Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

25
Dez 10

Paisagem - António Mongiello

 

A Maria Mosca era prima da Isabel Abelha.

Tinham ido comer as duas a casa da Joaninha dos Campos e regressavam tagarelando sobre a vida de cada uma delas.

Nada podia ser melhor que um dia de Sol, sem sombra, sem vento e com bichinhos por todo o lado.

A relva estava verde de cor, as flores faiscavam de felicidade e o caminho serpenteava feliz, ao lado do rio.

Maria Mosca era a mais velha, esvoaçando apressada ao lado da prima, rechonchuda e gordinha de tanta doçura.

Nesse dia de ocasional reencontro, o destino juntara-as no mesmo percurso, no mesmo espaço, à mesma hora, no mesmo instante.

O trabalho de uma era o prazer da outra, mas se uma virava à direita, a outra logo rodava à esquerda, evitando pequenos e inadvertidos deslizes, contrapondo em contraponto, toda a beleza irradiante do seu corpo.

A terra castanha estendia-se por todo o lado, a água escorria por sulcos abertos pela força da natureza, as folhas caíam debaixo da força da luz intensa da estrela, o céu gritava no seu mais profundo e original azul e lá iam elas, sussurrando ao tempo e contando-nos histórias de encantar.

Isabel Abelha ficara de estar na Casa da Colmeia pouco depois, do nascer do dia.

A tia preparara-lhe um saboroso bolo de mel e toda a noite tivera o pesadelo de se deixar esquecer: a vida era doce demais para se deixar escapar qualquer momento de felicidade e seria uma pena atrasar-se e deixar escapar esta oportunidade.

Na época das grandes cidades, tudo se revolveu sobre a terra, os corpos foram crescendo, os trilhos derivando, os animais esquecendo, os corpos desaparecendo e no contexto completo da vida, andando sempre em frente e tropeçando, sem ver obstáculos.

No fim do caminho trocaram carinhos e despedidas, juras e risadinhas: o espelho de água reflectia as suas imagens e o Sol aquecia todo o mundo.

Que bom que era viver!

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:35
tags: ,

Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23

26
28
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO