Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

31
Jan 16

Filiais das grandes multinacionais globais protegidas pela maior potência militar do mundo e pelas suas incansáveis impressoras de dinheiro (tendo como modelo o dólar), deixaram agora bem claro e de uma forma transparente (especialmente para quem ainda tivesse algum tipo de dúvida de que o dinheiro e o negócio comandam a Vida), a sua verdadeira posição face ao início de novas conversações de Paz sobre a Guerra Civil na Síria.

 

635898411352266214-EPA-SYRIA-UNREST-DAMASCUS-BOMBI

Atentado suicida em Damasco
(Domingo 31.01.2016)

 

“At least 50 people were killed Sunday in a triple suicide bombing near the Syrian capital of Damascus as the United Nations special envoy launched indirect peace talks to end the country's civil war.”

 

E enquanto este genocídio económico, estratégico e bem localizado (mas apenas no início por estar bem longe de nós mas nos dias de hoje já nem por isso com os migrantes fugindo da morte e a bater à nossa porta) se desenrola diante dos nossos olhos e como se nada se passasse (na realidade como no caso dos campos de concentração nazi em que ninguém por essa altura sabia da sua existência mesmo morando ao seu lado), a única coisa que entrevemos (a Europa continua ceguinha) é uma luta de concessionários: na prática de um lado os russos/com Bashar al-Assad e do outro os norte-americanos/com o Estado Islâmico (e com a Europa na mão dos dois calmamente a assistir).

 

Mas quantos mais atentados serão mesmo necessários para finalmente entendermos o que nos dizem as guerras? O que eu vejo é a morte (do sujeito) e o desprezo pelo homem (diminuído face ao objeto). E evidentemente o elevar da mais-valia.

 

(texto/negrito Gregg Zoraya e imagem SANA/European Pressphoto Agency/usatoday.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:58

16
Nov 15

No momento em que as vítimas portuguesas deste atentado já se cifram em três (além de existirem já confirmados pelo menos outros cinco feridos): uma na zona do estádio onde se disputava o jogo de futebol França-Alemanha (atingida pela explosão de um bombista suicida) e outras duas no Bataclan onde atuava uma banda da Califórnia (mortas a tiro ou quando os terroristas se fizeram explodir).

 

2E77584700000578-3319244-image-m-25_1447595206723.

Local da Carnificina
Interior do Bataclan
(sábado, 14)

 

Pelo fim do dia 13 de Novembro de 2015 (sexta-feira) quando muitos dos parisienses já usufruíam do seu descanso merecido de fim-de-semana, o seu quotidiano pacífico de amizade e de convivência foi subitamente interrompido por um evento catastrófico e deliberadamente mortal: vários atentados e uma carnificina.

 

Os atentados foram levados a cabo por indivíduos reclamando-se representantes da Síria, sendo posteriormente suportados na sua reivindicação pela organização terrorista Estado Islâmico. Talvez com resposta por parte dos terroristas atuando na Síria (assim como no Iraque) ao recente recrudescimento dos bombardeamentos por parte da força aérea francesa.

 

2E73D32C00000578-3319244-Tension_Armed_police_prep

Frente do Bataclan

(sexta-feira, 13)

 

2E6F326500000578-3319244-From_above_The_scene_foll
Traseiras do Bataclan
(sexta-feira, 13)

 

Mas talvez mais como pretexto, agora que a estratégia de atirar os contingentes de refugiados para o interior a Europa (migração bem organizada por todos os mercenários individuais/privados e coletivos/estados ao serviço desta imensa rede terrorista bem organizada e melhor financiada) parecia ir de vento-em-popa: no meio do rebanho em fuga não se notaria presença de nada (de estranho como o lobo).

 

As últimas notícias apontam para o reforço das medidas de segurança em território francês, com o prolongamento do Estado de Emergência durante os próximos três meses (enquanto prosseguem as investigações e a perseguição a outros possíveis envolvidos no atentado) e o início do bombardeamento por parte de jatos da força aérea francesa de bases situadas em pleno território sírio e controladas pelo Estado Islâmico.

 

(imagens: Mirrorpix/EPA/EPS – dailymail.co.uk)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:12

14
Nov 15

They were not moving
They were just standing at the back of the concert room and shooting at us
Like if we were birds
(CNN)

 

56466b2a180000a700304b36.jpeg

 

Enquanto alguns se vão entretendo a incendiar o país e outros já pensam na sua viagem até à ilha (ficando os nossos representantes à espera do decisor), logo ali mesmo ao lado noutro país da (mesma) Europa, a realidade não para continuando mesmo a avançar: e num curto espaço de tempo num lugar perto de nós, mais uma carnificina e um aviso do que aí vem.

 

Paris terrorist attacks leave more than 140 dead leave France reeling
(The Washington Post)

 

Numa sequência de trágicos acontecimentos levados a cabo pelos mesmos terroristas que deram origem à grande corrente migratória atualmente em trânsito pela Europa (constituídas por comunidades inteiras em fuga) e que agora infiltrados entre as suas vítimas procuram novos territórios. E no meio do rebanho o lobo mal se vê (transformando-nos todos em lobos).

 

As many as 120 dead, 5 attackers 'neutralized,' 6 sites attacked
(Los Angeles Times)

 

56468c2e1400006f023cacb0.jpeg

 

Recordando os dois mais recentes atentados perpetrados por militantes do mesmo grupo terrorista, um provocando mais de 200 mortos nos céus Egito e o outro provocando mais de 50 mortos em território libanês (Beirute). O primeiro como resposta ao início da intervenção aérea da Rússia na guerra da Síria, o segundo pelo apoio de sectores políticos do Líbano a grupos de combatentes sírios mas inimigos. Sendo agora no centro da Europa, bem pertinho da Alemanha e com a Grã-Bretanha à vista.

 

3 Attackers Detonated Suicide Belts in Bataclan Concert Hall Siege
(ABC News)

 

O atentado ter-se-á sentido com maior intensidade em três locais distintos (mas próximos) do centro de Paris: num restaurante (onde as pessoas jantavam usufruindo do início do seu fim-de-semana), numa sala de espetáculos (onde decorria um concerto do grupo californiano Eagles of Death Metal) e nas proximidades de um estádio de futebol (onde se jogava o amistoso França-2 Alemanha-0). E foi na sala de concertos (do Bataclan) que mais gente morreu: a tiro ou à bomba mais de uma centena de vítimas).

 

150+ killed and many injured in a series of terrorist acts
(RT)

 

(imagens: huffingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 04:03

11
Out 15

E a Turquia ali tão perto!

 

“Em mais um atentado provocado por todos aqueles que fazem apologia da guerra como forma de resolver todos os seus interesses particulares em disputa, Ancara registou agora mais de 100 mortos e de 500 feridos em mais esta criminosa declaração de interesses. Entendam de vez as vítimas que a culpa não é do EI ou do PKK, mas da Terceira Entidade ou predador que lhes fornecem as armas.”

 

Ankara-Aftermath-OZCAN-YAMANAFPGetty-Images-640x48

Esta é a resposta de todos os poderes globais (minoritariamente minoritários) à proclamada arma deste povo moribundo (e escandalosamente maioritário)

 

Para quem ainda pensa que a nossa vida se resume (até que a Eternidade nos separe) a 5/7 dias de trabalho e 0/2 dias de descanso (o dia em que inesperadamente morremos) – nem sequer sendo necessário pensarmos mas apenas estarmos ocupados e receber – deveria pensar seria e profundamente no assunto (pelo menos mais uma vez na sua vida) e confirmar na sua agenda os seus parâmetros mínimos de sobrevivência: existir, ser notado, ter dinheiro e ser feliz (o sonho da classe média).

 

E como vivemos na Europa (o continente onde se lutou até à morte e se esteve em contato diário com ela – não sendo por acaso que aí se iniciaram as duas grandes Guerras Mundiais) berço da Paz (onde nasceu a Democracia) e da Guerra (terra de Hitler e Estaline), território despedaçado e recriado (e reimpondo-se no Mundo), não podemos deixar de nos preocupar com a sua crise crescente (económica e de valores) e com a invasão exterior (oriunda das suas fronteiras).

 

Se olharmos para as nossas fronteiras e ignorarmos o Atlântico (com o Ártico gelado a norte e a Grã-Bretanha sendo protagonista neste guião como derradeiro entreposto salvador americano), a Sul temos por perto o Norte de África (Argélia, Tunísia, Líbia, Egipto) e a leste cada vez menos distante o conflito do Médio Oriente (Iémen, Iraque, Síria, Turquia). E já no nosso interior a Guerra Civil na Ucrânia. Com as consequências a serem já vem visíveis através do registo das centenas de milhares de refugiados atravessando desesperados e esfomeados toda a Europa (só na Alemanha serão já este ano perto de 1 milhão de migrantes, em fuga de guerra e da morte nos seus países).

 

Agora com a Turquia a integrar-se definitivamente na estrutura desta Máquina de Guerra que não respeita nada nem ninguém e como consequência transportando a violência para o interior do seu país: como o demonstra mais este brutal atentado levado a cabo na cidade turca de Ancara, provocando mais de uma centena de mortos e muitos mais feridos entre a população (tratava-se duma manifestação pela Paz). E o que faz entretanto a Europa? Até porque está aí à porta o Inverno e os refugiados desesperados e perdidos são cada vez mais milhares (e a caminho dos milhões). Vindos por mar e por terra e amanhã até pelos ares!

 

Mas quem se alimentará de todas estes atos criminosos? O rico ou o pobre?

 

(imagem: WEB)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:03

16
Mai 15

EUA: Atentado de Marginais ou uma Questão de Seguros?
(terça-feira, 12 de Maio)

 

Nos Estados Unidos da América (em Filadélfia) um comboio foi vítima de um atentado mortal: indivíduos habituados a fazer esperas a comboios, terão provocado o descarrilamento da máquina e das respectivas carruagens.

 

aerial-4-photo-a.jpg

 

O comboio da empresa AMTRAK que transportava pouco mais de 240 passageiros terá descarrilado após ter sido atingido por um projéctil: o resultado deste incidente fixou-se em duas centenas de feridos e quase uma dezena de mortos. Esta é a versão aparentemente produzida pelas autoridades competentes norte-americanas como explicação para mais este registo mortal (em geral o objecto deste tipo de notícias incide maioritariamente sobre incidentes mortais registados com a sua população de raça negra), apesar do mesmo comboio circular na altura do acidente e na aproximação a uma curva, a cerca do dobro da velocidade máxima permitida: evidentemente que ao chegar à curva seguiu em frente.

 

aerial-2.jpg

 

Não deixando no entanto de ser estranho que nos 50 segundos antes do acidente, o comboio tenha acelerado dos 110km/h para os 160km/h. A resposta estará provavelmente nas conclusões tiradas pelas companhias de seguros, movimentando-se entre a culpa atribuída à AMTRAK (e associados) e a culpa atribuída a incertos. Não é por ser do contra (o sistema) ou por acreditar em milagres (na estrutura) mas à primeira vista parece ser encomenda (no sentido da poupança): e nestes casos quem sofre sempre é a vítima (esteja ferida, esteja morta).

 

aerial-wide.jpg

 

Interessa no entanto salientar que aquela linha já tem sido vítima de outros pequenos atentados, com projécteis lançados a atingirem e estilhaçarem vidros, até a do maquinista. Mas até fazer descarrilar um comboio já por si em trajecto eminente de despiste (mais uma vez, ia apenas ao dobro da velocidade permitida e em curva), vai uma grande distância.

 

(imagens – washingtonpost.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:29

20
Mar 15

Mais de uma centena de mortos em atentado suicida no Iémen!

 

yemen-attack.jpg.image.784.410.jpg

ATENTADO – SANAA – IÉMEN

 

Passado pouco mais do que um mês sobre o desaparecimento de mais um carregamento de armas no valor de 400 milhões de dólares e com destino às autoridades oficiais actualmente no poder no IÉMEN (aparentemente controlando apenas uma parte do país), eis que a sua capital SANAA é alvo de um violento e gravíssimo atentado.

 

O ataque foi levado a cabo por quatro bombistas suicidas que se fizeram explodir em duas das mesquitas da capital (no interior e exterior dos recintos e na hora das orações), provocando mais de uma centena de mortos e perto de três centenas de feridos (o pior atentado ultimamente registado).

 

Entretanto o atentado já foi assumido por duas organizações terroristas (o Estado Islâmico e a Al-Qaeda), que também nesta região assumem o seu tão desejado protagonismo em conflitos dos quais poderão tirar excelentes dividendos (ou não fosse aquela região do Golfo um palco de guerra, assente num barril de pólvora e preparado para explodir).

 

No Iémen desenvolve-se uma guerra declarada entre dois grupos rivais, um deles controlando as zonas a norte e tendo como centro a cidade de SANAA, o outro as zonas mais a sul e tendo como centro a capital ADEN. Os primeiros identificam-se com as forças rebeldes HOUTHI, que combatem as actuais autoridades no poder lideradas pelo Presidente HADI.

 

Na altura deste atentado praticado na cidade de SANAA, mais a sul apoiantes dos rebeldes atacavam com aviões de origem desconhecida o Palácio Presidencial situado em ADEN.

 

Numa região martirizada pela guerra civil aí instalada (e pondo em confronto as regiões do norte e do sul do país), numa mistura de guerras tribais e religiosas, ingerências de países estrangeiros como a Arábia Saudita e o Irão, intervenção de organizações terroristas e até carregamentos de armas de origem norte-americana destinados a um lado e (veja-se lá) acabando roubado pelo outro.

 

E é isto que tem de preocupar o mundo: como pode os Estados Unidos da América querer convencer o mundo de toda a sua boa vontade, se por outro lado demonstra uma negligência tremenda senão mesmo criminosa (quase que parecendo deliberada) na aplicação prática desse seu pensamento teórico.

 

Só nos faz acreditar ainda mais na tão falada Teoria do Caos a ser já aplicada desde há muitos anos pelos estrategas norte-americanos na região (tendo como referência fundamental a destruição do Iraque, como resposta norte-americana ao atentado do 11 de Setembro) e que para já parece ir de vento em popa: no Iraque, na Síria, no Iémen e até na Líbia e no Afeganistão.

 

Quando eu era mais novo davam-lhe o nome de Terra Queimada (e era uma coisa MÁ): mas queimada não pode ser até por causa do petróleo – e da poluição (uma coisa BOA).

 

(imagem – manoramaonline.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:02

17
Ago 14

Novos Ficheiros Secretos – Albufeira XXI

(Guerra Biológica)

 

A primeira ideia que me veio à cabeça é que se tratavam de panelas de pressão – mas não!

 

Logo no primeiro dia à frente da minha empresa de serviços dedicada ao Catering recebi por parte duma unidade hoteleira da minha cidade um pedido urgente para um almoço a realizar no dia seguinte pelas 13h00 e a ser servido numa grande sala dum conhecido espaço multiusos a exactamente mil convidados. O pedido era feito duma forma exigente e pormenorizada, insistindo particularmente na apresentação dum prato nobre principal que consistiria – como não poderia deixar de ser numa terra de pescadores do litoral sul algarvio – numa cataplana de peixe e de marisco locais. O único problema residia no facto incontornável por contratual das mil cataplanas que teriam que ser confeccionadas individualmente, completamente à vista dos seus consumidores e ficando prontas a ser degustadas todas à mesma hora.

 

Estava perante um verdadeiro exército robotizado capaz das mais delicadas operações – como cozinhar!

 

Foi aí que me surgiu a ideia brilhante de utilizar o kilobot, um simples robot de fácil construção associado à utilização de tecnologia ligada aos nanobots e que adaptado às minhas necessidades poderia resolver num instante o meu problema: já me estava a ver comandando um exército constituído por um milhar de cataplanas banhadas a cobre e brilhando ao Sol, marchando ordenadamente e formando um quadrado perfeito em direcção aos seus já extasiados e salivados degustadores, surpreendidos na sua derradeira visão (ocorrida mesmo antes do contacto) pelo odor antecipado e talvez traidor (por não vir acompanhado) dos vapores transmitidos pelo ar. A empresa contratada era de origem asiática, garantindo ter disponível em menos de seis horas as mil máquinas necessárias. Na sua essência o Evento foi em si mesmo um indesmentível momento sucesso, com todos os convidados a saírem completamente satisfeitos com o produto gastronómico apresentado e com este maravilhoso prazer partilhado e pelos órgãos dos sentidos replicados. Mas o pior aconteceu mesmo depois do final (o Atentado): na execução da tarefa de recolha às suas unidades de armazenamento e de transporte, juntamente com as unidades de kilobots surgiram os respectivos convidados (infelizmente e por manipulação do seu ADN já irreversivelmente inutilizados).

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:14

16
Abr 13

 

Atentado Em Solo Norte-Americano

15.04.2013

 

As autoridades norte-americanas suspeitam que se tratou de um atentado terrorista provavelmente devido às características do mesmo. Testemunhas chegaram a afirmar terem sido previamente avisadas de que se fossem à maratona iriam morrer.

 

 

 

As duas bombas teriam sido colocadas a poucas centenas de metros uma da outra, explodindo com um intervalo de alguns segundos. À qual se seguiu uma terceira bomba que teria explodido noutro local da cidade.

 

 

 

O balanço provisório é neste momento de dois mortos e mais de uma centenas de feridos, com mais de uma dezena de feridos graves em perigo de vida.

 

 

 

Existem versões de pessoas presentes no local, de que um camião pesado teria tentado entrar anteriormente no perímetro de protecção, tendo sido impedido e posteriormente desaparecido do local.

 

 

 

Estas duas explosões ocorridas no centro da cidade de Boston, foram acompanhadas por uma terceira explosão numa biblioteca da mesma cidade. O que parece querer significar haver algo de comum entre estes três acontecimentos e até mesmo elevar a suspeita a níveis mais elevados e potencialmente mais perigosos, se associarmos a presença do camião pesado mencionado anteriormente.

 

 

 

Mais uma vez os tempos de convívio e de usufruto de uma população que apenas deseja inocentemente conhecer e partilhar o mundo de todos e feito por todos, é posta em causa por um acto de violência aparentemente desenquadrada, que tem como única justificação esquizofrénica e fanática, a vingança pelos actos causados por entrepostas pessoas que por acaso e coincidência também moram para os nossos lados.

 

Actualização:

- 3 Mortos;

- Mais de 130 feridos, alguns em estado grave.

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:42

Julho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

15

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO