Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

01
Jul 13

RICO ↔ LACAIO ↔ POBRE

O lacaio – gerente ou capataz – foi o verdadeiro vencedor do 25 de Abril de 1974

 

No período subsequente ao 25 de Abril de 1974 – e enquanto o comunista saneava alegremente o designado fascista pré-apocalipse – o revolucionário que hoje faz parte da senil oligarquia europeia, apelidava-lo de social-fascista. Hoje compreendo a razão: fascista porque era isso o que ele representava, social porque era aquilo que ele odiava. Nunca esquecendo os lacaios intermédios que aproveitando o golpe de estado ocuparam Portugal. Até aos dias de hoje.


O Determinado Controlo dos Indeterminados por Conta

 

E tal como antes eram os seus antepassados, assim se tornaram os seus filhos: pobres continuando pobres e sonhando com a esperança de um dia poderem vir a ser ricos – o ilusório sonho americano transportado para Portugal, mas estrategicamente surgido com cinquenta anos de atraso – ou ricos continuando ricos, mas nunca revelando o segredo (deontológico) do ilustre superior hierárquico – revelado pelo desprezo completo, pelos inferiores que não são eles. Quanto aos lacaios, nem merecem comentário: já basta todo o mal que nos fazem!


A hipocrisia é uma das ferramentas não reprodutivas utilizadas pelo poder

 

Quando um político eleito por Portugal convida os seus netos a porem-se a milhas – enquanto desqualifica os pais e convida os seus avós ao suicídio – como é que o poderemos qualificar?

Integralmente e sem hesitações, como um Criminoso. E com necessidade de pulseira electrónica – para nossa protecção – já que nunca serão condenados: é que o dinheiro, os torna sempre inocentes!

 

(imagem – contrainfo.com e flickr.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:06

Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

20

24
27

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO