Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Covid-19 PT ─ A Luta pelo Poder ─ Marcelo Vs. Costa

Segunda-feira, 29.03.21

“Mais apoios sociais para trabalhadores independentes, gerentes, pais em teletrabalho e profissionais de saúde. Marcelo promulga medidas que Governo considerou "inconstitucionais." (Madremedia/28.03.2021/24.sapo.pt)

 

mw-860.jpg

 

Marcelo promulga medidas de apoio social urgentes e lembra que Governo pode recorrer ao TC (mas não tem maioria absoluta).

(29.03.2021/ZAP/aeiou.pt)

 

Conhecendo-se a fragilidade deste Governo de António Costa (minoritário na Assembleia da República) e ─ sabendo-o na sua mão ─ o poder crescente do Presidente Marcelo Rebelo de Sousa (justificando-se, podendo a qualquer momento demitir o Governo),

 

Eis que depois de alguns avisos anteriores deste último (sugestões/conselhos de Marcelo, nem todos sendo respeitadas por Costa) “engolidos, mas não digeridos” pelo primeiro (como é o caso da Educação tendo-se iniciado já o regresso às escolas, quando o presidente sugeriu fazê-lo ─ lembrando o sucedido no Natal ─ mas só depois da quadra festiva da Páscoa),

 

Marcelo o Presidente resolve final e claramente (para todos os que queiram ver) pôr “os pontos nos Is” comunicando e colocando por escrito “o que ele acha sobre a situação, o que falta fazer e o que deve ser ainda adicionado”:

 

Para que ninguém nem sequer Costa o 1º Ministro diga “desconhecer os seus pensamentos” (de Marcelo), se necessário e assim a situação o exija demitindo o Governo.

 

Voltando à carga com as suas medidas (anteriormente não tendo passado na AR) e insistindo nelas mais uma vez (de novo na AR após Marcelo o ter promulgado), até para ver qual será agora a reação de Costa, cada vez mais isolado (mesmo no seu partido) e podendo até perder o apoio (tácito, estratégico, preparativo) de Marcelo:

 

covid19_ilus_651.jpg

 

Índice médio de transmissibilidade R(t) subiu ligeiramente, mas continua abaixo de 1 (nível considerado seguro).

(29.03.2021/lifestyle.sapo.pt)

 

Com Costa não obedecendo a Marcelo podendo começar a ver a “luz ao fim do túnel”, indicando-lhe a curto-prazo o fim do seu trajeto a porta de saída ─ e abrindo essa porta às suas ideias, à sua ideologia e no fim ao seu partido.

 

Ainda-por-cima (“um presente envenenado” para Costa) introduzindo medida extras que à primeira vista ninguém contestará, sendo estas urgentes, de apoio e de solidariedade tanto individual (ajudando o cidadão) como coletiva (ajudando as empresas):

 

Costa a não ter argumentos contra, senão “falar no dinheiro gasto” ─ invocando um aumento orçamental impossível e ilegal de assumir ─ quando noutras situações o dinheiro parece não faltar “caindo na bolsa de alguns como enormes gotas-de-chuva numa tempestade”. Sendo essas medidas (c/ Marcelo a favor e c/ Costa contra) de novo mandadas pelo Presidente à AR (a ver se agora são aprovadas e passam).

 

Um aumento dos apoios sociais aos trabalhadores e empresas (incluindo trabalhadores independentes/empresários), um aumento do apoio a pais em teletrabalho (tendo de trabalhar e ao mesmo tempo no mesmo local e por períodos, “dividir-se” de modo a cuidar dos filhos) e medidas excecionais tendo em conta o esforço dos profissionais de Saúde (tão sacrificados, tão elogiados, tão abandonados).

 

32088530-f123-11ea-a47b-c056d6659aa1.jpg

 

Covid-19 rouba emprego a 104 mil pessoas no último ano. Desemprego cresceu mais de 30% face a janeiro do ano passado. Confinamento do início do ano com mais impacto do que o de março de 2020.

(23.02.2021/R. Oliveira e A. Ribeiro/cmjornal.pt)

 

Pelo que a partir de hoje e depois de muito “baralhadas” (bem ou mal, com batota ou não) as cartas (deles os predadores), “estas estão definitivamente lançadas na mesa” esperando-se (nós, as presas) pelos próximos episódios:

 

De um lado puxando Marcelo, do outro puxando Costa e connosco ainda-por-cima sendo obrigados a pagar bilhete, para ver este espetáculo (miserável de manutenção ou de sucessão).

 

E então questionando-nos estando os nossos Chefes tão ocupados, “se sobra algo para dizerem e nos salvarem desta Pandemia?

 

Em riscos de cairmos no abismo económico, não nos matando o “bicho” pela doença, matando-nos o “sistema” (que escolhemos/votamos/entregamos) ─ estagnado, mas beneficiando em milhões uma minoria (retirando-nos “o pão & a água”, “o emprego & a saúde”) ─ pela fome.

 

“Os três diplomas do parlamento - todos com origem em apreciações parlamentares de decretos do Governo - foram aprovados em 3 de março, com o PS a votar isolado contra o dos apoios sociais e o da saúde e a abster-se no das famílias (juntamente com Iniciativa Liberal, neste diploma).” (Madremedia/28.03.2021/24.sapo.pt)

 

(imagens: José Sousa Goulão/LUSA/expresso.pt ─ sns.gov.pt ─ uk.finance.yahoo.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:26

Snooker ─ 2021 Tour Championship

Segunda-feira, 29.03.21

Uma grande exibição de Neil Robertson, sendo de imediato reconhecida por Ronnie O’Sullivan (e a partir dele, em palavras minhas): “(O’Sullivan) Não poder competir com aquilo (Robertson), mais valendo estar sentado a apreciar”. Sem mais comentários.

 

Neil Robertson (Austrália) 10 Ronnie O’Sullivan (Inglaterra) 4

[com 4-4 ao intervalo]

 

ROCKET BLASTED

 

NINTCHDBPICT000644237605.jpg

Neil Robertson

(3ºRM de Snooker)

 

Neil Robertson demolishes Ronnie O’Sullivan to win Tour Championship as dejected Rocket loses FIFTH final this season. (Rob Maul/the-sun.com)

 

NINTCHDBPICT000644217276.jpg

Ronnie O’Sullivan

(2ºRM de Snooker)

 

“His cue action is just ridiculous. Straight through the ball, tempo doesn’t change, opens his back hand like you’ve never seen anyone open it before. It’s just ridiculous really.” (Ronnie O’Sullivan/Sun/yahoo.com)

 

“Unbelievable. He made it look like he was playing on a pool table today. I can’t compete with that. I just have to sit back and enjoy it. Amazing play.” (Ronnie O’Sullivan/Sun/yahoo.com)

 

(imagens: the-sun.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:45

Engarrafamento no Canal do Suez

Domingo, 28.03.21

Desligada mesmo que temporariamente a comunicação marítima e comercial entre o Oriente e o Ocidente, mais cedo ou mais tarde, com as consequências a tornarem-se bem visíveis: desde logo, com a falta de produtos na “prateleira”. Em alternativa tendo-se de recuar mais de meio milénio e aproveitar a boleia de Vasco da Gama (indicando o caminho).

 

file-20210326-21-1x8nisa.jpg

Versão vento ou erro humano?

 

Ao início do dia 23 de março de 2021 com o navio de carga EVER GIGEN (com 400 metros de comprimento) no cumprimento da sua rota prevista dirigindo-se para Roterdão (chegada marcada para 31 de março de 2021) ─ transportando consigo nada mais nada menos que 20.000 contentores ─ por um motivo ainda desconhecido (para já variando entre o vento e o erro humano) e quando atravessava uma das partes mais estreitas do canal (por vezes também pouco profundo), acabou por se descontrolar indo embater numa das margens do canal aí encalhando, para de seguida se mover lateralmente, atravessar-se e bloquear completamente a passagem: com o semáforo do Canal de Suez da cor verde, passando à cor vermelho.

 

snapshot1.jpg

  1. Um navio-de-carga encalhado numa das margens

 

snapshot2.jpg

  1. Transportando consigo 20.000 contentores

 

Uma situação que já se mantém no interior do Egito e no seu mundialmente conhecido Canal do Suez há 6 dias: para já sem solução (que se conheça) à vista.

 

snapshot5.jpg

  1. Bloqueando a passagem no canal

 

snapshot4.jpg

  1. Provocando um grande engarrafamento

 

Bloqueada a principal via de comunicação marítima entre o Oriente e o Ocidente (entre as vias aérea/terrestre/marítima a mais importante no transporte de mercadorias e em distância, a mais curta ─ sendo a alternativa o caminho seguido pelo navegador português Vasco da Gama, contornando a ponta-sul de África), com cada vez mais navios de carga a acumularem-se nas 2 entradas/saídas do Canal do Suez, arrastando-se os dias provocando grandes “engarrafamentos” e o caos, obrigando os seus comandantes a tentarem descobrir outras possíveis alternativas (não sendo muitas): ou esperar (no local), ou dar a volta (pelo sul de áfrica), ou desistir (regressar a casa). Num tempo de Pandemia em que para além de coisas más também acontecem coisas boas, infelizmente e do lado das más, levando ao despedimento e à diminuição da qualidade do trabalho prestado e como consequência lógica (querendo algumas empresas diminuir os prejuízos e por outro lado outras aumentarem os lucros) a estes incidentes. Durando incrivelmente (num Mundo dispondo de Tecnologia Interplanetário) vai fazer uma semana.

 

(imagens: Suez Canal Authority/Reuters)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:43

Gravidez

Domingo, 28.03.21

[E Vacinas]

 

cases_rising_banner_1200x250_v5.jpg

 

A partir de um estudo publicado na passada quinta-feira

[https://doi.org/10.1016/j.ajog.2021.03.023]

No Jornal Americano de Obstetrícia e Ginecologia

[AJOG]

A conclusão:

Nestes tempos de Covid-19 e importante para as mulheres grávidas.

 

AJOG

COVID-19 vaccine response in pregnant and lactating women

(25.03.2021/ajog.org)

 primary-care-clinic-icon-pregnancy.jpg

Background

Pregnant and lactating women were excluded from initial COVID-19 vaccine trials; thus, data to guide vaccine decision-making are lacking.

Objectives

To evaluate the immunogenicity and reactogenicity of COVID-19 mRNA vaccination in pregnant and lactating women compared to: (1) non-pregnant controls and (2) natural COVID-19 infection in pregnancy.

Conclusions

COVID-19 mRNA vaccines generated robust humoral immunity in pregnant and lactating women, with immunogenicity and reactogenicity similar to that observed in non-pregnant women. Vaccine-induced immune responses were significantly greater than the response to natural infection. Immune transfer to neonates occurred via placenta and breastmilk.

 

E assim tomando-se em conta esta informação, chegando-se à conclusão de que:

 

“As vacinas para a Covid-19 são extremamente eficazes,

tanto para as grávidas como para os seus bebés”.

 

(imagens: cdc.gov)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:32

Coronavírus-PT/2021 a 28 de março

Domingo, 28.03.21

Já com 87 dias (24% do ano de 2021) no interior do 2º ano de Pandemia Covid-19 (registando um total de 16.837 óbitos), para além da falta de estabilização no Nº de INFETADOS (não querendo manter uma tendência constante de descida, uma vez descendo, mas de novo subindo) preocupando igualmente o índice de transmissibilidade R(t) ─ quanto mais elevado pior. O que parece preocupar mais o Presidente (Marcelo) do que o 1º Ministro (Costa).

 

Imagem1.jpg

 

Significando que, mantendo-se a instabilidade no nº de infetados e simultaneamente não descendo o índice de transmissibilidade R(t), podendo-se estar ─ uma das hipóteses ─ não na fase descendente da última vaga (como desejamos) mas, se não numa fase intermédia (fim, intervalo ou recomeço), na fase inicial da vaga seguinte: com os britânicos a adiarem mais um pouco o regresso às viagens (agora só no início de junho) colocando em causa o Turismo.

 

(dados: dgs.pt ─ imagem: Produções Anormais)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:31

Barcelona ─ Juntando legalmente 5.000 pessoas

Domingo, 28.03.21

“5.000 juntos logo aqui ao lado? Como será tal possível?”

(comendo por cá 1 sandes no carro, dando logo multa de 200 euros)

 

Qual será a explicação (pedagógica) que os que nossos representantes (portugueses) darão para se poder realizar um ajuntamento com 5.000 pessoas (a pouco mais de 1.000Km de distância de nós, em Espanha) ─ ainda em tempos de Pandemia Covid-19 ─ sem a intervenção das autoridades policiais (locais)? Conhecendo-se a situação delicada dos nossos vizinhos espanhóis nesta nova vaga (mortal) e o limite de 4 pessoas em Portugal nos agrupamentos de pessoas.

 

726456aed89b3bfa81d048368d60562b.jpg

Espanha

8º país do Mundo em nº de infetados e 10º em nº de óbitos Covid-19

Um ajuntamento com permissão das auridades de Saúde de Espanha

(para se juntarem pessoas necesitando-se apenas

de 1 máscada e de 1 teste rápido)

 

Pandemia de Covid-19 em Espanha e Portugal

28.03.2021 14:00 TMG

País

Espanha

(nº pessoas)

Espanha/Portugal

(quociente)

Portugal

(nº de pessoas)

População

46.768.138

4,6X

10.174.749

Infetados (total)

3.255.324

4,0X

820.042

Óbitos (total)

75.010

4,5X

16.827

Ativos (ainda)

164.067

5,8X

28.208

UCI (grave/crítico)

1.830

12,9X

142

Óbitos (por 1M)

1.604

1,0X

1.654

dfa19d7ec978f1940587d4a28202cead.jpg

Relativamente à Pandemia Covid-19 dois países com números semelhantes, exceto no nº de doentes ainda ativos e no nº de doentes em estado grave/crítico (UCI) ─ na nossa vizinha Espanha sendo superiores.

 

Um concerto realizado em Barcelona (Catalunha/Espanha) ontem à noite (sexta-feira, 27 de março) reunindo num espaço limitado cerca de 5.000 pessoas, todas elas “preparadas” para assistirem ao concerto de rock da banda espanhola “Love of Lesbian”. Para tal e apesar do muito tempo perdido (nas filas de testagens) tendo só que se sujeitar a um teste e levar/usar máscara. Entrando, vendo e saindo, assim como esperando (o resultado deste novo teste).

 

(imagens: AP Photo/Emilio/yahoo.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:44

99942 Apophis o Monstro

Domingo, 28.03.21

Em mais uma observação da CNEOS (centro de estudos da NASA) dedicado à observação de asteroides circulando na proximidade da Terra (investigando-se o seu tamanho, forma e rotação)

 

PIA24168.jpg

99942 Apophis

PIA 24168

Photo Journal NASA

8/9/10 março 2021

Rádiotelescópios terrestres Goldstone e Green Bank

 

No cumprimento da sua órbita em torno do Sol movimentando-se no seu ponto de maior aproximação a 7.500.000Km ou menos da Terra, tendo uma dimensão de 100 metros ou mais e podendo passar (podendo tornar-se perigoso) de NEO (objeto passando próximo da Terra, sem risco de impacto) a PHA (objeto potencialmente perigoso dado, aproximando-se muito perto da Terra e mesmo não impactando, podendo provocar danos colaterais) ─ o registo feito nos passados dias 8/9/10 de março pelo Observatório Goldstone (radiotelescópios) localizado na Califórnia (instalado no deserto de Mojave) assim como do radiotelescópio de Green Bank (estado da Virgínia, a ocidente), de mais uma passagem do asteroide 99942 Apophis:

 

Descoberto em junho de 2004, circulando entre 0,75/1,1 UA de distância da Terra a uma velocidade de 30,73Km/s, com um período orbital de 323,6 dias (rotação em 30,4h) e uma dimensão de 325Km ─ um verdadeiro monstro.

 

Aquando da sua descoberta em 2004 (já lá vão 17 anos e outros cálculos) e pelos primeiros cálculos aí efetuados, chegando-se à conclusão de que poderia num futuro próximo existir uma hipótese de impacto ─ na altura na ordem dos 2,7% ─ hipótese essa que com posteriores cálculos foi afastada e posteriormente (aparentemente) retirada:

 

Da iminência de um impacto do asteroide Apophis com a Terra (em 2029 ou em 2036) permanecendo hoje no nível zero de impacto (segundo a escala de Turim), com as suas duas maiores aproximações apontando (nos anos mais próximos) para 2029 (38.000Km)

 

PIA16675.jpg

99942 Apophis

PIA 16675

Photo Journal NASA

5/6 janeiro 2013

Observatório espacial Herschell

 

A maior aproximação à Terra numa distância igual ou até menor à de alguns satélites terrestres (os mais afastados) ─ e 2051 (mais de 6.000.000Km).

 

Neste registo recente com o monstruoso asteroide a passar a 17.000.000Km da Terra, restando-nos agora esperar por 2029: segundo alguns especialistas (mais pessimistas) podendo como consequência da sua passagem tão próxima de nós em 2029, provocar desequilíbrios  (tendo pontaria e acertando no alvo, uma minúscula região, a fenda de ressonância gravitacional) posteriormente levando o asteroide a impactar 7 anos depois em 2036 ─ e confirmando-se tal evento dentro de 15 anos e estando-se presente, podendo-se assistir em vivo e em direto ao Fim-do-Mundo.

 

Pelo menos e depois dos Dinossauros (já tendo tido o seu) o nosso Fim-do-Mundo (do Homem). Já quanto à Terra e ficando (sobrevivendo pelo menos geologicamente ao impacto, mantendo a sua integridade), preparando-se para um novo Salto Evolutivo (tudo se movimenta, se transforma) Civilizacional e acompanhado de mudança da espécie dominante:

 

Neste ciclo geológico da Terra podendo-se já ter deparado (no passado) com vários Saltos (mesmo tendo existido sempre um “homem-residual” em “arquivo”, de modo a garantir e manter em paralelo a espécie) dos repteis, passando aos mamíferos e seguindo-se os insetos.

 

(imagens: photojournal.jpl.nasa.gov)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:16

A Luz-do-Sol há 102 anos

Domingo, 28.03.21

Mais de cem anos passados sobre a obtenção do seu registo fotográfico ─ 19 de maio de 1919 ─ a apresentação de um outro (registo) obtido por restauração do original (uma cópia melhorada): proporcionando-nos a visão de um eclipse solar tal como observado há mais de um século (2ª imagem) e dessa observação (e trabalho) obtendo uma outra mais pormenorizada (1ª imagem).

 

restored.jpg

Sol de 1919 como visto em 2019

(neste restauro de 2019 ressaltando desde logo

a pequena protuberância solar,

reconfirmando o antes suspeito e depois confirmado,

a curvatura da luz)

 

Um trabalho desenvolvido por dois cientistas e investigadores europeus (Petr Horálek e Miloslav Druckmüller), utilizando os resultados do mesmo (trabalho) não só para comemorar os 100 anos sobre esse evento ─ o Eclipse Solar de 19 de maio de 1919 (durante a viagem Inglaterra/Brasil) ─ como para provar uma das teorias mais controversas de então, envolvendo Albert Einstein.

 

1919_eclipse_positive.jpg

Sol de 1919 como visto em 1919

(um eclipse solar causando sensação em 1919

elevando aos céus Albert Einstein (1879/1955)

assim como a sua teoria

sobre a curvatura da luz)

 

Teria de Einstein afirmando que devido às poderosas forças gravitacionais exercidas pelo Sol, a luz (pelo mesmo emitida) ao movimentar-se (por ex. em direção à Terra) teria que ser no seu percurso dobrada/curvada: o que o restauro (da foto) confirmou (depois) pela presença duma pequena protuberância (antes não se vendo, agora sim). Este ano comemorando-se os 100 anos sobre a atribuição do prémio Nobel da Física a Albert Einstein.

 

(imagens: Petr Horálek/Miroslav Druckmüller e

Sir Arthur Eddington em spaceweather.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:00

Snooker ─ 2021 Cazoo Tour Championship

Sábado, 27.03.21

Amanhã domingo disputando-se a final da 3ª edição do Tour Championship, contando com a presença de dois jogadores habituais: o vencedor e o vencido da final de 2019 (1ª edição) respetivamente Ronnie O’Sullivan e Neil Robertson.

 

TOUR CHAMPIONSHIP

2ª Edição ─ Final

28 de março de 2021 (2 Sessões ─ 14:00/20:00)

Melhor de 19 Frames

Prémio (vencedor): 150.000£

Jogador

RONNIE O’SULLIVAN

NEIL ROBERTSON

Imagem

ronnie-o-sullivan-363526.jpg

Nacionalidade

Inglaterra

Austrália

Ranking Mundial (RM)

Ranking Época

Campeão Mundo

6X

(2001/04/08/12/13/20)

1X

(2010)

Vitórias provas RM

38

19

Última Vitória prova RM

Campeonato Mundo 2020

UK Championship 2020

Vitória Tour Championship

1X

(2019)

(Meia-Final/2019)

2021 Cazoo Tour

Championship

(adversários)

Fase

J

N

F

J

N

F

QF

Higgins

ESC

10-8

Lisowski

ING

10-5

MF

Hawkins

ING

10-9

Selby

ING

10-3

(QF: Quartos-Final MF: Meia-Final J: Jogador N: Nacionalidade F: Frames)

 

E concluída esta prova de RM (a 14ª esta época) 5 delas (36%) tendo sido ganhas pelo inglês Judd Trump ─ e com uma outra prova não de RM por concluir (a Championship League) ─ esperando-se agora (p/ ver na TV) pelo Mundial de Snooker.

 

(imagem: Getty/dailystar.co.uk)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:48

Pandemia Covid-19 ─ Infetados, Óbitos e R(t)

Sábado, 27.03.21

Passados 86 dias sobre o início de 2021 e ainda atravessando a Pandemia Covid-19, a indicação (no gráfico 1) do nº de infetados e do nº de óbitos registados desde o início do ano, por períodos de 14 dias (2 semanas) ─ com 6 períodos (no total 84 dias) já apurados; por outro lado o registo (no gráfico 2) da evolução do nº de infetados/dia e do índice R(t)/dia de 15/27 março ─ últimos 13 dias.

 

Imagem1.jpg

 

↑ Gráfico 1

 

↓ Gráfico 2

 

Imagem2.jpg

 

Continuando a verificar-se a tendência descendente da generalidade dos parâmetros Covid-19 (apesar de alguma instabilidade no nº de infetados) como é o caso dos infetados/óbitos (estando-se na fase descendente desta nova vaga, revelando-se ultrapassado o Natal); analisando/comparando os últimos 13 dias ─ nº de Infetados e R(t) ─ constatando-se (de novo) para além da instabilidade no nº de infetados, a subida (hoje manutenção) do índice R(t).

 

(dados: dgs.pt ─ imagens: Produções Anormais)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:04