Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

02
Fev 21

Vacinação Indevida

Das pesquisas efetuadas foi possível apurar, até ao momento, que o Ministério Público já decidiu pela instauração de inquéritos relativamente a alguns dos casos vindos a público, desde logo os respeitantes à Segurança Social de Setúbal, ao INEM de Lisboa, ao INEM do Porto e a factos também noticiados ocorridos em Portimão (Centro de Apoio de Idosos), Vila Nova de Famalicão, Arcos de Valdevez, Bragança, Seixal e Montijo.” (Procuradoria-Geral da República/executivedigest.sapo.pt/02.02.2021)

 

needle-syringe-medicine-veterinary-equipment-plast

Vacinação indevida espalha-se pela Europa

(Executive Digest)

 

Vacina Russa

"A vacina contra a COVID-19 desenvolvida pela Rússia, a Sputnik V, revelou uma eficácia de 91,6% contra as formas sintomáticas da doença, segundo resultados publicados hoje na revista médica The Lancet e validados por especialistas independentes. “O desenvolvimento da Sputnik V tem sido criticado pela sua precipitação, por ter saltado etapas e pela falta de transparência, mas os resultados são claros e o princípio científico dessa vacinação está demonstrado.” (lifestyle.sapo.pt/02.02.2021)

 

Transmissão do Vírus

Colocar as compras da mercearia numa espécie de quarentena e desinfetar todas as superfícies está a ir longe demais. “Exige muito trabalho e não reduz por aí além a exposição das pessoas ao vírus”, insiste, antes de acrescentar que é na “higiene razoável das mãos, bem como no uso de máscara e o distanciamento social” que devemos concentrar todo o nosso esforço para interromper as cadeias de contágio.” (Amy Pickering/artigo de Teresa Campos/visao.sapo.pt/02.02,2021)

 

olhao-vista-aerea-baixa-mercados-990x594.jpg

Sete concelhos algarvios na lista de risco extremamente elevado

(Jornal do Algarve)

 

Covid-19 no Algarve

O concelho de Olhão junta-se esta semana a Albufeira, Loulé, Tavira, Castro Marim, Faro e Vila Real de Santo António na lista de concelhos algarvios com um risco extremamente elevado de contágio de covid-19, segundo os dados divulgados na segunda-feira pela Direção-Geral de Saúde. Castro Marim apresenta os dados mais preocupantes da pandemia na região, com um índice de 2822 por 100 mil habitantes, seguido de Vila Real de Santo António com 2139, Loulé 1590, Faro 1462, Tavira 1398, Albufeira 1315 e Olhão 1085.” (Gonçalo Dourado/ jornaldoalgarve.pt/01.02.2021)

 

(imagens: executivedigest.sapo.pt e jornaldoalgarve.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:29

[Dá-me a minha vacina, já!]

 

Uns dados sobre as vacinas contra a Covid-19 já aprovadas e em circulação, aqui deixados para neste novo confinamento, pensarmos (pelo menos nos intervalos que eles nos dão) um pouco mais (no que estamos metidos).

 

COVID Vaccine carousel banner landscape.jpg

 

Pouco mais de um ano passado sobre o aparecimento do vírus SARS CoV-2 (o bicho microscópico que paralisou o Mundo) e da Pandemia de Covid-19 (a doença provocada pelo bicho) ─ nos finais do ano de 2019, eclodindo violentamente na Europa em 2020 ─ eis que o mercado (global) nos oferece (para já) 11 vacinas (aprovadas) estando ainda outras 79 em preparação (20 já na fase 3, ou seja, perto da aprovação e do mercado).

 

Utilizando cada uma delas no seu fabrico e aplicação diferentes tecnologias, todas podendo provocar reações secundárias (em princípio não mortais ─ apesar dos poucos ensaios realizados ─ mas por vezes tendo de proteger certos grupos etários ou possuidores de outras doenças graves) e ainda com algumas a serem promovidas comercialmente (no ocidente as ocidentais) enquanto outras não (as oriundas do oriente).

 

Entre elas (onze vacinas já aprovadas) estando ─ entre as aprovadas em mais países ─ a vacina PFIZER (EUA/Alemanha) aprovada em 55 países (c/ 8 ensaios realizados), a OXFORD/ASTRAZENECA (Grã-Bretanha) aprovada em 43 países (c/ 16 ensaios realizados), a MODERNA (EUA) aprovada em 37 países (c/ 5 ensaios realizados), a SPUTNIK V (Rússia) aprovada em 16 países, a   BBIBP-CORV (China) aprovada em 11 países (c/ 6 ensaios realizados).

 

Num momento da nossa história em que assistimos ao “Eixo Económico-Financeiro do Mundo” a deslocar-se para oriente, com o centro a deslocar-se de Washington para Pequim. Sendo o impacto do vírus apenas mais um sinal.

 

Para além da COVISHIELD (Índia) aprovada em 8 países, da CORONAVAC (China) aprovada em 5, da INACTIVATED (China) aprovada em 2 e ainda da EPIVACCORONA, da AD5-NCOV e da COVAXIN. Ou seja, 6 países presentes na produção de vacinas ─ EUA (2 vacinas), Alemanha (1), Grã-Bretanha (1), Rússia (2), China (4), Índia (2) ─ com o Ocidente a apresentar 3 vacinas (27%) e o Oriente 8 (73%).

 

No entanto com o Ocidente a ter uns 135 países a aprovarem a vacina e o Oriente apenas uns 45 (3 X menos) a aprovarem a mesma. E em função dos resultados/eficácia (divulgadas) das diferentes vacinas contra a Covid-19 (valores aproximados das 5 apresentando maior eficácia),  com a EPIVACCORONA (Rússia) a afirmar ter uma eficácia de 100%, a PFIZER (EUA/Alemanha) 95%, a MODERNA (EUA) 94%, a SPUTNIK V (Rússia) 91% e a OXFORD/ASTRAZENECA (GB) 70%.

 

Para no fim chegarmos mais uma vez à conclusão de estarmos nas mãos da iniciativa dita privada (no fundo subsidiada pelo estado) ou estatal, ou seja, mais uma vez subalternizando a nossa Saúde à poderosa e omnipresente/omnipotente Economia.

 

(imagem: internationalsos.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:13

Fevereiro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO