Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

23
Jun 11

O Espaço não tem limites

 

Os espelhos têm sido utilizados para escondermos de nós, a nossa própria imagem.

 

Triste é a realidade de o possuirmos e não o sabermos ou querermos utilizar.

 

A sua utilização tem apenas como função, reabilitar-nos quotidianamente para o cumprimento da nossa função.

 

A identificação é apenas um dos muitos rituais de passagem, em que nos fixamos num determinado espaço morto – a fotografia – mas etiquetado pelo tempo.

 

O espelho tem que arder com a nossa imagem e sentindo a dor, libertar com a sua ajuda, tudo o que há dentro de nós.

 

O Mundo não existe sem a Nossa Realidade!

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:18

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
15
17
18

19
20
21
22
25

27
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO