Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Covid-19/Portugal a 15 de Fevereiro

Segunda-feira, 15.02.21

Nas vésperas do Carnaval (este ano virtual), assinalando-se o menor nº de infeções/dia desde 26 de dezembro (então com 1.214) ─ hoje com 1.303 casos (passados 51 dias), sendo o máximo neste período de 16.432 infetados ─ assim como o dia com o menor nº de óbitos desde 5 de janeiro (então com 90) ─ hoje igualmente com 90 caos (passados 41 dias), sendo o máximo neste período de 303 óbitos (16º país europeu em novas infeções, 7º no número de óbitos).

 

Imagem1.jpg

 

 

Com todos os indicadores em tendência decrescente, totalizando-se hoje um total (acumulado) de 787.059 infetados e de 15.411 óbitos (desde fevereiro/março de 2020) ─ e ainda 4.832 internados (+6) e 784 em UCI (-11). Na região do Algarve com +30 infetados e +6 óbitos (total acumulado de 306, 2% do total nacional). Com a população na generalidade a cumprir, vendo-se poucas pessoas e automóveis (a circular).

 

Imagem2.jpg

 

 

Na evolução do nº de Internados e desses do nº de doentes em UCI (Unidade de Cuidados Intensivos, tratando dos casos mais críticos) ─ últimos 22 dias ─ com os primeiros (internados) a regressarem a níveis de meados de janeiro e os segundos (UCI) a níveis do início da última semana do mesmo mês. Quando nos momentos mais tranquilos do Verão os números assinalavam pouco mais de 300 internados e desses estando em torno de 40 em UCI.

 

(dados: dgs.pt ─ imagens: Produções Anormais)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:33

Espaço ─ Marte ─ China ─ Tianwen-1

Segunda-feira, 15.02.21

In the late 1800s, telescopes first revealed a surface full of intriguing features—patterns and landforms that scientists at first wrongly ascribed to a bustling Martian civilization. Now, we know there are no artificial constructions on Mars. But we’ve also learned that, until 3.5 billion years ago, the dry, toxic planet we see today might have once been as habitable as Earth.” (Nadia Drake/nationalgeographic.com)

 

6786187.jpg

Fig. 1

Em aproximação

Imagem do planeta Marte

obtida a partir da sonda espacial Tianwen-1

 

Com pelo menos 8 missões ainda operacionais, 2 acabadinhas de chegar (9 e 10 de fevereiro) HOPE (UAE) e TIANWEN-1 (CHINA) ─ e 1 outra a rebentar dentro de poucos dias (18 de fevereiro) ─ PERSEVERANCE (EUA) ─ duas imagens fornecidas pela Agência Espacial Chinesa (CNSA) da aproximação da sua sonda espacial ao Planeta Vermelho, uma perto de alcançar o planeta (fig. 1) a outra aquando da entrada em órbita (fig. 2). Cumprindo (a sonda chinesa) com sucesso duas das fases desta missão ─ aproximação e entrada em órbita ─ seguindo-se no mês de maio (depois de operações científicas levadas a cabo no orbitador) a tentativa de aterragem na superfície do planeta e o lançamento do seu veículo motorizado ou ROVER: em UTOPIA PLANITIA “a maior bacia de impacto reconhecida em Marte com um diâmetro aproximado em 3300 km.” (wikipedia.org)

 

[Tendo como a última das missões anterior a estas três (a MARTE) a missão norte-americana INSIGHT, colocada na superfície de Marte desde novembro de 2018: imobilizado o módulo (de aterragem), tendo como objetivos da missão (utilizando os seus instrumentos científicos) o estudo da sismologia marciana, o estudo dos fluxos de calor (a partir da superfície), o estudo do interior de Marte e o estudo do clima do planeta (incluindo os ventos).]

 

snapshot.jpg

Fig. 2

Em órbita

Imagem da entrada em órbita do planeta Marte

da sonda espacial Tianwen-1

 

Dispondo a sonda espacial árabe (dos Emiratos Árabes Unidos) ─ sonda HOPE, sendo neste evento um pioneiro ─ apenas de um orbitador, superada em opções pela sonda chinesa (com ROVER) e esta ainda pela norte-americana: para além do seu respetivo ROVER permitindo-lhe circular na superfície marciana, estreando neste tipo de missões um outro veículo motorizado, mas neste caso voador ─ um helicóptero (INGENUITY). Na aproximação a Marte (fig. 1) sobressaindo desde logo dois aspetos (fig. 2), a sua topografia (as crateras bem visíveis à sua superfície) e a sua ténue atmosfera (envolvendo o planeta). Limitando-se a HOPE (pioneira) ao estudo da atmosfera de Marte, enquanto a TIANWEN-1 e a PERSEVERANCE (mais experimentadas e como tal ambiciosas) ao estudo da possibilidade (de no passado) aí poder ter existido vida ─ para além de algo mais antes já feito na Lua, recolhendo amostras do solo (nesta missão) e enviando-os para a Terra (posteriormente noutra missão).

 

[Revealing … “some of the most Incredible features and strange structures discovered on the Martian surface, which hint to the existence of an ancient civilization that somehow endured a planet-wide catastrophe. Some of these anomalous structures, including faces and pyramids, bear striking similarities to ancient geoglyphs near Mayan cities in Nazca, and other human-made constructions on Earth.” (starnationsnews.com)]

 

(imagens ─ cnsa.gov.cn)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:27

Covid-19 ─ Serviço Perfeito

Segunda-feira, 15.02.21

Covid-19:

Netflix e YouTube podem ser limitados ou bloqueados

para garantir serviços prioritários.

(publico.pt/14.01.2021)

 

maxresdefault.jpg

 

Sabendo que dentro de nós (pelo menos dito repetidamente) existe uma criança (não se especificando a sua condição, podendo ser um Aliena), tal como ela possuindo (alienados ou não) os seus brinquedos preferidos (chupetas ou cogumelos mágicos), questionando-nos o que aconteceria se por um motivo qualquer (o julgamento antecipado) retirássemos à criança o seu artefacto preferido (podendo ser um jogo ou então um vídeo):

 

Em conformidade reagindo emocional, mas não (nunca) racionalmente (ingenuidade/irresponsabilidade) ─ sendo-lhe retirado sem sentido o brinquedo ─ vendo repentinamente o seu mundo (infantil, sem pressão) desaparecer e desabar (perdendo a sua referência, imagem adotada) e sentindo diretamente na pele a presença e força do “monstro” (o nómada deixando a aventura/o jovem, metamorfoseando-se de sedentário/o adulto), esperando-se num mínimo uma birra, no entanto podendo ser violenta.

 

netflix-youtube-internet-traffic.jpg

 

Colocados numa situação extrema ─ perante um inimigo invisível ─ obrigatoriamente tendo de abandonar a sua (já tão restrita) área de conforto (tal a capacidade de intrusão inimiga), expondo-se sem poder recuar (no desconhecido, não desejado) e sendo remetido para uma outra dimensão (de desespero, luta, emoção) ─ aventureira e sem limite de dimensões, tal e qual o horizonte de uma criança ─ sendo óbvio e expetável (isto passado, mais de um ano) que deixados sós e nos limites (das nossas capacidades físicas) apenas nos (mal) sustentando pela mente (um túnel em geral tem entrada e saída) ─ já nos 15.000 mortos ─ o povo apesar de confinado possa um dia explodir (não só adultos como jovens, hospedeiros e passageiros) cortando-lhes o YOUTUBE e a NETFLIX.

 

Deixando-se ficar em casa e morrendo (da cabeça), tal como faz a Covid (com o corpo/físico) ─ e ainda-por-cima num serviço perfeito.

 

(imagens: MoviemaniacsDE/youtube.com e socialnewsdaily.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:40