Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

10
Mai 20

No dia do 75º Aniversário da declaração oficial do final da 2ª GUERRA MUNDIAL ─ 8 de maio de 1945 ─ para além da apologia da Grande Vitória dos EUA (do TIO SAM)  e da GB sobre o exército NAZI ─ fazendo desaparecer do mapa o papel fundamental da então URSS (do TIO JOE) na resolução do conflito

 

7E865D4B-908E-4594-9116-3623A222F2AF_w1023_n_st.jp

Içando a bandeira da URSS sobre o REICHSTAG

(censurado pelo Facebook)

 

A colaboração por parte da rede social FACEBOOK certamente que utilizando o seu “Algoritmo da Liberdade” na reescrita da História: censurando uma das fotografias mais icónicas e representativas desse momento, após a Batalha de Berlim e da vitória do Exército Vermelho, o içar da bandeira soviética sobre o REICHSTAG (o parlamento alemão).

 

(foto: Yevgeny Khaldei)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:19

Num momento em que o criador do possível primeiro terrestre líder de uma cidade alienígena (instalada na primeira colónia edificada, num planeta que não a Terra) em MARTE, ameaça deslocar face ao confinamento imposto (devido ao Covid-19) mantendo-lhe a produção paralisada, a sua fábrica TESLA (de carros elétricos) da Califórnia para o Nevada: pouco se incomodando com os governantes locais (que direta/indiretamente lhe abrem os “cofres do estado”) como com a saúde dos seus trabalhadores (colocando-os entre a espada e a parede, “ou morrendo da doença ou então morrendo de fome”). Suscitando desde logo algumas respostas e comentários, como a de uma política e dirigente local  Lorena S. Gonzalez: “FUCK YOU ELON MUSK”.

 

EXO3iBKVAAAC2mm.jpg

X Æ A-12 MUSK

Talvez o primeiro líder da primeira cidade marciana

 

Tendo em mente o desejo e a ambição do multimilionário e fundador da SPACE X ─ o norte-americano ELON MUSK ─ para o lançamento e consolidação dos seus projetos contando não só com um grande e necessário financiamento privado, como simultaneamente e sendo esse mesmo ponto prioritário e fulcral, com um fortíssimo apoio por parte de Instituições Públicas ligadas ao Governo dos EUA, eis que estando estabelecido há muito (programado e planeado) e por ação do mesmo o lançamento de uma nave espacial em direção a MARTE ─ tendo como objetivo da missão fazer o mesmo que a nave espacial APOLLO 11 fez há quase meio século na LUA, fazendo lá chegar e tocar a sua superfície os primeiros terrestres ─ estipulada para lá chegar ainda nesta metade da década (2024/25), o projeto espacial SPACE X/FALCON 9/DRAGON parece continuar em andamento, depois de lançar o seu batedor para recolha de informação e ampliação de conhecimento ─ STARMAN (O Homem das Estrelas) pilotando o carro elétrico TESLA ROADSTER e cumprindo a sua missão mesmo nunca atingindo Marte (o mais próximo que estará deste será a 7,5 milhões de Km) ─ contribuindo pessoalmente para a criação daquele que poderá ser o primeiro líder da primeira colónia terrestre no Planeta Vermelho: aí e por volta de meados deste século construindo uma cidade autossustentável dirigida (aí nos seus 30 anos) pelo seu filho  X Æ A-12 MUSK.

 

(imagem: Elon Musk/Twitter)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:08

[Depois de Atlas, Swan.]

 

SWAN-comet-Justin-Tilbrook-3-stages-April-13-to-30Gerald-Rhemann-553_2020F8_Mosaic_04_05_1588971006_

Cometa SAWN

Aumento progressivo do seu brilho registado entre 13  e 30 de abril

(montagem em três momentos)

e registo posterior de 3 de maio

 

Visitada diariamente por diferentes tipos de objetos (de maiores ou menores dimensões) movimentando-se no cumprimento da sua trajetória em torno da sua respetiva estrela de referência ─ no caso do nosso Sistema Planetário, do Sol ─ e  na proximidade de alguns dos corpos que a orbitam (a referida estrela) ─ como serão entre outros os planetas ─ a Terra é repetidamente sujeita à aproximação de objetos interplanetários  viajando em direção ao Sol (ou circulando nas regiões vizinhas do mesmo, constituindo o Sistema Solar), logicamente podendo passar perto do nosso planeta:

 

Eventos que poderão ter origem em momentos em que a Terra (3º planeta mais perto do Sol e localizado a apenas 150.000.000Km deste, ou seja, 1 UA) no seu movimento de translação em redor do Sol atravessa regiões do Espaço carregadas de materiais resultantes da desintegração (verificada anteriormente) desses mesmos objetos (provocando as conhecidas “Chuvas de Estrelas”) ou então na aproximação periódica de outro tipo de viajantes (ainda mais ou menos intactos, podendo perder massa na sua deslocação) oriundos de outros locais e distâncias como o serão o caso dos asteroides e dos cometas

 

─ Os primeiros oriundos do Cinturão de Asteroides e os segundos podendo ser de curto (localizados a apenas umas dezenas de UA e cumprindo a sua órbita em menos de 200 anos) ou de longo período (localizados já nas 10.000 UA e cumprindo a sua órbita em milhões de anos), referenciados respetivamente ao Cinturão de Kuiper ou à Nuvem de Oort.

 

Naturalmente com muitos dos primeiros objetos podendo ser ao longo da nossa vida (suponhamos que em 100 anos) e por várias vezes observados nas nossas proximidades ─ os asteroides ─ e já no caso dos segundos objetos ─ os cometas ─ com os mesmos sendo de curto período a serem observados por uma ou outra vez e sendo-o de longa duração uma vez para nunca mais.

 

Isto para já não falar de objetos como o asteroide 1I/Oumuamua ou o cometa 2I/ Borisov, estes sendo de origem Interestelar entrando, atravessando e saindo do nosso Sistema Solar.

 

E se a nível de pequenos objetos provenientes do Espaço pejados de vários detritos estamos bem servidos (ao atravessar-se essas regiões) ─ com as chuvas de meteoritos e com um ou outro impacto sem qualquer tipo de relevância a ocorrerem ─ igualmente na visita de outros objetos mais elaborados como os asteroides, só neste mês com mais de 30 em aproximação, estando bem conversados:

 

kink_strip.jpg

Cauda do cometa SWAN

Efeito provocado na cauda do cometa dispersando-a

devido à ação do vento solar

(provocada pela tempestade magnética)

 

Com a sua grande maioria (para nossa segurança) e dadas anteriores passagens com as suas órbitas já bem definidas ─ no presente/futuro próximo com o asteroide (com 52m de diâmetro) passando mais perto da Terra a fazê-lo hoje dia 9 de maio a 1.100.000Km de distância e com o maior  (com diâmetro de 892m) a fazê-lo a 21 de maio a 6.200.000Km ─

 

Mas por outro lado com outros por vezes apanhando-nos de surpresa (devido à sua pequena dimensão ou por oriundos do outro lado do Sol), a passarem por cá (Terra) sendo apenas detetados pouco antes, no momento, ou até depois da sua passagem (nesse caso e através das consequências provocadas, passando muito perto, passando-lhe uma tangente/tocando-o ou fazendo-lhe uma secante/impactando-o).

 

Aí recordando-nos da história da Antiga Raça Dominante exercendo a sua supremacia na Terra e do que lhe terá sucedido, dando então ao Homem a sua vez.

 

Isto tudo sendo agora referido com os cometas a serem os protagonistas, desde logo com o cometa ATLAS, seguindo-se agora do cometa SWAN e ainda com outros a caminho como por exemplo o cometa  PANSTARRS, para além de mais um muito recentemente descoberto: e focando-nos para já nos dois primeiros cometas Atlas e Swan, na sua aproximação ao Sol tendo-se um deles fragmentado e o seguinte (mais ”atrasado”) parecendo estar a seguir o mesmo caminho.

 

De acordo com os cálculos (cometa Atlas e Swan) e os factos (cometa Atlas) não representando perigo para a Terra, mas dado o corrido e a ocorrer com os mesmos (ou com outros) noutro tipo de situações e circunstâncias (sob a ação poderosa do Sol), podendo em casos futuros acarretar muitos mais problemas ao passarem “junto de nós”

 

─ Oriundos da região de Kuiper situada no interior do nosso Sistema, da região de Oort situada nas suas fronteiras ou sendo até provenientes doutro sistema estelar (origem interestelar) exterior ao Sistema Solar e regressando á sua própria (original, “não acidental”) estrela:

 

encke_strip.jpg

Cometa Encke

A 20 de abril de 2007 e depois de já ter mergulhado na órbita de Mercúrio

(localizado a apenas 45/70 milhões de Km do Sol)

com a cauda do cometa a ser desfeita por uma erupção solar

 

No decurso da sua aproximação à nossa estrela (Sol) e a todos os seus planetas (oito) neles se incluindo a Terra, com qualquer tipo de objeto interior (oriundo do Cinturão de Kuiper/30 a 50 UA ou da Nuvem de Oort/de 2000 a 5000 UA a 19.000 a 100.000 UA) ou exterior (para lá das 100.000 UA) ao Sistema Solar (corpo Extrassolar, Interestelar) e circulando no mesmo sistema

 

─ Podendo no decurso da sua viagem e no cumprimento da sua trajetória, ver a mesma a ser alterada (por impacto e/ou por desagregação)

 

Direcionar-se ocasionalmente e tendo como destino o seu periélio, a caminho de um ponto de interceção de trajetória com um outro objeto (desde os mais distantes planetas como Júpiter, por vezes funcionando como “escudo”, ou como uma “primeira muralha de proteção” para a Terra), podendo afetá-lo indiretamente  ou atuar sobre o mesmo de uma forma mais ativa e intensa.

 

No caso do cometa Swan e dada a sua trajetória de aproximação à Terra (no seu ponto de maior aproximação ao planeta, por volta de 12 de maio, passando a pouco mais de 80.000.000Km de distância) a caminho do seu periélio (atingindo-o a 27/28 de maio a cerca de 65.000.000Km do Sol) não suscitando tais tipos de preocupações e não se vislumbrando hipóteses de problemas, apesar da sua possível fragmentação mas ocorrendo a grande distância.

 

Para já na superfície do cometa Swan a dar-se uma primeira explosão ─  e com uma outra a poder estar próxima ─ na sua aproximação ao Sol estando agora o mesmo a lutar contra a poderosa ação dos raios solares, afetando-lhe desde já (e visivelmente, dividindo-a) a sua extensa cauda e expondo-a ainda mais: e à fragmentação do cometa ATLAS seguindo-se a de SWAN.

 

E se a Terra estivesse próxima e na direção da fragmentação?

 

(imagens: Gerald Rhemann/spaceweather.com ─ science.nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:42

No Brasil e confirmando-se os números estarem a ser indicados muito por baixo (um problema existente nos países do Terceiro-Mundo, ultrapassada rapidamente a sua capacidade de resposta e com o caos já instalado), com o cenário a poder ser catastrófico: ainda-por-cima contando no comando com um animal parecendo desprovido de psique ─ o seu presidente Jair Bolsonaro ─ no dia em que o Brasil ultrapassou as 10.000 mortes por covid-19 querendo fazer um grande churrasco e não lhe sendo aconselhado tal, indo dar uma volta de jet-ski e posteriormente indo “churrascar” mas em família.

 

csm_bolsonaro_passeio_jet_ski_camisa_bahia_foto_re

Jair Bolsonaro

Enquanto o Congresso Brasileiro decretava três dias de Luto oficial pelas 10.000 vítimas mortais de Covid-19, sem o grande churrascão transformado pelo mesmo em Fake News, com o presidente do Brasil em sua substituição curtindo o fim-de-semana andando de jet-ski antes do imprescindível churrasco familiar

 

Portugal: 27.581 infetados (+175), 1.135 vítimas mortais (+9), 23.897 casos ativos (85,8%), desses 112 casos em estado grave/crítico e ainda 2.549 recuperados (9,2%); apresentando uma razão de 111 mortes/1 milhão e uma taxa de mortalidade de 4,1%. Na tabela Global de vítimas mortais e entre 212 países/territórios no 22º lugar (a nível do continente Europeu 12º, liderando a GB).

 

CV1.jpg

 

Se comparado com os números registados no Brasil o líder em vítimas mortais no Hemisfério Sul, com o país sul-americano a registar 10.697 vítimas mortais (+41), 84.222 casos ativos, desses 8.318 em estado grave/crítico, mas já com 61.685 recuperados (53,8%); com uma razão de 50 mortos/1 milhão e uma taxa de mortalidade de 6,8%. A nível Global de vítimas mortais no 6º lugar (a nível do continente Americano o 2º, liderando os EUA).

 

(imagem: wscom.com.br)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:59

Concluído mais este interlúdio na História da Humanidade ─ como o já foram e só para dar como exemplo uma mão cheia e  num período de cerca de um século, o da Gripe Espanhola de 1908, da Grande Depressão de 1929, da Segunda Guerra Mundial de 1945, dos Ataques do 11 de Setembro de 2001 e agora da Pandemia Covid-19 ─ e mantendo-se o mesmos protagonistas, cientificamente e sem necessidade de cálculos extras, mantendo-se infelizmente tudo na mesma.

 

20200222_IRD001_0.jpg

 

Num momento em que vários países se devem relevar por diversas considerações e estratégias adotadas ─ como por exemplo (e só para citar 6) os EUA, a GB, a China, a Rússia, o Brasil e já agora a Suécia ─ para além do mais colocando em questão o significado do que serão de um lado países Desenvolvidos e do outro lado países Subdesenvolvidos, a evidente e concludente constatação de que o Hemisfério Norte lidera esmagadoramente e a nível global, no número de vítimas mortais causadas pelo vírus SARS-CoV-2 e pela doença infeciosa pelo mesmo provocada, a Covid-19: Hemisfério Norte responsável por um total impressionante de 85% das mortes provocadas ─ sendo esta a metade da Terra a mais avançada tanto a nível científico como tecnológico, assim como a mais desenvolvida a nível Económico e Social. E, no entanto, se este surto Pandémico fosse o anúncio do já tão falado e próximo Fim-do-Mundo (nos EUA com os Democratas apontando-o para daqui a 12 anos), sendo este Hemisfério Norte o primeiro a perecer, restando os miseráveis do Hemisfério Sul, um ou outro animal (certamente irracional) e claro está os insetos.

 

CV1.jpg

 

No caso (1º) dos EUA e da GB como atuais líderes do planeta, no caso (2º) da China e da Rússia como os novos pretendentes a esse título e no caso (3º) do Brasil e da Suécia, como estando aparentemente a percorrer uma via alternativa, um sendo a favor (do status quo) o outro sendo do contra (só para se distinguirem dos seus colegas do sul do continente, já mais mouros do que europeus): e se no 1º caso se comprova a destruição quase total que a prioridade absoluta dada à Economia Privada e Empresarial (através da utilização discricionária “por sem regras nem limites” dos Bancos) provocou na nossa Sociedade e Civilização Católico-Romana (destruindo todo o sector de salvaguarda da esmagadora maioria da população planetária ─ hoje ultrapassando os 7,6 biliões de almas ─ o sector Público ou Estatal), ao primeiro grande contratempo afetando toda a população civil e colocando o Mundo muito perto do colapso total ─ colocando todos de nós perante um dilema imposto pelo sistema e pelas suas autoridades de (na defesa dos seus direitos adquiridos, necessários e sempre presentes) “ou morrer de doença ou morrer de fome

 

usa2-4.jpg

 

Em mais um sinal da sua decadência e no 2º caso até pelos mais diversos números apresentados (menor número de vítimas mortais por Covid-19, maior poderio económico, maiores reservas de ouro, maior conquista de mercado e maior número de trabalhadores), reforçando e comprovando a deslocação do Eixo Económico e Financeiro (para já ainda não Militar) do Mundo, longitudinalmente e para Oriente e aí transferindo a sede do Mundo de Washington para Pequim, já no 3º caso (Brasil como Suécia) e dependendo ambos os países dos outros dois casos anteriores (1º e 2º), com brasileiros e suecos sendo uma consequência do deserto nada inovador, monocórdico e erguendo-se em torno do objeto e da obtenção única de mais-valia (protegendo a “coisa” e subjugando o sujeito) a que o planeta se encontra atualmente entregue ─ uns querendo replicar os autodenominados Excecionais, os outros achando nem sequer necessitar de seguir nem os anteriormente referidos, nem ninguém ─ sendo pelos seus representantes e autoridades apanhados na armadilha, deixando-se levar e acabando inevitável e infelizmente por sofrer (nos dois casos havendo governos e/ou criminosos, passivos ou ativos, dando ordens e em ação).

 

Screenshot_2020-05-09 Ponto de Situação Atual em

 

Conscientes ou não do perigo assumido com as suas opções (pelos vistos antes, certezas) mas nunca se questionando antes (optando sempre pela Economia, como se esta não funcionasse à base de pessoas) no fundo optando sempre pela austeridade (democrata ou ditatorial, nestes tempos significando o mesmo), a nova forma (pensam eles que retocada, disfarçada) de Barbárie: no Brasil o péssimo exemplo com o número de mortos a ultrapassar já os 10.000 (mortalidade nos 7%) ─ e devido ao descontrolo em que o país se encontra devendo ser muito maior ─ e na Suécia até há dias o bom exemplo, ultrapassando já os 3.000 mortos (mortalidade acima dos 12%). Vergonha de países Pobres & Vergonha de países Ricos, mas como sempre só com vítimas (as presas) e nunca com culpados (predadores): pelo que ao contrário do que dizem os nossos governantes, o Mundo continuará como dantes (de 2020) e convictamente na mesma, pior apenas por mais perto do seu último espasmo (estertor) e do fim (do seu colapso económico e social) ─ e com uma Grande Guerra (WW3) e só em benefício de alguns ─ e chegando estes lá para além talvez dos insetos (a nossa futura alimentação, senão formos as deles) ─ a ser (para essa minoria) a única solução.

 

Virus_Democracy_100-2-1024x630.jpg

 

Quanto ao nosso “Portugal dos Pequeninos” aparentemente isolado e esquecido na periferia deste continente (a Europa) lá se vai safando aparentemente tranquilo por pré-ajustado e por tradicional e culturalmente anestesiado (o povo), mantendo através dos seus intemporais por certificados representantes (governantes) a sua intocável atitude exemplar ─ de bom, modesto e humilde aluno ─ adaptando-se pelos vistos facilmente (apesar da tão propalada falta de recursos, agora pelos vistos sendo autossuficiente) aos novos tempos deste vírus invisível, intrusivo e perigoso, mesmo com a esmagadora maioria das vias de comunicação interrompidas e para não incomodar muito nem diretamente ninguém, postando-se de dedo bem esticado esperando pacientemente por uma boleia: esperando ser recompensado pela sua paciência e perseverança, sendo incluído na lista entre os convidados e os assistentes. Na primeira semana de confinamento e ultrapassadas as 1.000 mortes, preparando-se passo-a-passo para o regresso à “normalidade” ─ “mais normal” (apesar de todos ─ o original e os seus ecos ─ afirmarem o contrário) do que muitos pensam. Só assim se compreendendo a eternização, das ditas, familiares e complementares (liberais, selvagens, bárbaras) “democracias & ditaduras” (entre biliões, apenas de alguns).

 

(imagens: Nathalie Lees/economist.com ─ brighttv.co.th ─ richardcodor.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 08:24

Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

15

18

24
27
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO