Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

18
Set 16

“As câmaras do ROVER OPPORTUNITY acabam de apanhar no planeta MARTE a presença de um ser BIOMECÂNICO.”

 

1F527238006EFFCS1HP1211R0M1.JPG

Sombra projetada por um Cyborg detetado em Marte certamente trabalhando para uma grande Corporação Intergaláctica

(SOL 4495)

 

A NASA acaba de divulgar a primeira imagem de um ANDROIDE alienígena (na realidade a sua sombra), num registo captado recentemente pela sonda norte-americana OPPORTUNITY. Sendo fácil de constatar estarmos em presença de um ser bípede, de corpo ereto e na aparência (forma e constituição) muito semelhante a um ser humano: sendo constituído por um tronco (robusto), duas pernas, dois braços e uma cabeça (com dois olhos bem visíveis). Potencialmente um ROBÔ HUMANOIDE – disponível para interagir com outros seres – mas podendo estar-se mesmo em presença de um verdadeiro CYBORG (um organismo cibernético). No caso dos Cyborg com a sua presença sentindo-se cada vez mais próxima de nós (para já limitando-se aos écrans de cinema como plataforma de lançamento e manipulação): motivo pelo qual a sua pré-existência noutras Civilizações exteriores, mais antigas e avançadas (e por sua vez controladas por grandes CORPORAÇÕES), se tornar tão clara como óbvia, ainda-por-cima neste cenário aparentemente desértico, calcinado e (repetidamente afirmado pelos cientistas) sem vida.

 

1N527239980EFFCS1HP1933R0M1.JPG

Uma sombra representando um ser humanoide garantindo-nos desde já a presença de outras civilizações neste Universo partilhado

(SOL 4495)

 

Com a sombra do CYBORG a aparecer num outro registo das câmaras da sonda norte-americana Opportunity (agora colocada numa outra posição), projetando-a sobre a superfície do planeta Marte iluminado pelo Sol (a nossa estrela comum) e localizado a mais de 200 milhões de quilómetros. Surgindo nesta imagem inopinada como se estivesse a acenar-nos (a saudar-nos) e com a sua cabeça bem assente no cimo de um pescoço bastante alongado e com dois olhos contrastantes (claro/escuro). Numa altura em que o ROVER OPPORTUNITY abandona o Vale da Maratona após mais de um ano de exploração sobre a superfície marciana (introduzindo-se na brecha de LEWIS e CLARK), dirigindo-se de imediato para um outro ponto de partida de mais uma das etapas da sua missão no planeta MARTE (localizado a este). Tendo até hoje percorrido mais de 43Km nos seus 4496 dias (marcianos) de estadia na superfície do Planeta Vermelho (meados de Setembro) – nesta época do ano estando sujeito à ação das TEMPESTADES de POEIRAS ocorrendo à superfície, por vezes prejudicando a visibilidade geral (qualidade da imagem) e assim afetando a produção de energia através da utilização dos seus painéis solares (necessários para o funcionamento do Rover). Levando a poupanças energéticas mas nunca ameaçando a missão Opportunity (iniciada na superfície de Marte em 25 de Janeiro de 2004).

 

(imagens – nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:09

29
Mar 16

Enquanto decorrem as primárias norte-americanas para a eleição do próximo Presidente dos EUA, o único candidato à nomeação Democrata ou Republicana com expressão mediática internacional, continua dentro e fora do seu país a atrair a curiosidade e atenção de muita gente. Publicidade grátis e avulso que o candidato REP – DONALD TRUMP – certamente muito agradece.

 

507505_img650x420_img650x420_crop.jpg

 

E se o ataque a tudo o que ele diz e faz já atingiu um pico máximo de hipocrisia no seu próprio país (como se o povo ligasse ao que eles dizem antes e não ao que eles fazem depois – e com a FOX a tomar a dianteira nessa campanha REP e ANTI-TRUMP), num momento de interregno como este (as primárias só regressam em Abril) torna-se necessário e fundamental aproveitar tudo o que caia no saco.

 

Numa campanha Republicana dirigida e abominável e em que todos os candidatos à nomeação em Convenção são apenas o reflexo da decomposição acelerada em que se encontra o partido do Elefante – mesmo em maioria no Congresso e no Senado e com um Presidente Democrata e Negro no comando da Casa Branca. Uma dádiva para HILLARY e talvez mesmo a confirmação da mesma como futuro Presidente dos EUA (depois de OBAMA o maior pesadelo REP).

 

E é neste cenário de Guerra Fria contra o candidato Republicano líder nos delegados e nas sondagens (e a caminho dos 50%+1 de Delegados), numa campanha Republicana assassina e suicida muito bem aproveitado pelos Democratas e pelos seus políticos atualmente no ativo (no que se refere ao aproveitamento do extremismo anti-islâmico de todos os candidatos REP), que surgem as festividades religiosas da Páscoa e os tão falados alienígenas mexicanos.

 

160327-trump_effigy_2-0605_919e15c0aa499519869ff86

 

Convêm no entanto recordar que a Guerra contra ao Alienígenas (neste caso Mexicanos) não é algo que se possa dizer como sendo uma criação do candidato TRUMP, bastando apenas recuar um pouco no tempo e verificar qual foi o papel desempenhado pelo partido Republicano, radicalmente contra a tentativa do Presidente OBAMA de legalizar muitos desses ALIENAS (facilitando-lhes a vida e a de muitas famílias já parcialmente instaladas nos EUA: com MURO ou sem ele NÃO.

 

Só que TRUMP abriu a boca e a língua caiu-lhe para a verdade (Republicana). Nada mais do que isso mas que muito irritou a elite (REP) – “há verdades que não se dizem e mentiras que se repetem”. Agora com BUSH (JEB) fora e com RUBIO (MARCO) despachado, com um evangelista cubano como única salvação, o mundo parece cair e à frente só têm TRUMP. E assim ele é exportado e a campanha ultrapassa o MURO (entrando em campo alienígena e como motivo de festa).

 

uni1459076480.jpg

 

E assim vamos encontrar DONALD TRUMP o mais forte candidato REPUBLICANO para ser o próximo presidente dos EUA (e atual líder destacadíssimo à Convenção REP) a entrar nas festas da Páscoa e a ser queimado vivo: como mais um dos Judas Malditos mas num boneco aparentando alegria e de cores berrantes e vivas. Mais uma vez com o candidato a ser promovido de graça e extra fronteiras, fazendo um estupendo papel (sem sequer lá estar) e cativando mais gente (com as imagens invadindo os média global.

 

E com tanta estupidez (TRUMP) só pode dizer OBRIGADO.

Mas entre tantos candidatos (agora só são cinco) que venha o DIABO e escolha (isso se o conseguir).

Talvez se salvasse o Professor PARDAL (Bernie Sanders).

 

(imagens: WEB)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:32

21
Ago 15

Enquanto no planeta Terra os seres vivos aí habitando parecem mais predispostos a utilizarem pretextos inúteis e absurdos para se entreterem da melhor forma possível com o seu quotidiano monótono e não criativo (como é o caso da guerra), noutros pontos muito mais distantes do mesmo sistema planetário os mesmos seres vivos demostram toda a sua curiosidade e necessidade de aventura, como forma a de um modo ou de outro conhecerem outros mundos e darem sentido à sua vida (e assim libertarem-se das amarras deste mundo limitado). E se na Terra não se exploram interessada e devidamente as suas ainda misteriosas profundezas (rochosas e oceânicas), já no caso do seu espaço exterior o entusiasmo pelo seu estudo e conhecimento é muito mais profundo e dedicado: com um único corpo celeste como o é o caso do nosso vizinho planeta Marte, a ter só para si a visita de sondas espaciais oriundas de três dos nossos continentes.

 

1074MH0003250050400733E01_DXXX.jpg

MARTE – CURIOSITY ROVER – SOL 1074
(presença de dois objetos não identificados)

 

O que nos leva rapidamente a concluir que se existisse vida inteligente e organizada no planeta Marte, com o aumento significativo do trânsito orbital e mesmo à sua superfície, certamente que mais cedo ou mais tarde os seus habitantes se começariam a preocupar e até num caso mais extremo podendo-os levar a intervir. Neste aspeto os norte-americanos têm neste momento em plena atividade sobre a superfície de Marte dois veículos motorizados (além de sondas orbitando o planeta): o ROVER OPPORTUNITY e o ROVER CURIOSITY. E se por um lado a viagem destes dois veículos terrestres (sobre um mundo alienígena) tem ao longo destes últimos anos de recolha e de investigação fornecido imensas informações sobre o misterioso Planeta Vermelho, por outro lado e de uma forma talvez para muita gente inesperada, muitos têm sido os episódios no mínimo estranhos até agora registados: como o demonstra esta imagem registada pelas câmaras de um desses veículos motorizados circulando em Marte (no passado dia 14 de Agosto), em que é bem visível sobre o fundo mais claro representando céu marciano, a presença de dois objetos voadores não identificados. Uma imagem que já é recorrente noutros registos enviados a partir da superfície do planeta, sempre muito semelhantes na sua forma e na sua cor e evoluindo na quase inexistente atmosfera marciana como se estivessem simplesmente a observar. O que apenas poderá significar (para nós) algo de artificial (e que pela sua constante ocorrência nunca poderá ser classificada como natural e/ou um erro induzido por um órgão dos sentidos): a existência de vida extraterrestre, organizada, inteligente e certamente muito mais evoluída do que a nossa, para além das fronteiras do nosso planeta (em princípio original) a Terra.

 

(imagem/ampliação parcial – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:56

15
Ago 15

Ao olharmos para Marte poderemos estar a olhar para uma imagem da Terra (e da sua evolução) mas numa outra parte do Espaço (que nós parametrizamos como Tempo).

 

Na sua procura incessante de vida para além do nosso planeta Terra são muitos os leigos e curiosos (e nisso devemos elogiá-los na sua procura da verdade) que se servem dos instrumentos de pesquisa de eruditos e especialistas (e dos dados pelos mesmos disponibilizados) para tentarem de uma forma ou de outra atingir objetivos (por vezes muito semelhantes) que nem os primeiros descortinaram.

 

1073ML0047210010206510E01_DXXX.jpg

 

Curiosity Rover – Mastcam/Left – Sol 1073

 

Assim e mais uma vez, uma imagem proveniente do planeta Marte e obtida já este mês através das câmaras do ROVER CURIOSITY (e enquanto os cientistas responsáveis pela missão só viam pedras), acaba por nos rebelar mais um artefacto de origem desconhecida visível sobre a superfície calcinada de Marte, que os interessados nestes mistérios pelos próprios mentalmente criados sugerem representar a cabeça de um ser alienígena.

 

Na realidade não será muito difícil olharmos para esta imagem oriunda de um planeta distante como é o planeta Marte (a Lua está muito mais próxima) e por comparação com o que observamos no nosso planeta em condições para nós consideradas muito semelhantes (no fundo nós não estamos lá sendo evidentemente sugestionados pelos cenários apresentados e pelo que desejaríamos inconscientemente lá encontrar), acabarmos por ver coisas que podendo ser observadas pelo nosso órgão da visão, não representam o boneco que nos é proposto no final.

 

Mesmo parecendo representar uma cabeça, apresentando um crânio longo (como nós vemos os alienígenas) e ainda por cima com uma face bem delineada com nariz e olhos bem visíveis. Um artefacto que podendo ser de criação artificial e pondo logo de lado a nossa espécie (que se saiba o Homem nunca terá chegado e colonizado Marte), só poderia ter sido criado por alienígenas fossem marcianos ou não. O que até poderia ter acontecido há muitos milhões e milhões de anos (porque não?) num cenário em que o ambiente de Marte pudesse ser muito semelhante ao do nosso planeta Terra.

 

Por mais partidas que os nossos órgãos dos sentidos nos possam proporcionar, existem certas imagens que pela evidência dos conteúdos que exibem, não podem invocar erros técnicos ou de visão para os explicar e arquivar: como é o caso da peça de aspirador (da NASA?), encontrada sobre a superfície de Marte.

 

17788260_rpwmF.jpeg

Curiosity Rover – Mastcam/Right – Sol 821

 

Convém no entanto valorizar o trabalho desenvolvido por estes leigos do sistema científico atual (nunca devemos desprezar por princípio e erradamente, os autodidatas e os experimentalistas), já que muitos deles pelos seus trabalhos dedicadamente elaborados e respeitando os seus conhecimentos durante a sua vida adquiridos, acabam por nos deixar na dúvida, à procura e a pensar (o que até é bom para não acreditarmos em tudo, venham de onde vierem as verdades). Como é o caso da imagem apresentada anteriormente, onde sobre a superfície marciana acabamos inexplicavelmente por nos confrontar com um objeto estranho e desenquadrado do único cenário expetável e que muito se assemelha ao terminal de um tubo de sucção de um aspirador fabricado na Terra.

 

(imagens – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:54

10
Jul 15

ÚLTIMA HORA

 

Temperatura Elevada:
Quando a realidade desconhece o parâmetro tempo!

 

“Evidente demonstração do poder Alienígena, na presença de um submarino de guerra Norte-Americano e em pleno Atlântico Norte.”

 

map.jpg

Atlântico Norte
(nas proximidades da Islândia)

 

Segundo notícias de ÚLTIMA HORA oriundas de organizações secretas associadas à Marinha de Guerra dos Estados Unidos, um submarino norte-americano em missão de patrulhamento em águas do Atlântico Norte, esteve durante um certo intervalo de tempo de sobreaviso e em alerta de nível máximo, ao atravessar como habitualmente essa região do oceano (localizada em pleno mar entre a Noruega e a Gronelândia e tendo por perto a Islândia) e ser colocado frente a frente a forças desconhecidas (e aparentemente poderosas).

 

Arctic-UFO-Photographs-USS-Trepang-SSN-674-March-1       Arctic-UFO-Photographs-USS-Trepang-SSN-674-March-1

Dois dos objectos de origem desconhecida
(avistados no mar da Noruega)

 

Estes dados espectaculares e surpreendentes terão sido originados em comunicações oriundas do submarino da Marinha de Guerra dos EUA USS TREPANG, sob comando do oficial graduado DEAN SACKETT. Nas transcrições das afirmações aí contidas não seriam fornecidos dados específicos e adicionais sobre estes objectos, apenas aí se mencionando as suas formas diversificadas, a capacidade de cada uma delas se deslocar tanto no ar como no mar e de parecerem estar a desempenhar algum tipo de tarefa não identificada (e aparentemente não agressiva para a tripulação do submarino) mas seguramente de seu interesse (do ser desconhecido que pilotava a nave).

 

Navy-Sub-314601.jpg

O submarino USS TREPANG
(patrulhando o Atlântico Norte)

 

[Na realidade uma situação em tudo idêntica (mas em princípio verídica) ter-se-á passado com o submarino norte-americano USS TREPANG SSN 674 em águas do Atlântico Norte (entre a Gronelândia e a Noruega) mas no mês de Março de 1971 (há 44 anos): numa das suas missões de rotina o submarino terá estado em presença de objectos voadores não identificados (capazes de se movimentarem igualmente debaixo de água), não interferindo nas suas movimentações nem sendo incomodado pelas forças desconhecidas em presença (pelo menos é o que dizem documentos secretos governamentais recentemente desclassificados)]

 

(dados e imagems: mirror.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:38

09
Jun 15

Agora que não nos fornecem (temporariamente) imagens frescas de Marte (por causa da conjunção – Marte está do outro lado do Sol relativamente à Terra, prejudicando as comunicações entre ambos), só nos restam mesmo os mistérios dos planetas anões.

 

582982_1.jpg

Pontos brilhantes e possível UFO em Ceres

 

O Sistema Solar é na actualidade constituído por oito planetas: Mercúrio, Vénus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Úrano e Neptuno. Em princípio só um deles contém Vida e até seres inteligentes, organizados em sociedades tecnologicamente evoluídas e em constante transformação: esse é o nosso planeta Terra. Dos planetas exteriores (os últimos quatro) pouco ou nada sabemos sobre a possível existência de Vida (mesmo que rudimentar), sendo dois deles mais conhecidos por serem monstros gasosos (Júpiter e Saturno) e os outros dois sendo vistos como mundos gelados (Úrano e Neptuno). Nestes dois últimos casos havendo sempre a possibilidade da existência de água. E existindo água poder existir Vida. Mas até agora e que se saiba nada. Sobram os planetas interiores. E pondo de lado Mercúrio e Vénus (os mundos mais parecidos com a nossa definição de Inferno) além da Terra (já atrás considerada) resta Marte. Além da possibilidade de alguns microrganismos poderem sobreviver às condições da atmosfera marciana (como o comprovam as experiências levadas a cabo na Terra com organismos simples e simulando as condições ambientais marcianas) e da mais que certa existência de depósitos de água gelada nos pólos (ou em certas zonas subterrâneas do planeta), da presença de vida ou de algo de parecido em Marte só vindo mesmo de alguns arqueólogos (ao analisarem certas estruturas estranhas existentes à superfície de Marte) ou dos teóricos da conspiração (que vêm indícios de vida em todo o lado): talvez não hoje mas num passado remoto.

 

E assim sobram-nos os outros corpos celestes que circulam no nosso Sistema Solar – asteróides, cometas, luas e até outros pequenos objectos como um planeta anão. Aqui podemos socorrer-nos das missões espaciais mais importantes a decorrem neste preciso momento no exterior (maioritariamente da NASA) e excluindo a confusão instalada em Marte com a presença de sondas norte-americana, chinesas e indianas e a viagem da sonda ROSETTA acompanhando 67P/C-G na sua trajectória à volta do Sol, surgem-nos logo à memória as sondas DAWN e NEW HORIZONS: com a primeira já em órbita de CERES e a segunda cada vez mais próxima de PLUTÃO. Fiquemos então pelo planeta anão onde a sonda já chegou: CERES (o outro – claro – é Plutão). O que me chamou desde logo a atenção foi a questão colocada (de uma forma inopinada) pelos cientistas da NASA aos seus leitores, solicitando-lhes uma explicação para a presença das manchas luminosas sobre a superfície de CERES – condicionando-lhe as respostas (pelas hipóteses apresentadas) ou atirando-as para o baú marginal e depreciativo das “outras coisas” – e como que desresponsabilizando-se daquilo que deveria ser da sua total competência: utilizando um inquérito sobre o que seriam aquelas luzes de CERES. E quando eu (como muitos outros) escolhi a minha opção (proposta e autorizada pelos censores da NASA), a percentagem era a seguinte:

 

Explicação p/brilho Ceres %
Gelo 29
Vulcão 9
Géiser 8
Sal 8
Rocha 6
Outra 40

 

É evidente que a maioria escolheria as hipóteses Gelo e Sal (pelos sua composição materiais reflectores), com uns minoritariamente a escolherem a opção Rocha (pela sua possível inclusão de minerais): num total de 43%. De acordo portanto com as directivas informativas e pedagógicas da NASA (ou seja seguindo o seu Manual de Instruções). Com as opções Vulcão e Géiser (apesar de credíveis mas sendo menos divulgadas) a serem menos consideradas (17%). E com o grande filão a ir para OUTRA (40%): surpresa ou mera confirmação (intencional)? Daí as múltiplas explicações para o aparecimento de luzes na superfície do planeta anão CERES (e ao contrário do que muitos afirmam não limitados a uma única cratera), desde as teorias emitidas por diversos astrónomos surpreendidos com o aparecimento deste fenómeno inesperado (e que procuram sempre uma explicação natural ou lógica) e acabando quase sempre em nada, até às teorias não menos credíveis invocando a presença de uma intervenção externa e obrigatoriamente artificial (ou seja não natural nem mesmo terrestre).

 

As luzes de CERES poderiam ter origem artificial, não terrestre e contando com intervenção alienígena. Se tal não fosse a opção correcta a única alternativa possível seria estarmos em presença de colónias em que o Homem seria pelo menos um dos elementos colonizadores (mesmo que em disputa activa com outros grupos), nesse caso visto como o intruso provocador da anomalia. CERES seria um corpo celeste habitado por seres vivos organizados, inteligentes e mais desenvolvidos tecnologicamente de que nós e as luzes que agora avistávamos uma das indicações da presença do equivalente às nossas cidades e de outros pólos civilizacionais. Por isso é muito natural que para além das luzes que todos nós vemos muitos já vejam também as próprias estruturas e edifícios que as mesmas iluminam, não tardando muito até que comecemos a ver os seus próprios habitantes: alguns até já vêm grandes naves espaciais na região, com alguns casos a serem comprovados por imagens registadas nas proximidades de Ceres (pela sonda DAWN) e pelas suas respectivas sombras (na superfície do planeta anão). E essa será a razão pela qual ao longo do tempo a opção OUTRO continuará a crescer inexoravelmente e com isso todos nós ficaremos contentes com a própria NASA incluída. Só falta mesmo OBAMA dizer YES THEY LIVE e o PÁPA reconhecer que JESUS provavelmente seria um deles.

 

(imagem – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:51

05
Mai 15

As próximas eleições legislativas portuguesas não deixaram os alienígenas indiferentes. Entre um bom almoço na cantina da AR (sector público), um bom lanche nos pastéis de Belém (sector privado) e um salto até às praias do Algarve, que maior prazer do que ver um povo obedientemente a votar. Um fenómeno pelo logro e pela alta credibilidade.

 

Sondagens – Legislativas 2015 – Maio
(Planetas Interiores)

 

jffjfg.jpg

Grupo Alienígena de Sondagens

 

Chegaram-nos agora mesmo os resultados da primeira sondagem realizada em urna de voto simulada entre alienígenas habitando os planetas interiores (Mercúrio, Vénus, Marte e Terra), tendo em vista as próximas eleições legislativas a realizar este ano:

 

Partido %
CDU 23
PS 21
PSD/CDS 20
BE 11
PDR 08
LIVRE 06
Outros 11

 (sondagem GAS)

 

Se as eleições se realizassem neste momento a CDU ganharia as eleições, tentando de imediato a concretização de uma coligação governamental CDU/BE/LIVRE (42%) contando com o apoio tácito na Assembleia da Republica do PDR (8%). Ficamos a aguardar as próximas sondagens (mais demoradas) agora oriundas dos planetas exteriores (Júpiter, Saturno, Úrano e Neptuno).

 

Em notícias de Última Hora ficamos entretanto a saber que o nosso Presidente (actual) aceitou o convite feito por um grupo de lunáticos e seus grandes admiradores para visitar o seu planeta, tendo para o efeito e desde já sido inscrito num dos próximos voos da nave de fabrico português PoSAL-2015 (um veículo destinado a indivíduos com necessidades de tratamentos especiais em local designado e não dispondo para o efeito de meio de transporte interplanetário).

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:10

22
Abr 15

No passado dia 19 por volta da 01:54 o trânsito em torno do Sol registou como tem sido usual nestes últimos tempos um aumento apreciável do seu volume, tendo mesmo sido observado pela mesma altura a passagem de três objectos voadores não identificados deixando atrás de si um rasto de grandes dimensões. De enormes proporções – se comparadas tendo como referência o Sol (ponto central da imagem).

 

20150419_0154_c3_512.jpg

SOHO – DIA 19 – 01:54

 

Como se pode facilmente identificar na imagem fornecido pelo Observatório Solar e Heliosférico (SOHO): um traço contínuo no cimo da imagem e outros dois maiores na sua zona inferior. Todos os dias as lentes ópticas do SOHO são submetidas a consecutivos bombardeamentos de partículas solares, que como todos sabemos podem provocar interferências. Que tal como aparecem também desaparecem.

 

Naturalmente que aqueles que sempre procuram algo mais para além daquilo que vêm logo à primeira vista (ou percepcionam com outro qualquer órgão dos sentidos), sempre acreditam que a monotonia não é um destino nem uma fatalidade: muito do que é explicado pelos eruditos só o é, por protecção e para não assustar.

 

Porque não supor que poderemos estar a assistir à movimentação à vista de todos e no interior do nosso Sistema Solar, de outros seres que não sendo terrestres (até podendo ser semelhantes aos humanos mas não vivendo na Terra), circulam nesta região com tecnologias para além de revolucionárias e entre bolhas de espaço/tempo paralelos?

 

Não me importava que me dessem uma boleia para uma viagem qualquer, desde que não me assustassem e me prometessem aventura. De resto o que parece certo no meio desta imagem e que se concluiu de imediato da possível cena que ela parece traduzir, é que os alienígenas gostam do Sol e que este poderá ser um portal.

 

Poderíamos ficar aqui a falar de casos sem fim, alargando este território a muitas outras regiões e a muitos outros corpos celestes. Mas tendo a Terra vida inteligente e mais ou menos organizada, é natural que no meio do Infinito despertemos o interesse de alguém. Nem que seja de passagem. Os casos são apenas um reflexo da realidade.

 

sun.jpg

SOHO – DIA 9 – 15:06

 

sun2.jpg

SOHO – DIA 9 – 15:18

 

Duas outras imagens no mínimo curiosas enviadas dez dias antes pelo SOHO (registadas às 15:06 e às 15:18), contribuem um pouco mais para a construção da teoria da presença alienígena nas proximidades do Sol: pelas 15:06 vê-se um objecto voador podendo ser uma nave abandonando o Sol; pelas 15:18 vê-se um objecto cilíndrico no seguimento da trajectória previsível dessa nave.

 

(imagens/cores alteradas – SOHO)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:44

16
Ago 14

Notícias de Verão:

Base Alienígena na Lua

 

Poderemos agora continuar a matar sem qualquer tipo de restrição o nosso planeta – mesmo a nossa própria espécie, nem que seja por motivos absurdos – que no mínimo teremos a certeza, que algo mais por cá ficará.

 

Vivam os Lunáticos!

 

Desconhecidos na Lua

 

A sonda chinesa Chang’e-2 em orbita do nosso satélite natural a Lua acaba de nos enviar imagens de estruturas artificiais (bem visíveis) sobre a sua superfície o que só poderá significar a evidente presença de seres alienígenas no local.

 

Fontes credíveis associadas ao projecto e ligadas a poderosos interesses estatais chineses, afirmam categoricamente possuírem provas irrefutáveis de que certas regiões da Lua teriam sido deliberadamente bombardeadas com a utilização de poderoso armamento nuclear, só podendo a sua origem ser mesmo norte-americana e a causa do conflito a presença de inimigos exteriores.

 

No entanto já há muitos anos que se suspeitava da presença de alienígenas na superfície da Lua, tendo o famoso astronauta das missões Apollo/NASA Neil Armstrong apenas confirmado a veracidade desta suposição, quando afirmou que “seres extraterrestres teriam uma base no nosso satélite natural e que não queriam que futuramente os terrestres lá voltassem a por os pés”.

 

Em zonas mais profundas da comunicação privilegiada governamental – entrecruzada com outros canais de comunicação intrusivos e ilegais – outros focos de origem de notícias no mínimo oficiosas garantiram a existência de LUNA: uma base localizada do outro lado da Lua, sob controlo de entidades desconhecidas vindas do espaço exterior.

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:30

14
Mar 14

Ficheiros Secretos – Albufeira XXI

(A Pedagogia das Subespécies Terrestres – Sem Senhores e Sem Escravos)

Curtas III.MMXIV

 

Quem olha para isto pensa logo que foi alguém que o fez: tão direitinho e organizado só pode ser mesmo artificial. Obra do Homem não será mas provavelmente terá a mão de Deus. E Deus somos nós e a Terra que nos criou!

 

Se conseguirmos encaixar as peças deste puzzle vivo e como tal infinito, talvez consigamos descobrir na sua reconstrução os sinais que nos faltam – ou que até hoje ainda não conseguimos ver – para nos completarmos imitando Deus.

 

Oceano Polar Árctico – derretimento do gelo superficial

(mensagem ambiental)

 

A Festa estava marcada para meados do mês de Janeiro, tentando deixar para trás o reboliço tradicional da comemoração humana da passagem de ano: por essa altura – o espaço de tempo entre o 31 de Dezembro e o 1 de Janeiro – a atenção e a preocupação por parte dos humanos pelo estado de saúde ambiental do seu planeta atingia picos mínimos de interesse – o que de imediato significava que o evento teria que ser posterior a 1 de Janeiro – obrigando todos os seres vivos habitando a zona do Círculo Polar Árctico a escolherem uma outra data com maior visibilidade e com um impacto mais profundo, sobre os diferentes níveis de consciência humana. No fundo os humanos eram ser vivos considerados racionais e dotados duma inteligência com um nível bastante considerável, certamente possuindo num dos pontos infinitos do seu fantástico processador cerebral, dum espaço significativo de reflexão e profunda ponderação, sobre o seu futuro e o seu respectivo processo transformativo e evolutivo sobre o planeta: era só escolher o momento preciso e às claras expor-lhes a sua mensagem.

 

Trabalharam sem interrupções até obterem os resultados pretendidos. Um número incontável de seres subaquáticos auxiliados por outros dois contingentes de seres terrestres e outros com capacidades voadoras, trabalharam em nome próprio e como que um único grupo em missão pela concretização dum objectivo crítico mas fundamental: tinham que mostrar a todo o mundo terrestre que seria sempre possível salvar o planeta da sua destruição – mesmo podendo este já estar num estado avançado e parecendo sem retorno possível desse processo degenerativo – sem ter necessidade de intervir directamente no caso e deixando o planeta curar-se a si próprio. Desde que os próprios terrestres se quisessem salvar e aos seus e assumissem nas suas mãos a luta pela preservação do planeta e pela defesa integral da sua diversidade, a partir dos seus próprios locais de vida e da terra que em comum partilhavam – como condutores eléctricos que não necessitando de se deslocar um milímetro no espaço conseguiam estar sempre em contacto com todos os pontos do mundo por mais distantes e solitários que fossem, unicamente interagindo e com essa interactividade conjunta, construindo o modelo.

 

Os Krill

(são as bases geométricas que sustentam a estrutura do espaço)

 

E assim montaram o puzzle: uma construção geométrica incrível e com um impacto visual extraordinário. Fruto do trabalho conjunto de seres vivos de enormes dimensões como as baleias e de outros seres subaquáticos mais pequenos desde pinguins até aos minúsculos mas intensamente laboriosos krill – protagonistas fulcrais neste processo como um dos mais importantes elementos da cadeia alimentar; de animais vivendo à superfície – como os lobos e os ursos polares – e actuando em grupos concentrados e estrategicamente colocados trabalhando na erosão da película superficial gelada e desse modo fragmentando-a em belas e expressivas figuras geométricas irregulares; e de certas aves migratórias que antecipando a sua migração da Primavera em direcção às terras do norte e desafiando as próprias regras a elas impostas pelo campo magnético terrestre, conseguiam mesmo assim orientar-se na sua viagem e aproveitando o aquecimento global provocado artificialmente pela acção do homem – e as temperaturas mais amenas daí resultantes – se lançavam em direcção ao Árctico em auxílio da Terra, colaborando como arquitectas definidoras do conjunto deste puzzle em construção.

 

A mensagem era de fácil compreensão e de rápida aceitação, tal era a evidência que ela transmitia: mesmo destruindo alguns elementos de um sistema (e tal só poderia acontecer duma forma não natural, pois a natureza “não se cria nem se perde só se transforma) ele seria sempre susceptível de reorganização e de recuperação (o caos e a ordem estão interligados dependendo um do outro) desde que se interrompesse esse processo violento e intrusivo e se deixasse a natureza actuar. Estilhaçada a superfície gelada pela actuação de elementos estranhos e exteriores à mesma, ela recuperaria sempre desde que a deixassem reabilitar e curar – e exercer novamente a actividade para que fora escolhida e a nós oferecida: ser a nossa mãe, o nosso ventre e a nossa casa.

 

E no fim todos os animais festejaram – os Alienígenas – enquanto o homem começava a olhar – mas ainda sem saber o que era: a esperança seria sempre a primeira coisa a morrer e então teríamos mesmo que encarar a realidade. Pelo menos e para já esta!

 

[Alienígena: estrangeiro, estranho, desconhecido, forasteiro, extraterrestre...]

 

(imagem: Karen Frey/livescience.com – wikipedia.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:15

Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO