Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

11
Jan 15

A repetição da imagem pode dever-se (apenas) à existência de espelhos repercutindo pelo tempo e pelo espaço um mesmo objecto (de desejo) – seja real ou seja imaginário (se por acaso existe diferença).

 

unnamed.jpg

Imagem inicialmente transmitida pela ISS – Julho 2014
(com a transmissão a ser interrompida)

 

Esta imagem proveniente da ISS já tinha sido anteriormente assinalada (pelo menos) noutra transmissão ao vivo emitida a partir do espaço, apresentando-nos um objecto desconhecido com as mesmas dimensões, forma e aspecto exterior.

 

Desde o início que o objecto me fez lembrar um Vaivém da NASA, o que não me espantou nada apesar destes já terem passado à reforma.

 

Acredito que os Estados Unidos da América não resumem o seu programa espacial aos voos divulgados pela sua agência espacial (tipo voos civis), dirigindo a maior parte do seu investimento para a exploração espacial ao serviço das suas forças armadas (tipo voos militares).

 

É assim fácil de aceitar a coexistência de outros Vaivém (na concretização de missões e objectivos paralelos) e o seu aparecimento acidental em certas transmissões emitias ao vivo a partir da ISS (um dos problemas dos directos).

 

E porque não acreditarmos na existência de outras naves espaciais circulando por aí e com origem nas grandes potências do nosso globo terrestre (não nos limitando apenas aos EUA), na colaboração estratégica e secreta entre essas mesmas potências no encobrimento e descredibilização de factos testemunhados (mas indiscriminadamente omitidos por motivos que nos ultrapassam), ou até na possibilidade da concretização de viagens interplanetárias mais rápidas e seguras e capazes de transportarem equipamentos e humanos.

 

O primeiro passo para o início da verdadeira colonização do espaço (tendo na prossecução deste processo, a Lua como instrumento de iniciação) e para a conquista e conhecimento do planeta em tudo mais próximo de nós – Marte.

 

Uma coisa é certa: não existem coincidências!

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:16
tags: ,

Why can't hackers hack into NASA so they can't block the feed or cut off”?
(comentário pertinente de um leitor sobre a interrupção da transmissão)

 

UFO_23452543.JPG

O estranho objecto visto e registado por Tony Lundh
(antes da interrupção da emissão)

 

Um curioso dos fenómenos OVNI e espectador atento das emissões realizadas ao vivo a partir do espaço utilizando as câmaras instaladas na ISS, afirma que no decorrer do dia 6 de Janeiro deste ano a emissão foi inesperadamente interrompida, quando na imagem começava a aparecer um objecto estranho e de grandes dimensões.

 

O indivíduo (Tony Lundh) afirma que as imagens de arquivo foram posteriormente removidas por técnicos da NASA, não deixando no entanto de solicitar a quem as possa também ter visto que comunicasse com ele via thirdphaseofmoon.net. A ser verdade mais um caso estranho e curioso, registado e não comentado (pela NASA) por remoção.

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:43
tags: , ,

06
Jan 15

No passado dia 14 de Dezembro de 2014 um objecto voador não identificado (OVNI) foi observado a atravessar os céus do HAWAII (em pleno PACÍFICO Norte), mais precisamente na região do antigo vulcão (agora extinto) do monte MAUNA KEA.

 

ufo_object_hawaii_telescope.jpg

OVNI sobre o HAWAII
(imagem registada pelo CANADA-FRANCE-HAWAII TELESCOPE)

 

No cimo desse antigo vulcão e a cerca de 4.200 m de ALTITUDE estão instalados vários OBSERVATÓRIOS astronómicos: aproveitando a sua altitude e o facto de se situar acima do manto de nuvens que geralmente cobre a superfície terrestre, é possível ver perfeitamente a partir do topo do antigo vulcão a ATMOSFERA terrestre. E foi neste tranquilo cenário sobre as nuvens, que o observatório conjunto CANADÁ/FRANÇA/HAWAI registou numa das suas observações realizadas diariamente pelo seu telescópio, um OBJECTO CILÍNDRICO a atravessar todo o seu campo visual e deslocando-se a grande velocidade. O objecto cilíndrico era bastante extenso. O vídeo pode ser consultado através de CFHT-Cloudcam/Time-lapse movies (cfht.hawaii.edu/cloudcams).

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:04

06
Jun 14

“Um OVNI pode ter interferido com o voo das Linhas Aéreas da Malásia”

 

Boeing 777 acompanhado por dois óvnis

 

Fontes noticiosas alternativas associadas à investigação das actividades levadas a cabo pela ASNO – Agência de Segurança Nacional para Otários – e pela ACI – Agência Central de Inteligência para Deficientes – têm estado a divulgar (desde o início do acontecimento) que o desaparecimento do Boeing 777 sobre os mares da Ásia, poderá estar ligado a exercícios militares conjuntos realizados pelos USA e outros aliados asiáticos (na região), os quais terão contado inopinadamente (e sem explicação) com a participação de entidades alienígenas já conhecidas e oficialmente acreditadas. As primeiras informações entretanto divulgadas apontam para uma represália meramente acidental – estava em execução na região um exercício militar e nestes casos tudo é possível de suceder – aproveitada estrategicamente por Conglomerados Privados Associados, de modo a eliminarem alguns problemas institucionais e legais, envolvendo o registo e a propriedade de patentes. O Boeing 777 com destino a Pequim terá sido interceptado pouco tempo depois de levantar voo por objectos voadores não identificados – conhecidos como ÓVNIS – acabando mais tarde por deixar de comunicar e simplesmente desaparecer sem deixar rasto.

 

E nestes casos só existem três possibilidades explicativas que apresentam alguma racionalidade:

A – Explicação Interna: ou o avião aterrou, ou se despenhou;

B – Explicação Externa: ou então algo de estranho – para o comum dos mortais – sucedeu.

 

A Explicação Externa para o Boeing 777

 

Na hipótese de se ter concretizado a possibilidade explicativa A o Boeing 777 só pode ter sido destruído ou sequestrado: no primeiro caso poder-se-á ter tratado dum mero erro de consequências limitadas – militar e/ou estratégico – enquanto no segundo caso as implicações poderão ser ilimitadas, mais profundas (no espaço) e prolongadas (no tempo). De qualquer modo e mantendo-se este hipótese explicativa (A) o mundo não compreende o sucedido nem aceita a (não) explicação a ele proposta: como podem as grandes potências que hoje em dia controlam todo o mundo (céu, terra e ar) – desde os nossos passos habituais e quotidianos, até às mais distantes profundezas do Espaço – utilizando ainda por cima uma panóplia infindável de instrumentos tecnológicos (revolucionários e inovadores) de análise e de detecção, apresentar como explicação miserável para o sucedido (mesmo nas barbas deles) que “o Boeing 777 apenas desapareceu, tal e qual como se nunca tivesse existido”. E não se esqueçam que na área do trajecto do Boeing 777 de Kuala Lumpur para Pequim, decorriam por essa altura exercícios militares conjuntos contando com a participação de países asiáticos e os seus aliados norte-americanos.

 

Na hipótese da concretização da possibilidade explicativa B o caso muda um pouco de figura. Ou o elemento externo contava já com a colaboração de aliados internos infiltrados no sistema (e trabalhando activamente nele), ou então tinha mesmo prevalecido o elemento de surpresa. O que é certo é que meios de comunicação social rebeldes fazendo circular intensamente informações ditas confidenciais nos intrincados circuitos subterrâneos asiáticos, têm insistido desde o início deste evento global numa outra versão alternativa além de credível: tinha mesmo prevalecido o elemento de surpresa. Aproveitando o início das negociações secretas entre a China e a Rússia com o objectivo da constituição de um bloco poderoso capaz de se opor e impor aos invasores vindos dos USA, uma raça de predadores estrangeiros em viagem pela nossa galáxia decidira divertir-se e trabalhar um pouco por estas paragens (para eles ainda desconhecidas), escolhendo para o reinício das suas actividades o nosso planeta Terra. Como dispunham de pouco tempo para despender por estas paragens (nada recomendáveis) tinham proposto: os humanos poriam à sua disposição um contingente apreciável de animais da sua espécie e em troca eles apresentariam o espectáculo correspondente. E aí apareceu – como que a pedido – o Boeing 777.

 

Questionaram os dirigentes do Bloco para verificarem se poderiam dispor do Boeing 777. Estes olharam entre eles, limparam as mãos e responderam: “not at all north-american fuck them”. O contentor voador abandonou então instantaneamente o nosso mundo, com os estrangeiros enviando em sua substituição e em direcção à base de Diego Garcia, uma réplica do objecto voador agora desaparecido – construído em cortiça portuguesa super-resistente e com a imagem do descendente luso-americano Eduardo Snowden nas janelas do cockpit.

 

(imagens – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:14

31
Mai 14

O aparecimento deste objecto voador não identificado nas cartas do Google Earth, foi registado na última sexta-feira sobre a China pelo autor do site UFO Sightings Daily, Scott Warning.

 

China – OVNI perseguido por dois jactos

(Coordenadas: 32°24’14.46”N 114°32’57.39”E)

 

Na imagem obtida através do Google Earth pode-se ver o OVNI a ser acompanhado já no interior do espaço aéreo chinês por dois caças a jacto. Muitos destes registos têm sido entretanto apagados pela Google.

 

(imagem – UFO Sightings Daily)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:50
tags: , , ,

17
Mai 14

“The exact cause is hard to establish immediately, we will be studying the telemetry. Preliminary information points to an emergency pressure drop in a steering engine of the third stage of the rocket”. (Oleg Ostapenko – Director da Roscosmos – Agência Espacial Russa)

 

PROTON-M e OVNI

 

Um objecto voador não identificado (OVNI) atingiu na última sexta-feira dia 16 de Maio o foguetão russo PROTON-M, acabando este por se despenhar após a concretização do inesperado ataque. Tratava-se do último e mais sofisticado satélite de comunicações (e de espionagem?) produzido pela Federação Russa, tendo sido lançado da base de Baikonour no Cazaquistão sob o controlo e responsabilidade da agência espacial ROSCOSMOS. Cerca de nove minutos após o seu lançamento o foguetão PROTON-M foi atingido pelo objecto desconhecido, acabando esta acção por levar ao mau funcionamento do foguetão poucos segundos antes da libertação do terceiro andar. Seguidamente e como consequência do ataque acaba por se registar uma explosão, dando-se o início ao despenhamento e destruição total do PROTON-M. Só existem duas explicações possíveis e credíveis: ou se trata de uma intervenção exterior ou então originada na Terra, sendo a segunda hipótese muito mais preocupante. Se a segunda opção fosse a correcta poderíamos estar já a caminho e sem o sabermos duma nova Guerra Mundial: é que o agressor só poderia ser os Estados Unidos da América.

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:45

13
Mai 14

O dia em que se verificou a primeira aparição conhecida de um OVNI em Portugal, mais precisamente em Fátima na zona da Cova da Iria. Nesse dia contando apenas com a presença de três privilegiados: três crianças de nome Lúcia, Francisco e Jacinta – que na altura tomavam conta dum rebanho de ovelhas e que foram surpreendidos por uma fantástica aparição quando brincavam numa gruta.

 

 

Mais tarde e conforme o combinado entre as três crianças e os extraterrestre – os extraterrestres não saberiam ao certo quando o seu OVNI estaria de novo disponível – cumprindo o pedido destes de aí voltarem todos os dias 13 de cada mês. E o fenómeno repetiu-se em 13 de Outubro do mesmo ano mas agora contando com a presença de mais de 70.000 pessoas entre familiares, vizinhos e curiosos.

 

"Chovera a cântaros naquele  dia e ainda chuviscava quando, ao entardecer, no instante em que a 'Senhora' se elevava, Lúcia gritava:  “Olhem para o sol”!  As  nuvens se  entreabriram e descortinaram o sol. Mas era um Sol estranho achatado com um contorno bem definido, que mais parecia um  imenso disco de prata. Brilhava com uma intensidade jamais vista mas não ofuscava nem cegava. O disco começou a “bailar” e qual gigantesca roda de fogo girava rapidamente. Imobilizou-se  por alguns instantes para recomeçar a girar vertiginosamente sobre si mesmo.   Suas bordas tornaram-se  escarlates e deslizou como um redemoinho, espargindo chamas de fogo. Jorrava cascatas de luzes verdes, vermelhas, azuis e violetas, de variadas tonalidades, que  se reflectiam no solo, nas árvores, nos arbustos, nas roupas e nas próprias faces das pessoas. Animado por um movimento louco, o globo de fogo tremulou e sacudiu antes de se precipitar em 'ziguezague' sobre a multidão que, apavorada, esboçou gestos de pânico. Era como se o fim do mundo houvesse chegado.  O disco então parou por alguns minutos como se concedesse um intervalo de descanso, para logo em seguida recomeçar os movimentos e emitir luzes flamejantes. Após nova pausa, a dança recomeçou, tão gloriosa, quanto antes. O “milagre do sol” durou um total de 12 minutos, no fim dos quais muitos notaram que suas roupas, encharcadas pela chuva, haviam secado completamente, assim como o chão.  O ciclo das aparições terminava". (Fina d’Armada)

 

(imagem – Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:46

03
Mai 14

Se por um lado os extraterrestres não se gostam de exibir perante grandes multidões – pelos vistos só a um determinado e reduzidíssimo tipo de criaturas, preferencialmente poderosas e tecnologicamente mais desenvolvidas – em contrapartida demonstram ser nitidamente muito mais curiosos, sendo por vezes apanhados desprevenidos nas suas frequentes viagens. Provavelmente não se lembraram da presença terrestre em Marte.

 

NASA

Rover Curiosity

Navcam: Right B

28.04.2014

04:48:22 UTC

 

Mais uma imagem estranha obtida a partir do rover da nave espacial norte-americana Curiosity, há já vários meses em missão exploratória na superfície do planeta Marte. Numa sequência aproximada de dez minutos as câmaras instaladas no rover registaram a evolução (na imagem descendente) dum objecto voador não identificado (OVNI) circulando no céu de Marte, acabando este por desaparecer atrás da linha do horizonte.

 

(imagem – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:43

23
Ago 12

Partida para Marte

 

Foi hoje (dia 20) inaugurado o Hospital HPP de Albufeira. Com a presença de individualidades ligadas à autarquia albufeirense e contando ainda com a presença do atual Presidente da República, fica agora disponível para uso de toda a comunidade do concelho, uma moderna área ligada ao sector da saúde. Construído de base na zona do Montinho e já concluído há vários meses atrás, nunca se entendeu muito bem a razão da demora na sua abertura, o que nos leva a pensar que uma “razão de peso” deve ter sido o motivo pelo sucedido.

 

Astronautas Portugueses – Objetivo Marte

 

Graças à conclusão e abertura desta estrutura fundamental para o progresso e evolução – com conteúdo e qualidade – dos planos previstos para a cidade de Albufeira – conhecidos ou ainda no segredo dos deuses – pode agora arrancar com mais segurança, o projeto de lançamento de uma sonda portuguesa com destino ao planeta Marte, contando com a colaboração dos mundialmente cotados cientistas algarvios e com o apoio dos influentes autarcas locais, sempre prontos a colaborarem com qualquer tipo de eventos, desde que lhes promova a industria turística local e a melhore os esquemas de obtenção de dividendos, tão preciosos para a sua sobrevivência.

 

Marte – Poderão os portugueses lançar-se numa nova Epopeia de Descobrimentos?

 

A sonda está já em construção num local secreto situado nas proximidades de uma das oficinas da câmara municipal – nela colaborando especialistas da indústria espacial, vindos de países de leste como emigrantes e afetos a uma empresa privada de limpeza associada à autarquia. O lançamento da mesma sonda será realizado num local de um concelho vizinho, localizado perto de uma pedreira junto da estrada Boliqueime-Loulé e aproveitando toda a estrutura industrial aí existente e o conhecimento adquirido ao longo dos anos pelos seus profissionais, para a construção de uma rampa de lançamento utilizando tecnologia inovadora e revolucionária e estreando pela primeira vez em todo o mundo a nanotecnologia espacial, de modo a facilitar a construção de uma base de lançamento de foguetões, multiuso e portátil.

 

Sonda Tripulada Portuguesa – Ilustração realizada por estrangeiro de férias em Albufeira

 

Quanto à tripulação – há já algum tempo selecionada por especialistas locais e encontrando-se num local não divulgado no Alentejo perto da barragem do Alqueva – continua os seus treinos intensivos para se ambientar progressivamente às condições climatéricas com que se irão deparar em Marte, habituando-se ao forte calor e elevadas temperaturas que agora aí se verificam – e que irão encontrar no planeta – e aproveitando para fazer longos mergulhos de adaptação de modo a acostumarem-se aos fatos espaciais que irão usar e que conta desde já com a preciosa colaboração da estilista Fátima Lopes e do conhecido e carismático chefe Chakall, responsável pela elaboração da comida que alimentará os astronautas e que mencionou o interesse da sua cadela Pulga em participar nesta missão, tornando-se assim no primeiro cão a pisar o solo de outro planeta que não a Terra.

 

Pulga – a primeira cadela fã de bitoques a pisar o planeta Marte?

 

Na primeira imagem acima podemos desde já destacar a presença do grupo nuclear de cinco astronautas comandados pelo Capitão ATARI – pseudónimo escolhido pelo comandante desta missão, em homenagem ao computador aqui utilizado e fornecido pela Republica Popular da China – excetuando o caso do tenista que surge na esquerda da imagem e que apareceu por engano na cerimónia, pensando tratar-se da apresentação da seleção portuguesa à Taça Davis; e ainda do elemento militar à direita, que também compareceu nesta sessão enviado pelo Ministro da Defesa Nacional para investigar especulações surgidas, que afirmavam que os controversos submarinos comprados à Alemanha seriam transportados para o Alqueva para treino dos astronautas em locais fechados, com água doce e a baixa profundidade.

 

Não se sabe ainda a data exata do lançamento da sonda espacial portuguesa rumo ao planeta Marte, mas este deverá realizar-se por altura do regresso de Portugal aos mercados – anunciado desde já pelo nosso Primeiro-Ministro para o próximo ano de 2013 – aguardando-se apenas a sua confirmação por entidades credíveis com domicílio na Alemanha.

 

Laser Português já utilizado em Marte, pretensamente para o estudo de rochas

 

Entretanto sabe-se agora – através de comunicações não divulgadas, mas que chegaram a algumas mãos incomodadas com o que se está a passar – que elementos destacados da Coligação Extraterrestre/China/Algarve ficaram furiosos e indignados com esta iniciativa, ameaçando com o fim da mesma e com o surgimento de medidas e ações retaliatórias. Como medida preventiva e aproveitando a campanha de consolidação das falésias da costa algarvia (e como disfarce para esta ação invasiva, só similar ao interesse que tinha o Programa Polis) as entidades oficiais irão equipar a zona do Pau da Bandeira com um moderno radar, armas equipadas com raios laser e um posto permanente de observação OVNI e de ondas gigantes. A reconstrução do pontão situado em frente à zona do Pau da Bandeira será retomada, sendo as suas dimensões apreciavelmente aumentadas, de modo a este poder receber num sector inferior os mais modernos submarinos e na parte superior aviões e outras naves de grandes dimensões.

 

(imagens – web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:50

Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
14

20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO