Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

07
Abr 20

Our lockdown was supposed

to protect the most vulnerable, the elderly,

from Covid-19

– but we’re achieving precisely the opposite.

(jornalista inglês Rob Lyons em rt.com)

 

5e84ac0485f54075987497ac.jpg

Com os mais velhos (os avós) literalmente entregues ao “bicho (parecendo que uma campanha de exterminação) e ainda-por-cima com os mais fracos (pais e filhos) a serem transformados em carne-para-canhão (deixando órfãos os netos) entregando as futuras gerações aos “abutres

 

Putting old people under virtual house arrest at home or in their care homes, denying them proper medical care, destroying the value of their pensions – how are these devastating measures supposed to be helping them?

 

When we are told that society must be locked down for weeks or months, we need to balance the harms of such measures against the harms of a more liberal approach. With all the focus on cases and death tolls, we are missing the devastating consequences of these lockdowns for the very people they are supposed to protect. If we really want to protect the elderly and vulnerable, we should be working fast to normalize society as soon as possible.

 

[rt.com/op-ed/485116-lockdown-uk-coronavirus-elderly]

 

(imagem: Getty Images/rt.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:36

Num passatempo pedagógico (entre o Covid-19 e 17 países do Planeta) e bastando olhar para o mesmo para se poder responder (dispondo apenas de duas ferramentas, uma mínima percentagem do cérebro e um dos seus periféricos a visão), uma forma interessante de passar o tempo (sendo imposto um espaço reduzido a habitação) e ao mesmo tempo esclarecer. Dirigindo a nossa pouca atenção para o gráfico (abaixo) e aí encontrando a solução, num procedimento em tudo simples mesmo para quem de inteligência se sinta “não”.

 

XX.jpg

 

 Questões, mas não muitas, apenas as suficientes para (não cansando muito o cérebro) só pensando lhes “Tirar os Três”:

 

Destes 17 países quantos e quais fazem parte do G7 (ajuda: do G7 fazem parte os países mais Industrializados do Mundo, logo, devendo ser muito poucos ou nenhum)?

 

Hipótese

Valor

X

A

0 a 1

países

 

B

2 a 5

países

 

C

5 países

 

 

De que lado do gráfico estarão as três Grandes Potências Mundiais, líderes da Ásia, da América e da Europa (ajuda: as mais bem apetrechadas científico-tecnologicamente na área da Saúde)?

 

Hipótese

Valor

X

A

Esquerda (maior nº de VM+VM+G/C)

 

B

Centro (intermédio nº de VM+VM+G/C)

 

C

Direita (menor nº de VM+VM+G/C)

 

 

E já agora introduzindo mais um palavrão Matemático como o referido na Conferência diária da DGS, a partir do gráfico qual será o país Mediana (ajuda: ela pode dar uma ideia melhor de um valor típico porque não é tão distorcida por valores extremamente altos ou baixos)?

 

Hipótese

Valor

X

A

Alemanha

(Europa)

 

B

México

(América)

 

C

Singapura

(Ásia)

 

 

WhatsApp-Image-2020-04-02-at-14.23.14.jpeg

“Passatempo” para quem não tiver paciência para o passatempo anterior (tem direito) e necessitar de saber como pedir (já disponível e para muito gente importante)

o adiamento da prestação da casa

[poupadinhosecomvales.com/covid-19

-pedir-adiamento-da-prestacao-da-casa-financas]

 

Não se dando aqui as soluções para desse modo oferecer mais uns momentos extra do passatempo (tendo-se a Wikipédia, o dicionário popular), ainda-por-cima garantindo-o sem custos adicionais para o utilizador. Mas se por acaso acertar nestas três questões (aqui propostas) e não sendo por pura sorte, só sendo tal mesmo possível se não tiver andado na Escola.

 

(imagem: poupadinhosecomvales.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:52

[Com atraso de quase 24 horas, talvez depois de mais uma intragável conferência DGS, de qualquer forma desculpem lá.]

 

“E depois de varrido quase todo o Hemisfério Norte,

seguindo-se ainda a América do Norte e todo o Hemisfério Sul.”

 

arton139106.jpg

Porque será que na Coreia do Sul a 25 de fevereiro e em plena Pandemia, as autoridades do país ainda permitiam o aparecimento de incontáveis filas quilométricas de pessoas (aqui para obterem máscaras) − e no entanto, sendo um “Grande Exemplo para o Mundo”

 

Esta segunda-feira (6 de abril) com a Europa apesar dos números elevadíssimos de vítimas mortais registados na Itália (16.523) e na Espanha (13.169) parecendo estar globalmente a querer desacelerar ultrapassando a fronteira − o Pico Máximo − e começando finalmente a descer a caminho de uma necessária e obrigatória estabilização (depois da Sanitária seguindo-se a Económica), verificando-se que entre os 1.330.497 infetados e os 73.875 óbitos ocorridos globalmente (até às 19:37) se mantem uma taxa de mortalidade elevada na ordem dos 5,6%: quando a China aponta para os 4,1% (e no extremo a Itália para os 12,5%, sendo logo acompanhada pela Espanha para os 9,8%).

 

Universo

(População)

10.204.104

Infetados

(Amostra)

11.730

Óbitos

311

Graves/Críticos

270

Ativos

11.279

Recuperados

140

Mortes/1 Milhão

31

Sendo a partir da razão Amostra/Óbito

que se calcula a taxa de mortalidade do vírus

 

No caso de Portugal e num Universo de mais de 10 milhões de pessoas registando-se até ao momento quase 12.000 infetados e mais de 300 mortes, representando uma taxa de mortalidade de 2,7%, menor que a da China  (4,1%) mas maior do que a da Coreia do Sul (1,8%). Quanto às regiões com o Norte a apresentar 168 vítimas mortais (VT), o centro 76 VT, Lisboa e Vale do Tejo 60 VM e Algarve 7 VM.

 

Concelho

Infetados

Óbitos

%

%

Mortalidade

Vila Bispo

0/2

0,0/3,1

0

0

0

Aljezur

0/2

0,0/3,1

0

0

0

Lagos

3

1,3

0

0

0

Monchique

0/2

0,0/3,1

0

0

0

Portimão

24

17,0

1

14,2

4,2%

Lagoa

3

1,3

2

28,6

66,7%

Silves

11

4,8

0

0

0

Albufeira

44

19,2

2

28,6

4,5%

Loulé

39

17,0

0

0

0

Faro

39

17,0

0

0

0

S. B. Alportel

0/2

0,0/3,1

0

0

0

Olhão

9

3,9

0

0

0

Tavira

24

10,5

0

0

0

Alcoutim

0/2

0,0/3,1

0

0

0

V. R. S.A.

15

6,5

2

28,6

13,3%

Castro Marim

0/2

0,0/3,1

0

0

0

Total

229

100,0

7

100,0

22,2%

Com a DGS a não indicar o número de Infetados sendo eles < 3

(e o último valor indicado na coluna Mortalidade sendo uma Média)

 

Já no que diz respeito ao Algarve despachada a ARS Algarve e perdida toda a confiança nas conferências de imprensa da DGS − e constando-se o país estar como que dividido em 4 zonas, o Norte em Alerta Vermelho, o Centro em Alerta Laranja, Lisboa e Vale do Tejo em Alerta Amarelo e Alentejo/Algarve e Ilhas em Alerta mas ainda Meio-Esverdeado (mesmo com as 7 mortes no continente mas mais a Sul) – e mesmo com a maioria da população sem acesso a EPI’S (Equipamentos de Proteção Individuais), exceção feita a alguns priveligiados fugindo a tempo das suas grandes e desenvolvidas cidades e aparecendo por vezes como protegidos dentro de “escafandros” e olhando de lado desconfiados para os “indígenas primitivos locais – apresentando uma taxa de mortalidade de 3,1%, tendo como justificação (uma entre tantas outras opções válidas e credíveis) o menor número de testes realizados, com a preciosa colaboração dos mais pobres, ainda dos mais idosos e até dos seus jovens descendentes, todos eles trabalhando nos sectores básicos e fundamentais do nosso país para desse modo ainda termos algumas coisas abertas até para comermos (e assim sobrevivermos) – ainda-por-cima despedidos em massa da restauração/hotelaria (direta/indiretamente talvez noventa e tal por cento dos empregos) da base (limpeza) quase até ao topo (diretores) e tendo agora que se sujeitar a “filas de espera” sem futuro apenas porque o “Estado os Ignora” , veja-se a fila nos CTT de Albufeira, verifique-se quem são eles e se por acaso os Correios (tal como os e-mail sem acesso ao “Cartão Dourado” a Senha de Acesso ao Serviço − para quem o tem, seja qual for a razão, exclusivo) – a Região se tem mantido mais-ou-menos em condições minimamente aceitáveis, pelo menos ainda escondidas (dentro de casa) e sem nenhuma explosão (vantagens de estarmos longe das “crateras do vulcão”), mas com as “contas obrigatórias a não pararem de cair”.

 

(imagem: asemana.publ.cv)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:55

Abril 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9



26


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO