expetativa (e esperança) de todos nós reside na forma que apresentará o Topo da Curva (no pior cenário com um pico mais acentuado e para o vertical ou no melhor cenário, um outro menos acentuado por mais espalhado no tempo, logo permitindo ter o equipamento e os recursos humanos necessários), restando-nos esperar bem sossegadinhos e sentadinhos em casa (muitos já trabalhando por nós na saúde, nos transportes e na produção, sacrificando-se para que aos outros nada aconteça de mal) pelo fim deste processo:

 

Screenshot_2020-03-25 ReporDiario_COVID_19_25mar20

 

Podendo durar meses ou semanas e ainda (descuidando-nos, pensando já estarmos safos) retornar, seja logo a seguir ou sendo como o vírus Influenza (Gripe), na próxima temporada (ano) – tendo-se pois de resistir e (saber) esperar (e desejar, talvez rezar) que no mais curto espaço de tempo se encontre algum tipo de cura, para este Agente Mortal (Infiltrado) e ainda-por-cima invisível. Invocando se necessário “Deus e até mesmo o Diabo” para que em 2021 este vírus mortal não tenha, entretanto, sofrido mutações (reiniciando-se de novo o processo). Talvez em abril chegue o PICO e lá para maio (se não mesmo junho, num cenário mais adverso) e finalmente (sempre com extremos cuidados) a estabilização, e a restituição da nossa Liberdade (após atingido o pico da curva − ainda não lá se tendo chegado − nunca menos de um mês).

 

(imagens: lifestyle.sapo.pt  − arsalgarve.min-saude.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:36

Março 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO