Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Luzes de Marte

Terça-feira, 06.07.21

Entre o céu iluminado envolvendo esta face do planeta e a terra vermelha cor de ferrugem tão característica do mesmo ─ referindo-nos aqui ao vizinho exterior da TERRA, o planeta MARTE ─ uma luz estranha (Luzes de Marte 1) aparecendo neste registo das câmaras do ROVER PERSEVERANCE (SOL122), recolhida no passado dia 24 de junho (por volta das 16:00) e não sendo de origem solar direta:

Mars_Perseverance_RRF_0122_0677784034_534ECM_N0041

Luzes de Marte 1

Da superfície de Marte

Surgindo um flash-de-luz momentâneo

 

Na explicação mais lógica deste fenómeno até por não ser visível nenhum tipo de intervenção externa (direta, natural ou artificial), tratando-se apenas de um processo de reflexão dos raios solares (origem indireta), com os mesmos a incidirem sobre um determinado objeto/material existente na superfície marciana e a serem refletidos pelo mesmo (dadas as suas capacidades refletoras).

Os raios do Sol incidem e são refletidos perpendicularmente.

Mars_Perseverance_RRF_0122_0677784034_534ECM_N0041

Luzes de Marte 1

Rover Perseverance

SOL 122 ─ 24 junho 2021

 

De origem indireta (nos raios solares, por interposição, sendo posteriormente refletidos) e natural (não existindo elementos estranhos ao planeta), tratando-se de um fenómeno na Terra muito comum de se ver, quando os raios solares atingem certas superfícies, se umas absorvendo-os outras expulsando-os (os raios incidindo):

A única diferença sendo que tal fenómeno na Terra podendo ser natural ou ter na sua criação a intervenção do Homem, sendo aí artificial, enquanto em Marte não existindo vida (que se conheça) e não existindo marcianos, tal opção não se colocando.

_mars.nasa.gov_msl-raw-images_proj_msl_redops_ods_

Luzes de Marte 2

Rover Curiosity

SOL 3163 ─ 30 junho 2021

 

Não tanto para aqueles que para todo o lado que olhem encontram sempre algo de familiar, não o sendo (reconhecido pelos autointitulados eruditos) passando logo (para os designados como leigos) a suspeito:

Podendo-se afirmar (por ex. os teóricos da conspiração) serem luzes artificiais (Luzes de Marte 2) produzidas por instrumentos na posse de pequenos seres refugiados e circulando entre pedras à superfície de Marte (escondendo-se), curiosos pela presença destes monstros com rodas.

Já agora, estando este tema na moda (UFO/ALIENS/UAP) com o relatório recente do Pentágono.

(imagens: nasa.gov)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:58

Covid-19 PT ─ Vaga de Verão

Terça-feira, 06.07.21

No 17º mês de Pandemia Covid-19 e entrados na estação do Verão (a 21 de junho), com uma nova vaga do vírus SARS CoV-2 (e suas estirpes/variantes) a atingir Portugal ─ esperando-se que intermédia e não relevante ─ fazendo crescer todos os parâmetros Covid-19, mas apesar de ser mais contagiosa, tal não se refletindo (felizmente) no nº de Óbitos/dia: desde o dia 1 de abril deste ano (com 11 óbitos registados) nunca mais atingindo os dois dígitos (hoje, 1 óbito).

Imagem1.jpg

Relativamente a esta vaga esperando-se “intermédia, não relevante e de Verão” (um pouco como a do ano passado, mantendo os seus Infetados/Óbitos, mas passando meio despercebida), nos últimos 14 dias e demonstrando estar ainda em crescimento, com o nº de Infetados/dia a crescer 45%, o nº de doentes Internados a crescer de 40% e o nº de doentes internados em estado grave/crítico (UCI) a crescer 33%. Acompanhados por um crescimento do índice de transmissibilidade R(t) de 2% e de um crescimento da taxa de Incidência de 75%.

Pelo que entrados numa “nova vaga” ─ podendo ser mais ou menos intensa ─ e afirmando desde já o Governo estar agora nas nossas mãos o êxito ou fracasso desta missão coletiva contra o “infecioso, mortal e invisível” coronavírus ─ achando (o Governo) ter cumprido a sua missão com o início do processo de vacinação (apenas 1/3 dos portugueses totalmente vacinados) e com as insuficientes campanhas de testagens (havendo recursos para uma campanha, logo não havendo para a outra) ─ tendo-se que concluir que a questão da Saúde foi definitivamente abandonada (podendo-se agora morrer da doença), esmagada pelas extremas necessidades Económicas (se não morrendo-se de fome).

Imagem2.jpg

Face a este cenário, na região de turismo do Algarve ─ com a ação do vírus a crescer, assim como a taxa de desemprego ─ talvez se morrendo de doença e de fome. E replicando o seu trajeto anterior (do ano de 2020) com o vírus SARS CoV-2 e todas as suas estirpes/variantes a poderem voltar em força (dentro de breves momentos) aí numa nova vaga relevante (“nem pedindo desculpa por esta curta interrupção”), podendo-se assemelhar à vaga de janeiro e sabendo-se ainda da existência de novas variantes (como a delta plus e agora a lambda).

(dados: dgs.pt ─ imagens: Produções Anormais)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:53

Julian Assange, jornalista, 50 anos de idade, preso

Terça-feira, 06.07.21

[A 3 de Julho de 2021]

Detido há mais de dois anos numa prisão inglesa (2019/2021) depois de sete vivendo no interior da embaixada do Equador em Londres (2012/2019) e esperando-o ainda nos EUA (solicitando a sua extradição) uns 175 anos de prisão:

Assange-and-Sigi-678x381.jpg

Apenas por como jornalista ter divulgado entre outros (sendo seu direito e deu dever básico, como o de um qualquer cidadão) crimes de guerra. Ontem 3 de julho e perante o silêncio da esmagadora maioria dos seus colegas dizendo-se jornalistas e ao mesmo tempo negando-lhe o mesmo estatuto fazendo 50 anos, comemorando o seu aniversário na prisão.

It is not enough for journalists to see themselves as mere messengers

without understanding the hidden agendas

of the message and the myths that surround it.

(John Pilger)

For those who still believe the media provides news, please read this. Having led the persecution of Julian Assange, the "free press" is uniformly silent on sensational news that the case against Assange has collapsed. Shame on my fellow journalists. (John Pilger/@johnpilger/twitter.com/03.07.2021)

medium.jpg

A Remarkable Silence:

Media Blackout

After Key Witness Against Assange Admits Lying.

(medialens.org/01.07.2021)

“As we have pointed out since Media Lens began in 2001, a fundamental feature of corporate media is propaganda by omission. Over the past week, a stunning example has highlighted this core property once again. A major witness in the US case against Julian Assange has just admitted fabricat­ing key accusati­ons in the indictment against the Wikileaks founder. These dramatic revelations emerged in an extensive article published on 26 June in Stundin, an Icelandic newspaper. The paper interviewed the witness, Sigurdur Ingi Thordarson, a former WikiLeaks volunteer, who admitted that he had made false allegations against Assange after being recruited by US authorities. Thordarson, who has several convictions for sexual abuse of minors and financial fraud, began working with the US Department of Justice and the FBI after receiving a promise of immunity from prosecution. He even admitted to continuing his crime spree while working with the US authorities.” (medialens.org/o1.07.2021)

[medialens.org/2021/a-remarkable-silence-media-blackout-after-key-witness-against-assange-admits-lying/#more-6751]

(imagens: medialens.org ─ caitlinjohnstone.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:26