Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

04
Out 14

Cometa 67P/C-G
Cada vez mais luminoso na sua aproximação ao Sol

 

Uma sonda terrestre está de visita a um cometa: acompanha-o neste preciso momento numa órbita situada a menos de 30Km da sua superfície, na sua trajectória normal de aproximação ao Sol.

Cometa 67P/C-G
(com o seu coma em crescimento)

 

A 26 de Setembro a sonda ROSETTA (obra da Agência Espacial Europeia/ESA) enviou para a Terra uma imagem espectacular do cometa 67P/C-G, em que era bem visível sobre a escuridão do espaço (em seu redor), uma mancha mais clara e luminosa oriunda do corpo do cometa: consequência da sublimação de gelo e de outros gases libertados do seu interior e projectados no espaço.

 

Na sua aproximação ao Sol o cometa 67P/C-G já apresenta um coma aproximando-se muito rapidamente dos 20.000Km (distância ao seu núcleo) e com o lógico aumento da temperatura à sua superfície é natural que essa actividade aumente, originando um coma ainda maior (além da sua cauda).

 

O que nos faz perceber que daqui a pouco tempo as imagens enviadas pela sonda ROSETTA do cometa 67P7C-G, serão mesmo super-espectaculares (ou não esteja a sonda a uns míseros trinta quilómetros dele).

 

Se entretanto (a sonda) não for engolida!

 

(imagem – ESA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:38

21
Jan 14

A Terra vista no início da viagem pelas câmaras de Rosetta

 

A sonda espacial Rosetta lançada pela Agência Espacial Europeia (ESA) no ano de 2004 da base de Kourou na Guiana Francesa acabou decorridos dez anos, por despertar com sucesso do seu período transitório de hibernação (dois anos e meio).

 

Os primeiros sinais de vida oriundos da sonda Rosetta

 

Foi visível a satisfação dos técnicos da ESA responsáveis pela execução desta missão, ultrapassado que foi este ponto crítico da viagem da sonda ao encontro do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko's.

 

Centro de operações espaciais da ESA na Alemanha

 

A sonda Rosetta prosseguirá a sua trajectória de aproximação ao referido cometa, até que por volta de Agosto chegará ao seu destino colocando-se em órbita: além dum período de estudo pormenorizado e detalhado do cometa, a sonda aproveitará ainda a oportunidade para lançar uma outra mini-sonda (Philae) de encontro à superfície do mesmo onde aterrará (no decorrer do mês de Novembro).

 

Rosetta e Philae

 

Enquanto a Philae estiver a observar pela primeira vez na história da exploração espacial o solo da superfície de um cometa – utilizando uma câmara incorporada – a sonda Rosetta continuará a estudá-lo a partir da sua órbita, utilizando os seus onze instrumentos científicos de que vai apetrechada.

 

(fonte e imagens – space.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:44

25
Jul 13

 

 

A ESA (Agência Espacial Europeia) declarou recentemente que a misteriosa lua de Marte Phobos seria artificial, sendo pelo menos 1/3 dela oca e de origem não natural ou seja alienígena. Não sendo um satélite natural, nem em alternativa um asteróide capturado pelas forças gravitacionais exercidas pelo planeta, resta ainda a hipótese de ter sido construído e colocado propositadamente a orbitar o planeta Marte. Mas por quem e para quê?



A sonda Mars Express obteve esta imagem de um dos satélites de Marte – Phobos – no cumprimento da órbita deste satélite natural, em torno do planeta vermelho. Orbitando o planeta a uma altitude superior a 9.000km, a maior das suas duas luas – a outra é Deimos, orbitando a mais de 380.000km – aparece aqui com a superfície de Marte “sob os seus pés”.

 

(informações e imagens – earthsky.org e beforeitsnews.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:48

Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO